Roteiro de viagem para Ohrid, Macedônia: o que fazer por lá?

Roteiro de viagem para Ohrid, Macedônia: o que fazer por lá?

Entre montanhas que chegam a 2800 metros de altura e um lago de três milhões de anos, Ohrid, Macedônia, é daquelas cidades em que a natureza e as construções impressionam pela beleza e riqueza histórica. Para começar, essa é uma das poucas cidades do mundo que tem o título de Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade, segundo a UNESCO. É que Ohrid, construída na beira do Lago de mesmo nome, é um dos povoamentos mais antigos da Europa.

Existem documentos gregos de 353 a.C. mencionando o local, que na época era chamado de Lychnidos, ou “cidade das luzes” para os íntimos. Há escavações arqueológicas na cidade que revelam o passado de Lychnidos e basílicas do início do cristianismo. Só foi renomeada para Ohrid em 879 d.C., nome que significa “na colina”. As construções que vemos hoje vão dos séculos 7 ao 19: a arquitetura otomana, dos séculos 18 e 19, está bem preservada nas casas no centro da cidade, suas ruas estreitas e com construções bem mais antigas, do período bizantino.

lago ohrid macedonia

É a própria UNESCO quem diz que a cultura eslava se espalhou de Ohrid para o resto da Europa. A cidade era um ponto cultural e econômico importante, servindo de centro episcopal da Igreja Ortodoxa Búlgara. Talvez tenha vindo daí a lenda de que um dia existiram 365 igrejas ali, uma para cada dia do ano. Pelo menos foi essa a impressão de um visitante turco ao reparar no panorama da cidade no século 17. Ohrid também é casa do mais antigo monastério eslavo, St. Pantelejmon, e de mais de 800 ícones bizantinos, a segunda maior coleção do mundo, ficando apenas atrás de Moscou. A primeira universidade eslava surgiu ali, no século 10. E por um breve período, no século 11, foi a capital do Império Búlgaro. A fortaleza na qual o imperador governou ainda está de pé.

Leia também: O que fazer em Skopje, a capital da Macedônia

O que fazer em Ohrid, Macedônia

As belezas do Lago Ohrid

O Ohrid é um dos mais antigos e profundos lagos europeus, com mais de 200 espécies no seu ecossistema. Divide-se entre a Macedônia e a Albânia e só existem três cidades na beira do lago, além de Ohrid: Struga, também do lado da Macedônia, e Pogradec, na Albania, isso sem contar as várias vilas de pescadores. O lago é uma atração por si só, com as vistas que ele proporciona de vários pontos da cidade e as atividades aquáticas como praia, mergulho e passeio de barco.

o que fazer em ohrid macedonia 16

A caminhada pelo calçadão com jardins, bem perto do centro da cidade, é bastante agradável.

No verão as praias ficam cheias. Porém, é possível encontrar espaços mais vazios ao caminhar para mais longe do centro. Fui à pequena praia de Labino, mas vale dizer que não há nenhuma estrutura ali, só natureza. Sobre as praias, vale lembrar que o chão é todo de pedras. Convém usar chinelo ou algum sapatinho.

lago ohrid macedonia

lago ohrid macedonia

Dezenas de Igrejas e Monastérios

Outra atração em Ohrid é visitar as antigas igrejas e monastérios. Não são 365 e você nem precisa entrar em todas, visto que a maioria cobra entrada.

A Igreja de St. Sophia é a catedral da cidade e a quarta versão da basílica, construída no mesmo local. O edifício atual é de 1035. Conta com uma das maiores coleções do mundo de afrescos do século 11. São visíveis cenas do antigo testamento no altar e mártires do início do cristianismo. A pequena praça em frente à igreja costumava ser o principal fórum da cidade na antiguidade.

lago ohrid macedonia

lago ohrid macedonia

A Igreja de St. Pantelejmon é o mais antigo monastério eslavo, onde, no século 10, foi criado o alfabeto cirílico. Acontece que São Clemente e São Naum eram discípulos dos irmãos São Cirilo e São Metódio – que criaram as primeiras versões do alfabeto. Com o financiamento do rei búlgaro Boris I, finalizaram e espalharam o alfabeto cirílico na região. Também foi em Ohrid que foi aberta a primeira universidade eslava, para transmitir esses ensinamentos. A igreja, que contém os restos mortais de São Clemente, é uma reconstrução daquela que o santo fez quando chegou em Ohrid e abriu a universidade. A construção original foi destruída no período de domínio turco. No entorno da igreja há vários sítios arqueológicos sendo escavados.

lago ohrid macedonia

lago ohrid macedonia

A Igreja de St. Bogorodica Perivlepta, construída em 1295, também com uma grande coleção de afrescos feita por jovens pintores que influenciaram a arte bizantina na época. Alguns guias e visitantes afirmam que essa é a igreja mais linda da cidade por dentro. No pátio da Igreja fica uma galeria de arte iconográfica, com uma coleção bem grande.

lago ohrid macedonia

A Igreja Kaneo, do século 13, é mais famosa por sua localização: fica no topo de uma colina, na beira do Lago Ohrid, formando uma vista perfeita. Não há muitos afrescos dentro e eu preferi só ver a vista de fora e não entrar. De qualquer forma, vale a pena subir o morro para chegar até lá.

ohrid kaleo monasterio

A rua principal do centro histórico de Ohrid é fechada para carros e conhecida como Old Bazaar, com muitas lojas e restaurantes. Fica lotada nas noites de verão. As ruelas acima da Old Bazaar e abaixo das muralhas da cidade são chamadas de Mesokastro. No passado era onde os pobres viviam. Hoje, ali há belas vistas do lago e casas antigas.

o que fazer em ohrid macedonia

o que fazer em ohrid macedonia

No final da Old Baazar, já quase na beira do rio, começam a aparecer mais restaurantes e bares. Virando à direita, há duas ruas, a Tsar Samoil, com várias casas históricas do período turco, sendo as casas Robevci & Uranija as mais famosas. Nessa rua também fica um workshop de papel artesanal e uma cópia da imprensa de Guttenberg.

o que fazer em ohrid casas

Bem no topo da colina fica a Fortaleza do Rei Samoil, construída inicialmente no século 5 a.C, mas as partes que ainda mantém preservadas são do século 3 a.C. Porém, com as reconstruções ao longo dos anos, a fortaleza visível hoje é do século 10. Por conta da posição privilegiada, oferece belas vistas do lago e da cidade.

o que fazer em ohrid macedonia 7

fortaleza ohrid

Também nessa área na colina fica o Teatro Antigo, uma obra do período grego, com uma pequena área preservada. Como o teatro ainda é usado em apresentações, boa parte já foi reconstruída.

o que fazer em ohrid macedonia 15

Onde comer em Ohrid

Parar quem quer provar comida tradicional, com vista para o lago, a dica do nosso hostel se provou uma excelente custo/benefício: o Restoran Cun. Fica numa área de muitos restaurantes caros, mas conseguimos comer ali um cozido macedônio por 300 MKD (cerca de €5), no almoço.

Já contei que é fácil achar pizza nos países dos Balcãs, e Ohrid foi um dos lugares em que de fato a pizza era boa. Jantamos na Pizzeria Leonardo, que além da comida tem um ambiente bem bonito, atendimento simpático e preços justos.

O lugar que mais gostei de comer, na verdade, era o mais simples, quase uma barraquinha de rua. Na Old Baazar, uma portinha pequena indica a Dr. Falafel. Eles servem um falafel muito saboroso e bem temperado, que pode vir sozinho, num prato com outros vegetais ou dentro do pão, no estilo doner. O preço é daqueles amigo dos mochileiros.

Onde ficar em Ohrid: dicas de hospedagem

Indico de olhos fechados o hostel que fiquei em Ohrid, o City Inn. Foi o melhor lugar em que ficamos em toda a viagem e recomendo até para quem não gosta de hostel, porque eles têm quartos privados excelentes. Porque é tão bom? A propriedade era bem nova, muito limpa, o banheiro tinha um chuveiro maravilhoso, ar-condicionado novo e funcionando (fundamental no calorão) e café da manhã típico bem completo incluído. E o preço é super justo: pagamos €10 por noite, na alta temporada. Tem nota 9,4 no Booking.

lago ohrid macedonia

Para mim não chegou a ser um defeito, mas o hostel fica fora do centro histórico, a cinco minutos de caminhada. Caso você queira ficar bem no miolinho, não faltam hotéis, hostels e apartamentos para alugar. Você pode ver todas as opções de acomodação em Ohrid aqui.

Como chegar em Ohrid, Macedônia

Existe um aeroporto internacional em Ohrid, o St Paul the Apostle (OHD), que fica a cerca de 7 km do centro. Você encontra voos das principais capitais europeias, mas os preços podem ser um pouco elevados.

Para quem já está nos Balcãs, o jeito é ir por terra. Não há estação de trem na cidade, mas há várias opções de ônibus e vans. Da capital, Skopje, são cerca de 3h30 e tem vários ônibus ao longo do dia. Para outras cidades na região, como Tirana, Sofia e Pristina convém pesquisar online e ter uma certa flexibilidade de horários: acontece que as informações são poucas e desencontradas.

lago ohrid macedonia

Por exemplo, eu queria ir de Ohrid para Sarande, na Albânia, mas não consegui encontrar nenhuma forma de fazer isso, segundo a internet. Acabei trocando meu roteiro para passar primeiro por Tirana. E ainda assim, muitos guias online diziam que eu teria que ir para Struga. No fim das contas, foi só quando cheguei em Ohrid que consegui comprar a passagem, saindo de Ohrid mesmo. A grande piada é que sim, havia vans que iam para Sarande. E como eu era uma das únicas que ia para Tirana, me trocaram de van umas cinco vezes.

Logo, o melhor jeito de descobrir como ir para a cidade a seguir é perguntar para as pessoas ou nas agências na rodoviária quando você estiver lá. De qualquer forma, bons sites para pesquisar informações são: Balkan Viator, BusTicket4me, Galeb AD e Bus Express.

Sou jornalista, tenho 29 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite “morar no aeroporto”. Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: