Terra-média: os cenários do filme O Senhor dos Anéis

Terra-média: os cenários do filme O Senhor dos Anéis

Ao contrário do que seria esperado, a jornada até Mordor não foi das mais perigosas. Não encontramos orcs e nem outros seguidores do Sauron pelo caminho. Com a estrada livre, rapidamente avistamos a Montanha da Perdição. Sim, o lugar onde o Um Anel foi forjado. O único lugar onde o Um Anel podia ser destruído – e o lugar onde isso de fato aconteceu, como aprendemos das aventuras de Frodo e Sam, que passaram por ali algumas eras antes da gente.

Sim, eu estive na Terra-média, onde homens, hobbits, elfos, anões  e outros seres fantásticos do universo do escritor J.R.R. Tolkien travaram a Guerra do Anel. E antes que você procure “Middle Earth” ali no topo da página, em nossa lista de destinos, ou ache que o próximo post vai ser sobre a Terra do Nunca, deixe-me explicar: eu estive no mundo criado por Tolkien porque estive na Nova Zelândia. E A Nova Zelândia é 100% Terra-média, pelo menos desde que o diretor Peter Jackson e sua equipe gravaram a adaptação da história para o cinema lá.

Cenários dos filmes O Senhor dos Anéis, Nova Zelândia

Ngauruhoe: esse vulcão ativo foi um dos cenários usados como a Montanha da Perdição

Quem escolheu a Nova Zelândia como cenário foi o próprio Peter Jackson, que é neozelandês e mora em Wellington, capital do país. Mas não foi por isso que ele defendeu que a Nova Zelândia servisse de Terra-média, e sim porque ele sabia que o país oferece cenários absolutamente variados em suas duas ilhas: montanhas nevadas, campos verdejantes e tudo aquilo que você viu nos filmes.

A trilogia foi lançada entre 2001 e 2004 e mudou completamente o turismo na Nova Zelândia. Fãs do mundo todo desembarcaram no país ao longo da última década, todos em busca de lugares como Condado e Valfenda, por exemplo. De acordo com matéria do jornal The New York Times, 266 mil pessoas visitaram Hobbiton, o lugar que serviu de cenário para o Condado, nos últimos 10 anos. Em 2004, quando o terceiro capítulo da trilogia foi lançado, 6% de todos os visitantes que passaram pelo país afirmaram que uma das razões para estarem lá eram os filmes. Esse percentual representa 150 mil pessoas! E o jornal ainda lembra que naquele ano mais de 11 mil pessoas falaram que só estavam na Nova Zelândia para conhecer os lugares que apareceram nos filmes.

Febre que deve aumentar no próximo mês, com o lançamento do primeiro filme da trilogia “O Hobbit”, também de autoria do Tolkien e adaptado para os cinemas por Peter Jackson. Para quem não conhece, o Hobbit conta tudo aquilo que aconteceu antes da Guerra do Anel. Alguns cenários mostrados na primeira trilogia estão de volta, mas a produção também explorou novos terrenos no país. Ao todo, 70 lugares das duas ilhas da Nova Zelândia vão ser mostrados nos novos filmes, cenários que se juntam às centenas de locações que fizeram parte da série “O Senhor dos Anéis”.

Terra-Média na Nova Zelândia

Foto: divulgação

O governo da Nova Zelândia pegou carona no sucesso da trilogia, claro, e já investiu milhões de dólares para associar a imagem do país ao mundo criado por Tolkien. Você se lembra que eu falei que a Nova Zelândia é 100% a Terra-média? Essa é a ideia deste filme lançado nem agosto, uma campanha mundial para atrair ainda mais turistas para o país.

A Nova Zelândia é um destino turístico extraordinário de qualquer forma, mas que fica ainda mais interessante para quem é fã de “O Senhor dos Anéis”, tipo eu, um cara perfeitamente normal que assistiu “A Sociedade do Anel” 6 vezes no cinema e já leu os livros sei lá quantas vezes. Se esse também for o seu caso (ou se você for uma pessoa normal, mas que gosta da relação entre viagem e cinema), veja uma listinha com alguns dos lugares que você deve visitar na Nova Zelândia Terra-média:

Hobbinton

A pouco mais de duas horas de Auckland, Hobbinton é o condado, lugar de morada dos hobbits e de onde Frodo tem que sair para destruir o anel. O cenário usado no filme foi mantido pela iniciativa de moradores locais, que viram cada vez mais turistas interessados em pagar para conhecer o lugar, mesmo que parcialmente desmontado. Com a trilogia do Hobbit, o local voltou a ser set de gravação, dessa vez com a garantia do estúdio de que não vai mais ser desativado. Você consegue mais informações de como visitar o Condado aqui, ou então no blog MauOscar, feito por brasileiros que moram no país.

Hobbinton

Foto: divulgação

Rio Anduin

O rio Auduin, mostrado no fim do filme “A Sociedade do Anel”, na realidade se chama Waiau, e fica perto da capital do país, Wellington. O abismo de Helm e Minas Tirith também ficam nessa região. Lá também fica a produtora de Peter Jackson. E dizem que se você der sorte é possível encontrar com o cineasta pelas ruas da cidade.

Isengard

Mostrada principalmente no filme “As duas torres”, Isengard é aquela torre onde vivia o mago Saruman. A torre não existe, mas as áreas onde as cenas foram gravadas ficam no Parque Nacional Mount Aspiring.

Mordor

Sauron deu muita má nota ao construir Mordor dentro de uma reserva ecológica, o Parque Nacional Tongariro. Com 3 vulcões ativos, montanhas nevadas e lugares com cores espetaculares, a região atualmente é uma Mordor, digamos, não mais desolada pela ação de Sauron. Quer seguir os passos de Frodo e Sam até a montanha da perdição? É só fazer a travessia de Tongariro. Com um guia que conheça os filmes (não vai ser complicado achar) você vai reconhecer todos os cenários mostrados nas telonas.

Mordor, na Nova Zelândia.

Outros partes da Terra-Média, ops, da Nova Zelândia

Quer saber onde ficam outras locações de “O Senhor dos Anéis” na Nova Zelândia? Esse site do governo do país tem uma lista. E se você for mesmo fã e quiser seguir a trilha de todas as centenas de lugares da Terra-média que estão perdidos na Nova Zelândia basta comprar um tour numa das várias agências que oferecem o serviço. Tem até tour de 2 semanas que passa pelas ilhas norte e sul. Eu não fiz, mas não nego que deu vontade.  Mais detalhes sobre como planejar sua viagem nesse post aqui.

Quer receber mais dicas de viagem?

Então curta nossa página no Facebook.

 Siga o @360meridianos no Twitter.

Veja nossas fotos no Instagram.

Receba novos posts por email

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

10 comentários em Terra-média: os cenários do filme O Senhor dos Anéis

  1. Cara muito obrigado, Ótimo blog inclusive o seu foi o melhor que achei em relação a informações por experiencia, enfim.. estou planejando ir porque estou querendo fazer a trilha do Senhor dos Anéis irá uma galera e vamos passar uns 25 dias por lá, estou mais ou menos ciente dos lugares que já vou e agora mais ainda depois de ler seu artigo, muito obrigado.

  2. Post sensacional, me deu vontade de ir amanhã pra lá. Amo esse filme, amo os livros e ja perdi a conta de quantas vezes assisti….rsrs adoraria ir conhecer…

    Rafael, você sabe se aqui no Brasil existe alguma agência que tenha um pacote especifico? Quanto foi +/- a viagem?

    Obrigada!

    • Oi Beatriz! Que bom que você gostou do post! A Nova Zelândia é muito legal e definitivamente vale conhecer. Não posso indicar nenhuma empresa porque nós fomos por conta própria, sem ajuda de nenhuma agência.

      O preço varia de acordo com seu nível de economia. Mas espere pagar a partir de R$ 3.500 pelas passagens até lá. Nós gastamos cerca de 60 dólares por dia lá (contando acomodação, comida, passeios turísticos, etc) mas confesso que foi pouco e a viagem teve que ser realmente econômica para ficarmos dentro do orçamento. Acho que U$ 100 por dia é um valor razoável desde que você tope ficar em hotéis mais simples ou hostels.

      • Opa, obrigada Rafael por responder.

        Eu vou investigar mais sobre agencias, porque nunca viajei pra fora, tenho medo por não ter experiência e tals.

        Mas acho ok o preço, da pra juntar tranquilamente e ir…rsrs

        Obrigada mais uma vez….abraços.

  3. É o post que eu sempre procurei sobre a Nova Zelândia e nunca tinha encontrado!!! Parabéns. Um dia eu ainda visito a Terra-Média! E que vídeo legal esse da campanha, hein? Abraços!

    • Oi Gleiber! O vídeo é ótimo mesmo. Eu confesso que fiquei com vontade de fazer o tour de 14 dias. E planeje mesmo visitar a Nova Zelândia/Terra-média, porque vale muito a pena!
      Abraço!

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: