fbpx
Tags:

10 viagens para fazer com 20 e poucos anos

Não posso reclamar dos meus 20 e poucos anos. E nem dos 20 e muitos, que em novembro se encerram (não quero pensar nisso, mas não dá pra negar: o dia vai chegar).

De qualquer forma, viajei bastante nos últimos anos, principalmente depois que saí da faculdade. Como sei que a maioria esmagadora de leitores deste blog é jovem, sejam eles de fato ou de espírito, resolvi criar uma lista com 10 viagens fantásticas para encarar aos 20 e poucos anos. Existem várias listas assim na internet, é verdade, mas todas voltadas para o público norte-americano. Por isso escolhi ideias de viagens para o perfil sul-americano.

Faltou alguma coisa na lista? Deixe sua sugestão nos comentários. 🙂

Encare um mochilão pelo Brasil

Quer mochilar? Você pode começar pelo Brasil, o que facilitaria tudo. O primeiro mochilão que eu fiz na vida foi entre o Espírito Santo e a Bahia, passando por cerca de 10 cidades. Foi incrível encarar a estrada pela primeira vez, perceber como cada dia pode ser diferente dos outros.

Existem inúmeros roteiros pelo nosso país. Basta montar o seu. E não acredite na ladainha que diz que viajar pelo Brasil é sempre caro: com planejamento e foco na economia, qualquer viagem entra no orçamento.

Cristo Redentor, Rio de Janeiro

Faça um mochilão pelo Peru e pela Bolívia

Passe vários dias em Cuzco. Vá para Machu Picchu. Conheça o Peru, mas não se esqueça da Bolívia. O roteiro por esses países é considerado por muitos como uma espécie de graduação na arte de mochilar.

Se esse for o seu sonho, não deixe de ler nosso texto com roteiros de mochilão pela América do Sul. Quem sabe você não inclui outros países na mesma viagem?

Veja também: Quanto custa um mochilão pela América do Sul?

Placa Machu Picchu Peru

É hora de uma Eurotrip

Todo mundo sonha com uma viagem pela Europa. Alemanha, França, Espanha, Itália, República Tcheca, Hungria e muito mais: num continente com tantos países, a dificuldade é escolher quais deles entrarão no roteiro. Não se desespere: se lugares incríveis ficarem de fora, nada te impede de um dia realizar uma Eurotrip versão 2.

Para te ajudar na sua busca, leia o texto com 10 roteiros de mochilão pela Europa Ocidental e o post em que fizemos um roteiro de 30 dias pelo Leste Europeu.

Veja também: Quanto custa um mochilão pela Europa?

Por-do-Sol-Florença

Florença, Itália

Faça um intercâmbio

Não importa o país. Apenas faça! Poucas viagens são mais impactantes do que morar um tempo no exterior, seja trabalhando, estudando ou depois da faculdade. Você vai fazer amigos, conhecer lugares incríveis e passar o resto da vida se lembrando com saudade da época do intercâmbio. Além dos programas do governo, como o Ciências sem Fronteiras, agências e organizações como a AIESEC têm programas de intercâmbio interessantes.

Veja também:  24 sinais que você fez um intercâmbio (e foi foda)

Em qual país devo fazer meu intercâmbio?

Festa Manimajra Índia

Os moradores da nossa casa de intercâmbio, na Índia

Se você ainda acha um intercâmbio fora das suas possibilidades financeiras, considere fazer trabalho voluntário em algum lugar. Aqui no 360meridianos, por exemplo, nós somos parceiros do Worldpackers, um site de trabalho voluntário que você consegue a hospedagem de graça em vários lugares do mundo. Além do trabalho em hostels, ele também conta com oportunidades diversas, como fazendas orgânicas, trabalho comunitário em ONGs, aulas de línguas.

Assim, além de economizar, você ainda tem a chance de viver experiências que vão tornar sua viagem única e inesquecível. A membresia no site é paga (49 dólares para uma pessoa ou 59 dólares para um casal ou dois amigos), mas o valor é anual e você pode participar de quantas oportunidades quiser nesse período (e fica bem mais barato que pagar a hospedagem).

Além disso, leitores do blog têm desconto de 10 dólares na membresia, basta aplicar o cupom de desconto 360MERIDIANOS.

Clique aqui para conhecer os programas da Worldpackers!

Participe da Oktoberfest, em Munique

Existem centenas de festas chamadas de Oktoberfest pelo mundo, mas a de Munique, na Alemanha, é a original. E fantástica. Participei da edição de 2013. Desde então, juro que vou voltar. Ano passado não deu, mas quem sabe em 2015? E lembre-se: por conta do clima, a Oktoberfest começa em setembro e termina na primeira semana de outubro.

Veja também: Oktoberfest de Munique, dicas práticas

Oktoberfest. Munique

Em Munique, em 2013

Vá para o sudeste asiático

Nem só de Europa vive o viajante. Poucas viagens são mais incríveis que conhecer o sudeste asiático. As festas e praias da Tailândia, o Vietnã, Laos, Camboja e a Indonésia… não vão faltar histórias para contar.

Sim, a passagem para o outro lado do mundo costuma ser cara, mas você compensa ao pagar valores ridículos por hospedagem e comida. Cheguei a pagar três dólares na diária de um hostel, na Tailândia. Preciso te dar mais argumentos?

Veja também: Cinco roteiros de viagem pelo sudeste asiático

Praia em Langkawi

Langkawi, Malásia

Ame e odeie a Índia

Se viajar pela América do Sul costuma ser considerado como uma espécie de graduação para mochileiros, então fazer o mesmo na Índia equivale a um doutorado. Poucos países do mundo são mais desafiadores (e, ao mesmo tempo, mais incríveis e transformadores) que o gigante asiático. Nade no rio Ganges. Durma no Deserto do Thar. Passe alguns dias no Himalaia. Conheça cidades sagradas.  Viva a Índia, com todas as suas diferenças e contrastes.

Veja também: Quanto custa viajar para a Índia

Roteiros de viagem pela Índia

mulher-indiana-varanasi

Varanasi, Índia

Faça uma road trip

Pode ser pelos Estados Unidos, pela América do Sul, pela Europa ou por todos os continentes. O país não importa: o certo é que fazer uma road trip, mesmo que de curta duração, marcará sua vida. É o tipo de viagem para fazer com amigos. Escolham os destinos favoritos, façam a revisão no veículo e caiam na estrada. Para te ajudar, veja nossa lista de estradas mais bonitas do mundo.

viagem de carro Nova Zelândia

Nova Zelândia

Viaje sozinho

É claro que viajar com amigos, familiares ou com uma pessoa especial é bom. Mas todo mundo precisa cair na estrada sozinho pelo menos uma vez. Escolha um destino que seja a sua cara, planeje tudo com calma e vá sem mais ninguém. Aproveite o tempo para se conhecer melhor e perceber como as descobertas da viagem influenciam sua vida.  Aproveite a solidão. E lembre-se que sempre dá para conhecer pessoas na estrada.

Veja também: 5 motivos para viajar sozinho

Por que viajar sozinha é tão libertador

dieta do mochileiro

Em Hong Kong

Viaje por um longo período

Pode ser um mochilão bem longo, uma viagem por vários continentes ou até uma volta ao mundo. Aproveite seus 20 e poucos anos para tirar um ano sabático e conhecer o mundo! Acredite: uma viagem dessas não é impagável. Tanto é que eu fiz uma, entre 2011 e 2012, durante 11 meses. Quer fazer o mesmo? Comece a juntar a grana e a se planejar agora, mesmo que sua viagem seja só daqui a alguns anos. Vai valer a pena.

Veja também: Roteiros de volta ao mundo por USD 4600

Merlion Cingapura

Cingapura

Avalie este post

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Rafael

Siga minhas viagens também no perfil @rafael7camara no Instagram - Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014, voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

14 comentários sobre o texto “10 viagens para fazer com 20 e poucos anos

  1. Eu adoro o 360, mas esse negócio de estipular uma idade “certa” pra viajar ou fazer qualquer coisa…..afffff Até porque, pra quem não tem condições financeiras razoáveis, fazer tudo isso sem $ é bem difícil….geralmente aos 40 ou 50 a condição financeira é bem mais favorável para viajar do que aos 20 e poucos….
    E quem tem mais de 50 e não viajou bastante, passou do “prazo”?
    Desculpe, mas não é a idade que limita ou não realizar viagens….
    Luciana

  2. Eu comecei a viajar pra fora do Brasil depois dos 30!
    Viajei a América do sul quase toda, depois dos 30! Inclusive fiz a trilha Inca com 38 anos!
    Também fiz intercâmbio depois dos 30!E farei outro depois dos 40… ou 50, quem sabe?
    Passei 3 meses no sudeste asiático depois dos 40!
    E estou programando uma volta ao mundo pra ser feita com quase 50!

    Essa coisa de limite de idade é bobagem!
    Quando vocês passarem dessa barreira dos 20 e poucos verão que existe vida depois dos 30! E uma vida muito melhor dos que nos 20 e poucos ou muitos anos!

    De toda forma, o post deve ter atingido seu público alvo! E se a ideia é incentivá-los a viajar, ótimo! Só não me venha dizer que tenho que fazer isso com 20 e poucos !

    1. Oi, Tatiana.

      O objetivo deste texto não foi, de forma alguma , estabelecer um limite de idade para certas viagens. Como você mesma disse, este blog tem um público alvo e autores numa certa faixa de idade. 🙂

      É por isso que o post lista sugestões de roteiros para essa idade, mas não há nenhuma indicação dizendo que essas viagens só podem ser feitas nessa fase da vida. Eles podem ser feitas em qualquer época, até aos 80, 90. A sugestão é apenas para que o público de 20 e poucos (ou tantos) também faça essas viagens, se possível.

      Por falar nisso, eu já abandonei a casa dos 20 e entrei nos 30. E continuo viajando. 🙂

      Discordo quando você diz que a vida depois dos 30 é melhor do que antes disso. Acho que são etapas e fases diferentes, mas não tem o menor sentido rotular uma fase, não importa qual seja, como melhor, até porque isso varia de pessoa para pessoa, de contexto para contexto.

      Abraço, obrigado pelo comentário e feliz 2016. Muitas viagens para você!

  3. Muito bom, adorei esse post. Já fiz road trip na California,Alaska e Havaí e confesso que foi a melhor coisa do meu intercâmbio nos Estados Unidos. Agora estou querendo planejar uma viagem pela america latina. Chile, Peru e Bolívia são destinos que tenho muita vontade de conhecer. E também viajar pelo pantanal e amazonas 🙂
    Parabéns pelo Blog.

  4. Adorei. Com toda certeza, viajar será minha prioridade…. e principalmente um puta intercambio através do Ciências Sem Fronteiras para a Índia ou África =)

  5. Adoro seus posts!!! Ate meus 25 viajei para varios lugares ate q qdo foi a vez do intercambio, mudei de vez para os US, 15 se passaram e quero voltar a viajar muito, so esperando as criancas crescerem! Realmente as viagens dos vinte e poucos sao inesqueciveis!

  6. Parabéns pelo texto! Concordo plenamente com cada um dos tópicos que você coloca.
    Estou bem entre meus 20 e poucos e meus 20 e tantos e consegui checar alguns items da lista. No começo do ano fiz o maravilhoso mochilão pelo Peru, Bolivia, Argentina e Chile. Realmente é uma mudança e tanto na arte de mochilar, muito diferente de fazer o mesmo aqui ou na Europa.
    E viajar é isso mesmo, não importa pra quantos lugares já tenha ido, a vontade nunca acaba e sempre queremos um pouco mais.

  7. Primeiramente, parabéns por mais um excelente texto Rafael,

    Segundo eu posso dar chek nos itens “intercâmbio” e “viajar sozinho”, pois no ano passado embarquei sozinho para realizar meu sonho na África do Sul sem saber falar inglês e foi a melhor coisa que eu fiz na vida, tanto que eu faria de novo, e de novo, e de novo rsrsrsrs O próximo desafio da lista é mochilar pela América do Sul, os destinos serão Bolívia, Peru e Chile e queria falar uma coisa, nunca parem com este trabalho, vocês abastecem meus sonhos.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.