fbpx
Tags:

Coisas que você sente quando não está no Brasil durante o carnaval

Eu estou em uma espécie de depressão. Aquela tristeza que só a mais profunda invejinha/recalque pode trazer. Vejo avidamente as timelines do Instagram e Facebook só para observar fragmentos dos momentos felizes de meus amigos. Amargamente curto a alegria alheia desejando que eu estivesse ali. Faz quase seis meses que eu saí do Brasil e esse é o segundo momento que eu desejo isso (o outro foi durante as bodas de ouro dos meus avós).

E olha que eu antigamente nem dava bola para o carnaval, porque não gosto de multidão e essa era a opção nas cidades históricas de Minas. Tudo mudou em 2011, quando passei meu primeiro carnaval no Rio e descobri a magia dos bloquinhos de rua. De lá para cá, minha cidade natal, BH, redescobriu essa modalidade de festa e desde então todos os meus amigos saem, de cara pintada ou não, para celebrar juntos a semana mais festeira do Brasil.

Enquanto isso, essa sou eu em Coimbra:

(Porque não basta não ter carnaval, tem que ter inverno e chuva também)

Sei que tem muita gente que não dá bola para Carnaval e provavelmente estaria mais do que feliz com a chance de não ter que aguentar a bagunça dessa época do ano. Bom, nesse caso você pode se trancar em casa, ler um bom livro ou assistir uma série no Netflix. Mas eu não tenho Netflix… porque NÃO tem Netflix em Portugal!

Então já que esse é meu blog e os outros dois autores do 360 no momento estão enchendo a cara com meus outros amigos, resolvi usar desse espaço para desabafar a minha dor de cotovelo. Fora que posts assim sempre são uma boa desculpa para usar gifs =D.

Sempre tem alguém que vem dizer: “Ah, mas aqui tem um Carnaval igualzinho o do Brasil”

Esse tal carnaval igualzinho é um “desfile de escola de samba” com 3 criaturas fantasiadas numa pickup.

Alguém pergunta se eu sinto falta do carnaval no Brasil porque queria poder sambar pelada também.

Sim, me disseram isso. Com cara séria!

Alguém te chama para uma festa de carnaval “brasileira” e toca uma playlist dos infernos

Preferia ouvir “É o Tchan” do que “Show das Poderosas” pela vigésima vez na mesma noite

Sempre vai ter aquele amigo no Brasil que queria trocar de lugar com você

Será que troca de corpos como nos filmes funciona a um oceano de distância?

Você se lembra que existem outras tradições de carnaval pelo mundo…

Bora planejar uma viagem?

…mas se dá conta de que, ao contrário do Brasil, não tem feriado a semana inteira

#FAIL

Nesses momentos, até acho que sinto falta da Globeleza e toda a repetitiva programação de TV no Carnaval

Hahah, nem pensar! Tinha que ter um lado positivo, não é mesmo?

Quer receber mais dicas de viagem?

Então curta nossa página no Facebook

Siga o @360meridianos no Twitter

Veja nossas fotos no Instagram

Receba novos posts por email

Clube Grandes Viajantes

Assine uma newsletter exclusiva e que te leva numa viagem pelo mundo.
É a Grandes Viajantes! Você receberá na sua caixa de email uma série de textos únicos sobre turismo, enviados todo mês.
São reportagens aprofundadas, contos, crônicas e outros textos sobre lugares incríveis. Aquele tipo de conteúdo que você só encontra no 360 – e que agora estará disponível apenas para nossos assinantes.
Quer viajar com a gente? Então entre pro clube!

Avalie este post

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 34 anos e atualmente moro na Inglaterra, quando não estou viajando. Já tive casa nos Estados Unidos, Índia, Portugal e Alemanha, e visitei mais de 45 países pelo mundo afora. Além de escrever, sempre invento um hobbie novo: aquarela, costura, yoga... Siga minhas viagens em @afluiza no Instagram.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

22 comentários sobre o texto “Coisas que você sente quando não está no Brasil durante o carnaval

  1. Luiza, voce tem uma sutileza pra tratar certos assuntos que é maravilha ler teus textos! A saudade, a nostalgia do que a gente não pode mais ter quando mora no exterior não acaba nunca… o carnaval é a maior demonstração disso… Nunca fui de pular carnaval, sair em bloco, mas nao adianta… A nostalgia de casa, mas principalmente da animação do brasileiro nunca vai embora, mesmo se sentindo em casa em outro pais. o que eu costumo dizer é que eu posso sair do Brasil, mas o Brasil nunca vai sair de mim! Abraço!

  2. Lu, te entendo 100%. Minha consolação são as férias que terei em uma semana. Vou passar elas em Portugal para ter um gostinho das nossas raízes. ..

  3. Guria! Não tem netflix em Portugal e você ainda não descobriu o Popcorn time?! hahah Baixe e seja muito feliz!
    Eu moro na França e o netflix daqui é muito fraco, ai baixei o Hola, é um plugin que permite você usar o netflix como se estivesse nos EUA, ou no Brasil… Mas o Popcorn time é ainda melhor, vai por mim!
    Beijos

    1. Ei Fernanda,

      Já to usando o Popcorn Time, mas ele não está funcionando muito bem, as coisas demoram para carregar… bjs

  4. Passei meus três últimos carnavais na Europa, sendo o do ano passado em Veneza (antes disso foi fugindo na França e na Inglaterra). Esse ano, pela primeira vez, passei em BH. Vou te falar: podem até existir outras tradições de carnaval, que são legais até, mas carnaval igual o nosso só aqui 😉 e, na minha opinião é o melhor!!

  5. Eu te entendo. E olha que a primeira vez que curti o carnaval no Rio, onde moro, foi depois de voltar de Coimbra. hahah

    Mas confesso que me divertia muuuuuuito por aí. Logo no primeiro ano desfilei numa dessas escolas de samba, na Mealhada, cidade próxima com a maior concentração carnavalesca da região. Certeza que não foi lá que vc viu os três fantasiados na pick up, porque é um pouquinho melhor que isso. Eu ia todo ano. rs

    Em Coimbra a farra ficava por conta da festa a fantasia no Cabido e o pagode no Bigorna. Clima de carnaval 1999, tocando Araketu, Exaltasamba e Chiclete 3x por noite, mas divertidíssimo. hahahahha

    Descobri os bloquinhos do Rio, mas sinto falta das loucuras do carnaval no frio tb. Coração dividido.

    1. Eu sei que em Coimbra tem festas de carnaval também, mas nenhuma delas teria meus amigos que estavam no Brasil, hahaha, entendeu o drama?

      Choveu bastante aqui também na semana no carnaval, o que diminuiu 100% a minha vontade de ir explorar as festas portuguesas

      1. Aquela depressãozinha de estar fora né? Por mais que viajar seja maravilhoso, a rotina de casa vai eventualmente dar uma nostalgia, e costuma atacar mt em momentos mais marcantes mesmo. Vc vai sentir isso a respeito de Coimbra qd voltar ao Brasil. Mesmo com toda a experiência de viver em outros países, Coimbra causa um sofrimento maior. Incurável. rsrs

  6. Vivi, em 2010, ai por perto, em Aveiro. O carnaval de algumas cidades até é agitado (Estarreja e Ovar), mas como você escreveu, muito diferente do nosso. Senti falta do calor e das músicas (a maioria era eletrônica, por aí). Mas não se prenda nessa depressão. O mundo é enorme. Eu estou cá, no Brasil, pensando em voltar prai. A vida dá tantas voltas…

    1. Oi Miguel,

      Tem carnaval bacana sim em Portugal, mas é isso, diferente do Brasil e eu estava mais com saudades de estar festejando com meus amigos do que de pular carnaval

  7. Estar fora do Brasil para mim siginifca liberdade, poder sair à noite sozinha sem ser assaltada, andar por trilhas desertas, minha paixão, admirar a natureza em segurança, sem encontrar bandos de bebedos ou malfeitores, fiquei dez meses fora do Brasil e não senti nenhuma saudade. Aguardo ansiosamente o momento de repetir a dose, pois me sinto um animal enjaulado em casa, enjaulado em shoppings, sem poder fazer o que amo sem me expor a perigo. Carnaval, também curti em muito, saí em blocos, em escolas de samba, pulei em caldeirões de Momo, assisti desfiles de rua, sempre em bando, para evitar os bebedos, que a minha turma só bebe alegria. Tenho boas lembranças de meus carnavais.

    1. Você significa mais uma pessoa que só vê o lado negativo do Brasil, que vá e fique lá fora pois não precisamos de quem não jura a bandeira para construir o país mais alegre e festivo do mundo. Que fique pela Europa enjaulada em casa devido ao frio metade do ano. Que fique nos EUA que contém o maior sistema prisional do mundo. Sua escolha!

    2. Oi Sônia,

      Concordo com você que o problema da violência no Brasil é sério e me incomoda bastante a insegurança, mas achei a sua visão um tanto quanto exagerada.

      Perigos existem em qualquer lugar do mundo, cada um a sua maneira. Eu nasci e cresci no Brasil e sempre fiz as coisas que amo, me diverti e vi coisas lindas. Eu já viajei muito e ainda o considero um dos melhores países do mundo em muitos sentidos, apesar das contradições que vivemos lá.

      Bom, fico feliz que você tenha boas lembranças dos seus carnavais.

      ps. eu não entendi pelo seu comentário, de onde você é?

      bjs

  8. Luiza, estou no Brasil e estou co depressão também, pois onde moro não tem nada e queria está em Olinda, Rio ou Minas. =/ Estou matando minha depressão na academia(que graças a Deus está abrindo todos os dias do carnaval).

    Beijãooo e melhoras =D

  9. Lu, guardadas as devidas proporções transoceânicas, apesar de eu estar me acabando nesse carnaval lindo do Rio de Janeiro, tô sofrendo por não estar em BH. Queria uma rede flu, ou já ter aprendido a aparatar, para poder estar nos dois lugares ao mesmo tempo. E pra vc também poder estar aqui com a gente!!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.