Transferir dinheiro online para o exterior: melhor método

Transferir dinheiro online para o exterior: melhor método

Morar no exterior ou fazer longas viagens para fora necessariamente envolve perder dinheiro em transações bancárias. Eu vivi isso em várias situações. Por exemplo, quando morei na Ásia e passei quase um ano fora do país, entre 2011 e 2012, e quando passei alguns meses na Argentina, em 2014. A questão é simples: se você vai passar um tempo fora e receberá dinheiro em reais e durante a viagem, terá que transformar essa grana em moeda estrangeira. E isso envolve taxas e câmbio desfavorável.

Desde que o 360meridianos virou uma empresa com sede no Brasil, no ano passado, passamos a ter esse problema para efetuar o pagamento de 2/3 da equipe do blog, já que a Lu e a Naty moram em Portugal e na Espanha, respectivamente. PayPal, Travel Card, Western Union: já testamos isso tudo e já entrei em pânico quando tive que mandar um dinheiro emergencial para a Luíza, transformando reais em euros, e vi o tamanho da facada com taxas e câmbio desfavorável. Era muito ruim.

Foi depois disso que conhecemos a Transferwise, por meio de comentários feito por leitores em textos do blog, e achamos um método muito mais econômico e, por que não, justo. Desde então, adotamos o mecanismo como o melhor para transferir dinheiro online para outro país. As taxas são poucas (2,5%) e o câmbio não é tão desvantajoso quanto o de métodos como PayPal ou os Travel Cards, por exemplo. E sem IOF, o Imposto sobre Operações Financeiras.

transferir dinheiro para o exterior transferwise

Transferir dinheiro online para o exterior: como funciona

A lógica da Transferwise é simples. Imagine que eu, que estou no Brasil, quero mandar dinheiro para alguém que more na Europa, nos Estados Unidos ou outro país. Eu entro no site da empresa, crio uma nova conta (pode ser tanto usando o email ou Facebook ou Google+) e faço uma estimativa com os valores da transferência. Em seguida preencho os dados de quem vai receber o dinheiro, com a conta do banco no exterior, emito um boleto e faço o pagamento.

É aí que está o pulo do gato: a empresa tem contas no Brasil e em todos os países em que atua. O que ela faz é conectar os desejos de gente de várias partes do globo – da mesma forma que eu quero mandar dinheiro para a Europa, alguém quer mandar dinheiro da Europa para o Brasil. A empresa então faz um balanço nas transações em cada sede e troca o dinheiro, que na prática não sai do país! Dessa forma, a transação não é internacional, não há troca real de moeda e as taxas podem ser bem menores. Por usar a tecnologia para simplificar as coisas, Transferwise é uma espécie de Uber ou Nubank das transações internacionais.

Talvez você tenha percebido outra vantagem desse método. Você mesmo pode fazer todo o processo, sem depender de ninguém. Basta pagar o boleto com o internet banking de um banco brasileiro, preencher os dados e receber o valor no exterior. O dinheiro chega de 1 a 4 dias úteis após a confirmação do pagamento.

Clique aqui para estimar quanto custaria sua transferência

Transferir dinheiro online para o exterior

Todo o sistema é legal e confiável – nós mesmos usamos frequentemente. Economizamos tanto com esse método que resolvermos fazer parte do programa de afiliados da Transferwise, porque consideramos esse o melhor serviço de transferência de dinheiro para o exterior do mercado. Se quiser fazer a comparação com outros métodos existentes, leia o texto em que listamos várias formas de como transferir dinheiro para o exterior. Também já escrevemos um texto com o passo a passo de como usar a Transferwise.

A imagem abaixo mostra as vantagens da Transferwise. E a única desvantagem que encontramos: é necessário ter uma conta no exterior para receber o dinheiro, o que dificulta a vida de quem está apenas viajando por longos períodos, mas não é um problema para quem mora fora ou estuda em outros país, por exemplo.

dicione os seus dados Dados do beneficiário Confirme os detalhes da transferência

Se vocês usarem o serviço por meio dos links indicados aqui no blog, nós ganhamos uma comissão, sem que vocês paguem nada a mais por isso! Na realidade, você economiza em relação a todos os métodos do mercado. É uma forma de ajudar o blog a se manter e gastar bem menos nas suas transferências. 

*Fotos: Shutterstock

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura.

Deixe um comentário