Celebration, na Flórida: a utopia americana de Walt Disney

Celebration, na Flórida: a utopia americana de Walt Disney

As casas de dois andares e jardins bem cuidados que, em sua maioria, servem de residência para famílias brancas e republicanas nem parecem de verdade. Você poderia estar em Stars Hollow ou na rua de Desperate Housewives. Escolha seu subúrbio ficcional favorito. Calçadas largas, carrões na garagem, crianças que brincam sem medo nas ruas e frequentam uma das melhores escolas públicas do país. Se alguém pudesse materializar o sonho americano e tudo o que ele representa, provavelmente chegaria em algo muito parecido com Celebration, uma pequena comunidade de 10.000 habitantes na Flórida.

Bike Tour em Celebration

E era mais ou menos essa a ideia da Walt Disney Company quando fundou a cidade. Separada do mundo lá fora por cercas brancas e um conjunto de regras que tornam toda aquela perfeição artificial possível, Celebration foi criada há 20 anos para ser um experimento de cidade do futuro. Ironicamente, é para o passado que ela olha, ao nostalgicamente tentar replicar o estilo de vida suburbano dos Estados Unidos dos anos 1950 em um país que muda rapidamente.

No pequeno centro comercial, casais ainda podem dividir um milk shake em uma lanchonete local e caminhar pelas ruas para ver vitrines. Algo raro hoje em dia, em uma cultura cada vez mais dominada por lojas de rede, shoppings acéticos, ar condicionado e na qual andar a pé parece uma contravenção.

O lugar foi criado para ser a cidade americana ideal.  As casas, muitas delas pertencentes a celebridades – Silvio Santos tem uma mansão ali – e gente endinheirada, devem obedecer um padrão arquitetônico. Qualquer mudança nas fachadas precisa ser autorizada pela administração da comunidade e até a cor das paredes é objeto de regulação. Palmeiras, muito comuns nos jardins do estado, são proibidas. “Não queremos que as pessoas se sintam na Flórida”, disse o guia que me acompanhou na visita. “A ideia é que elas pensem que poderiam estar em qualquer lugar do país”.

Peter Rummell, coordenador do projeto, disse ao The Economist que as pessoas têm a impressão de que, ao se mudarem pra lá, seus jardins jamais teriam ervas daninhas e que seus filhos sempre tirariam A’s nos boletins. Dá para entender. Tanta perfeição do lado de fora nos faz imaginar que também há perfeição do lado de dentro. Isso pode não ser verdade, mas é essa ideia que o sonho americano vende há décadas. Conseguir um lugar no paraíso, no entanto, não é tarefa fácil. Para morar ali, é preciso entrar em uma lista de espera ou participar de um sorteio anual para ter a chance de comprar uma casa.

Bike Tour em Celebration

Conheci Celebration de bicicleta, em um tour de uma hora pelas ruas planas e impecáveis da cidade. O passeio foi acompanhado de um guia local. Ele me contou que se mudou pra lá aos 14 anos e nunca mais quis deixar a cidade. Hoje já fora da casa dos pais, aluga um apartamento de um quarto em uma área mais afastada do pequeno centro local, trabalha recebendo turistas e não troca Celebration por nenhum lugar do mundo.

Enquanto pedalávamos, ele parou para cumprimentar vizinhos que corriam ao redor do lago e para contar fatos interessantes sobre a cidade e as pessoas que vivem nela. Não há como negar que o passeio é bonito e agradável, mas, mais que isso, para mim também teve sabor de experiência antropológica de uma faceta dos Estados Unidos que eu até então tinha escolhido deixar de fora das minhas viagens.

Bike Tour em Celebration
Bike Tour em Celebration

Serviço – O tour guiado em Celebration precisa ser agendado com antecedência no site da empresa, mas você também pode alugar bicicletas por duas horas ($15) e fazer o passeio por conta própria.

Onde ficar em Celebration

Celebration também é uma boa opção de hospedagem para quem viaja para Orlando e a Disney, já que fica bem próxima aos parques. Clique aqui encontrar hotéis na cidade.

A viagem para a Flórida e o passeio de bicicleta em Celebration foram parte de um convite da Visit Kissimee. 

Já chamei de casa a Cidade do Cabo, Chandigarh, Buenos Aires e Barcelona, onde vivo no momento. Gosto de literatura, cervejas, música e artigos de papelaria, mas minha grande paixão é contar histórias. Por isso, desde 2011 viajo o mundo e escrevo sobre o que vi. Também estou no blog sobre escrita criativa Oxford Comma.

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: