15 lugares para visitar em Buenos Aires: passeios imperdíveis

15 lugares para visitar em Buenos Aires: passeios imperdíveis

Fiquei dois meses em Buenos Aires, mas mesmo assim não consegui fazer tudo que gostaria na cidade. A capital da Argentina tem atrações a cada esquina e para todos os gostos. Nesta lista, separamos 15 lugares para visitar em Buenos Aires, passeios que consideramos fantásticos. Aqui você vai encontrar programas ao ar livre, noturnos, bons restaurantes e, o melhor, até alguns programas que são de graça!

Acha que faltou alguma coisa nesta lista? Deixe a sua sugestão nos comentários.

1 – Mães da Praça de Maio

Emocionante. Essa é a palavra ideal para explicar como é  ver de perto as Mães da Praça de Maio.  Encontrá-las é fácil, afinal elas se reúnem toda quinta-feira, sempre às 15h30, na Praça de Maio, onde protestam pelos filhos, que foram torturados e mortos durante a ditadura militar argentina. “A única luta que se perde é aquela que você abandona”, diz um dos lemas delas. E isso elas nunca fizeram. Não pararam de lutar durante um único dia nos últimos 37 anos. 

Veja também: A História e a luta das Mães da Praça de Maio

Onde ficar em Buenos Aires: os melhores bairros

Luta das mães da Praça de Maio

2 – Conheça a Casa Rosada

Se você não estiver em Buenos Aires numa quinta-feira, passe pela Praça de Maio mesmo assim. Lá você verá o símbolo das mães, um véu branco, marcado o chão, além de prédios e monumentos históricos. Tudo isso de frente para a Casa Rosada, sede da presidência da Argentina. Estará em Buenos Aires durante um fim de semana? Então pode ser melhor deixar sua visita para sábado, quando é possível entrar na Casa Rosada e ver até o gabinete presidencial. O passeio é de graça, mas a fila de espera pode ser grande.

Veja também: Como é a visita à Casa Rosada, Em Buenos Aires

Casa Rosada, Argentina

3 – Ande pela Avenida 9 de julho

A Avenida mais importante da Argentina é linda, com direito a um gigantesco Obelisco e um prédio com uma imagem de Eva Péron. Vale percorrer a 9 de Julho a pé e com calma, observando também os outros monumentos, como o que lembra as Cataratas do Iguaçu ou o que homenageia Dom Quixote. Mas o melhor mesmo é observar o andar apressado dos argentinos e a vida no coração do país.

Avenida 9 de Julho

4 – Caminhada em Puerto Madero

Quer uma caminhada mais tranquila? Então desça em direção a Puerto Madero. Além de restaurantes, bares e sorveterias, ali já é possível ver uma Buenos Aires bem diferente da que está alguns quarteirões acima, no centro. Saem os prédios históricos e entram os arranha-céus. E com vistas incríveis, como essa aqui, ó:

Puerto Madero, Buenos Aires

5 – Vá ao Cemitério da Recoleta (e arredores)

Você não precisa ser gótico ou curtir arte tumular. Mesmo assim, garanto que vai gostar de passar uma tarde no bairro da Recoleta, um dos mais tradicionais de Buenos Aires. Além do famoso cemitério (que sim, merece uma visita), lá você vai encontrar bons bares, restaurantes e sorveterias. Se perca pelas ruazinhas da Recoleta e ache um programa que tenha a sua cara.

Recoleta, Buenos Aires

6 – Tome um sorvete do Freddo

Existem filiais do Freddo em várias partes de Buenos Aires, incluindo uma em Puerto Madero e outra pertinho do Cemitério da Recoleta. Viu uma delas? Corra até lá e peça seu sorvete. Eu tentaria uma das várias versões do de Doce de Leite.

comidas imperdíveis da argentina

7 – Caia de boca na culinária portenha

Já que falamos de sorvete, melhor falar também de outras comidas. A Argentina é, com o perdão do trocadilho, um prato cheio nesse sentido. Carnes, massas e empanadas são algumas das alternativas que você não pode perder. Bons vinhos são baratíssimos, enquanto qualquer kiosko vende um bom alfajor.

Veja também: 12 comidas imperdíveis da Argentina

San Juanino - Empanadas em Buenos Aires

8 – Jante no Sarkis

As culturas gaúcha, andina e italiana têm um papel importantíssimo na culinária argentina, mas não é possível ignorar a imigração armênia e a consequente influência dessa culinária no país. Por isso, se quiser um jantar fantástico e muito barato, corra para o Sarkis. Você não terá os famosos cortes de carne argentina, é verdade, mas eu garanto que a comida é fantástica.

Veja também: Onde comer bem e barato em Buenos Aires

sarkis - comida armenia na argentina

9 – Curta a noite em Palermo

Quando a noite cair, prepare-se para curtir um dos muitos bares de Palermo, outro bairro muito tradicional em Buenos Aires. São tantos que você terá dificuldade em escolher um para chamar de seu. Lembre-se também que a noite portenha começa tarde.

Buenos Aires, Argentina

Foto: David W, Creative Commons

10 – A Feira de San Telmo

É domingo? Então corra para a Feira de San Telmo. Batizada com o nome de outro bairro de Buenos Aires, essa feira de rua é um bom programa mesmo para quem não compra nada (ou quase nada), tipo eu. Depois de perambular pelas ruas cheias de barraquinhas, procure um restaurante, peça uma cerveja e termine bem a manhã de domingo.

Veja também: Como é a Feira de San Telmo, em Buenos Aires

feira de Sal Telmo, Buenos Aires

11 – O futebol portenho

Assim como em quase toda a América Latina, na Argentina futebol não é esporte. É religião. Isso talvez explique porque Diego Maradona e Papa Francisco são duas das imagens mais comuns de Buenos Aires, muitas vezes vistas lado a lado.

Existem várias maneiras de ver de perto a paixão dos portenhos pelo futebol. A mais simples (e muito divertida) é visitar La Bombonera, estádio do Boca Juniores. Também é possível visitar o estádio do River Plate, gastar horrores num jogo de times da primeira divisão ou curtir uma partida de equipes de divisões menos nobres do futebol argentino.

Veja também: Como é a visita a La Bombonera, o estádio do Boca

La Bombonera, Buenos Aires, Argentina

12 – Veja Buenos Aires do alto do Palácio Barolo

Eu adoro ver cidades do alto de mirantes. Em Buenos Aires, talvez o melhor deles seja o Palácio Barolo, um prédio histórico baseado na obra “A Divina Comédia”, de Dante Alighieri. Além de ser um prédio inspirado por um livro, o Palácio tem uma vista incrível da cidade, com destaque para o Congresso Nacional, que em frente.

Vista de Buenos Aires

13 – Bate-volta até Colonia del Sacramento, Uruguai

Tem tempo de sobra? Então vá ao Uruguai! Colonia del Sacramento, uma vila muito simpática, está a uma hora de barco da capital da Argentina, cruzando o Rio da Prata. Se optar pelo passeio, fique pelo menos até o pôr do sol, que é inesquecível.

Veja também: Como chegar em Colonia del Sacramento  

Colonia del Sacramento, Uruguai

14 – Um pouco de Tango (e de Milongas)

Existem milhares de opções para assistir um show de tango em Buenos Aires, desde o caríssimo Señor Tango, passando pelos espetáculos do Café Tortoni e até as versões mais em conta do Centro Cultural Borges.

Quer dançar? Então Corra para uma Milonga, eventos que costumam ser frequentados por argentinos. Nesse caso, uma boa opção é de La Glorieta, numa praça do bairro Belgrano. É de graça e acontece aos sábados e domingos, às 20h.

Milonga, Buenos Aires

15 – Fique espantado com o Fuerza Bruta

É impressionante a quantidade de teatros no centro de Buenos Aires. Se você até arrisca um portunhol, mas entende pouco quando falam espanhol muito rápido, temos um show perfeito para você: o Fuerza Bruta. Interativo (mas sem ser daqueles que deixam tímidos tremendo de medo), o show vale cada peso investido. E nem são tantos assim.

Veja também: Fuerza Bruta, um show diferente em Buenos Aires

fuerza bruta

Foto: Divulgação

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara.

8 comentários em 15 lugares para visitar em Buenos Aires: passeios imperdíveis

  1. vc não posta valores. por exemplo, dos mirantes. será que pode enviar essa informação no meu e-mail?!

    cumprirei à risca suas DICAS. parabenzaço pelo BLOG. muito bem escrito e vizualizado pelas imagens (lindas, por sinal!!!!)

    desde já obrigada. estou indo à BA comemorar meus 30 anos de casamento!

    Ruby

    • Oi, Ruby. Os valores estão em outro post. Mas tenha em mente que preços mudam muito rápido na Argentina (inflação enorme por aí).

      Abraço e boa viagem. 🙂

  2. Grande Christo! Fica a minha outra recomendação gastronômica ao lado do Sarkis: as massas artesanais do Salgado Alimentos, na Villa Crespo. Ótimo custo benefício!

  3. Amei as dicas. Vou cumprir o roteiro todo direitinho. rsrs

    Li num outro post de vcs que, caso vá ficar poucos dias em Buenos Aires, talvez não valha a pena trocar reais por dólares ou pesos. Vou ficar só 4 dias, numa viagem de estudo com algum tempo livre. Quero ir ao teatro, bares, restaurantes, show de tango, tudo isso. Em todos os lugares consigo pagar em reais numa boa? Ou vale a pena ter alguns “dólares na manga” pra alguma emergência?

  4. Rafael, também morei em Buenos Aires e você resumiu perfeitamente.

    Eu acrescentaria uma tarde de domingo no jardim japonês e arredores em Palermo. Muita gente andando de patins, bicicleta e skate. Famílias e amigos fazendo piquenique e um belíssimo por do sol a beira do lago.

    Embora quase nunca comente, estou sempre por aqui e amo o 360.

    A equipe está de parabéns!!!

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: