Como perder o medo de voar de avião

Como perder o medo de voar de avião

Eu me acostumei a voar. De avião, claro, afinal este blog ainda é feito por pessoas sem superpoderes. Culpa da nossa viagem de volta ao mundo, que transformou aeroportos em hotéis, o check-in num procedimento de rotina e os aviões em velhos conhecidos.  Mas, mesmo assim, confesso que já tive  medo de voar de avião. Não muito – minhas fobias são outras – mas algum receio de estar a milhares de metros de altura e a centenas de quilômetros por hora. Quem me garantia que aquela geringonça metálica não iria falhar? Muita gente.

Sim, muita gente trabalhou sério para que a aviação civil chegasse no ponto em que ela está hoje: ser o meio de transporte mais seguro do mundo.  É muito mais fácil se envolver num acidente ao viajar de carro do que fazendo o mesmo trecho a bordo de um avião. Dependendo da rodovia a comparação é até injusta, afinal vivemos num país que ocupa posição de destaque no ranking mundial de mortes no trânsito (estamos melhores posicionados neste do que no ranking de seleções da FIFA). Mas, se é assim, por que as pessoas têm medo de voar?

Meu receio vinha da novidade que voar representava (acredite, há 6 anos eu nunca tinha entrado num aeroporto). É que nós sempre temos medo do desconhecido. Imagine a primeira vez que as pessoas viam um carro, século passado. As pernas de muita gente tremiam antes de entrar numa geringonça metálica daquelas, não é? –“Vamos a cavalo. Esse negócio aí pode explodir”. E cá estamos nós hoje, num mundo em que as pessoas normais têm mais medo de montar num cavalo do que de entrar num carro. Ahh,  tempo, seu danadinho.

voos

A ascensão da classe C torna voar uma coisa cada vez mais comum no Brasil. Dessa forma, é natural que muita gente tenha medo ao entrar pela primeira vez num avião. Para tranquilizar quem vai fazer a primeira viagem de avião, ou simplesmente quem ainda não conseguiu superar o medo de voar, procurei algumas dicas de especialistas.

Sonha em viajar para outro país, mas não sabe como? Conheça nosso e-book sobre o assunto!

Entenda um pouquinho do assunto

Você não precisa virar um expert em aviação, mas já ajuda saber que um Boeing não se mantém no ar por mágica. Leia informações básicas sobre o assunto. Isso aumentará a sensação de segurança e evitará que você entre em pânico quando os comissários de bordo falarem que pode ser necessário usar a cadeira para flutuar (!), mas só em caso de pouso na água (!!). E você não vai exigir que abram a porta para pular fora do avião quando souber que máscaras podem repentinamente cair do teto (!!!). Esses avisos são só precauções – exatamente o tipo de coisa que faz com um avião seja seguro. Ufa.

Não chegue atrasado no aeroporto

Se atrase alguns minutos para sair de casa e uma coisa curiosa vai acontecer: o medo de entrar no avião pode ser substituído pelo medo de perder o voo. Correria, trânsito e confusões deixam qualquer passageiro nervoso antes mesmo de chegar no aeroporto. Depois, ainda mais tenso na hora de enfrentar a fila  do check-in. E já vai estar uma pilha de nervos na hora que finalmente encontrar o portão de embarque (quase fechando). Resumindo, se voar não é uma coisa tranquila para você, então não torne a atividade ainda mais estressante. Saia cedo de casa e evite aumentar o problema.

Distraia-se: não pense no medo de voar de avião

Você gosta de ler? Então leve aquele tipo de livro que costuma prender sua atenção. Faça uso do sistema de entretenimento de bordo – sim, isso costuma existir em voos mais longos de muitas companhias aéreas. Assista séries, filmes, converse com a pessoa da cadeira ao lado (se ela quiser). Enfim, faça tudo que puder para manter a cabeça tranquila. Na falta de alternativa, durma. Nada como estar descansado na hora que chegar ao destino.

A turbulência não é o fim do mundo

Sim, um avião pode tremer. É exatamente por isso que os passageiros devem manter os cintos afivelados durante a maior parte do tempo. Mas turbulências fazem parte do voo e definitivamente não são motivo para pânico. Certa vez, durante um voo entre a África do Sul e o Brasil, o avião em que eu estava tremeu tanto que uma senhora pegou a Bíblia, se ajoelhou e começou a rezar. Antes de apelar para Santos Dumont, o santo dos aviões desgovernados, repita o mantra “turbulência não derruba avião” algumas vezes. E depois pense em outra coisa, como falaremos no item 9.

Quer menos turbulência?

Escolha o lugar certo. Esta matéria da Superinteressante indica a região entre  as asas como o lugar mais estável do avião.

Cuidado com a bebida alcoólica

Você embarca e descobre que o avião é quase um open bar nas alturas. Não fique animadinho demais. Há quem ache um copo de vinho relaxante, mas entornar todas pode trazer pensamentos negativos, do tipo “vou morrer” ou “quero descer daqui agora”.  Fora que não deve ser nada agradável passar mal durante uma viagem longa.

Esteja confortável

Se  para você voar  não é uma coisa agradável, então não complique as coisas. Ficar horas com uma roupa desconfortável não vai melhorar seu relacionamento com o avião. Por isso, use roupas leves. Não deixe de ir ao banheiro,  se hidratar e de fazer caminhadas ou exercícios para as pernas e braços, principalmente durante voos mais longos.

Fica tenso durante pousos e decolagens? Respire fundo e aguarde

É a orientação dos especialistas no assunto. E lembre-se que um avião demora pouco mais de 1 minuto para decolar. Ou seja, vai passar rápido. Respire fundo meia duzia de vezes e… olha! Decolamos!

Evite pensar no assunto

Não é hora de pensar no acidente da Air France ou no choque do Legacy com o avião da Gol. Sim, acidentes acontecem, mas são a minoria absoluta se compararmos com as dezenas milhares de voos que cruzam o planeta todos os dias. Sabe por que não falam isso na televisão? Porque não é notícia dizer “100 mil voos chegaram em segurança nos aeroportos hoje”. Dê uma olhada neste vídeo, que mostra a quantidade de voos no planeta em 24 horas (os pontinhos amarelos). Muitos, não? Pois é…

Tem pânico de voar de avião? Procure um especialista

Existem empresas e profissionais especializados em ajudar quem tem fobia de viajar de avião. Se o seu medo for incontrolável, então considere a possibilidade.

Quer receber mais dicas de viagem?

Então curta nossa página no Facebook.

Siga o @360meridianos no Twitter.

Veja nossas fotos no Instagram.

Receba novos posts por email

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura.

42 comentários em Como perder o medo de voar de avião

    • Fica tranquila, Gabriela. Esse é o meio de transporte mais seguro que existe.

      Quedas são raríssimas. Acidentes de carro ou ônibus, por exemplo, são muito mais comuns.

      Abraço.

  1. Embora já tenha viajado muito a trabalho, até prá o exterior, mas o medo e a ansiedade continua, muito antecipado à viagem, principalmente na aterrissagem e decolagem, costumo tomar um remédio prá enjôos, se não fizer isso, tenho náuseas e até vomito. Depois que levanta vôo fico mais tranquila e o pavor recomeça na hora da aterrissagem. Sempre que posso voo direto, procuro respirar fundo, me distrair nesses instantes, pensar em outra coisa, fechar os olhos,segurando o estômago e confiar em Deus. abraços.

  2. Bom dia! gostaria de saber se existe algum curso aqui no Rio de Janeiro para perder o medo de voar em um avião,perco oportunidades,inclusive já perdi uma viagem paga por causa do medo.

  3. Olá, vou para os eua amanhã, me prometi que nao iria dormir esta noite para dormir no vôo, comprei remedio para isso também.
    O detalhe é que nao é a primeira vez que voarei, viajava sempre pq trabalhava no Paraná e toda vez eu chorava, mas fui preguiçosa e nao procurei tratamento, se arrependimento matasse…
    Mas vamos ver se eu arrumo forças para aguentar 9h no avião.
    Beijos!!

    • Deu tudo certo, Thais? tenho certeza que, apesar do sofrimento no avião, agora você está aproveitando bastante a viagem. Foco nas coisas boas. :)

      Abraço.

  4. Meu medo é incontrolável. ..Minha sogra vai me levar pra São Paulo. ..mas não tenho coragem. …vou desistir pois nunca viajei d avião. .. eu to até me vendo passar mau dentro do avião e gritar d tanto medo…imagino que é igual quando to dentro dos brinquedos q tem no parque. .pois sinto muito frio na barriga e é isso q me das mas medo. Imagino q no avião o frio q sinto na barriga é mil vezes mais forte do q o q sinto nos brinquedos. Fico tao trist por ser assim o medo toma conta d mim.

    • Não desiste, Elem. Não tem aquelas subidas e descidas bruscas de brinquedos de parques não. Se você não olhar pela janela, só para as pessoas ao redor, já vai controlar muito seu medo.

      Quase todo mundo tem medo na primeira vez num avião. É normal.

      Abraço.

    • Acho que no fundo todo mundo tem um pouco de medo, Sidinei. O homem, final de contas, não tem asas.

      Mas, ó, é estatística: é o transporte mais seguro que existe. Pegar a estrada de carro é bem mais perigoso.

      Abraço.

  5. Bom dia
    Há cerca de um mês comentei aqui porque ia andar pela primeira vez de avião e estava completamente em pânico. Agora que voei, não é assim tão mau. Quase que gostei! Quanto às tonturas a subir, encostei a cabeça e aguardei que o avião chegasse lá acima e é muito mais fácil. A aterrar, tive umas dores de ouvidos um pouco difíceis, mas acabou por passar. Obrigada pelo blog que me preparou psicologicamente para aquela viagem!

  6. Há mais de vinte anos não viajo de avião. Meu medo é na decolagem e na aterrisagem. Quando o avião está em altitude de cruzeiro, me lembro que até relaxei. Mas a sensação de tontura na decolagem e na aterrissagem me marcaram tanto que nunca mais consegui viajar. Este ano preciso ir a Portugal e não sei como vai ser. Vou ter que me curar desse medo de qualquer jeito. Abraço.

      • Olá! Finalmente venci meu medo! Fui e voltei do Rio de Janeiro. Senti aquelas tonturas mas nada de mais. Ainda peguei tempo ruim na ida. Mas percebi que eu estava exagerando no medo. Quando me sentia mal, não olhava pela janela. Respirava fundo e melhorava. Também usei um remédio para o nariz receitado pelo otorrino, no momento da decolagem e da aterrisagem. Agora vou para Lisboa. Estou bem mais animada. Espero ajudar quem tem medo! Abraço.

  7. Talvez, o maior problema nem seja o pânico de estarem um lugar que vc não pode sair, mas pessoas controladoras, que guiam seus carros, gostam de ter a rédea da vida nas mãos, mesmo que seja um cavalo, preferem não confiar em mecânicos, pilotos.Além disso, a sensação do pouso e decolagem são extremamente desconfortáveis, especialmente em pistas curtas ou em esteiras de turbulência.Eu odeio o céu por ser muito esburacado!A única coisa que penso é tenho que vencer esse medo porque preciso chegar rápido em algum lugar, mas meus planos de aposentadoria não incluem um avião!Além de ser muito mais barulhento que qualquer automóvel de luxo,vc viaja como uma sardinha!Penso que o Trem-bala vem aí!Esse, sim, muito mais confortável, sem check-ins demorados, sem a sensação de montanha russa e intempéries do tempo!

    • Ahhh, como eu queria um trem bala. Gosto muito mais de viajar de trem do que de avião, porque não tem aquela burocracia dos aeroportos.

      Quem sabe um dia, né?

  8. Obrigada! Foi muito animador ler este post, especialmente quando se refere à descolagem do avião, que é o que me dá mais medo. Até me deu um riso nervoso. Falta menos de um mês para andar pela primeira vez de avião. Vão ser quase três horas, e infelizmente vou sozinha. Vou lembrar-me deste texto quando estiver no avião :-)

  9. Viajo bastante, desde os 7 anos de idade. Já morei longe da família e tudo mais, sempre voei com tranquilidade.
    No entanto, de três anos para cá desenvolvi um pânico terrível, mas respiro fundo e vou nessa…. Pior que o namorado mora em SP e eu vou todos os meses, já voltei sozinha de Miami, e vou semana que vem pra Europa com o namorado…
    Mas me arreependi de não ter ido num especialista….

  10. Olá adorei a matéria, tenho um trauma desde criança que de tão forte que foi não me lembro da volta no avião como diz minha mãe, ela já praticamente deu a volta ao mundo mas fala que a pior turbulência que ela já pegou foi a que eu estava com ela quando eu tinha 8 anos, hoje tenho 20 anos e isso ainda me assombra agora mais ainda pois minha mãe mora longe de mim agora é preciso pegar avião para visita lá, quando entro no avião começo a suar frio, começo a tremer e nem se fala no estômago que fica horrível, sem contar que meu maníaco é tanto que se eu pegar um vôo as 00h capas de ficar 24h acordada por causa do pânico. No meu caso eu deveria procurar um especialista?

  11. oiie jente,tenho 10 anos e em agosto meu pai vai para meceio moro em caçapava mais estou com muito medo do aviao…muito mesmo preçiso de ajudas sabe quando ajente pensa assim q o aviao vai cair mais eu creio que DEUS é com migo…perdi mais o menos o medo mais ainda to um pouco

    • Oi, Maria.

      Fica tranquila. Viajar de avião é muito seguro, uma das coisas mais seguras que existem. Vai dar tudo certo, não tem motivo para ter medo não. :)

  12. Moro em Recife e quero ir pra são paulo, no ano retrasado comprei a passagem, mais fiquei com tanto medo que nem no aeroporto eu cheguei, e agora estou pensando em tentar novamente, eu tenho muitos sonhos com aviões, eu acho que é o medo da altura! mais eu queria enfrentar

  13. Olá Rafael, muito boas as suas informações e dicas. Pena que não se aplica a mim. Sou claustrofóbica e estou analisando todas as possibilidades de viajar de avião,que não seja apagada por um calmante. Pretendo ir para o Canadá e já entro em pânico só de imaginar a porta do avião se fechando atrás de mim.

    • Oi Carla,

      Nesse caso deve ser complicado mesmo, mas certamente não é impossível. Tenta procurar uma dessas empresas especializadas no assunto, quem sabe eles não te ajudam.

      Abraço e boa sorte!

    • Boa dica, Joana. Jeito de perder o medo tem, né? O importante é não deixar esse medo atrapalhar nossa vida. =)

      Abraço e obrigado!

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem