Porto Seguro: dicas de viagem e o começo do Brasil

Porto Seguro: dicas de viagem e o começo do Brasil

Porto Seguro é o primeiro destino turístico do Brasil.  A excursão inaugural para aquelas terras atraiu um grupo de portugueses barbudos e, dizem as más línguas, fedorentos. Como costuma acontecer nessas viagens de pacotes turísticos, eles seguiram um roteiro duro e engessado. A turma do Pedro Álvares Cabral realizou a primeira missa em solo brasileiro, explorou as praias da região e fez contato com os moradores locais.

Depois do escambo por artesanato baiano, ofereceram vinho aos índios, que já naquela época preferiam cachaça. Como a passarela do álcool ainda não existia, em 12 dias os portugueses entraram nos navios e tocaram para a Índia. Cabral ficou pouco tempo por lá e nunca mais voltou, mas a Bahia não se esqueceu dele. Estava descoberto o Brasil. O turismo foi só consequência.

desembarque de cabral

“Desembarque de Cabral em Porto Seguro”, do pintor Oscar Pereira da Silva

Seguir os passos do Pedro Álvares Cabral pela Costa do Descobrimento é quase uma obrigação para o viajante brasileiro, afinal a região transpira história e cultura, além de oferecer praias interessantes. Estive duas vezes em Porto Seguro. A primeira foi para passar apenas um fim de semana. A segunda foi durante o meu primeiro mochilão, em que saímos de Belo Horizonte e seguimos por terra até Salvador. Chegamos em Porto Seguro depois de alguns dias em Conceição da Barra e Dunas de Itaúnas, no Espírito Santo, e ficamos cerca de uma semana por lá.

O que fazer em Porto Seguro

Para quem é de praia (e de axé), não faltam opções. As mais badaladas têm uma atmosfera jovem e ficam lotadas durante o verão. Na praia de Taperapuã ficam as barracas Barramares, Tôa Tôa e Axé Moi, com ótima infraestrutura e que atendem os turistas que chegam com as agências de viagem.

Quer tranquilidade? Então fuja dessa praia (ou não vá em alta temporada). Mas Porto Seguro também tem praias para quem quer paz e descanso. Alguns exemplos são as praias de Arraial D’Ajuda, Trancoso e Caraíva, distritos de Porto Seguro.

Porto Seguro - Bahia

Além das praias, Porto Seguro merece ser visitada pela história. Tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional, o lugar guarda tesouros como a cidade alta, onde ficam igrejas e casarões da época colonial. Outro ponto interessante é o Marco do Descobrimento, um monumento que teria sido trazido de Portugal para marcar o domínio do Reino naquelas terras.

Veja também: Onde ficar em Porto Seguro

Cidade alta de Porto Seguro

Em Coroa Vermelha, onde foram realizadas as primeiras missas do Brasil, também  há um monumento para relembrar o descobrimento. É uma enorme cruz de aço, colocada na área durante as comemorações dos 500 anos da chegada de Cabral. Tecnicamente Coroa Vermelha não fica em Porto Seguro, mas num município vizinho chamado Santa Cruz Cabrália (as duas cidades, juntamente com Prado, disputam o título de local exato do descobrimento, que é incerto).

Onde ficar em Porto Seguro: Coroa Vermelha

De qualquer forma, é possível chegar facilmente em Coroa Vermelha, partindo do Centro de Porto Seguro. São poucos minutos de carro ou mesmo de ônibus urbano. Na região fica uma reserva dos índios Pataxó. Se em 1500 eles viviam com “as vergonhas tão nuas e com tanta inocência assim descobertas que não havia nisso desvergonha nenhuma”, como escreveu Pero Vaz de Caminha, nos anos 2000 eles não estão pelados e ainda fazem artesanato, mas hoje aceitam até cartão de crédito – nada do simples escambo de mercadorias. Tempos modernos.

Porto Seguro, Brasil

Quer mais? Então não deixe de visitar a passarela do álcool, cheia de bares e restaurantes e que comanda a noite de Porto Seguro, que tem a fama de uma das mais animadas do Brasil. Outra alternativa é o conhecer o Recife de Fora, uma área de preservação ambiental que fica no mar, a alguns quilômetros da costa. Passeios de escuna levam os turistas até lá, que podem mergulhar e fazer snorkeling numa região rica em corais e cheia de peixes de todos os tipos.

Como chegar em Porto Seguro

De avião. A cidade tem um aeroporto que fica pertinho do centro da cidade e oferece voos diretos para algumas capitais brasileiras. Os mais animados também podem ir por terra. A rodoviária fica no centro da cidade, sendo possível chegar em outras cidades da região.

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

5 comentários em Porto Seguro: dicas de viagem e o começo do Brasil

  1. Olá Rafael, tudo bem?

    Planejo ir para lá em agosto e me hospedar no La Torre Resort All Inclusive. Como esse hotel, por si só, já é caríssimo, quero economizar para andar pela cidade.

    Vi que a praia do Mutá, onde está o hotel, e a praia da Coroa Vermelha são bem próximas, cerca de 30 minutos de caminhada.

    sabe me dizer se é tranquilo andar por lá? Vivemos em um país bem inseguro né? Já ouvi horrores sobre andar por alguns lugares nas praias de Natal, por exemplo.

    Sobre Trancoso, li muitas coisas dizendo que as praias são distantes e caras (quiosques caros e estacionamento cobrado), conhece alguma que não seja assim e que valha a pena a visita?

    Obrigada!

    • Oi, Patrícia. Desculpa pela demora na resposta. Acho que é tranquilo sim. E tem um ônibus urbano que faz o trecho e custa coisa de três reais.

      Trancoso é caro mesmo. Muito. Arraial é mais barato, para você ter uma ideia. Mas vale dar uma passada, nem que seja para conhecer. O quadrado, em Trancoso, é lindo.

      Abraço.

  2. Oi Rafael!
    Estive em Porto Seguro em março e, infelizmente, a praia de Coroa Vermelha está cheia de barraquinhas e essa vista maravilhosa que você registrou na foto não existe mais. Uma pena!

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: