Uma fábrica de papel e sonhos em San Cristóbal de las Casas

Uma fábrica de papel e sonhos em San Cristóbal de las Casas

Lorenza Pérez e Mari López se debruçam sobre um tanque repleto água e uma massa cinzenta que um dia foram livros, caixas de papelão, revistas, jornais e cadernos escolares. Acrescentam ali pétalas de flores antes de prensarem a massa sobre uma tela e depois sobre uma chapa de metal, na qual retiram o excesso de água com uma esponja. Quando colocadas para secar ao sol, cada chapa leva consigo cinco grandes folhas de papel novo que, ao final do processo, terá uma nova história para contar.

Fundado há 42 anos pela poeta Ambar Past, o Taller Leñateros, em San Cristóbal de las Casas, se dedica à fabricação de livros artesanais com o mesmo esmero que um artista esculpe uma obra de arte. Pretendem, com esse trabalho, documentar, valorizar e difundir as línguas originárias, a literatura indígena contemporânea, as artes plásticas e a sabedoria e valores dos povos nativos do México e Centro-América. Por isso, se dedicam ao resgate de técnicas antigas que estavam em vias de desaparecer, como a extração de corantes naturais das ervas silvestres para dar cor às imagens impressas em suas páginas.

Taller Leñateros em San Cristrobál de las Casas

Leia também: O que fazer em San Cristóbal de las Casas

Onde ficar em San Cristóbal de las Casas

Todo o processo de produção dos livros ocorre dentro da oficina, desde a reciclagem do papel até os trabalhos de serigrafia e encadernação. Tudo de forma artesanal, sustentável e empregando artistas das comunidades maias de Chiapas. Por ali, já chegaram a passar três gerações de uma mesma família, com o oficio sendo transmitido de mãe para filha.

Petra foi uma dessas pessoas. Depois de visitar a oficina com sua mãe, ainda criança, e fazer seus primeiros cadernos artesanais com a supervisão de Ambar Past, ela retornou já adulta para trabalhar na compilação e tradução de cantos tradicionais das comunidades tzotzil de Chiapas. Foram 20 anos percorrendo os povoados, gravando as canções, transcrevendo-as palavra por palavra do tzotzil – uma língua que carece de padronização escrita – e colecionando imagens e pinturas feitas pelas mulheres. O trabalho culminou com o lançamento do livro Conjuros y Ebriedades: cantos de mujeres mayas.

Outra importante publicação do Taller Leñateros é o livro Bolom Chon, que apresenta uma das canções do povo tzotzil mais tradicionais para o público infantil. Muito popular em Chiapas, a canção enaltece a figura do Jaguar, um importante animal na mitologia local. “Essas canções precisam continuar vivas entre os pequenos, ou a cultura se perde”, explica Petra.

Toda a renda da oficina vem da venda dos livros e cadernos artesanais. Além da loja própria, os produtos também podem ser encontrados em cafés e livrarias de San Cristóbal de Las Casas. Além disso, eles oferecem oficinas de xilografia, encadernação e serigrafia aos interessados em aprender a arte de fabricar livros. Por ali já passaram aprendizes de todo o mundo: “Nos sentimos muito orgulhosos quando eles nos enviam mensagens dizendo que já estão fazendo seus próprios cadernos em seus países. É uma arte que não se pode perder”, diz Javier, editor da oficina.

Endereço: Calle Flavio A.Paniagua 54, San Cristóbal de las Casas, Chiapas México

Contato: Tel/Fax: ++ (52) (967) 678 51 74 / [email protected] 

Já chamei de casa a Cidade do Cabo, Chandigarh, Buenos Aires e Barcelona, mas acabo sempre voltando pra minha querida BH. Gosto de literatura, cervejas, música e artigos de papelaria, mas minha grande paixão é contar histórias. Por isso, desde 2011 viajo o mundo e escrevo sobre o que vi. Também estou no blog sobre escrita criativa Oxford Comma.

Siga @natybecattini no Instagram

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: