O que fazer em Belgrado, Sérvia: roteiro completo de viagem

O que fazer em Belgrado, Sérvia: roteiro completo de viagem

Uma cidade com pelo menos sete mil anos, que foi tomada por mais de 40 exércitos e reconstruída das cinzas mais de 38 vezes. Capital da antiga Iugoslávia, uma das maiores cidades da região dos Bálcãs e centro de uma guerra que horrorizou o mundo nos anos 1990. Hoje, Belgrado surpreende os visitantes. Quando esperam encontrar uma cidade cinza, se deparam com cores. Quando esperam uma cidade sisuda, encontram animação de segunda a segunda. A capital da Sérvia é cruzada por dois rios, o Danúbio e o Sava, tem prédios tão lindos como os de Budapeste e uma cultura de bares e cafés que encantam qualquer pessoa.

Neste texto, preparei um guia de viagem completo para quem quer visitar a cidade. Dicas de o que fazer em Belgrado em dois dias, onde comer e beber, como chegar, como se locomover e onde se hospedar, além de quanto custa uma viagem para lá .

Quanto custa viajar para Belgrado, Sérvia

Belgrado é uma cidade barata. A moeda lá é o Dinar (din), cuja conversão para o Euro é de cerca de 122 din = 1 €.

Eu gastei cerca de 36 euros por dia (4320 din), incluindo a acomodação: fiquei num quarto privativo de um hostel que me custou 20 euros a diária para duas pessoas (ou seja, €10 para cada), alimentação, bebidas e passeios (que são em sua maioria de graça).

Leia também: 5 coisas para fazer de graça em Belgrado

o que fazer em belgrado servia Kalemegdan

Quantos dias ficar em Belgrado

Fique pelo menos duas noites (e dois dias inteiros) para visitar o essencial da cidade, mas eu recomendaria ficar três dias, porque a noite em Belgrado é especialmente interessante e assim você não precisará correr muito para visitar o que quiser, além de aproveitar os bares, cafés e restaurantes.

Não viaje sem seguro de viagem! Veja nossas dicas de como conseguir seguro com desconto e um ótimo custo-benefício

O que fazer em Belgrado

Dia 1

Comece o passeio na Praça da República, uma das principais da cidade, com uma fonte onde as pessoas se reúnem no verão. Dali partem várias ruas para pedestres, cheias de lojas, cafés, gelaterias, restaurantes, etc. Siga pela principal rua pedonal, a Kneza Mihailova, e pelas ruelas que a cortam. São vários prédios bonitos, alguns grafites e bastante gente na rua.

o que fazer em belgrado servia praca republica

No final da rua você chegará a um parque, que é, na verdade, o que restou da fortaleza de Kalemegdan, uma antiga área da época do domínio turco. Nesse parque, que fica numa colina na junção entre os rios Sava e Danúbio, você tem uma vista bem bonita. Dentro do parque há áreas para relaxar, praticar esportes e também ver algumas ruínas da Fortaleza de Belgrado. Além disso, dois museus ficam ali dentro, um Museu Militar e outro de História Natural.

o que fazer em belgrado servia fortaleza

Depois de passear pelo parque, é hora de visitar durante o dia dois lugares que você pode, e deve, voltar durante a noite. Siga na direção da rua Rua Skadarlija, uma rua fofa, fechada para pedestres, com uma linha dos restaurantes mais antigos a cidade, decorados com flores, lamparinas e tudo mais. Você pode escolher um lugar ali para almoçar, se quiser. Ou, se você preferir um canto mais moderno, ali por perto fica uma rua chamada Cetinjska, onde antigamente funcionava uma cervejaria e hoje há vários bares diferentões e alguns restaurantes. Foi ali que eu comi, numa hamburgueria muito boa chamada Foodporn, que tem uma decoração temática pornô e sanduíches excelentes (vou deixar todos os endereços dos restaurantes ali embaixo).

o que fazer em belgrado servia Skadarlija

Você pode aproveitar a tarde para seguir bebendo num bar ou numa kafana, que são os tradicionais cafés da cidade. A primeira kafana foi aberta há mais de 400 anos e até hoje esses são espaços muito importantes para as pessoas de Belgrado, para se divertir, trocar ideias, enfim, um centro da vida cultural, política e econômica. Uma das mais famosas é uma kafana sem nome, a Kafana Question Mark ou Kafana ?.

Outra opção é visitar algum dos museus históricos que ficam fora do centro, como o Museu da História Iugoslava, que conta a história do país que existiu de 1918 a 1991. Lá também fica o túmulo do líder fundador da Iugoslávia, o general Tito. A entrada é 400 dinars (€3,20). É preciso pegar o trolley (40 ou 41) ou o ônibus 94.

Dia 2

Comece o dia na catedral de Saint Sava, que é uma das maiores igrejas ortodoxas do mundo. A visita ao interior do templo é gratuita, mas parte do prédio está em obras.

o que fazer em belgrado servia sant sala

De lá, siga para o Museu Nikola Tesla. Esse é o inventor e físico que descobriu a eletricidade como usamos hoje e previu, em seus projetos, a internet, isso lá no início do século 20. Ele nasceu na Sérvia e tem um museu dedicado ao seu trabalho e história no bairro Vracar. A visita guiada em inglês custa 500 dinars (4 euros).

O bairro Vracar é uma das regiões mais ricas da cidade e tem vários lugares bonitinhos. Eu tenho duas dicas: o restaurante Lovac, onde dá para comer várias opções de carnes tradicionais da Sérvia, e o adorável Monk’s Bar, frequentado por moradores, com boas opções de drinks e cervejas, tudo num ambiente bem descolado.

Seguindo o passeio, a próxima parada é a Igreja de São Marcos, que fica na área de um parque. Essa igreja é toda de tijolinhos, bem diferente do templo que você visitou mais cedo. Descendo a avenida você chegará em três palácios, de um lado, e também ao prédio do Governo. E do outro lado há mais dois palácios que hoje funcionam como sedes administrativas. Vale a pena circular entre eles, onde existe um belo jardim.

o que fazer em belgrado servia igreja são marco

o que fazer em belgrado servia sant sala

De lá, caminhe para a esquina da Avenida Nemanjina com a Knesa Milosa, endereço dos prédios onde antes funcionava o Ministério da Defesa e que foram bombardeados pela OTAN, em 1999, durante a guerra com o Kosovo. As ruínas foram deixadas como estão como uma memória da guerra.

Há, na Sérvia, um forte sentimento de que eles foram injustiçados após a guerra da Iugoslávia, visto que parte da população foi expulsa dos outros países ou exposta a horrores de guerra sem que houvesse julgamentos internacionais. Até hoje a Sérvia não reconhece Kosovo como um país autônomo e conversar sobre isso com um sérvio é assunto delicado.

o que fazer em belgrado servia bombardeios

Leia também: Cem mil túmulos e histórias da guerra da Iugoslávia

Depois, é hora de descer para outro ponto da cidade, o distrito de Savamala, conhecido como o hub criativo de Belgrado. Fica próximo à beira do rio e ali você encontra muitas cores, bares e murais de grafite. Vale a pena conhecer de manhã e de noite. Um bar que eu visitei e gostei muito foi o Berliner, que tem uma boa lista de cervejas, ambiente muito agradável e preços justos.

o que fazer em belgrado servia savamala

Por fim, é necessário pegar um ônibus (ou um táxi) para ir num lugar um pouco mais afastado, que é o distrito de Zemun. Até a Segunda Guerra Mundial, essa era uma cidade do Império Austro-Húngaro. Hoje, ainda guarda essa memória de uma cidade antiga, com prédios dos séculos 18 e 19 e um ar de vila interiorana. À beira do rio, com uma torre no alto do morro e casinhas coloridas.

o que fazer em belgrado servia zemun torre

Para chegar em Zemun, há alguns ônibus saindo da praça Zeleni Venac: 15, 17, 84, 701, 704

Onde comer e beber em Belgrado: os endereços dos locais listados no roteiro e outras dicas

Hamburgueria FoodPorn – Cetinjska, 15

Kafana Question Mark – Kralja Petra 6

Restaurante Lovac – Alekse Nenadovića

o que fazer em belgrado servia restaurantes

Saiba mais: A culinária dos Balcãs e seus principais pratos

Monk’s Bar – Knjeginje Zorke 71

Berliner bar – Braće Krsmanović 6

Onde ficar em Belgrado

Eu fiquei hospedada fora do centro histórico, numa região conhecida como Vracar, que é a área mais rica da cidade. O City Break Hostel, onde eu fiquei, era um apartamento duplex transformado em hostel. Fiquei num quarto duplo privativo por duas noites e saiu por 20 euros por noite (ou seja, 10 euros por pessoa).

Mas eu dou muito mais dicas e sugestões, bairro a bairro, de bons hotéis, hostels legais e apartamentos com ótimo custo/benefício no post sobre onde ficar em Belgrado.

Como chegar e como colocar Belgrado num roteiro com outras cidades

Belgrado tem excelentes conexões com as demais cidades dos Bálcãs e do Leste Europeu, tanto de avião quanto por terra. Por exemplo, cheguei lá de ônibus, saindo de Sarajevo, na Bósnia, e fui embora de trem noturno em direção a Budapeste.

O Aeroporto Nikolai Tesla tem conexões com mais de 50 destinos. A principal estação de trem de Belgrado, chamada Glavna, é um prédio bonito e fica próxima do centro histórico. O ideal é comprar ali, direto no guichê da estação, o bilhete para seu próximo destino internacional. Há conexões para cidades como Budapeste, Sofia e Viena.

o que fazer em belgrado servia centro

A estação de ônibus fica logo ao lado da estação de trem. A Lasta é a empresa que faz boa parte dos trajetos internacionais. Existem vários sites para pesquisar e comprar passagens pela internet: BalkanViatorEurolines e BusTicket4me. Mas se não conseguir, fique tranquilo e compre direto no guichê da rodoviária.

Belgrado combina com um roteiro pelos Bálcãs, que inclua também Croácia, Bósnia, Eslovênia e Albânia. Temos um post completo com ideias de viagem por essa região.

Como se locomover na cidade

o que fazer em belgrado servia bar

Apesar de Belgrado ser uma cidade enorme, dá para fazer a pé a maior parte das atrações, bares e restaurantes, que se concentram no centro e em Vracar.

Para quem precisar usar o transporte público, há um sistema de ônibus e trams, o único problema é saber qual a linha certa a pegar. Quando eu estive lá, tive que apelar para o bom e velho método de pedir informação na rua.

Vai viajar? O seguro de viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável nas férias. Não fique desprotegido na Sérvia. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício para o país – e com cupom de desconto.

Sou jornalista, tenho 29 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite “morar no aeroporto”. Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: