Dicas de Las Vegas: turismo na cidade do pecado

Dicas de Las Vegas: turismo na cidade do pecado

Quem diz que Las Vegas é uma terra sem lei não está muito errado. Pelo menos, tem bem menos regras sendo cumpridas lá do que no resto dos Estados Unidos. Muito por isso, a cidade, que tem um clima semi-árido e fica no estado de Nevada, é conhecida como a capital mundial do entretenimento e tem como slogan “O que acontece em Vegas, fica em Vegas”.

Eu cheguei desavisada na cidade em pleno Saint Patrick’s Day e me deparei com pessoas loucas, vestidas de verde, fazendo o que não era permitido nos outros estados: beber na rua, dirigir bêbado e fumar em lugares fechados (isso, na verdade, me incomodou muito). Passei duas noites e dois dias na cidade. Agora, vou descumprir as regras e te contar o que acontece em Vegas.

Para começar, em meu favor (na verdade, meu grande desfavor) eu não perdi a dignidade em Vegas em momento algum. Isso porque, quando estive lá, em março de 2009, eu era uma jovem de 20 anos, ou seja: menor de idade pelas leis estadunidenses. E, infelizmente, se tem uma regra que eles continuavam cumprindo é o que diz que menor de 21 anos não pode beber. Logo, eu não pude entrar em nenhuma boate e tinha bastante dificuldade em aproveitar as bebidas grátis oferecidas nos cassinos.

Veja também: onde ficar em Las Vegas?

Dicas de viagem e turismo em Las Vegas, Estados Unidos

Peraí, você disse bebidas grátis? SIM! Sério gente, nos salões de jogos dos cassinos mocinhas de vestidos curtos ficam circulando com bebida (cerveja, whisky, etc), distribuindo para quem estiver jogando. E não só para quem está jogando poker e perdendo as calças. Também pode participar da brincadeira quem está na maquininha que custa 5 centavos de dólar – dizem que é de bom tom dar uma gorjeta de um dólar nesse caso. Como pela lei eu não poderia jogar, muito menos beber, eu só consegui ganhar a tal bebida clandestinamente uma vez sem que pedissem minha identidade. Claro, vale lembrar que o objetivo dessa mamata é que você fique bêbado alegre e gaste mais dinheiros no cassino.

Outro truque bom para quem joga são os “comps”. Esses eu não testei, mas dizem que quando você fica num hotel-cassino e gasta com jogos, eles te dão “complimentary”, ou seja, uns agradinhos que vão de pequenos brindes até passagens de avião. Quem já vai com o objetivo de gastar muito na jogatina já pode avisar o hotel no check in que ganha um cartão especial, tipo, cliente vip.

Por fim, as mocinhas que não querem pagar entrada nas boates podem tentar o truque de circular na porta das casas noturnas durante o dia. Bastar perguntar para o hostess, como quem não quer nada, o que vai rolar lá à noite. Tem uma chance absurda de te darem uma cortesia para a festa. Essa tática funcionou comigo, mas depois não me deixaram entrar no local pela falta de idade. Fail.

Essa é sua primeira viagem ao exterior? Conheça nosso e-book com dicas exclusivas

Mas então, o que tem para fazer em Las Vegas?

O que bomba mesmo em Las Vegas está localizado na The Strip, um trecho de cerca de 7 km na Las Vegas Boulevard, que vai da Stratosphere, no extremo norte, ao Mandalay Bay, no extremo sul. Nesse meio do caminho estão alguns dos hotéis e cassinos mais famosos e bacanudos do mundo: Bellagio,  Caesars,Luxor, MGM Grand,  Monte Carlo,  New York New York, Paris, The Venetian.

Dicas de viagem e turismo em Las Vegas, Estados Unidos

E mesmo quem não curte muito jogar, como eu, vai ter o que fazer em Las Vegas, seja gastando muito pouco ou esbanjando. Para começar, só a visita aos hotéis-cassinos já é um passeio a parte. Todos eles tem muito cuidado em serem um grande centro de entretenimento. Tem cassino que imita lugares famosos como Nova York, Paris, Veneza e Egito, com direito à reprodução de pontos turísticos. Outros têm uma pegada mais histórica: imitam castelos ou o Fórum Romano. Além disso, muitos têm exposições e shows gratuitos abertos ao público. O Bellagio, por exemplo, tem um show de fontes lindo durante a noite e lá dentro tem um borboletário e um jardim super bem cuidados. Já o MGM tem um mini-zoológico só de leões. O Treasure Island faz um show explosivo com um navio e piratas dançantes.

Dicas de viagem e turismo em Las Vegas, Estados Unidos

Claro, também existem exposições, museus, parques temáticos e shows pagos. Afinal, a cidade vive disso. Mas o legal é que tem coisas muito bacanas e exclusivas de Las Vegas. Por exemplo, o Cirque du Solei tem uns sete shows contínuos na cidade, entre eles o Love, inspirado nas músicas dos Beatles – que também rendeu uma lojinha e uma boate temáticas. Essas grandes atrações costumam se esgotar rápido, então vale a pena reservar com antecedência ou perguntar para o pessoal do seu hotel assim que você chegar. Outra coisa legal é que tem uns escritórios pela cidade que vendem os shows com ingressos mais baratos ou através de cupons de desconto que você pode achar em revistas. Já os parques possuem montanhas-russas muito rápidas e  brinquedos de queda livre que são muito populares, mas eu não me animei de testar.

Dicas de viagem e turismo em Las Vegas, Estados Unidos

Quem quer fazer compras pode se acabar em Las Vegas, porque além de ter três outlets grandes nas redondezas: o Las Vegas Premium Outlets – South, Las Vegas Premium Outlets – North  e The Fashion Outlets of Las Vegas, também existem shoppings enormes dentro dos hotéis, que tentam manter a atmosfera da cidade enquanto você faz as compras. Para isso, eles investem em decoração caprichada e shows de música e dança. Também tem uma loja muito legal da Coca-Cola, com garrafinhas vintages e muitos suvernirs, e outra igualmente bacana da MMs.

Dicas de viagem e turismo em Las Vegas, Estados Unidos

Comer, domir e se locomover: as dicas de Las Vegas mais básicas

Em Las Vegas se come de tudo, do sushi aos famosos aos sanduíches de um dólar dos fast-foods. Como era minha última cidade da viagem e eu já tinha economizado muito, até me dei ao luxo de deixar o meu regime de Burguer King e McDonald’s e me aventurar no Outback por um dia. Não faltam opções de restaurantes para todos os gostos e bolsos, assim como bares. Não tem muito erro. E fica a dica: se o seu hotel está te cobrando fortunas pelo Wi-fi, o querido Burguer King oferece de graça internet.

A regra dos hotéis é a mesma do restaurante: tem de tudo quanto é tipo. Eu fiquei num hostel da HI chamado Tod Motor Motel, que ficava fora da Strip, mas não tão longe e com opções de transporte 24h. A vantagem é que oferecia café da manhã grátis. Além disso, o pessoal do staff era muito divertido e fazia churrasco para a galera. Porém, se eu fosse novamente em Las Vegas não ficaria lá, porque alguns dos hotéis-cassinos não custam caro, então dá para ter mais conforto e ficar mais próximo da região movimentada. E se você puder se hospedar durante a semana, maior ainda a chance de pagar mais barato, porque rolam promoções.

Dicas de viagem e turismo em Las Vegas, Estados Unidos

Como a cidade fica num lugar desértico, é meio óbvio que o calor no verão é insuportável. Por isso, vale a pena evitar os meses de julho e agosto, se possível. No inverno, faz um friozinho do tipo “precisa de casaco, mas não está na neve”. Eu estive na melhor época, que era o final do inverno e início da primavera. Os dias estavam frescos e à noite esfriava, mas um casaco leve dava conta do recado.

Sobre o transporte, em Las Vegas existem serviços de ônibus que cruzam a The Strip dia, noite e madrugada. Eu comprei um ticket de 9 dólares que servia para o Deuce – um ônibus que corre a The Strip e para em pontos determinados – e para o Strip & Downtown Express. Esse ticket dava direito a corridas ilimitadas em um período de 24 horas. Você também pode optar por ônibus comuns que custam 2 dólares, mas só rodam até 1h30 da madruga. No entanto,  eles passam por outros destinos que o Deuce não atende. Tem também um monotrilho que cruza uma parte da cidade pelos fundos de alguns dos cassinos. É possível pegar taxis ou alugar carro, mas é bom se preparar para a possibilidade de enfrentar engarrafamentos.

Dicas de viagem e turismo em Las Vegas, Estados Unidos

Uma última dica: para ir naquela placa “Welcome to fabulous Las Vegas”, é preciso pegar o ônibus até o Mandalay Bay e dali caminhar. Não é muito perto, nem muito longe, mas é uma caminhada boa. Quem tiver carro ou quiser pagar um taxi vai passar menos aperto.

Quer receber mais dicas de viagem?

Então curta nossa página no Facebook.

Siga o @360meridianos no Twitter.

Veja nossas fotos no Instagram.

Receba novos posts por email

Sou jornalista, tenho 27 anos e atualmente moro em Coimbra, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite “morar no aeroporto”. Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e estou cumprindo minha meta de conhecer 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo.

24 comentários em Dicas de Las Vegas: turismo na cidade do pecado

  1. Ola. Muito legal seu blog. Eu estou querendo ir com uma amiga para las vegas. Eu tenho 21 anos, mas ela tem 19. Voce sabe se eu posso ser a ‘responsavel’ por ela na hora do check in? Porque estou olhando no booking.com e eles falam que menores de 21 devem estar acompanhados dos pais ou com um responsavel oficial. O que seria isso? Apenas alguem com 21 anos ou mais? Aguardo resposta e agradeco desde ja =)

    • Oi Jéssica,

      Olha, eu não tenho certeza, teoricamente seria alguém maior de idade. Minha sugestão é que você envie um email para o hotel antes de fazer a reserva, confirmando isso. Talvez uma carta dos pais da sua amiga também resolva a questão.

      Abraço

  2. Olá adorei seu post, e acho que você seria uma pessoa muito útil para me responder uma pergunta. Tenho 18 anos e irei para Lad Vegas com uns amigos que são menores de 18, com a idade em torno de 16 a 17 anos, sou o único de maior e queria saber se porei fazer Check in em algum hotel perto da Strip que não seja cassino. Obrigado pela atenção passar bem.

  3. Boa tarde!!!
    Eu vou para Las Vegas, tenho 20 anos e preciso ficar em algum hotel.
    Porem para realizar o check-in preciso ter 21 anos. O que eu posso fazer? Existe algum hotel que é permitido?

  4. Vou pra vegas completar meu aniversario de 18 anos, e gostaria de saber qual documento eles pedem na hora de entrar,, em alguma ipotese posso mostrar minha id brasileira ??

    • Oi João, você pode mostrar sua ID brasileira ou passaporte. Porém, com 18 anos, não vai poder entrar em nenhuma boate ou comprar bebidas. É necessário ter mais de 21 anos para isso em Las Vegas.

  5. Luiza, estou indo morar em vegas por um ano e meio. tenho 19 anos, tipo vai ser tempo perdido? Ja me falaram que eu nao vou nem poder sair dentro do quarto por ter menor idade.

    • Oi Matheus,

      Nem poder sair do quarto é exagero, mas você certamente não poderá beber, jogar ou entrar em boates. A idade para isso nos Estados Unidos é 21 anos.

      Eu gostei muito de ter conhecido Las Vegas, mas confesso que gostaria de voltar agora que não tenho mais 20 anos. Ao mesmo tempo, acho que qualquer experiência de intercâmbio é muito válida e você vai aproveitar muito e conhecer gente diferente.

      • Mas, assim digo, tem programação para menores? Shows, festas, etc.? E as pool parties? Já me falaram que é melhor todo final de semana eu ir para a califórnia haha.

  6. Oi! Muito bom seu post!
    Irei a Las Vegas mas ainda não tenho 21 anos, e queria saber se menores de 21 podem entrar nos cassinos (irei acompanhada pelos meus pais). Sei que não podem jogar nem beber, mas em alguns sites li que não pode nem entrar.
    Obrigada!

    • Oi Bárbara,

      Eu consegui entrar em todos os cassinos sem problemas com 20 anos. Realmente, beber ou jogar pode ser mais complicado, mas eles não conferem a identidade para entrar no cassino, só nas boates.

      abraço

  7. Olá, Parabéns pelo post. Bem completo.

    Gostaria de saber que documento eles pedem nos cassinos/baladas em Las Vegas? RG ou Passaporte?

    Obrigado,

  8. Ola ! Poderia me informar qto tempo levou do Mandala Bay ate a placa, a pé? Para ir e voltar a pé foi mt cansativo pra vc, vc ainda teve animo de continuar turistando RS depois da caminhada? RS obrigada !

    • Oi Melissa,

      A caminhada não é tão cansativa, o problema é o calor, mas dá para continuar passeando depois numa boa, não é tipo uma trilha, rs

      Acho que levou uns 20 min. O trajeto tem tipo 1,5km

      bjs

  9. Ótimas Dicas de Las Vegas. Estou indo viajar para Las Vegas e o seu blog está sendo muito útil. Já fui uma vez e os cassinos, hotéis, baladas e restaurantes de Vegas são incríveis, uma cidade única!

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem