Como planejar uma viagem para a Europa

Como planejar uma viagem para a Europa

Há 500 anos os europeus entraram em navios e descobriram a América. Séculos depois, milhões de turistas do chamado Novo Mundo sonham em fazer o percurso inverso e conhecer as belezas de Paris, desvendar os mistérios de Londres ou as histórias e mitos de Roma.

Sabemos que planejar uma viagem para o exterior não é tarefa das mais simples. Por isso, preparamos um guia com algumas das principais dúvidas de quem pretende cruzar o Oceano Atlântico pela primeira vez.

Preciso de visto para viajar pela Europa?

Não é preciso de visto para entrar em nenhum país da União Européia, apenas um passaporte válido (três meses de validade após a data esperada para o fim da viagem). Isso inclui França, Itália, Holanda, Espanha, Alemanha, Inglaterra e vários outros. Brasileiros também não precisam de visto para entrar na Croácia, Islândia, Noruega, e Rússia.

Vale lembrar que essa situação é válida apenas para turismo e que a permanência na Europa tem um prazo máximo, normalmente 90 dias. Tenha em mente também que a não exigência de visto não é garantia de entrada, mas apenas significa que você não precisa de uma autorização prévia para viajar até o país. Ao desembarcar, será necessário conversar com um oficial da imigração local, que irá checar suas intenções e se você cumpre os requisitos para entrar no país (se tem a quantidade necessária de dinheiro, quantos dias vai ficar, se tem as passagens de volta, etc).

Passeio Rio Sena, Paris

Paris

Como faço pra trocar Reais por Euros?

Você troca em qualquer casa de câmbio, dessas que existem em muitos shoppings. É bom consultar o preço do Euro em mais de uma casa para tentar pegar uma oferta melhor. Você não precisa já ter a passagem para fazer a compra. As empresas costumam pedir apenas um documento de identidade, CPF e comprovante de residência. Lembrando que para quantias maiores pode ser necessário reservar os Euros com 48 horas de antecedência, mas isso depende da casa de câmbio. É preciso ver as regras de cada lugar.

Não leve todo seu dinheiro em espécie, afinal existem batedores de carteira em qualquer lugar do mundo. Nós aprendemos por experiência que a melhor saída é dividir o dinheiro. Quando viajamos, compramos um pouco de moeda estrangeira e desbloqueamos o cartão de débito para uso no exterior. Além disso, também avisamos ao banco que iremos utilizar o cartão de crédito no exterior. Por fim, mas não menos importante, usamos os travel cards, cartões de viagens pré-pagos. Todos esses métodos são importantes e dão mais segurança durante a viagem.

Quando a moeda do país não for o Euro (casos da Inglaterra e da Suíça, por exemplo), será necessário fazer uma nova conversão. Você pode fazer isso trocando seus Euros por moeda local. Outra opção é sacar a grana direto do seu cartão, seja o travel card ou o de débito mesmo, ou pagar no próprio cartão, seja no débito ou no crédito. Vale lembrar que sempre há perda de dinheiro quando você faz a operação de câmbio e que podem haver taxas de saque. Consulte seu banco e a operadora do seu cartão antes de embarcar.

Se o seu destino for apenas a Inglaterra, por exemplo, a melhor saída é compras Libras e carregar o travel card na moeda da Rainha.

planejar Viagem para a Europa

Pisa

Quanto dinheiro preciso para entrar na Europa?

Para circular pelo Espaço de Schengen é preciso ter 65 euros por dia. Vale dizer que esse valor costuma variar um pouco dependendo da fonte consultada e do país em questão. Isso não significa que você precisa gastar tudo e nem só isso – só precisa provar que tem esse dinheiro. Para isso, leve todos os seus comprovantes bancários. Não é preciso ter todo o dinheiro em espécie, mas não deixe de levar alguma moeda com você, afinal nunca se sabe quando o caixa eletrônico mais próximo pode falhar.

Quanto você vai gastar de fato, para além das regras de entrada na Europa, é outra questão. Depende do seu estilo de viagem e do país que você vai visitar. Espanha e Portugal são bem mais baratos que Inglaterra e França. Já a Suíça e os países da Escandinávia exigem muito mais grana no bolso (ou no cartão) do que Paris ou Londres. Mochileiros costumam gastar mais ou menos o mínimo exigido pela regra: uma média de 60 Euros por dia.  Já quem gosta de viajar com mais conforto pode gastar esse valor somente com o hotel.

Sète, França - Laguedoc

Genebra, Suíça

Preciso tomar vacina contra febre amarela para entrar na Europa?

Para a maior parte dos países a resposta é não. Veja nessa lista, da Organização Mundial de Saúde. Entretanto, se você pretende viajar com mais frequência é uma boa ideia tomar essa vacina e pegar o Comprovante de Vacinação Internacional, fornecido pela Anvisa. Ele é válido por 10 anos. Uma vez resolvido o problema você terá uma década inteira de despreocupação e nunca mais vai ter que consultar a tal lista da OMS.

Veja também: Como tirar o comprovante internacional de vacina contra febre amarela

Tenho que ter um seguro de saúde para entrar na Europa?

Sim. Na Europa, muitos países exigem que os turistas tenham um seguro com cobertura de € 30 mil. Todos os países que assinam o Acordo de Schengen solicitam a comprovação de contratação de seguro de viagem na entrada. Ou seja, você é obrigado a ter um seguro de viagem para viajar até lá.  Os países são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça.

Nunca me pediram os comprovantes do seguro na hora de entrar no país, mas teoricamente eles podem fazer isso – e negar a entrada de quem não tiver. Além disso, não é prudente viajar sem um seguro desses. Existem vários seguros bons e baratos no mercado. Nesse post aqui ensinamos como comparar os preços de 10 das melhores seguradoras do mercado e garantir o melhor custo/benefício.

Leia também: A importância de ter um seguro de viagem

planejar viagem para europa

Milão, Itália

Existe cota pra compras na Europa?

Sim. Cada pessoa pode gastar até U$ 500 em compras na Europa. Acima disso, pode ocorrer uma multa de 50% no valor que ultrapassar os U$ 500. Isso na hora da volta, quando o turista passa na alfândega no Brasil. Algumas mercadorias ficam de fora desse limite de U$ 500. É o caso de uma câmera fotográfica ou de um celular, por exemplo, Desde que você compre apenas um por pessoa, claro. A ideia é que esses equipamentos seriam para uso pessoal. Para saber mais sobre isso veja esse vídeo, produzido pela Receita Federal.

Além dos U$ 500, assim que voltar ao Brasil você pode gastar mais 500 dólares no free shop. Mas não há cota a mais para fazer compras no free shop de outro país.  Para mais detalhes, veja nosso texto sobre compras no exterior.

Como monto meu roteiro de viagem para a Europa?

Eu sei que a Europa tem um milhão de lugares incríveis, mas resista a vontade de visitar 8 países em 20 e poucos dias. Lembre-se que muitos deslocamentos tornam a viagem bem mais cansativa, mais cara e tiram um tempo precioso que você teria para conhecer cada lugar. É melhor curtir bem algumas poucas cidades do que correr para dar só uma olhadinha numa porção delas.

Grandes cidades europeias rendem muitos dias de viagem. Esse é o caso de Paris, Londres, Roma e Berlim, por exemplo. Cada uma dessas cidades tem atração para uma semana, tranquilamente. Ficar menos de cinco dias significa perder a chance de conhecer bem cidades incríveis.

Além de viajar devagar, pense em como você vai se deslocar entre as cidades. Para isso, entre no Google Maps e estude a localização de cada uma delas. Esse é o primeiro passo para montar um  roteiro lógico, evitando deslocamentos sem sentido. Depois, escolha a melhor forma de transporte: pode ser trem, avião ou ônibus. Boa parte da Europa conta com trens da alta velocidade, uma opção quase tão rápida como o avião, mas sem aquela perda de tempo dos aeroportos. Também existem várias empresas aéreas de baixo custo no Velho Continente, muitas vezes com passagens mais baratas do que trens ou ônibus. A regra é pesquisar. Não deixe de ler os dois textos abaixo:

Como viajar de trem pela Europa

Como viajar de ônibus pela Europa

Planejar viagem para Europa: como reservar meu hotel

Já quando o assunto é hospedagem, você pode reservar tudo pela internet mesmo. Existem vários sites que fazem o serviço. Um que nós sempre utilizamos em nossas viagens é o Booking, uma empresa holandesa que faz centenas de milhares de reservas por dia.

Pesquisar é fácil. Coloque o nome da cidade que você deseja visitar e as datas da sua viagem. Há opções para todos os tipos e bolsos, de hotéis a albergues. Para mais detalhes, veja esse texto aqui, com o passo a passo para reservar hotéis pela internet.

Temos também textos detalhados, com as indicações dos melhores bairros para procurar hospedagem nas mais importantes cidades europeias. Clique no nome da cidade a seguir e comece a buscar seu hotel: Paris, Londres, Roma, Milão, Veneza, Florença, Bolonha, ParmaSan MarinoMadrid, BarcelonaAmsterdam, Berlim, Munique, Praga, GenebraLisboa.

planejar Viagem para Europa

Florença, Itália

Vou dirigir na Europa. Preciso de ter uma Carteira Internacional?

Alugar um carro e dirigir pode ser uma boa opção em alguns países. Na maior parte do mundo – Europa incluída – você não precisa ter a Carteira Internacional para fazer isso – basta apresentar a sua Carteira de Habilitação nacional mesmo.

Mas então pra que serve a Carteira Internacional? Bem,  facilita sua vida e minimiza as chances de um policial desinformado encrencar com sua habilitação brasileira, afinal ele provavelmente não vai entender o que está escrito no documento e pode não saber das regras da Convenção de Viena, que regem o tráfego rodoviário em 130 países. Já a Permissão Internacional está em oito idiomas, facilitando a leitura em várias partes do mundo.

Se optar por tirar uma Carteira Internacional, vá com a antecedência necessária ao Detran e peça a sua. Para isso é preciso pagar uma taxa (varia de acordo com o estado, mas costuma ser em torno de R$ 150), levar um formulário preenchido e sua carteira nacional.

A validade da habilitação internacional será a mesma da sua CNH. E lembre-se se levar os dois documentos durante sua viagem, já que a Permissão Internacional só tem valor se apresentada junto com a CNH.  Em casos de dúvida acesse o site do Detran do seu estado.

Veja também: Como tirar a carteira de motorista internacional

planejar viagem para Europa

Berlim, Alemanha

Que cuidados tomar?

Você pode até não acreditar nisso, mas a Europa não é uma espécie de paraíso e nem um mundo perfeito. Assim como o Brasil, o Velho Continente tem gente desonesta e disposta a enganar turistas. O golpe mais comum envolve os tradicionais batedores de carteira. Não deixe de prestar atenção nas suas coisas apenas porque você está num país mais seguro que o Brasil. Lugares lotados como estações de metrô ou filas de grandes atrações turísticas tipo a Torre Eiffel são um terreno fértil para esses golpistas.

Além disso, tenha certeza de que você está cumprindo os requisitos para entrar no país e conheça um pouco as leis e costumes locais. Antes de embarcar, imprima seus comprovantes de hospedagem, seguro de viagem, extratos dos cartões bancários e a passagem de volta.

Também é uma boa ideia manter o número de telefone do seguro que você contratou sempre com você, para o caso de alguma emergência. Ter uma ideia de onde fica a embaixada brasileira em cada país e um telefone de contato desse órgão é uma atitude simples, mas que muitas vezes negligenciamos. Quem viaja preparado enfrenta melhor qualquer problema que possa surgir.

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

240 comentários em Como planejar uma viagem para a Europa

  1. Muito bom seu blog e suas informações.
    Gostaria de saber exatamente como funciona esse prazo de 90 dias.
    Por exemplo: estou viajando desde o dia 02 de abril e planejei ficar até o final de agosto, mas algumas pessoas que encontrei aqui me disseram que tenho que sair em 90 dias e só poderei retornar 90 dias depois.
    Que uma solução seria ficar e se caso seja “pego” em uma fronteira, aduana em algum aeroporto e for perguntado, eu dizer que estive na Ingleterra, na Croácia ou outro qualquer que não está no acordo. É válido isso? Não é arriscado?
    Grato

  2. Oi Rafael, tudo bem? Primeiro, parabéns pelo blog de vocês! É muito legal :). Então, e meu namorado vamos fazer um mochilão pela europa.. Meu roteiro é o seguinte: madrid- 2 dias, Paris– 5 dias , Londres – 5 dias, Bruxelas – 2 dias, Amsterdã– 2 dias, Berlim– 2 dias, Praga- 2 dias , Viena – 2 dias, Munique – 2 dias, Zurique – 2 dias, Milão – 3 dias e barcelona – 2 dias. Esse roteiro será feito nessa seguinte ordem e o deslocamento será feito de trem… Estamos levando, cada um, 2.500 euros em espécie e 2.500 no no travel Card, ou seja, cinco mil euros pra cada um. Vc acha que isso é suficiente pra fazer esse mochilão pela europa?

  3. Oi Rafael, tudo bem? Primeiro, parabéns pelo blog de vocês! É muito legal 🙂. Então, e meu namorado vamos fazer um mochilão pela europa.. Meu roteiro é o seguinte: madrid- 2 dias, Paris– 5 dias , Londres – 5 dias, Bruxelas – 2 dias, Amsterdã– 2 dias, Berlim– 2 dias, Praga- 2 dias , Viena – 2 dias, Munique – 2 dias, Zurique – 2 dias, Milão – 3 dias e barcelona – 2 dias. Esse roteiro será feito nessa seguinte ordem e o deslocamento será feito de trem… Estamos levando, cada um, 2.500 euros em espécie e 2.500 no no travel Card, ou seja, cinco mil euros pra cada um. Vc acha que isso é suficiente pra fazer esse mochilão pela europa?

  4. Oi Rafael, tudo bem? Primeiro, parabéns pelo blog de vocês! É muito legal :). Então, e meu namorado vamos fazer um intercâmbio de 4 semanas em Malta e depois vamos ficar mais uma semana na Europa, para conhecer Londres e Amsterdã. Nossa entrada será por Amsterdã também. Estamos levando, cada um, 500 euros em espécie e 500 no no travel Card, ou seja, mil euros pra cada. Eu não tenho cartão de crédito internacional, mas ele tem um com limite de 6 mil reais. Vc acha que isso é suficiente para passarmos na imigração? Lembrando que já temos a acomodação em Malta paga e com café incluso. Vamos gastar mais com mercado e passeios (somos econômicos). Outra coisa: vc sabe se passaremos juntos na imigração? Pois como eu não tenho o cartão de crédito, tenho medo de eu ter algum problema se passar sozinha. Muito obrigada!! Abraço

  5. Olá, Rafael. Feliz ano novo saúde e paz. Parabéns mais uma vez pelo blog que sempre nos ajuda a montar viagens independentes e tirar dúvidas. Irei em maio desse próximo ano para minha 2 Eurotrip , num período de 39 dias. Já comprei ida e volta por Zurique foi o trecho mais barato que encontrei para entrar na Europa. Meu roteiro é o seguinte: Zurique- 3 dias, Frankfurt – 4 dias , Amsterdã – 3 dias, Bruxelas – 2 dias, Londres 6 dias, Paris – 6 dias, Roma – 5 dias, Florenca – 3 dias, Veneza- 3 dias , Milão – 3 dias e volto para Zurique durmo uma noite e noutro dia viajo para o Brasil. Todos esses dias em cada cidade ou país são completos está fora o deslocamento. Minha dúvida? Tem muito lugar para pouco tempo? E os deslocamentos quais seriam mais viáveis trem ou avião? Estou procurando alguns e estou achando caros. Você sugere que retire algum pais ou cidade para ficar melhor distribuído? De Bruxelas para Londres estou achando muito caro. Seria o caso de eliminar do roteiro? Ou fazer a partir de Paris acontece que todos os hotéis já estão marcados. Entre Frankfurt e. Berlim também estou dm dúvida? Conto com sua ajuda. Grata desde já. Um abraço fraterno.

  6. Boa tarde, ganhei uma bolsa de intercambio, vou ficar menos que 90 dias na Espanha, sobre o visto, tenho muitas duvidas, posso ir até a Espanha sem visto? entendo os documentos que devo levar, seguro, comprovantes. Mas tenho uma enorme dúvida quanto ao visto de até 90 dias, como funciona, bem detalhadamente esse processo. DE ATÉ NOVENTA DIAS

    • Oi, Lucas. Brasileiros não precisam de visto para passar até 90 dias na Europa. Basta comprar a passagem, ter passaporte válido e levar os documentos para a imigração.

      Abraço.

  7. Olá Rafael,
    Por favor, veja se você pode me ajudar.
    Vim para Alemanha em janeiro e ficarei aqui por 1 ano, tenho visto de residência e trabalho. Estou querendo passar uma semana em Portugal, e gostaria de alugar um carro. Você saberia dizer se poderei usar minha CNH normalmente em Portugal, visto que já se passaram seis meses que estou na Europa (Alemanha)?
    Aqui na Alemanha só uso transporte público, então não me preocupei em tirar uma habilitação alemã.
    Desde já obrigado.
    Gengis

  8. Olá Rafael, parabéns pelo blog desde já agradeço as dicas que muito me serviram neste ano quando fiz minha primeira visita a Europa: Lisboa, Madrid e Barcelona. Deu tudo certo. Tanto que no próximo ano ano pretendo fazer Londres, Paris e Roma(Florença. Veneza e Itália num período de 30 dias. Queria sua opinião essa ordem é a melhor para conhecer esses países. Pretendo fazer Paris 08 dias, 05 dias Londres e o restantes distribuir na Itália: Roma 5 dias, Florença 2 dias, Veneza 2 dias e Milão 3 2 dias. E os deslocamentos internos quais os melhores trens ou avião? Por onde começar eis a grande dúvida? Somos 3 adultos. E bate volta recomenda algum? Moro no Nordeste São Luís-Ma passagens são muitas caras. E os vôos sempre passam por São Paulo e estão cada vez mais longos e cansativos. Pretendo ir em meados de maio e até uma parte de junho e o clima? Agradeço sua atenção. Obrigada por dividir com seus leitores experiências que ajudam nós viajantes sempre aflitos para que tudo d~e certo.

  9. Ola. Rafael estou me programando para ir para Italia, França e gostaria de ir para Irlanda em Dublin,ms em 2008 fui para Londres e fui barrada e mandada de volta ao Brasil , sera que terei problema na imigraçao ja que dizem que tem ligaçao entre os paises mesmo ja fazendo tanto tempo.
    E se resolver ir para Inglaterra da Irlanda do Norte terei que passar na imigraçao novamente.

  10. Olá Rafael, tudo bem?

    Eu e meu namorado iremos fazer um mochilão em 6 países da Europa que são: França, Bélgica, Holanda, Alemanha e República Checa. Minha dúvida é sobre comprovação de hospedagem na Imigração. Por se tratar de países que pertencem ao tratado de schengen, passaremos apenas por uma imigração no primeiro país, nesse caso a França. Minha dúvida é se precisamos comprovar a hospedagem para os demais países. Nossa intenção é procurar hotel enquanto estivermos lá. É possível?

    • Em tese você precisa de todos os comprovantes, Regina. E, numa boa, fica mais barato se você reservar antes. Os quartos mais baratos tendem a se esgotar.

      Por outro lado, ninguém nunca me pediu esses comprovantes. Mas pode acontecer.

      Abraço.

  11. Olá, Rafael,

    Ótimas dicas!! Mas tenho uma dúvida: não pretendo ficar em hostel/hotel, mas em casa de conhecidos. Como faço para comprovar o lugar que ficarei sem ter a reserva?
    Obrigada!!

    • Oi Emanuelle, tudo bem?
      Vou dar meu pitaco. Em outubro passado fui à Paris, Barcelona e Roma. Em Paris fiquei na casa de uma amiga, em Barcelona idem, e em Roma fiquei num apartamento pelo airBnb. Como passei pela imigração em Lisboa, numa conexão para Paris, para comprovar a hospedagem levei impresso um e-mail com carta-convite da minha amiga em Paris. Nela ela me convidava a ficar durante toda a minha hospedagem e dizia exatamente o dia que eu chegava e o dia da minha partida. Levei uma cópia em português e uma em inglês. Espero ter ajudado. Um abraço.

  12. Olá, Rafel. Como vai?

    Adorei todas as dicas e posso dizer que funcionam. Estive na europa ano passado para o meu primeiro mochilao, antes tivesse lido isso antes, assim não teria que ter aprendido a força (rs).

    Rafael, não sei se você poderia me ajudar, mas tenho uma dúvida em relação a passagem aérea para europa.
    Estou planejando minha próxima viagem para Junho desse ano para Lisboa, porém estou planejando uma estadia de pouco menos de 6 meses (5 meses e 20 dias, para ser exato). Sabemos que com o passaporte brasileiro temos até 90 dias de estadia máxima, certo? Porém, estou em processo de solicitação de minha dupla nacionalidade, já que meus bisavós são de Portugal. Minha dúvida é a seguinte: você acha que teria problemas em comprar uma passagem com uma data de volta posterior aos 90 dias permitidos?

    Atenciosamente,

    Leandro.

  13. Rafael, sobre a minha pergunta abaixo, Melhor dizendo: eu tenho q comprovar o Saldo da minha conta corrente ou o limite do Meu cartao de credito?? Obrigada

  14. Olá, tudo bem? Gostaria de saber se posso levar uma determinada quantia em dinheiro (espécie) p/ poder comprovar e o restante o saldo do meu cartão de credito em REAL mesmo? tem problema? o saldo aparecer em real?

    obrigada!!!

    seu blog é demais!!

  15. BOM DIA!
    ADOREI O BLOG, MUITO CLARO E ESCLARECEDOR!
    gostaria de uma dica também…vou passar um mês na Italia para fazer estagio em faculdade de medicina.
    duas perguntas:
    quanto de dinheiro devo levar para um mÊs?
    entre BOLONHA, GENOVA, CAMPOBASSO, FOGGIA, SASSARI, PAVIA, TORINO qual é a melhor cidade para morar e fazer o estagio em medicina nesse um mes?
    muito obrigada desde ja!
    abraços.

  16. Olá, Rafael

    Adorei o blog de vcs. Muito claro nas respostas. Gostaria de receber tb sua ajuda,eu e meu marido iremos fazer uma viagem para comemorar 25 anos de casamento em setembro e gostaria de receber de vc algumas dicas se for possível. Iremos contratar uma agência de turismo”cvc” pois, ja viajei com ela para diversos locais e gosto do serviço. Porém, para fora do país tirando a Argentina ainda não viajamos com ela.Eles tem um pacote que se chama Europa para brasileiros com roteiros interessantes, escolhemos Costa azul e Italia artística ( Barcelona, Nice, Roma, Florença, Veneza e Milão) minha dúvida esta na questão de valor que devemos levar,já que no pacote estará incluso aéreo, hospedagem e alguns passeios incluindo um guia falando português.
    Posso ir trocando Real por Euro até a viagem? Quanto tempo antes devo tirar os passaportes? O que seria o cartão pré-pago?
    Ah! adorei a dica da Mondial assistance. Devo contratar o serviço quanto tempo antes da viagem?
    Desculpe por tantas perguntas, sabe como é marinheira de primeira viagem!!!
    Aguardo ansiosa sua resposta, e desde ja fico agradecida.
    Vocês são ótimos.

  17. gostaria de saber se eu com 2 mil dólar posso ir para suíça , pois vou ficar na casa de parentes nao irei ter gasto algum.

  18. Olá, Rafael.

    Tenho uma dúvida, vou fazer um intercâmbio de 6 meses na Inglaterra e depois vou viajar um mês pela Europa. Vou ter problemas com isso? Ou como a Inglaterra não faz parte do tratado tenho os 90 dias ainda depois dos 180 na Inglaterra?

  19. Boa noite. Minha mãe pretende passar 3 meses na casa da minha tia em Portugal. Ela ja comprou a passagem, mas eu contei o numero de dias e ela ficará 93 dias ao inves de 90. Voce acha que pode dar algum problema na hora dela entrar no país e eles verem que ela esta ficando 3 dias a mais que o permitido?
    Desculpe pela pergunta boba, mas realmente ficamos sem saber..

    Alem disso, eu tbm estou indo para ficar 1 mês, e eu faço faculdade em um universidade aqui no Brasil. Voces poderiam me informar se eu devo arrumar algum comprovante de que estou cursando uma faculdade e se isso irá facilitar um pouco mais a minha entrada no país? Pois é uma forma de garantir que irei voltar..

      • Rafael teoricamente saio do Brasil na noite do dia 19/06 mas chego no outro dia na Alemanha, colocando a data de retorno para o dia 19/09 isso me daria 91 dias mas no caso como meu passaporte é carimbado apenas no dia 20/06 contaria 90 dias ao meu ver. Será que tem algum problema?

        • Oi, Sheila. São 90 dias a partir da entrada, ou seja, do momento que carimbarem o passaporte.

          Veja esse texto também:www.360meridianos.com/2015/07/como-ficar-legalmente-na-europa-90-dias.html

          Abraço

    • Olá gostaria de fazer um mochilão de 1 mês pela Europa no final do ano que vem Gostaríamos de ir para a Alemanha- Berlim, Irlanda- Dublin e os outros dois talvez seriam Polonia e Rússia ou Londres, vou fazer essa viagem com mais 3 amigos e gostaria de me informar onde compro às passagens para e também gostaria de saber qual seria o melhor jeito para viajar de um país para o outro, queria saber se alguma agência de viagens tem planos para esse tipo de viagem e também se eu vou precisar de visto para poder viajar para esses lugares. Obrigado.

  20. Boa noite Rafael, estou com viagem programada para 45 dias, chegando em Munique e indo pra innsbruk na Áustria. Lá tenho hospedagem de graça. Depois irei romper ano novo em Viena e ir para Budapeste é praga, por fim Berlim. Em média quanto vc acha razoável ter pra essa viagem? Hostel é uma boa opção?

  21. Td bem Rafael? Cara tirei altas duvidas aqui… Parabens pelo blog!!! Mas ainda tenho uma duvida, saberia dizer se preciso da vacina (febre amarela) para ir a budapeste?? Sairei dia 09/11 sao paulo/londres/budapeste. Desde já, agradeço.

    • Fico feliz de ter ajudado, Juliano.

      Você não precisa de vacina para a Europa. Um bom site para conferir isso é o da ANVISA, a fonte oficial no Brasil. 🙂

      Abraço.

  22. Ola Rafael.

    Anteriormente consegui algumas dicas atraves do blog aqui. Inclusive informacao a respeito de ao fim do Visa Shengen para Brasileiros de 90 dias na europa, o que fazer e quanto tempo deveria ficar fora do territorio para poder retornar.
    Estou morando em Varsovia-Polonia com minha namorada e aqui fomos juntos no departamento de Estrangeiros apenas, e la expliquei que eu precisaria de mais tempo para conseguir retornar as nossa viagens fora da Europa. E dai eles me deram uma especie de Visto permanencia apenas valido para a Polonia por um periodo de mais 90 dias. Resolvi escrever como experiencia. Talvez outros paises da area Shegen dependendo da situacao, pode ajudar algum Brasileiro extendendo o visto por mais 90 dias. No meu caso, fui com minha namorada Polonesa ao departamento. E por isso pode ter contribuido.

    No meu caso ainda estou buscando informacao de a partir de quando sera contado meu novo Visa Shengen. Se a partir de 180 dias desde que eu saia do territorio da Polonia, ou se desde que comecei a usar essa Permissao de 90 dias a mais na Polonia ja esteja contando como 90 dias fora da area de Shengen. Abracos! Boa sorte a todos.

  23. Olá Rafa!
    Vou para a Suiça em Dezembro, ficarei hospedada na casa de uma amiga. Sei que lá é um país bem caro, quanto devo considerar de gastos por dia (visto que não pagarei hospedagem e posso cozinhar no apto dela). Como a moeda está alta, quero me precaver e me antecipar com o valor aproximado que irei precisar.
    Outra coisa, tem dicas bacanas do que fazer por lá (ficarei em Zurich porém quero conhecer outros lugares).
    Grata desde já e parabéns pelo seu Blog!!
    Bjs
    Mari

  24. BOA TARDE RAFAEL

    NAO GOSTARIA DE LEVAR TUDO EM DINHEIRO PARA DESPESAS. COMPREI TODOS OS PASSEIOS PELA INTERNET

    POSSO LEVAR O CARTÃO DE CREDITO EM MEU NOME E ESTÁ PRONTO?

    OU TENHO QUE IMPRIMIR ALGUMA FATURA QUE CONSTA O LIMITE DE CREDITO?

    e remedios, posso levar qualquer um? sem receitas?

    MINHA ULTIMA DUVIDA É QUESTÃO DO SEGURO VIAGEM. ALGUMAS EMPRESAS OFERECEM ASSITENCIA VIAGEM, É VALIDO?

  25. Amigo, parabéns pelas dicas e a todos os educados que escreveram. Bom, pretendo ir a França, ficar uns 10 dias no máximo, interessado num evento de informatíca e design (acompanhar tendencias e novas linguagens), não a trabalho. Tenho uma pequena empresa no brasil. Com passaporte novo e carteira motorista nova, tudocerto, quanto precisolevar (pousoem londres, madrid ou frança) tanto faz…Indo a um evento de meu interesse, como entro, como turista??? levarei 700 euros e estou sem limite no cartao (então nem levarei).. e comprarei hotel via online (ticket impresso).. alguma dica??? tenho receio do controle de imigraçao…

  26. Inicialmente, gostaria de parabenizar o blog! Tenho visitado tantos, mas nenhum tão completo como esse! Amei o kit, vai me ajudar e muito, obrigada!

    Farei um mochilão pela Europa em Outubro, no período de 17-10 a 30-10, visitando Lisboa, Amsterdam, Bruxelas, Londres e Paris.

    Depois de ler vários comentários por aqui fiquei com uma dúvida, quanto preciso ter por dia para não passar sufoco? Lembrando que as passagens e hospedagens já estão pagas.

    Outra dúvida seria quanto a imigração, não possuo cartão de crédito, apenas débito. Tem algum problema? Vou com meu namorado, ele possui as duas opções. Desde já agradeço atenção!

    • Oi, Raiana. Desculpa pela demora na resposta. Não há nenhum problema em não ter cartão de crédito. Apenas leve um cartão, seja crédito, débito ou travel card, por segurança, mesmo que não pretenda usá-lo.

      O nível de gastos depende do seu estilo de viagem. Mas eu, que faço viagens econômicas, mas faço questão de fazer todos os passeios, embora nem sempre coma em bons restaurantes, reservaria uns 40 euros dia (sem contar hospedagem).

      Mas, repito, isso vai variar: dá pra gastar bem menos e bem mais. Depende de você e do que você gostaria de fazer nas suas férias.

      Abraço.

  27. Olá Rafael. Já compramos as passagens e já fizemos todo o nosso roteiro para Europa. Iremos ficar 40 dias viajando. Adorei suas dicas. Mas estou com dúvida cruel. Preciso comprar um chip para usar na Europa toda pq não sei viver sem Internet. Vício do mundo atual . Vou chegar por Lisboa e já sei q lá não é tão fácil assim conseguir um chip
    Vc tem algum dicas de operadoras de lá q eu posso comprar por aqui e qdo chegar lá só colocar e fazer depois a recarregar? E sabe alguns valores? Obrigada . Marta😘

  28. Ola!! Parabens pelo blog, dicas sensacionais!!!!
    Gostaria de saber se teria algum problema na imigração indo com um cartão de credito com um limite nao tao legal huahuahua Limite apenas de R$ 2000,00 k 🙁 huhuaha Mas estarei indo com grana em especie e VTM suficientes, será q a imigração encrecaria pelo limite ser baixo se perguntarem????? Obrigaaaado 🙂

    • Oi, André. Se você tiver formas de comprovar que tem 60 euros por dia, então não terá problemas.

      Nem é preciso ter cartão de crédito. Tem gente que leva tudo em espécie. 🙂

  29. Olá Rafael pretendo ficar uns 3 meses na suiça em casa de amigo, eu preciso está com muito dinheiro para entrar na Suiça ?
    Eu tenho medo é disso…. Porque eu nao vou gastar com Hospedagem e nem carro porque isso tudo eles tem lá já que reside no país.

    • Oi, Thales. Em geral, a comprovação de dinheiro para entrar na Europa (espaço Schengen) é de 60 euros por dia de viagem. Mas isso não precisa ser em espécie. Vale cartões também.

      Seu voo é direto para a Suíça? Se não for, sua imigração tem grandes chances de ser em outro país, com você seguindo pra Suíça num voo doméstico.

      A Suíça é um país caro. Como você tem hospedagem, isso facilita sua vida.

      Leia também o texto sobre a carta-convite:

      http://www.360meridianos.com/2014/07/modelo-carta-convite.html

      Abraço.

      • Eu estou pesquisando os preço das passagem estou entre essas 3 empresas aéreas Swiss , KLM E TAP.
        Então ainda não comprei a passagem.
        Eu estava querendo comprar pela Swiss mas como dizem que a Suiça é um país muito Rico eu fiquei com um pé atras de comprar, vai que eles acham que estou com pouco dinheiro para entrar no país deles e ficar 3 meses e eles acharam que não é o suficiente. ( Já estou descartando )
        Eu tenho medo de ser deportado. ( Viagem dos sonhos )
        Eu fiquei lendo bastante na internet e dizem que os caras deportam muitos Brasileiros.
        Uma duvida, se eu entrar por portugal e carimbar o meu passaporte entao quer dizer que já fui aceito e não vou passar pela imigração na suiça ?

  30. Olá pessoal! Adorei as dicas de vocês e vi que dão ficas de roteiro, de qual para qual cidade ir, etc.

    Eu e meu marido estamos indo para a Europa em novembro, e queremos ficar os 3 meses que são possíveis. Imaginamos em chegar em Munique e voltar por Bruxelas, mas estre um e outro, não sabemos ainda. Gostaríamos de passar pelo máximo de lugares possíveis, mas sem gastos desnecessários, claro.
    Achamos que ficar em casas inteiras achadas pelo airbnb seja mais barato que hotel, né? Hostels comunitários, etc não fazem nossa cabeça!
    Fizemos uma lista com 14 lugares que gostaríamos: Munique, Berlim, Vienna, Roma, Milão, Veneza, Praga, Bruxelas, Amsterdã, Londres, Paris, Barcelona, Madri e Lisboa.
    Qual seria a sugestão de vcs? Ficar 1 mês em cada lugar (escolher 3) e de lá conhecer por 3 dias os paises próximos, ou 1 semana ou 5 dias em cada uma delas…?

    Aguardo pelo retorno de vcs com dicas para nossa viagem!!

    Obrigada!

    • Oi, Mayara. Acho que alugar apartamentos é uma boa ideia sim. Eu dividiria o tempo em mais do que três cidades. Por exemplo, Bruxelas vocês podem conhecer a partir de outra base, mas cidades como Londres, Roma, Paris, Amsterdam, enfim, todas essas merecem mais que só alguns dias.

      Vocês tem tempo. Isso é ótimo.

      Abraço.

  31. Oi gente, vou passar um mês na Europa (3 países) e durante esse planejamento, as dicas de vocês tem sido bastante úteis, recomendo a todo mundo. Entre os 30 dias de viagem vou passar 9 em Londres e agora surgiu a dúvida sobre a grana. Ia levar 100% euro e trocar por libras lá, mas como fazer o câmbio duas vezes é desvantajoso, pensei em levar 30% do dinheiro já em libras. É difícil prever gastos, o que vocês recomendam? Bjs e obrigada!

    • Pode ser uma boa alternativa sim, principalmente se você achar uma casa de câmbio com boa cotação da libra. E não deixe de desbloquear os cartões para uso no exterior, mesmo que não pretenda usar. Pode ajudar bastante.

      Quais são os outros países? 🙂

      Abraço.

  32. Oi Rafael, legais suas dicas!

    Então, tenho visto de estudante da Espanha que venceu dia 06/07. Me informei na extranjeria da cidade que moro e me disseram que eu poderia circular sem problema no Espaço Schengen por mais 3 meses mas estou querendo passar uma semana na Croácia e tenho medo de recusarem minha entrada na volta de lá para a Espanha. Você tem alguma dica pra me dar quanto a isso?

    Obrigada!

    • Oi, Andrezza. Mas se te deram essa informação aí, não deve ter problema, não?

      enfim, não consigo acrescentar mais nada além disso. 🙂

  33. Ola Luiza, Nathalia, Rafael !!! Nossa parabéns pelo site mais uma vez hehe sempre entro aqui para ler suas atualizações. Muito bom.
    Então, você me dar uma dica de como organizar a documentação para a trip? Estarei indo para Europa em outubro e passarei uns 45 dias, e estou com todos os trechos, reservas de hostes e muitas atrações compradas…. bastante folha rsrs Estou pensando de ao invés de pastas, eu encadernar todas as reservas como: roteiro, documentação, atrações e etc….Tipo: começar com as passagens de ida e volta (pela TAP) , seguido de comprovantes financeiros, declaração de trabalho, roteiro da trip e depois ir colocando por ordem de cidade que passarei todas as reservas de hostels, deslocamentos e atrações. . .Preferi encadernar tudo até pra facilitar na questão do manuseio de tudo do roteiro, documentos e tals…. que vocês acham?

    Bjos e obrigado 🙂

    • É uma ideia interessante, Jonatas. Vai deixar tudo organizado mesmo. hehehe

      Eu, que não sou tão organizado assim, muitas vezes me perco no caos de papel que se forma em situações assim. 🙂

      Abraço e obrigado pelo elogio ao blog.

  34. Eu conheci meu namorado pela a net ele e portugues mas mora e trabalha em londres ele pagou minha passagem vou passar 10 dias e eu to levando 500 libras sou funcionária Municipal e tenho três filhos de menor mas tenho medo de ser deportada o k eu deveria levar para passar na emigração

  35. Olá Rafael!! Adorei o seu Blog. Mega legal… vc dá dicas maravilhosas. EStou querendo ir para Europa com o meu marido, eu sou marinheira de primeira viagem e já foi mais tem 20 anos. Li qse todas suas dicas. Os lugares que queremos conhecer são esses: Paris, Londres, Amsterdan, Bruxelas,Veneza, Roma, Nápoles. Gostaria q vc me desses umas dicas quais seriam o meu roteiro para seguir nessa viagem. Pensamos também em incluir Madri e Lisboa. Mas não sabemos se o dinheiro vai dar pra tudo isso e também o tempo. 25 dias daria para conhecer legais essas cidades? Será q gastaria por pessoas mais de 80 euros por pessoas? Obrigada Marta.

    • Obrigado, Marta. 🙂

      Olha, recomendo pelo menos cinco dias para cidades como Roma, Paris e Londres. Uns três ou quatro (pelo menos) para Amsterdam e Veneza. Só aí já foram 21 dias. Eu tiraria uma ou duas cidades do roteiro e faria as coisas com mais calma, mas é possível visitar todas que você quer sim. Mas vai ficar bem corrido.

      Só não dá para incluir Lisboa e Madrid – aí já é muita coisa até para viagens corridas. Outra coisa importante: não se esqueça dos deslocamentos. O dia que você chega e vai embora da Europa, por exemplo, é um dia perdido. Não conte com ele.

      A ordem da viagem depende do seu voo de entrada. Por exemplo, você pode pegar um voo para Londres, pode fazer o seguinte roteiro:

      Londres, Amsterdam, Bruxelas, Paris, Veneza, Roma e Napóles. Ou de Paris você pode ir para Roma e de lá seguir para Veneza. Também dá para fazer o sentido inverso.

      Qualquer coisa é só falar.

      Abraço.

  36. Oi Rafael.
    Li e gostei muito de suas dicas de como planejar a primeira viagem pra Europa. Mas estou com dúvidas quanto as estações do ano. Por exemplo, ir em outubro compensa? Ou vou sair com chuva todos os dias? Agradeço se responder.

  37. Oi Rafael,Adorei as suas dicas, Parabéns!
    Estou planejando uma viagem à Europa para Novembro, meu destino principal é Paris. Mas gostaria de aproveitar e passar por outros países. Pensei em chegar por Portugal e subir, passando pela Espanha, França e retornar da Alemanha. Acha tranquilo este trajeto, qual sua dica, melhor chegar por Portugal ou o inverso? Tem como fazer este trajeto de trem? Algum destes países tem alguma regra distinta e importante que eu tenha que saber?

    Obrigada.

  38. Olá Rafael,

    Tenho viagem marcada para Luxemburgo para amanhã dia 16/06/2015, ficarei na casa de uma parente mas ela não conseguiu a carta convite a tempo, terei que fazer reservas em hotel… você sabe se as reservas tem que ser feitas por todo o período de permanência no País? ou posso ter as reservas por apenas alguns dias? Pois ficarei na casa de uma parente então não precisarei ficar no Hotel, seria apenas para poder passar na imigração.

    Desde já agradeço…
    Grande Abaço

    • Oi, Rodrigo.

      Em tese você precisa ter os comprovantes de hospedagem para todo o período de permanência.

      Como não deu para você fazer isso, tente manter a calma, principalmente na hora da entrevista. Na maioria das vezes eles não pedem isso na imigração. Saiba o nome de um hotel, para dizer onde você vai ficar, e de preferência tenha a reserva por pelo menos alguns dias.

      Capriche nos outros documentos, como os comprovantes financeiros.

      Abraço.

  39. Oi gente! Parabens pelo site e tenho uma duvida: para entrar na Inglaterra a declaração do meu trabalho atestando que estarei de ferias durante o periodo de viagem ela precisa ser autenticada em algum consulado britanico ou a tradução juramentada basta?

  40. Oi Rafael! Adorei as informações, mas tenho algumas dúvidas, são 60 euros por pessoa por dia, certo? Pretendo ir para a europa com meu marido e minha filha ano que vem, ela estará com 2 anos, para crianças conta 60 euros também? Outra pergunta, me disseram que quando se tem a carta convite, ou seja, ficar na casa de amigos, parentes… esse valor exigido cai pela metade, seria 30 euros por dia, isso é verdade? E mais uma pergunta, sobre queles programas de voluntariado WWOOF por exemplo, se eu tiver uma carta convite de um fazendeiro, isso seria bom ou ruim? pois eu estaria entrando para fazer trabalho voluntário, vc acha que iam ver isso como algo positivo (eles tem onde ficar e não vão gastar com comida) ou negativo (eles não tem grana e estão querendo aproveitar desse tipo de trabalho para se manter aqui)

    Obrigada! E parabéns por responder todos os comentários, incrível!!!

    Abraços
    Naiê

    • Oi, Naiê. Que legal ver uma família que viaja junta e pretende fazer trabalho voluntário! 🙂

      Olha, são 60 euros por pessoa mesmo. Essa questão de cair para a metade em casos como seu é muito complexa – tem quem fale que sim, outros dizem que não, mas eu nunca vi isso numa fonte oficial.

      O que você pode fazer é levar também os extratos de cartões de crédito, de preferência junto com uma carta do banco que atesta quais são os seus limites para gastos.

      Sobre a carta-convite, se você não vai ficar em hotel, é melhor tê-la. A falta de carta-convite é um dos maiores problemas na hora de passar pela imigração.

      Depois veja a cartilha do Ministério das Relações Exteriores sobre o assunto:

      http://sistemas.mre.gov.br/kitweb/datafiles/Oslo/pt-br/file/Arquivo%20de%20Noticias/VIAJAR%20PARA%20A%20EUROPA.pdf

  41. Olá,
    Vc sabe mais ou menos, quanto em dinheiro temos que ter pra passar uns 20 dias na Europa e visitar pelo menos uns 5 países? Tirando o aéreo. Quero saber mais ou menos, com alimentação, hospedagem e passeios, para um casal. Em Janeiro a Fevereiro de 2016.
    Acha de 5.000 Euros da?
    Grata.

  42. Gostei das dicas, eu e minha amiga fizemos um acordo pra conhecer a Europa. Pretendemos ir em Setembro de 2016. Ja estamos ansiosas, aguardando este momento, espero que ano que vem eu possa compartilhar com vocês nossas experiencias.Até lá!!

  43. Adorei suas dicas, pretendo fazer uma viagem pela Europa daqui 3 anos em comemoração aos 25 anos de casado. Gostaria de voltar para o Brasil de navio cruzeiro.
    Poderia me passar algumas dicas para que eu possa ir preparando desde já.

    Abraços

  44. Olá, sou brasileira e estou morando em Lisboa para cursar um mestrado, contudo, não tenho visto ainda, gostaria de saber se poderei viajar para Londres de trem com minha filha de 14 anos, que vem me visitar em dezembro. Tenho uma amiga que mora lá e ela convidou me, terei problemas no regresso à Portugal? Obrigada.

    • Não entendi, Eliane. Você pode ficar três meses legalmente na Europa, sem visto. Já tem esse tempo que você está aí?

      Em caso positivo, sim, você pode ter problemas na volta.

      Não teria problemas para ir para Londres, porque o Reino Unido não faz parte do mesmo acordo de imigração.

      Abraço.

  45. Boa tarde. Adorei o site. tenho uma pergunta de marinheiro de primeira viagem. Estou indo para paris e depois portugal. Se eu entrei na Europa por paris a minha volta precisa ser também paris ? Não posso vir direto para o brasil de lisboa ? Muito obrigado.

  46. Tive minha entrada na Europa ha dois meses, estive em alguns paises durante esse tempo.

    Minha duvida é, ao final dos 90 dias estipulados como prazo de estadia do turista brasileiro no continente, se é possivel prorrogar este prazo, ou se nao, ao sair da Europa apos 90 dias, quanto tempo levaria para poder ter uma nova entrada com os mesmos requesitos.

    Lembrando que minha necessidade é como turista apenas. Pois estou morando com minha namorada e ela é da Croácia

    Obrigado,
    Victor

  47. Olá,
    o site é bem bacana, me ajudou muito! Mas tenho duas perguntinhas… fiquei um ano estudando na Dinamarca e retornei ao Brasil em fevereiro mas quero voltar para lá em junho, 120 dias após meu retorno. Nos sites da imigração eu entendo que se eu fiquei lá com um visto de estudante então essa contagem está zerada, o problema é que tenho visto gente dizendo que eu nem se quer posso ir para a Europa já que deveria ficar no Brasil por seis meses após ter estudado fora. Não encontrei qualquer coisa sobre isso no site da imigração dinamarquesa ou qualquer site oficial sobre a área Schengen ou mesmo site oficial do Brasil. Só encontrei qualquer coisa sobre isso em blogs de viagem. Você saberia me dizer alguma coisa?
    Outra questão! Eu viajo para a Dinamarca mas fazendo a imigração na Espanha, a quantidade de Dinheiro que tenho que comprovar é a do limite dinamarquês ou espanhol?
    Grata!

    • Oi, Manuela.

      Olha, no meu entendimento você pode voltar sim. Mas é complicado mesmo, te aconselho a entrar em contato com o Ministério das Relações Exteriores para tirar essa dúvida, porque é bem específica.

      Leve a quantidade de dinheiro exigida para entrar no espaço europeu, que é entre 60/65 euros por dia.

      Abraço.

  48. Olá pessoal,

    Parabéns pelo site. Muito Top e me ajudou muito.

    Estou com uma dúvida muito específica e não achei algo sobre nos comentários anteriores.

    Ano passado fui pra Itália em dezembro e retornei 14 de janeiro. Estou pretendendo ir em junho novamente, mas queria ficar 3 meses, pra estudo da língua.

    Gostaria de saber Se só posso ficar 75 dias (descontando os 15 que fiquei em janeiro) ou posso ficar os 3 meses, como já se passaram os 180 dias entre aqueles na Europa e aqueles no Brasil.

    Se puderem me ajudar, agradeço MUITO!!

    Obrigada!!

  49. Boa noite, gostaria de tirar algumas duvidas. É minha 1viagem para o exterior e pretendo viajar em meados de junho para casa do meu namorado que fica na Suiça, preciso de alguma carta para apresentar na imigração? Quanto de dinheiro preciso ter em conta para comprovação para 15 dias? E obrigatorio o seguro? Obrigada

  50. Olá!

    Rafael,

    Gostaria de saber se existe um tempo mínimo de retorno para a França? Pretendo ir em outubro e ficar 8 dias e gostaria de ir no final do ano e ficar 1 mes (entre dezembro e janeiro). Pesquisando… achei que só se pode passar 3 meses na Europa a cada 180 dias. Isso é válido pra quem permanece os três meses (prazo máximo de permanencia como turista no espaço Schengen)ou qualquer período?

  51. Boa noite!

    Antes de mais nada parabens pelo site! Muito bacana….

    Então, estou indo para europa em setembro/2015. . . em relação a vida util da nota, se fica velha ou sei la manchar, sair tinta essas coisas…teria algum problema eu ir comprando as notas de euro de agora para viajar somente em setembro ou não?

  52. Olá Rafael,
    A outra coisa.. Como estou com indo com minha acompanhada de minha tia, que é considerada europeia, por ser casada, ter filhos e viver no país por mais 30 anos, será que preciso da comprovação de residência?

    • Ela pode atestar que vai te receber, Leide. O problema é que vocês não devem passar pela imigração juntas, já que ela tem passaporte europeu e pegará outra fila.

      Abraço.

  53. Olá Rafael, tudo bem?
    Estou indo viajar para a Espanha em Agosto , ficarei mais ou menos 15 dias. Minha hospedagem vai ser praticamente toda em hosteis. Como gostaria de visitar outros países nesse meio tempo , queria comprar as diarias por lá mesmo. É possível? Ou eh obrigatório a apresentacao de hospedagem já fechadas para esses 15 dias. Estava planejando levar apenas as passagens impressas, o seguro e o comprovante de mais ou menos 80 euros / dia. Fico no aguardo! Parabéns pelo trabalho. Abraço

    • Em tese você precisa ter tudo reservado sim, Fenix. Mas raramente eles pedem isso. Nunca me pediram.

      Só toma cuidado para chegar numa cidade e não ter mais vagas em hostels. Já vi acontecer.

      Abraço.

  54. Olá Rafael,
    Sou Manuela. Estou indo para a França agora em abril.. comprei passagens de ida e volta, mas segui a orientação de minha tia que mora por lá. A orientação foi que eu poderia comprar passagens para 6 meses, sendo assim, saindo daqui em abril e retornando em outubro. Mas, depois disso, acabei lendo em diversos sites que o retorno deveria ser por 90 dias. Como desejo passar em Londres, pensei no seguinte: eu ficaria 90 dias na frança, depois iria para londres por 180 dias, conforme previsão. Será que eu comprando uma passagem para londres serviria para apresentar ao oficial da imigração, justificando que eu ficaria apenas 90 dias na frança, depois seguiria para londres? o que você acha? como é mochileiro não retornou ao brasil, então deve ter essas informações. obrigada.

  55. Boa tarde Rafael , vou viajar para Espanha a turismo com escala em Lisboa e ficarei somente 15 dias na cidade de Sevilha no entanto sou uma pessoa bastante econômica mais estou sem saber quantos euros levar para que eu fique bem e também poder passar de boa pela imigração . E você acha que eu indo e ficando somente em uma cidade por 15 dias pode me prejudicar com relação a imigração também?
    Muito obrigada

  56. Olá, pretendo ficar cerca de 126 dias mochilando pela Europa, conhecer cerca de 15 países no continente, gostaria de saber se compensa mais pegar voôs low cost ou comprar o passe de trem Eurail Global Pass (Está cerca de mil euros por pessoa).

    Obrigado.

  57. Olá! Gostaria de saber se posso ficar 90 dias na Inglaterra, sair e passear por países do Espaço Schengen por mais 90 dias, e então, retornar ao Brasil por um desses últimos, sem a necessidade de tirar visto para este tempo… ou os 90 dias são o limite para permanecer na Europa, independente de acordo.
    Desde já, muito obrigada! O site é ótimo! Adoro.

  58. Olá!

    Viajarei em março/2015. Na verdade, resolvi ir de última hora com uma amiga minha e como eu não tinha passaporte, resolvi tirá-lo agora em janeiro/2015. Minha entrevista está agendada para 19 de janeiro. Você acha que dá tempo de eu recebê-lo a tempo para a viagem? Estou um pouco apreensiva com isso.

    E outra coisa. Vi em vários sites uma média de 70 euros que devem ser levados, por dia de viagem. Este valor inclui a hospedagem também? Sei que tudo depende, mas gostaria de ter uma base.

    Parabéns pelo blog!

    • oi, Cíntia.

      Acho que sim. É mais de um mês para entregarem, vai dar certo.:)

      E sim, esse valor inclui hospedagem. Mas tudo depende. hahaha

      Depende da cidade, do seu estilo de viagem, etc. Mas é uma boa média para viajantes econômicos.

      Qualquer dúvida é só falar.

      Abraço.

  59. Bom dia Rafael estava olhando seu blog e gostei , em julho estarei viajando com um amigo para Espanha , queria saber uma media em euro que poderia levar para gastar lá , não vou ter dispensas com hotel e comida meu pai mora em ribadeo e vou parar na casa dele uns 20 dias , se puder me ajudar ?
    Aguardo retorno .

  60. Olá Rafael,
    Por acaso estava lendo esse post e me veio a seguinte dúvida: Viajo para Europa dia 19 de março de 2015, ficarei 10 por lá. Volto ao Brasil e tenho nova viagem a Europa no dia 01 de junho. Tem algum problema retornar nesse período de 02 meses?

  61. Olá Rafael, tudo bem?
    Estou com passagem marcada pro dia 20 de abril pra Roma, ficarei 30 dias e vou voltar por Paris, além destas cidades quero conhecer Londres, e ainda estou indecisa sobre quais outros lugares vou visitar. Na sua opinião qual seria o melhor roteiro para uma primeira viagem à Europa, e qual a melhor forma de me locomover por lá. Obrigada.

    • Oi, Mariana.

      Bom, então você começa por Roma e termina por Paris, certo?

      Eu dedicaria pelo menos 5 dias a cada uma dessas cidades, sem contar o dia que você chega na Europa e o dia que você vai embora, que são praticamente dias só burocráticos mesmo.

      Pertinho de Paris estão Londres e Amsterdam. É fácil chegar nessas cidades de trem ou mesmo de avião.

      Outra alternativa: se tiver interesse na Itália, pode pegar um trem de Roma e seguir para Florença. Depois é fácil pegar outro trem para Veneza.

      Mas isso depende muito do que você gosta e quais lugares sonha em visitar.

      Abraço.

  62. Oi eu passei 84 dias na Itália cheguei dia 16 de outubro de 2014 e pretendo voltar , tenho que esperar 90 dias aqui no Brasil certo pra poder voltar novamente ! eu indo em janeiro de 2015 no dia 30 haverá algum problema ou não??

  63. Em Janeiro vou tirar meu passaporte, quero ir pra Londres visita todos os pontos turísticos de lá mas será que vou conseguir passar pela imigração eu estando sozinha e ainda meu passaporte sendo novo sem nenhum carimbo de viagens anteriores e o meu sonho que ñ quero que seja interrompido por nada .

    • Oi, Cileia.

      Leve todos os documentos necessários e você não terá problemas: passagem de ida e volta, reserva de hotéis, seguro de viagem, comprovantes financeiros, etc.

      Saiba que lugares você vai visitar e dizer o que pretende visitar na Inglaterra.

      No mais, boa viagem.

      • Olá cheguei em Londres hj passei por um susto pq eles me levaram para aquela sala da imigração eu não sei inglês então ai que ferrou tudo mas tive que aguarda por uma tradutora que junto com o oficial da imigração fizeram muitas pergunta e tudo repetido eles me liberou depois de quase 8 horas eles me devolveu o passaporte e minhas coisas e estava tudo certo seguro viagem , hospedagem, passagem de volta e dinheiro mas cartão de crédito mas uma mulher sozinha com tudo organizado e 30 anos eles queriam saber tudo o que eu faço no Brasil mas agora e so curtir a terra da Rainha obg pelas dicas do site

  64. Olá,
    Estou viajando para a Alemanha dia 2 de janeiro, e só volto no final de fevereiro. Vou fazer um intercâmbio de 2 meses e queria saber duas coisas: a primeira é sobre a “frequência”, que é de 50hz na Alemanha e 60hz no Brasil, gostaria de saber onde achar um conversor de frequência para usar aparelhos comprados aqui, lá. E a outra são esses 500 dólares de compras apenas, mesmo quem vai ficar 2 meses só pode comprar essa quantidade, e eu teria que converter isso para euro?
    Obrigado.

    • Oi, Mariana. Por conta do Natal e do Ano-Novo não consegui responder sua pergunta antes. Desculpa. 🙂

      Bom, como você já está aí, acho que a única pergunta que importa é a das compras. Sim, se você foi como turista, então o limite é só esse mesmo. A situação só muda para quem vai morar no exterior e depois traz toda a mudança de volta ao Brasil.

      O dólar é a moeda padrão. Na hora que entrar no Brasil, caso algum fiscal faça o pedido, mostre as notas de compra e eles fazem a conversão.

      Abraço.

  65. olá!
    Estou embarcando para Londres dia 25 de dezembro, depois vou para Paris. Já temos pago o seguro e os hotéis, minha dúvida são as seguintes. Não tenho como comprovar renda (sou dona de casa) e estou levando minha filha de 10 meses. Como calculo os gastos dela? Quem está pagando tudo é meu marido
    obrigada
    abs

  66. Oi, Rafael!!

    Estou indo à europa em março…desço em Madri e embarco à Lisboa(farei outro check-in). Estou com dúvida quanto ao dinheiro…eu não tenho cartão de crédito…apenas o de saque de conta poupança e o outro de débito de conta salário…nesse caso devo imprimir o extrato da poupança e da conta salário para levá-los? Eu irei trocar dinheiro e vc acha necessária comprar um cartão pré-pago em uma agencia de turismo (já que eu não tenho cartão de crédito)?

    Abraço!!! =)

    • Oi, Izabella.

      Sim, imprima os extratos e leve com você. Não deixe de ter também uma quantidade em espécie.

      O cartão pré-pago não deixa de ser uma boa, nem que seja só por segurança. Você faz um e carrega com um pouco de dinheiro. Caso dê algum problema para pagar com seus cartões de banco, você usa o pré-pago.

      E não se esqueça de liberar esses cartões dos bancos para uso no exterior.

      Abraço!

  67. Olá Rafael,

    vou viajar para a Europa em outubro/2015. Gostaria de saber como vai estar o tempo por lá nessa época. E também com quanto tempo de antecedência devo tirar meu passaporte.

    obrigada

    • Oi, Mariáh. Depende muito do país. Mas em lugares como Paris e Londres já começa a esfriar. Se for nessas cidades, leve agasalhos, mas não precisa temer uma nevasca. 🙂 Já estive na Europa em outubro em duas ocasiões. É uma ótima época.

      Já em lugares como Espanha e Portugal continua relativamente quente.

      Confira a previsão do tempo um pouco antes da sua viagem, ok?

      Sobre o passaporte, tire pelo menos uns seis meses antes da viagem, só pra garantir. Mas costuma ser bem rápido.

  68. Olá! Seu site é muito bom acabei de conhecer e ja estou apaixonada! Quanto você acha que é o suficiente para ficar 6 dias em paris com 2 adultos e 2 crianças? Em real quanto eu precisaria ganhar para ficar numa viagem confortavel com tudo que uma viagem tem direito?
    Muito obrigada!

  69. Olá,

    Eu passei 90 dias exatos em Portugal e retornei faz duas semanas ao Brasil. Dia 18 deste mês estarei voltando a Portugal para um curso de 10 dias e ficarei na casa de um português. Vocês acham que liberarão minha entrada no país ou será difícil?

    Obrigada desde já

    • Oi, Luiza.

      A regra é a seguinte: brasileiro não precisa de visto para ficar 90 dias na Europa, dentro de um período de 180 dias. Então não basta sair do país depois dos 90 dias, é preciso esperar esse prazo de 180 para retornar, já que a conta não zera assim que você vai embora.

      Se vão seguir esse regra na hora, durante a imigração, aí já é outra história.

      Abraço.

    • Eu nunca entendi direito como funciona. Pq na verdade temos direito a passar 6 meses na Europa dentro do período de 1 ano. Ou seja, 3 meses lá, 3 meses aqui, 3 meses lá, 3 meses aqui. Agora como você só quer passar 10 dias, talvez eles considerem que o tempo que você passou no Brasil seja suficiente pra “liberar” apenas esses dias. Mas talvez seja como Rafael falou, ou seja, eles dividem sua estadia em “2 blocos”, contando a partir do primeiro dia da sua viagem. Se você viajou dia 1 de janeiro, seu bloco vai até 30 de junho, por ex. Então dentro desse bloco de tempo você não pode exceder os 90 dias. E se for assim, no seu caso você estaria excedendo e não poderia voltar lá até completar 90 dias fora da Europa.

  70. Olá Rafael. Gostaria que me tirasse umas dúvidas! Estou planejando uma viagem para Agosto de 2015, com Destino a Itália, pretendo ficar 20 dias. Não irei gastar com hospedagem. Gostaria de saber mais ou menos quanto em valor é necessário para passar 20 dias?? Como posso me organizar??

  71. Olá, Rafael e no caso um exemplo do meu namorado morar lá na espanha e ele é espanhol tudo que está ai em cima serve para mim, mesmo eu ficando na casa dele ?

  72. Olá pessoal 360, estou montando o roteiro da minha primeira viagem para Europa e também a primeira no exterior. O site e os vídeos de vocês tem sido de grande ajuda, mas gostaria de algumas dicas. Viajarei esse ano em Set – Nov, farei um mochilão de trem com meu namorado por 60 dias, mas montar o roteiro está sendo algo bem dificil logisticamente. Me digam o que acham desse roteiro e quais dicas poderiam me dar (quantidade de dias, deslocamentos, conexões). Outra coisa, esse valor de 65 euros p pessoa é preciso comprovar o dinheiro todo na conta ou ainda entra também limite de cartão de crédito? Não temos muita frescura, optaremos pelo mais barato, mas você acha que em média 20 mil é pouco para os dois?
    Roteiro:
    Chegada por Munique (1 noite)
    Berlim (3 noites)
    Colonia (2 noites)
    Amsterdã (6 noites)
    Bruges (2 noites)
    Paris (6 noites) com 1 ou 2 dias de passeio para Le Mans ou Reims / Orleans e Blois
    Grenoble (2 noites)
    Marselha (4 noites) com passeio de 1 dia ou 2 para Touloun ou St. Raphael / Cannes ou Nice
    Gênova (2 noites)
    Florença (2 noites)
    Siena (1 noites)
    Roma (3 noites)
    Nápoles (2 noites)
    Pompeia (2 noites
    Milão (3 noites)
    Veneza (2 noites)
    Innsbruck (2 noites)
    Munique (1 noite)

    • Oi, Thyffany.

      Desculpa pela demora na resposta. Você fala 20 mil reais né?

      Se for, está dentro do orçamento de uma viagem para dois mochileiros, para esse período. E você pode comprovar com os documentos dos cartões sim. Apenas não deixe de ter alguma quantia em espécie, mas a maior parte pode ser comprovada com extrato de cartões.

      Sobre o roteiro, achei que 3 noites é pouco tempo para Berlim e Roma. Munique também não tem muita coisa, mas, se você for durante a Oktoberfest, compensa ficar mais.

      Tome cuidado para não fazer uma viagem muito corrida – vocês estarão cansadíssimos no final. Talvez compense tirar algumas cidades pequenas e deixar sempre cinco ou seis noites em grandes, tipo Paris, Roma, Berlim e Amsterdam.

      Qualquer coisa é só falar.

      Abraço.

  73. Oi Rafael!

    Já li este post várias vezes rsrs O 360 meridinaos está salvo em meus “favoritos”, peguei muitas dicas valiosas! (minha visita para necrópole secreta do Vaticano está agendada!!)

    Só fiquei com uma dúvida, esses 65 euros por dia que precisamos comprovar, ele ñ precisa ser em espécie, mas é necessário confirmar atráves de extratos de cartão de débito e travel card. O limite de cartão de crédito entra nessa contagem ou somente dinheiro mesmo?

    Obrigada!!

    • Oi, Talita.

      Não precisa ser tudo em espécie não, claro, mas não deixe de levar algum com você.

      Além disso, leve os extratos do cartão de crédito, débito e tudo mais.

      Muito provavelmente ninguém vai te pedir isso, mas é bom ter.

      Abraço.

  74. Gostaria de fazer uma viagem para a Europa, visitando Roma, Paris, Londres. Pensei em 20 dias de viagem. Quero levar minha filha de 10 anos. Gostaria da sua opinião sobre uma viagem desta na companhia de uma criança. Acha viável?
    Agradeço-lhe desde já.

  75. Olá Rafael,

    Preciso de suas orientações, pretendo me mudar para Londres definitivamente, nunca estive fora do país enfim… Tenho um certo receio em me adaptar com o mega frio mas além disso a minha dúvida é, como faço pra providênciar o passaporte permanente??!
    Vou pra fica na casa do meu tio q reside lá à 12 anos, Por enquanto sem emprego confirmado!!
    Por fim como faço pra passar pelo consulado?

    • Oi, Mirian.

      Então, só estive lá como turista, caso em que não é preciso visto, mas há um tempo máximo de permanência.

      De forma geral, morar legalmente em outro país é algo bastante complicado. Você precisa de uma oferta de emprego, ir para estudar, etc.

      Desculpa, mas nesse caso não posso te ajudar, afinal não sei como você faria isso. Seu tio deve ter alguma informação sobre isso. Dá uma olhada com ele.

      Boa sorte.

  76. Olá!!!!
    Nunca fui à Europa e estou planejando um viagem para o ano que vem de uns 25 dias mais ou menos e conhecer 3 cidades apenas (PARIS, LONDRES, ROMA) … eu até gostaria de conhecer mais países mas concordo plenamente com você que ficar pulando de galho em galho ficando pouco tempo em cada destino é a maior besteira que alguém pode fazer, pois quero aproveitar bem cada lugar que eu for visitar.

    Tenho apenas 2 perguntas à fazer: nessas viagens à Europa onde se visita mais de um país, como é feita a compra da passagem aérea? Tipo ida e volta ao Brasil da mesma cidade por exemplo? ou apenas ida pela primeira cidade à visitar e a volta pela última cidade? Dentro desses 3 lugares que citei, qual você visitaria primeiro e por último?
    E por último, você acha que compensa financeiramente alugar casas nesses lugares ou procurar por um hotel mais em conta?
    Desculpe por te incomodar com minhas perguntas mas estou mais perdida que cego no meio do tiroteio referente à essas questões!!!!
    Desde já agradeço

    Fernanda

    • Oi, Fernanda.

      Pode perguntar sempre que quiser, sem problemas.

      Sobre as passagens aéreas, você pode fazer dos dois jeitos que citou. O mais comum é ir e voltar pela mesma cidade, mas também é possível comprar a passagem de volta por um destino diferente. Saiba mais sobre isso aqui:

      http://www.360meridianos.com/2014/04/como-comprar-passagens-aereas-para-multiplos-destinos.html

      Como Paris e Londres são próximas, o ideal é fazer uma depois da outra. Então Londres/Paris/Roma é uma boa ordem, assim como Roma/Paris/Londres. Mas, no fundo, isso depende muito da companhia aérea que você escolher voar.

      Se você for viajar com mais gente, alugar um apartamento pode sair mais barato sim. Agora, se for só você (ou você e mais uma pessoa), provavelmente o hotel vai compensar bem mais.

      Abraço.

      • Queria aproveitar a pergunta dela, já que vou pros mesmos destinos, mas com 16 dias. A passagem aérea eu comprei pra Paris, ida e volta, mas gostaria de ir a Londres e Roma, antes de Roma, (talvez) passar por Amsterdã, mas acredito não ser viável por causa do tempo. Irei em fevereiro, sei que estará frio.
        A minha questão é: Após montar o roteiro, é preferível comprar as passagens para deslocamento lá dentro como trem e/ou avião para ir para outras cidades ou garantir a hospedagem? Obrigado

  77. Estou planejando uma viagem para conhecer alguns países de 4 continentes, iniciando pela Europa. Sei que nos países que estão no espaço Shengen só se pode permanecer 90 dias, gostaria de saber se eu entrar e sair desse espaço várias vezes, inclusive para fora da Europa, se os 90 dias são contados como dias consecutivos ou cada vez que saio do espaço Shengen,e retorno eu volto como se iniciasse do zero a contagem dos 90 dias Ex – Rio – Madri(2)- Marrakesh(1 semana) Madri e mais 45 dias direto no espaço Shengen e depois vou a Albania , Macedonia e Bulgaria(10 dias) e retorno ao espaço Shengen para visitar a Grecia (1 semana) saida para a Tunisia (1 semana)retorno a Grecia (1 semana) e depois Londres e depois saio para a Asia. Esse é um exemplo de roteiro que ilustrativo. Grata.

    • Oi, Lu.

      Então, são 90 dias a cada 180. Ou seja, num período de 6 meses dentro do Espaço, você só pode passar 3 lá. Então não adianta ficar só uns dias fora para recomeçar a contagem. =(

      Há, claro, a possibilidade de tirar visto para ficar mais tempo.

  78. Olá Rafael, estou planejando uma viagem pela Europa para depois da Capa, li todas as dicas que vc colocou no seu blog e fiquei muito satisfeito com seu conhecimento. No entanto estou confuso e creio que vou fazer isso por uma agéncia de viágens. Vc acha que fica mais em conta?
    Pretendo fazer um pacote de 15 dias.
    Muito obrigado.

    • Oi, Sam.

      Deve ficar mais caro, afinal você tem que pagar a comissão e o trabalho da agência, mas se você se sente mais confortável assim, pode ser uma boa escolha.

      Qualquer dúvida é só falar.

      Abraço.

  79. Oi, Rafael, olha eu aqui de novo, então estou indo para Portugal dia 08/06 e ficarei 3 meses, assim gostaria de saber um roteiro para conhecer bem Portugal e Espanha, meios de transporte, como utilizar internet no meu celular, eu vi em algum site que posso comprar um chip em Portugal e acessar via wifi e falar com minha familia aqui no Brasil bem mais em conta, ai vem a pergunta que não quer calar vc me recomendaria visitar algum outro país próximo a Portugal, pois confesso que fiquei muito preocupada com os valores. Ah! recebi uma prosposta de trabalho de setembro à Dezembro, como posso fazer para ficar mais 3 meses, o que precisaria, somente a carta convite? Se tiver que voltar, ao Brasil para voltar para a Espanha acho que não valerá a pena…desculpe são tantas emoções e perguntas….mas estou radiante quanto a essa viagem, já pirei na batatinha e pensei que daria para conhecer alguns países, porém vou acompanhando uma senhora e já vi que isso será meio inviável…bom aguardo suas coordenadas….bjinhos.

    • Oi, Naide.

      Bom, sobre o celular, você não precisa de um chip, a não ser que queria ter o telefone com internet disponível o tempo inteiro.

      Caso contrário, basta usar a wifi do hotel ou restaurante. Com aplicativos como o Viber e o Skype você fala de graça com sua família.

      Sobre as viagens ao redor de Portugal, eu recomendaria uma ida à Espanha, que é incrível e nem tão cara assim.

      Esse trabalho seria lá? Isso é um pouco mais complicado, já que para trabalhar na Europa é preciso um visto especial.

      Qualquer outra questão é só falar.

      Abraço.

  80. Oi Rafael! Parabéns! Vc é muito organizado e didático, é fácil entender suas sugestões!
    Gostaria de poder contar com algumas opiniões suas. Quero ir para o leste europeu no período de 21/09 a 09/10 e passar por Lisboa, Porto (devido a escala obrigatória do avião pretendo aproveitar uns 3 dias), Praga, Budapeste e Viena. Como vc sugeriria essa planejamento, levando em conta gastos e clima?

  81. Oi Rafael!

    Parabéns pelo blog!

    Vc acha outubro um mês ruim para ir à Europa? Estou pensando em passar por: Madri, Amsterdã, Londres e Paris ( não necessariamente nesta ordem), seria mais barato e viável o percurso de trem?

    Obrigada!!

    • Oi, Luana.

      Juro que achei que já tinha te respondido.

      Eu estive na Europa em outubro em duas ocasiões e exatamente nessas cidades que você listou. Achei ótimo. Em Londres, Paris e Amsterdam deve estar um pouco mais frio, mas dá para aguentar tranquilamente – só leve agasalhos. Ou compre em Madri.

      Nesses casos, o trem deve compensar para os trechos entre Paris, Londres e Amsterdam. De Madri para uma dessas cidades (provavelmente Paris, que é mais próxima), o negócio é ir de avião.

      Em tese eu faria assim: Madri, Paris, Londres, Amsterdam. Mas é preciso pesquisar bem os preços antes de fechar – se você achar uma boa promoção de passagem, pode valer a pena mudar a ordem.

      Dá uma olhada nesse texto aqui:

      http://www.360meridianos.com/2014/04/como-viajar-de-trem-pela-europa.html

      Abraço.

  82. Olá Rafael,

    Vou fazer um mochilão e pretendo passar 6 meses na europa. Estou vendo em vários lugares que o tempo máximo é de 90 dias. Existe alguma outra forma de ficar 6 meses na europa?

    Obrigada.

    • Oi, Ana.

      Bom, você tem duas opções: ou tira um visto para ficar mais de 90 dias (inclusive, Brasil e França estavam discutindo um visto específico para mochileiros), ou então você entra por um país que não faça parte do Espaço de Schengen, tipo a Inglaterra, por exemplo. Depois de passar um tempo lá, você segue para o Espaço de Schengen e seu tempo na Europa começa a contar.

      Abraço!

  83. Rafael, eu ia fazer uma viagem pela Europa por 3 meses, mas infelizmente não acontecerá, porém em substituição a essa, resolvi me programar e fazer pequenas viagens e conhecer toda a Europa, só que não de uma vez como estava pensando, por favor vc poderia me dar dicas, inclua Marrocos, Grécia e Turquia nesse roteiro dividido, ok?

  84. Simulei saindo de Recife, e ficou US$ 2.165,96 o que daria em reais 2.600,00 mais ou menos (200 a menos que o que achei pela TAP com múltiplos destinos), só que pela Condor não encontrei a opção múltiplos destinos e esse valor seria ida e volta por Frankfurt, o que me faz pensar que o custo sairia uma coisa pela outra já que quando chegar ao fim da viagem eu estarei em Roma e terei que me deslocar para Frankfurt, ou esse deslocamento sairia mais barato que 200 reais?

    • Realmente não sei te dizer. Existem companhias bem em conta, como a RyanAir, que tem passagens na faixa de 50,00 euros, mas não sei dizer se seria o caso desse deslocamento. Além disso, essas pequenas empresas cobram um valor considerável quando se precisa despachar bagagem. Nesse teu caso, não trocaria o certo pelo duvidoso, até porque a diferença (se houver) será mínima. Fica mais cômodo sair de Roma mesmo. =]

    • Renata,

      Se você não tiver problemas em partir de Recife, aconselho dar uma olhada no site da Condor Airlines, pois eles tem vôos diretos Recife-Frankfurt. Não sei se o preço é melhor que esse, mas vale a pena tentar.

  85. Muito obrigada pela resposta Rafael!

    1- Realmente voos saindo do nordeste sempre são mais caros, essas promoções
    são bem mais dificeis de encontrar com saídas daqui e esse voo que encontrei
    é entrando por Frankfurt e saindo por Roma, que creio que por ser multiplos
    destinos fica um pouco mais caro… Mas o voo é direto pra Europa, fazendo
    conexão apenas em Lisboa tanto na ida quanto na volta, que por sinal estou
    pretendendo na ida passar o dia em Lisboa já que uma opção de voo é chegando em
    Lisboa às 06:55 da manha e saindo pra Frankfurt às 18:20, pensei em ficar lá
    do horário da chegada até umas 16:30, vocÊ acha que dá certo?

    2- Sobre ter coisa demais no roteiro, o que vc acha que é melhor tirar? Pensei
    em abrir mão de Milão já que é o mais fora da rota, ou Veneza (tirar do roteiro ou só fazer um bate e volta, é válido o bate e volta?) que fico pensando se vale a pena mesmo,
    mas o que vc sugere? Só não queria abrir mão de Fussen, Munique, as cidades
    da Austria, Roma, Florença e Verona… O resto pode ser modificado…

  86. Reformulando as minhas dúvidas…

    Estou programando de viajar para Europa em dezembro, pretendo ficar lá durante 25 dias (sem contar com os dois dias de ida e volta). O roteiro que pensei é:

    Alemanha
    Frankfurt – Würzburg – Weikersheim – Rothenburg o.d.T – Nuremberg – Augsburgo – Munique – Füssen

    Austria:
    Innsbruck – Salzburg – Viena

    Italia:
    Veneza – Verona – Milão – Florença – Roma

    (Roteiro feito exatamente nessa ordem)

    E as minhas dúvidas são:

    1- Moro em Natal e vi passagem Natal-Frankfurt e na volta Roma-Natal por R$ 2807,00 já com todas as taxas. Esse valor tá caro, barato ou no preço?
    2- O roteiro tá legal, vale apena? Tem algo que eu deveria acrescentar, tirar ou mudar a ordem?
    3- Quantos dias devo ficar em cada cidade?
    4- Quanto por dia em média seria necessário(contando com hospedagem(podendo ser a hospedagem em hotel o mais barato possível, bed and breakfast ou hostel com quarto para dois e banheiro privado), passeios e alimentação?
    5- E quanto sairia em média o deslocamento entre os trechos que citei no roteiro?
    6- 25 dias é suficiente para executar esse roteiro?
    7- Pensei em adicionar Colônia na Alemanha, vale a pena ou fica muito fora desse roteiro que fiz?

    • Oi, Renata. Vamos lá:

      1) O preço está um pouco acima da média. Um valor ideal seria R$ 2 mil, taxas incluídas. Dá até para conseguir passagens mais baratas. Já vi, para este ano, promoções de 1500 em companhias ótimas, tipo Air France e KLM. Pode ser que os preços saindo de Natal sejam mais caros que do sudeste. Pela lógica, deveriam ser é mais baratos. O voo é direto, ou passa em outra cidade brasileira?

      2)O Roteiro está legal, só acho que tem coisas demais.

      3)Roma rende tranquilamente 5 dias. Veneza e Florença, uns 3 cada. Milão, 2. Verona normalmente entra num dos dias de Veneza. Se você quiser fazer Veneza + Ilhas ao Redor + Verona, convém aumentar o tempo na cidade para 4 dias. Ou seja, só na Itália já iriam uns 14 dias. É lógico que dá pra ficar menos tempo em cada uma das cidades, mas fica tudo mais corrido e cansativo também. Nunca estive em Viena, mas dizem que 3 dias é o ideal por lá. Munique rende uns 3 também. As outras eu não vou opinar porque não conheço. =)

      4) O valor do hotel varia muito também de acordo com a cidade. Em Roma, por exemplo, vai ser caro, assim como em Veneza. Já nos outros lugares tende a ser mais barato. Acho que podemos dizer que varia entre 20 e 60 euros (exceto Roma e Veneza), mas a forma mais fácil de você fechar isso é fazer uma pesquisa básica no Booking.com

      5) De novo, isso varia muito. Em geral o que eu faço é procurar a forma mais barata de me locomover. Com antecedência, é possível achar voos entre países da Europa por menos de 50 euros. As passagens de trens também ficam bem baratas quando compradas antes.

      6) Eu achei meio corrido. Tiraria algumas das cidades da Alemanha. Dia de deslocamento normalmente é dia perdido, envolve fazer check out do hotel, ir para a estação de trem, enfim, é perda de tempo. Quanto menos deslocamentos, melhor. Agora, se você quiser muito, dá pra fazer.

      Qualquer coisa volte a perguntar.

      Abraço.

  87. Olá, Rafael!

    Muito bom o post! Só gostaria de saber se poderias me tirar uma dúvida. Pretendia passar 6 meses mochilando na Europa, partindo em junho e voltando no final de janeiro. Estava prestes a comprar as passagens quando lembrei da limitação dos 90 dias do Tratado de Schengen! Para passar mais de 3 meses na estrada, terei de fazer algumas adaptações, estendendo o período final em países que não façam parte do acordo. A minha dúvida é a seguinte: se entro na Europa por um país signatário do Tratado de Schengen, iniciando-se a contagem dos 90 dias, a saída para um país que não seja signatário suspende a contagem ou não? Se, por exemplo, entrar na Espanha em junho, a contagem dos 90 dias se dará ainda que, durante este período, eu vá para a Inglaterra? Obrigado!

    • Oi, Filipe.

      Pelo tratado, você pode ficar 90 dias a cada período de seis meses. Agora, mais detalhes eu sinceramente não sei. Como é uma coisa que pode dar problema, te aconselho a entrar em contato com o Ministério das Relações Exteriores.

      Abraço.

  88. Olá Rafael,
    Estou programando de viajar para Europa em dezembro, pretendo ficar lá durante 23/25 dias (sem contar com os dois dias de ida e volta). O roteiro que pensei é:

    Alemanha
    Frankfurt/Colonia/Luxemburgo/Nuremberg/Sttutgart/Munique

    Austria:
    Salzburgo/Viena

    Italia:
    Milao/Verona/Veneza/Florença/Roma

    E as minhas dúvidas são:
    1- Moro em Natal e vi passagem Natal-Frankfurt e na volta Roma-Natal por USD 1080,00 + taxas. Esse valor tá caro, barato ou no preço? Vale a pena?
    2- O roteiro tá legal, vale apena? Tem algo que você acrescentaria ou tiraria do roteiro?
    3- Vou com meu noivo, quanto por dia seria necessário para cada um(contando com hospedagem(pensamos em hospedagem em hotel mais simples possível), passeios, alimentação e o deslocamento nesses trechos)?
    4- Esse tempo que estamos planejando ficar lá é suficiente para executar esse roteiro?

  89. Olá Rafael,

    Estou programando uma viagem para visitar meus familiares na Alemanha entre dezembro de 2014 e janeiro de 2015, cerca de vinte dias. Gostaria de saber o melhor momento para comprar as passagens, sê devo esperar passar a copa para fazer isso? e em relação ao passaporte preciso tirar agora? é obrigatório vacina? é melhor meus familiares comprarem as passagens na Alemanha? Certamente farei o voo Recife-Frankfurt-Recife, mas fico grato caso possa tirar minhas dúvidas. Abraço!

    • Oi, Gerson.

      Você não precisa tirar o passaporte agora, mas também não deixe para muito perto da data. Tente tirá-lo pelo menos uns 6 meses antes da viagem.

      Acho que também está um pouco cedo para comprar a passagem aérea. Vai monitorando pelo Melhores Destinos, um blog só de promoções.

      http://www.melhoresdestinos.com.br/

      Abraço.

  90. Pretendo viajar para Paris/Londres/Amsterdã e alguma cidade pequena entre Paris e Amsterdã, é possível fazer isso em 15 dias de viagem. Qual o melhor roteiro. Estava pensando em fazer reservas pelo booking nos hoteis, comprar a passagem e fazer algo de trem, Tem alguma dica. Obrigada Rosana

    • Oi, Rosana. Se forem 15 dias lá, sem contar os dias de deslocamento, acho que dá para você fazer essas três cidades.

      Agora, se for contando os dias que você chega e vai embora da Europa, aí fica um pouco corrido demais, já que em dia de deslocamento não é possível fazer quase nada.

      O roteiro depende de onde você vai chegar, mas realmente é possível (e até melhor) se deslocar entre as cidades de trem.

      Procure a passagem para a Europa primeiro, depois vai reservando os hotéis e trens.

      Qualquer dúvida é só falar.

      Abraço.

      • Rafael, obrigada pela resposta. Os trens temos que reservar com quanto tempo de antecedência. Pensamos em fazer SP/Londres
        Londres /Paris de ferry boat (como faço a reserva), depois Paris/Amsterdã de trem é possível??? As reservas dos trens faço pela Internet também??? Os trens de Amsterdã para cidades pequenas próximas podem ser comprados na hora?
        E Voltar de Amsterdã/SP
        Datas saída de SP/Londres 03/08 e retorno Amsterdã/SP 19/08.
        Obrigada.
        Rosana

        • Oi, Rosana.

          Para trechos maiores, o ideal é reservar o quanto antes por um único motivo: os preços sobem. Reserve com pelo menos um mês (ou mais) de antecedência, se possível.

          É igual comprar passagem de avião. Você vai até achar opções pouco antes da viagem, mas só as mais caras.

          Trens entre uma grande cidade e outras menores ao redor podem ser comprados na hora. A questão é para trens entre países, ou mesmo no mesmo país, mas para trechos grandes.

          Francamente, não sei como funciona a ferry de Paris para Londres. Nesses links aqui você deve achar informações:

          http://www.mochileiros.com/londres-paris-ferry-t75616.html

          http://www.seat61.com/London-Paris-ferry.htm#.UuuX5fldVrM

          Qualquer coisa volta a perguntar.

          Abraço.

  91. Olá Rafael,

    Muito obrigada pelo retorno.
    Me tira mais uma duvida. O tempo não é dos melhores para turismo nessa época né? Ouvi que chove muito e é muito frio.

    E de Cancun ou Aruba, o que acha?

  92. Outra viagem que pensamos em fazer é San Diego, Las Vegas e Los Angeles.. mas precisa de visto né? E acho que nao dá tempo.

    Pensamos tb em ir pra Cancun…

    Deixei pra última hora porque só agora fechei a data das minhas férias…

  93. Adorei o seu post.
    Saio de férias em 10 de fevereiro e pretendo ir para a Europa com o meu marido. Pretendemos ficar 20 dias. Está muito em cima? Dá tempo de planejar rsrsr? Tenho só um mês né?..rs
    Gostaríamos de conhecer Lisboa, Madri, Londres, Paris, Roma e Berlim. Você acha que são muitos lugares?
    Ouvi que é mais barato entrar por Lisboa. É verdade? Sabe como está o tempo nesses lugares nessa época?
    Eu não sei por onde começar. Pode me ajudar?

    • Oi, Natália.

      Dá tempo de planejar sim. Só acho que você podia pensar em menos cidades para esse período de 20 dias. Desse jeito fica muita coisa!

      Essa questão de ser mais barato entrar por Lisboa ou não depende da passagem área que você vai comprar, só isso. Pesquise várias opções e veja qual está mais em conta para a data que você quer.

      Além disso, Portugal e Espanha são países mais baratos do que os outros que você citou.

      Acho que nesse momento é melhor você focar na Europa do que nos Estados Unidos, já que para os EUA você precisa de visto, o que realmente não dá mais tempo de tirar.

      Então corre atrás do primeiro passo: comprar as passagens aéreas. Depois, assim que você decidir por onde vai chegar, monte o roteiro, reserve hotéis e decida como fará o deslocamento entre essas cidades.

      Qualquer coisa é só perguntar.

      Abraço.

  94. Oi Rafael, adorei o site, não conhecia, e adrei seu post tbm, obrigada por compartilhar sua experiência.
    Estou pensando muito em fazer minha primeira viajem ã Europa em 2014. Gostaria de saber o que vc acha desses pacotes de sites como decolar e Hotel Urbano? Valem a pena, é seguro ou é melhor ir por conta própria mesmo?
    Vcs recorrem a alguma agência de viagem ou fazem tudo por conta própria?
    Vlw!

    • Oi, Thais.

      Desculpe-me pela demora em te responder. Sabe como é, fim de ano a gente fica um pouco offline.

      Então, nunca contratei o serviço dessas empresas. De forma geral, certamente fica mais caro do que ir por conta própria, afinal há o lucro da agência no preço final.

      Sempre viajei por conta própria e nunca tive problemas – é seguro e você logo aprende a se virar. Se você sentir confiança, dominar um pouquinho do inglês e quiser economizar, então o melhor mesmo é ir por conta própria.

      Procure uma agência só se você não quiser se preocupar com o planejamento e tiver um orçamento mais confortável. Na hora de escolher a empresa, pesquise a fama dela na internet, pra ver se é uma agência séria.

      Qualquer coisa volte a perguntar.

      Abraço.

  95. Olá Rafael,
    Parabéns pelo site, o conhece pelo PHD e achei SENSACIONAL. Estou considerando a possibilidade de mochilar pela Europa e vi que vc sugere cerca de 65 euros por dia. E para o Leste Europeu, quanto seria? Para um viagem de cerca de uns 20, fora a passagem aérea do Brasil e o seguro viagem, quantos euros eu precisaria levar mais ou menos? Beijo, muito obrigada!

    • Oi, Thamires.

      Que bom que você gostou do 360meridianos! Obrigado. =)

      Então, o leste europeu é bem mais barato, mas ainda assim os custos variam de acordo com o país. A princípio, acho que dá para fazer a 40 euros por dia, no estilo mochilão. Estive em Praga e achei muito barato! Dizem que Budapeste é linda e baratíssima também. Nunca fui lá, mas está na minha lista.

      Eu normalmente calculo assim mesmo: x dias multiplicado pelo valor que espero gastar, mais passagens e seguro. Então pela Europa ocidental seria uns 65 x 20, ou uns 1300 euros. Já para o leste europeu seria uns 800 euros. Mas lembrando que isso depende da pessoa também, então a conta pode variar um pouco.

      Qualquer coisa é só perguntar.

      Abraço.

    • Oi, Ana. Bem, o local mais barato para você se hospedar seria um albergue, dormindo em quarto coletivo. A não ser que você vá viajar com um grupo de umas quatro pessoas, o que tornaria o aluguel de um apartamento, por exemplo, mais barato.

      De uma forma geral, calcule 65 euros por dia para gastos nesses países, para uma viagem econômica. Isso incluiria alimentação, hospedagem e atrações turísticas. Além disso, você teria que comprar as passagens aéreas e contratar um seguro de viagem.

      Abraço.

    • Oi, Ana.

      Isso depende. Quais países você gostaria de visitar e quanto tempo pretende ficar por lá? Outra coisa importante de saber é que tipo de hospedagem você costuma contratar. Hotel padrão normal, albergue, hotel mais confortável…

      Enfim, me dá esses detalhes que eu tento te falar um valor aproximado, ok?

  96. olá!Boa noite , eu gostaria de saber mais desse tal desse seguro de € 30 mil. o.O
    Eu teria esse dinheiro de volta?Eu pago antes de ir?é uma espécie de ”contrato” do qual há um comprometimento de pagar esse valor????

    • Oi, Cecília.

      Funciona como qualquer seguro: você paga um valor e o seguro tem um limite e condições de cobertura. Esse limite que precisa ser de pelo menos 30 mil euros. Caso aconteça alguma emergência, eles cobrem as contas até esse valor.

      Eu acabei de voltar da Europa, onde fiquei dois meses. Paguei cerca de 350 reais pelo seguro, que atendia a esse limite de 30 mil euros.

      Se por acaso você não usar o seguro, o dinheiro investido nele (no meu caso, 350 reais) não volta. Se isso acontecer com você, considere-se com sorte, afinal ninguém quer ficar doente ou sofrer um acidente durante a viagem, não é mesmo? =)

      Qualquer coisa volte a perguntar.

      Abraço.

  97. Ola Rafael,

    Estou querendo comprar o seguro viagem Europeu, e como vamos visitar mais de um lugar gostaria de confirmar uma coisa, compro o seguro com o destino sendo o primeiro a ser visitado?

    Obrigada.

    • Oi, Mariana?

      Creio que a resposta é sim, pelo menos se todos os países que você vai visitar forem na Europa.

      De forma geral, a cobertura vale para todos os países do mundo, exceto aquele em que você mora. Vale pesquisar, claro, afinal as regras mudam de seguro para seguro.

      No meu caso, pedi um seguro para a Europa e só, sem especificar países: eles me forneceram um dentro da cobertura de 30 mil euros, exigência para entrar em boa parte do continente. Acho que deve funcionar assim no seu caso também.

      Abraço.

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: