fbpx
Tags:

9 coisas irritantes que acontecem em uma viagem

Não existe viajante perfeito e nós já até falamos por aqui como não tem nada mais chato do que gente tentando “cagar regra” a respeito de qual a melhor maneira de viajar. A melhor maneira é a que cada pessoa quiser e ponto, desde que respeite as outras pessoas e o meio ambiente. Dito isso, também convém dizer que eu sou humana e, por isso, inerentemente, fico irritada com alguns comportamentos que não têm nada de errado, mas são chatos hahahah.

Por isso, resolvi fazer esta listinha das minhas implicâncias gratuitas (do excelente termo em inglês pet peeves) que me irritam no comportamento dos outros.

1. Fotos com iPad

É assim que todos vocês idiotas ficam quando tiram fotos com iPads gigantes”

Jamais entenderei quem saca um iPad para tirar fotos de pessoas e paisagem. Por que usar essa ferramenta gigante, que não foi feita para esse fim e sequer tem uma qualidade boa para tirar fotos??? Por que não usar o seu celular que está no bolso? Por quê? Oh, Por quê?

Pior ainda são em situações que todo mundo está tentado disputar um espaço para uma foto e a pessoa ocupa o espaço de três (e ainda tampa a paisagem) para usar o iPad.

2. Excursões em grupo

“Tem muita gente nesse mundo. Precisamos de uma nova praga.”

Você está lá passeando por qualquer lugar, pode ser um museu, uma montanha, as ruas de Veneza. E de repente, lá vem a manada guiada por uma vareta colorida. E eles lotam todos os espaços, as vezes furam filas, impedem você de se locomover, de ver o que está a sua volta, enfim, um inferno.

Toda vez que eu vejo um grupo de excursão se aproximando, eu fujo o mais rápido que posso, só para bater de frente com outro grupo. #Fail

3. Filas de embarque

Por que, por que você faria isso?

Eu já fiz um post inteiro só para explicar como é detestável embarcar no avião. Mas de toda essa confusão, o que mais me irrita são as pessoas que começam a formar fila antes mesmo do avião chegar no aeroporto. Por que, gente!?? Qual a utilidade de ficar em pé em frente ao portão, sendo que seu assento é pré-marcado?

4. Pessoas com mais bagagem de mão do que o permitido

Uma parte das pessoas que formam as enormes filas fora de hora são aquelas que mais me irritam: gente que carrega 350 sacolas e malas gigantes como mala de mão e querem correr para entrar no avião e arrumar espaço para suas tralhas.

Galera, todo mundo tem direito ao espaço do bagageiro então definitivamente não é legal você ocupar a área de quatro pessoas.

5. Lugares que cobram pelo uso da internet

Eu literalmente não poderia te odiar mais

2014 está acabando e ainda há hotéis e restaurantes nesse mundo que cobram pelo uso da internet. Sério mesmo, evoluam. Incluam o valor da conta da internet no preço da diária/produtos e deixem o wi-fi “grátis”. A ideia de ter que pagar 5 euros por hora de uso da internet é tão estapafúrdia quanto burra, afinal afasta as pessoas dali.

6. Check out cedo

Por que você insiste em me irritar?

Continuando na onda dos hotéis que ainda não entenderam como turistas funcionam há aqueles que querem que você faça check out até as 10h da manhã. Francamente pessoal, qual é o ponto disso além de estressar as pessoas?

7. Estabelecimentos que não querem guardar sua mala

Você pegou aquele voo mais cedo, chega no hotel antes da hora do check in e pede, gentilmente, que eles guardem sua mala. Se a resposta for negativa, você tem duas opções: jogar a mala na cabeça do atendente, que, coitado, não criou a regra, por mais absurda que ela seja. Ou virar as costas e ir embora para um estabelecimento que, mais uma vez, entenda melhor as necessidades dos viajantes. Qual o problema em ter um espaço para deixar as malas de quem chega mais cedo? Não sei, só sei que me irrita.

8. Urubus de turistas

CALA A BOCA

Não importa o lugar do mundo que você vá, sempre vai ter um urubu te perseguindo e tentando insistentemente te vender algum produto ou passeio que você não tem o menor interesse. O pior dos urubus é que eles não aceitam não como resposta, jamais. E várias vezes vão te irritar a um ponto de você querer sair de uma rua ou de frente do ponto turístico, só para fugir da criatura.

9. Gente que para colado à esteira de bagagem

Em volta da esteira de bagagem costuma ter uma linha amarela que nunca é respeitada. Muitas pessoas parecem ser incapazes de dar três passos para trás e esperar por sua mala dando espaço para todos. Não, precisam ficar ali, como uma linha de defesa esportiva, impedindo qualquer outra pessoa de efetivamente pegar a mala sem ter que dar uma cotovelada acidental em alguém.

E você? Implica com qual comportamento em viagens?

*Crédito Imagem destacada : BrokenSphere – CC BY-SA 3.0

Receba mais dicas de viagem

Então curta nossa página no Facebook

Siga o @360meridianos no Twitter

Veja nossas fotos no Instagram

Receba novos posts por e-mail

Clube Grandes Viajantes

Assine uma newsletter exclusiva e que te leva numa viagem pelo mundo.
É a Grandes Viajantes! Você receberá na sua caixa de email uma série de textos únicos sobre turismo, enviados todo mês.
São reportagens aprofundadas, contos, crônicas e outros textos sobre lugares incríveis. Aquele tipo de conteúdo que você só encontra no 360 – e que agora estará disponível apenas para nossos assinantes.
Quer viajar com a gente? Então entre pro clube!

Avalie este post

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 34 anos e atualmente moro na Inglaterra, quando não estou viajando. Já tive casa nos Estados Unidos, Índia, Portugal e Alemanha, e visitei mais de 45 países pelo mundo afora. Além de escrever, sempre invento um hobbie novo: aquarela, costura, yoga... Siga minhas viagens em @afluiza no Instagram.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

12 comentários sobre o texto “9 coisas irritantes que acontecem em uma viagem

  1. Olá, Bate-papo divertido! 🙂
    Lembrei-me das excursões, principalmente de orientais (de todas as idades) em Versailles, Duomo de Milano e mais algumas; depois de sem querer, sem eu perceber acabar entrando um ônibus inteiro na minha frente, então, por experiência, quando eu via um Grupo vindo para as filas, ia quase correndo senão passariam 30, 50 na minha frente e o tempo de fila iria duplicar! O mesmo ocorria com o banheiro! Hahaha!
    Irritante também são pessoas (acho que Romenos) perto da Torre Eiffel e outros pontos que querem ler a sua mão, que querem que você use fitinha no braço, assine lista, etc. Além de incomodar é perigoso.
    Outra: Banheiro feminino quando chega o voo! Ai, meu Deus, nós mulheres à vezes demoramos tanto pra fazer um xixizinho, né? E a fila fica enooorme, e o marido/namorado lá fora te esperando sem entender a demora 🙂
    Refeições nos Aeroportos, os preços irritam qualquer um!
    Hahaha! Tem várias coisas, mas viajando os perrengues fazem parte, né?

  2. Kkkkkk.
    Legal, mas não concordo com a 3 e a 8 .
    Sobre a 3 , não me importo , depois vai ter que formar fila de qualquer jeito (o assento é demarcado mas precisa de uma certa organização pras pessoas entrarem no avião).
    Sobre a 8 , achei preconceituosa. Qual o problema em grupos de excursão? Acho que a sociedade exclui muito as pessoas de idade. Eu tenho uma pessoa de idade na família e vejo o quando ele fica perdido em um mundo dos “aplicativos” e onde coisas que eram comuns antigamente (como viajar em grupo com agências, visto que não tinha internet pra se ter tanta informação) são hoje ridicularizados. Deixe que as pessoas viajem como querem – o importante é viajar e ter cultura !!!!!
    Um abs

    1. Oi Ana,

      Acho que você quis dizer a 2 ao invés da 8. Eu não tenho problema com grupos de pessoas idosas, ou grupos pequenos. Tenho problema com um ônibus inteiro que obviamente vai lotar qualquer atração. Em geral, na minha experiência, não são pessoas necessariamente mais velhas. E ainda tem a característica extra de estarem mais preocupados em tirar foto e ir para o próximo ponto do que ouvir as informações do guia ou aprender sobre a cultura local.

      No mais, como eu digo no início do texto (escrito laaaa em 2014), é uma brincadeira e não regras sobre a viagem das outras pessoas.

  3. As piores na minha opinião: urubus de turista ( amei o termo kkkkk), e estabelecimentos que não guardam as malas, seja qdo chegamos mais cedo , seja qdo fazemos checkout .

  4. HAHAHAHAHA! Eu não só odeio excursões como também odiei a única vez que precisei viajar em uma. Foi a minha viagem de 15 anos pra Disney. Eu odiei tanto ir de excursão que pasmem, quando pisei em Orlando queria voltar pra casa correndo. A viagem foi legal? Sim, foi, mas teria sido muito melhor se não tivesse um guia insuportável nos apressando o tempo inteiro e se eu não tivesse colegas de quarto tão irritantes.

  5. HAHA, tb vim reclamar do primeiro item:

    Depois de meses viajando, tudo foi quebrando: primeiro foi a camera, depois o celular, depois o laptop (todos os itens já tinham mais de 2 anos de uso, não sou tão monstra assim)e eu não tinha como comprar tudo de novo. Resisti 4 meses sem nada, só de favor na garupa da camera e do laptop alheio, até que a nova zelandia, que se encaixa perfeitamente no item “cobrar por internet” me matou, eu absolutamente perdi todas as mínimas chances de comunicação com o Brasil. Daí tive que achar algo que funcionasse para tudo, e o ipad foi simplesmente PERFEITO! grande pq tem hr que nao dá pra ficar digitando nas letrinhas do celular, “pequeno” o suficiente pra levar na bolsa e tirar fotos, e se forçar a barra até celular vira.

    VIDA ao ipad na rua, hahaa

    1. ahaha Eveline, seu caso me convenceu! Vou tentar olhar para pessoas que tiram foto com ipad com menos preconceito a partir de agora.
      Mas que é meio esquisito, é, você tem que concordar,kkkkk

    1. Oi Cândida, o mini é menos pior. Mas mesmo assim, não tem nada que se desculpar, a implicância minha é gratuita e meio besta, eu sei hahahaha

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.