fbpx
Tags:
Atlas: Ayutthaya, Tailândia

Ayutthaya, na Tailândia: guia completo da antiga capital do país

Bate-volta mais popular a partir de Bangkok, Ayutthaya, na Tailândia, dificilmente decepciona. Localizada a pouco mais de uma hora da capital, a cidade ainda preserva ruínas de seu passado importante, quando era a sede do governo do antigo Reino do Sião.

O lugar é a escapada perfeita de Bangkok ou uma parada no meio do caminho para Chiang Mai. Aqui, preparamos um guia do que fazer em Ayutthaya, com os principais templos do Parque Histórico, dicas de onde ficar, como chegar e como se locomover por lá.

Seguro Viagem: Ásia
GTA 67 EUROMAX GTA 67 EUROMAX Assistência médica USD 67.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 27/dia*
AC 60 MUNDO (Exceto EUA)  + TELEMEDICINA AC 60 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 19/dia*
AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 16/dia*

História de Ayutthaya, a antiga capital da Tailândia

Fundada em 1350, Ayutthaya tem atrações para fazer qualquer viajante cruzar oceanos. De fato, a cidade tailandesa tem feito exatamente isso há séculos. É que Ayutthaya foi capital do Reino de Sião por cerca de 400 anos. Mais: pelo menos segundo um pesquisador, era a maior cidade do planeta em 1760, quando tinha um milhão de habitantes.

Muitos estrangeiros – comerciantes e até mesmo alguns embaixadores de nações europeias – desembarcavam por lá todos os anos e logo ficavam impressionados com a grandiosidade e beleza do lugar.

Tanta gente e importância política deixaram marcas. Não faltam templos, estátuas gigantes, monastérios, museus, colunas, torres e muitas ruínas para ver. É tanta coisa que Ayutthaya é Patrimônio Mundial da Unesco desde 1991. Destaque para os Wats, palavra que no idioma local significa templo. São tantos que você provavelmente vai ter que escolher em quais quer ir.

Em 1767, Ayutthaya foi saqueada e completamente destruída pelos exércitos da Birmânia. Foi aí que o Reino de Sião teve que procurar uma nova capital, dando a função para uma cidade menor que ficava a pouco mais de 80 quilômetros dali: Bangkok.

As marcas da invasão estão por todos os lados, seja no antigo Palácio Real, praticamente transformado em pó; ou na decapitação em série das estátuas de Buda, transformadas em estátuas de buda-sem-cabeça, mas nem por isso menos interessantes.

Budas em Ayutthaya, Tailândia

Se as estátuas mutiladas contam um pouco do passado sangrento de Ayutthaya, é justamente uma cabeça (sem corpo) de estátua que atrai a atenção de turistas. No Wat Mahathat, um dos mais bonitos que visitamos, a cabeça da estátua permanece de pé, mas agora envolta em raízes gigantes de uma árvore.

Como visitar Ayutthaya, Tailândia

Como chegar em Ayutthaya a partir de Bangkok

Pouco mais de uma hora separa Ayutthaya de Bangkok. Diversas agências oferecem tours para a antiga capital da Tailândia e dá pra fechar com antecedência com uma empresa que vai te buscar no seu hotel e te deixar lá de volta. Tem uma boa lista com diversas opções de tours aqui.

Quem quiser economizar pode ir por conta própria. A viagem mais barata de trem, na terceira classe, custa 15 Baths (R$ 1) e não temos o que reclamar do serviço. Os trens saem da Estação Hualamphong. Também é possível ir de ônibus, saindo da Northern Bus Terminal de Bangkok.

Transporte em Ayutthaya

A melhor forma de percorrer os templos de Ayutthaya é fechando tours. Mesmo que você tiver optado pelos trens, dá para contratar agências em Ayutthaya para fazer o transporte entre os sítios arqueológicos, com guia.

 

Há também a alternativa de contratar um motorista de tuk-tuk local ao desembarcar na estação. Ele te leva nos templos que você escolher e, se você der sorte e ele for legal, ainda pode te dar dicas e contar um pouco da história do local.

Se você tiver um pouco mais de tempo (e fôlego) pode ser uma boa ideia alugar uma bicicleta para rodar pela cidade. Pegue um mapa no escritório de turismo de Ayutthaya e conte dos seus planos, eles vão te ajudar a desenhar um roteiro perfeito para percorrer em duas rodas.

O que fazer em Ayutthaya: os templos e ruínas históricas

  1. Wat Phra Sri Sanphet e o Grand Palace
  2. Wat Mahathat, o monastério da grande relíquia
  3. Wat Phra Ram
  4. Wat Lokkaya Sutha, o templo do Buda Reclinado
  5. Wat Ratcha Burana
  6. Wihan Phra Mongkhon Bopit
  7. Wat Chai Wattanaram
  8. Wat Yai Chai Mongkol
  9. Wat Thammikarat
  10. Outras atrações em Ayutthaya

As ruínas ficam localizadas em parques arqueológicos espalhados por toda a cidade. O Parque Histórico de Ayutthaya concentra boa parte delas, mas não todas. A área, de 169 hectares, é considerada Patrimônio Histórico pela Unesco e chama a atenção por preservar, inclusive, os resquícios da destruição pela qual passou a antiga capital.

1. Wat Phra Sri Sanphet, o Grand Palace

Templo em Ayutthaya, Tailândia

Localizado no sub-distrito de Pratu Chai, o local costumava abrigar um importante monastério dentro dos domínios do Grand Palace de Ayutthaya. Esse era considerado o principal templo da antiga capital da Tailândia e serviu de inspiração para a construção do Templo do Buda Esmeralda, em Bangkok.

Quando Ayutthaya foi invadida, em abril de 1767, o monastério foi completamente destruído em um incêndio provocado pelos birmaneses e uma grande imagem de Buda dourado que costumava adornar a capela principal foi roubada e derretida. Hoje, as ruínas que resistiram minimamente à invasão foram parcialmente restauradas, mas grande parte do local ainda está em escombros. A entrada custa 50 Baht.

2. Wat Mahathat, o monastério da grande relíquia

Localizado na região central de Ayutthaya, esse é outro importante sítio arqueológico da cidade. Hoje, fica de frente a um canal, mas no passado era rodeado por eles.

Acredita-se que o local tenha sido construído na segunda metade do século 14 e que tenha sido outro monastério utilizado pela realeza, graças a enorme quantidade de relíquias de Buda encontradas ali e por sua proximidade com o Grand Palace. O lugar era utilizado em grandes festas e cerimônias religiosas. A entrada custa 50 Baht.

3. Wat Phra Ram

Essa ruína foi completamente restaurada e fica dentro do Parque Histórico de Ayutthaya, próxima ao Grand Palace e do Wat Phra Sri Sanphet. Foi construída para ser o local de cremação do primeiro rei a governar na cidade, no final do século 14.

Hoje o local conta com uma torre de frente para o rio, resquícios de uma imagem de Buda gigante e algumas estupas. A entrada custa 50 Baht.

4. Wat Lokkaya Sutha: o Buda Inclinado de Ayutthaya

street fighter Tailandia

Para quem tem até 40 anos de idade, é provável que pelo menos uma imagem de Ayutthaya seja velha conhecida. Vai dizer que nunca viu esse Buda inclinado, uma das principais atrações da cidade?

Com 37 metros de comprimento e 8 de altura, essa imagem é sagrada para o povo Thai. Para o restante do mundo, o Buda foi imortalizado nas muitas versões do game Street Fighter.

Na cidade da vida real, a estátua fica a oeste do Palácio Real e faz parte de um sítio arqueológico que inclui também os templos Wat Worachet e Wat Worapho. Esse é um dos poucos sítios com entrada gratuita em Ayutthaya.

Ayutthaya - Buda inclinado

A estátua do Buda inclinado foi restaurada em 1956.

5. Wat Ratcha Burana

Conhecido também como Monastério dos Reparos Reais, o Ratcha Burana era, no passado, cercado de água para simbolizar os oceanos que circulavam o Monte Meru, uma montanha mitológica de cinco cumes que está presente nas cosmologias hindu, jainista e budista.

Para essas crenças, a montanha é o centro de todos os universos físicos, metafísicos e espirituais. Nesse templo, ela era representada pela torre. Depois da invasão birmanesa, sobraram apenas as paredes e os alicerces. Boa parte das estruturas era de madeira, o que acabou contribuindo para o rápido colapso do local.

O que restou da torre foi restaurado e pode ser visitado. Dá para combinar a vista com o Wat Maha That e o Chao Sam Phraya Museum. A entrada custa 50 Baht.

6. Wihan Phra Mongkhon Bophit

Seu nome significa Buda da Sagrada e Extremamente Auspiciosa Reverência e sua construção data de 1538. O templo original foi destruído durante a invasão birmanesa e o Buda teve a cabeça arrancada. O lugar foi restaurado nos anos 1920 e um novo templo foi construído. A imagem de Buda também teve a cabeça e o braço direito arrumado. Aqui você vê imagens do local antes e depois dos trabalhos.

7. Wat Chai Wattanaram

Turismo na Tailândia: Ayutthaya

O Monastério do Templo para o Avanço da Vitória fica fora da região central da cidade, a oeste do subdistrito de Ban Pom. Ele foi construído num período posterior ao da maioria das outras ruínas da cidade, no século 17. Isso fica evidente devido ao formato quadrado da base de suas estupas, característico dessa época.

O mesmo estilo foi utilizado nas ruínas de Angkor, no Camboja, embora a preservação e beleza de ambas sejam muito distintas. Ainda assim, esse é outro importante complexo de ruínas em Ayutthaya, reunindo diversos templos e estupas. A entrada custa 50 Baht.

8. Wat Yai Chai Mongkol

Religião na Tailândia

Conhecido como o Grande Monastério da Vitória Auspiciosa, o Wat Yai Chan Mongkol tem um aspecto mais preservado que muitas das outras ruínas de Ayutthaya. Foi construído em 1357 como mausoléu para duas princesas que morreram de cólera, mas mais tarde acabou se tornando casa para monges budistas e teve papel importante em diversos episódios da história tailandesa.

Está localizada fora do centro, ao sul da cidade. Não deixe de conferir a galeria de Budas, o Buda inclinado e o Buda gigante. A entrada custa 50 Baht.

9. Wat Thammikarat

Fica do lado do Parque Histórico de Ayutthaya e já foi restaurado inúmeras vezes. Ainda assim, muitas das estruturas permanecem em ruínas e outras novas foram construídas em anos mais recentes, uma vez que esse templo permanece ativo como moradia de monges budistas.

Depois de ser parcialmente destruído em batalhas pelo trono de Sião e na invasão dos Birmaneses, o templo foi novamente danificado por uma enchente nos anos 2000. Hoje, a área alagada foi presenteada com um bonito jardim. A entrada é gratuita.

O que fazer em Ayutthaya: outras atrações

Cerimônia budista em um templo chinês de Ayutthaya

Se você ainda não se cansou de tantos templos, que tal ver um diferente e que ainda é muito utilizado pela população local? O Wat Panan Choeng ostenta um Buda sentado de 19 metros, todo revestido em ouro. O lugar é construído segundo a tradição chinesa e frequentado pelos descendentes de chineses que vivem em Ayutthaya.

Cerimônia Budista em templo de Ayutthaya

O local é tão impressionante que é considerado um dos templos mais bonitos do país. Localizado às margens do rio Chao Phraya, o Buda gigante é considerado protetor dos marinheiros. Vale a pena visitá-lo para ver o ritual de envolver o Buda com tecido amarelo. Em outros templos, isso só ocorre em ocasiões especiais, mas no Wat Panan Choeng a celebração é diária.

O templo abre das 8h às 17h e tem uma entrada de 20 baht (R$2). Leia o texto completo sobre o Wat Panan Choeng.

Bang Lan Night Market

Uma boa pedida de programa noturno em Ayutthaya, o Bang Lan Night Market é uma feira aberta enorme, cheia de barraquinhas que vendem, principalmente, a típica comida de rua tailandesa. Por ali, também é possível encontrar outras coisas, como roupas, cacarecos e até eletrônicos.

A feira funciona em um dos lados da Bang Lan Road, perto do Wat Mahathat e do Grand Palace. Abre todos os dias, as 17h às 22h.

Chao Sam Phraya Museum

Localizado na área histórica da cidade, o museu foi construído para guardar artefatos encontrados durante as restaurações das ruínas de Ayutthaya. São milhares de peças em seu acervo, incluindo imagens de Buda, peças em ouro, oferendas e outros objetos.

Abre todos os dias, das 9h às 16h. A entrada custa 150 baht. É pedido que os visitantes retirem os sapatos na entrada, mas eles fornecem sacolas para você carregá-los. Fotografias são proibidas em salas específicas.

Onde ficar em Ayutthaya, na Tailândia

Nós fizemos um bate e volta de Bangkok e foi possível ver todos os templos mais importantes. Quem escolher passar uma noite na cidade vai ter mais tranquilidade para explorar as centenas de templos de Ayutthaya. Você pode pesquisar hotéis na cidade clicando aqui. Já se você preferir ficar em Bangkok, veja nossa lista com opções de hospedagem por lá.

Veja alguns hotéis recomendados em Ayutthaya: 


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Natália Becattini

Jornalista, escritora e mochileira. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Já chamei muito lugar de casa, mas é pra BH que eu sempre volto. Além do 360, mantenho uma newsletter inconstante, a Vírgulas Rebeldes, na qual publico crônicas e contos . Siga também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

38 comentários sobre o texto “Ayutthaya, na Tailândia: guia completo da antiga capital do país

  1. Olá Rafael, tudo bem? Vc sabe me dizer que horas esse bate e volta chega em Bangkok? Estou querendo ir para Chiang Mai no mesmo dia a noite, se não me engano o trem noturno sai de Bangkok às 19:00 horas? Vc acha muito arriscado ir no mesmo dia do passeiuo à Ayutthaya? Corro o risco de perder o trem?

    1. Se não me engano tem mais de um trem, mas é bom conferir, Lisli. O ideal seria fazer em dias diferentes, para não ser corrido ou ter riscos.

      Abraço.

    1. Não lembro, Karine. Mas a passagem de trem é muito barata. Além disso, o custo é só de comida e transporte lá. Foi tão pouco que nem anotei.

      Abraço.

  2. Olá!

    Estou indo pra Thai daqui 15 dias! Estou lendo todos os tópicos postados sobre, aqui no blog. Sensacionais! Parabéns!

    Só estou um pouco lost em relação a Ayutthaya. Quais templos vocês recomendam?

    Obrigada!

    1. Oi, Caroline.

      Os motoristas de tuk-tuk oferecem tours que levam em quase todos eles. Se você tiver o dia inteiro, dá pra ir em praticamente todos.

  3. Olá

    Gostava de pedir ajuda aos leitores e em especial à Camila e Natália, vocês vão em Abril para a Tailândia?

    Ainda estou na dúvida, porque em Portugal, existem recomendações de que visitar banguecoque não é seguro.

    A agência também me ligou, a informar que tem existido várias agressões e atentados violentos. Das notícias pouco se sabe!

    Estou mesmo desanimada! Não sei o que fazer! A minha viagem é de 18 de abril a 03 de maio!Neste momento não sei se devo marcar os voos internos, acham que mais perto da data os voos da nokair e air asia sobem muito? ;((((

    Obrigada

  4. Olá Rafael! Estou adorando as dicas. Você não precisou de argumento para eu ir visitar a cidade, hehe, desde o começo das minhas pesquisas vi, e fiquei louca pra conhecer…haha, quem vai gostar do argumento do Street Fighter é o meu irmão, que adoraaava jogar!!! Assim como a Verônica, também vou em Abril!

    Bom, a minha pergunta é: Quais templos visitou?

    Obrigada

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.