fbpx
Tags:
Atlas: Brasil

Dicas infalíveis sobre passagens de ônibus no fim de ano

Publicidade – A primeira grande viagem que fiz foi de ônibus. Em 2010, assim que tirei as primeiras férias remuneradas da vida, entrei num ônibus, na rodoviária de Belo Horizonte, e terminei a aventura 40 dias depois, já em 2011. No meio tempo, passei por três estados, mais de uma dezena de cidades e percorri milhares de quilômetros, sempre usando o ônibus como meio de transporte.

Também viajei pelo sistema rodoviário na Argentina, na Europa, na Ásia e até na África. Eu sei que viajar de avião tem seus pontos positivos, ainda mais para viagens muito longas, tipo cruzar o país de um lado ao outro. Mas viajar de ônibus também é uma boa alternativa, uma opção simples e que pode ser mais barata que voar. Dependendo da situação, pode ser sua melhor escolha.

Como eu disse num texto recente, com cinco roteiros de mochilão pelo Brasil, não importa onde você more, você está a apenas uma viagem de ônibus de uma cidade incrível, um lugar cheio de atrações e que faz parte dos desejos de viajantes de todo o Brasil. O que te impede de ir até lá?

Belo Horizonte

Belo Horizonte

Fim de ano: não deixe a crise atrapalhar suas viagens

A alta do dólar e a crise afetaram o bolso do viajante brasileiro. Eu, por exemplo, tinha jurado que iria passar novembro em Nova York, mas desisti do projeto quando o dólar bateu nos R$ 4. Mas isso não significa que eu desisti de viajar. Se a crise é cheia de lados ruins, ela também oferece uma oportunidade: a de viajarmos mais pelo Brasil. E é isso que eu tenho feito ao longo de 2015.

Quer viajar numa das épocas mais concorridas do ano, o período de Natal e Réveillon? É provável que você descubra que as passagens aéreas estão muito caras, ainda mais se você deixou para comprar na última hora. A solução para isso é pegar a estrada, já que o preço das passagens de ônibus sofre menos oscilações e não varia de acordo com a época do ano. Fora que uma viagem de ônibus, principalmente se você vai sozinho ou em grupos pequenos, é mais barata e sustentável que viajar de carro. O brasileiro já percebeu isso.

Uma pesquisa do Ministério do Turismo e da Fundação Getúlio Vargas dá números para essa situação: apesar da crise, o brasileiro não desistiu de viajar no fim do ano. E 14% dos viajantes pretendem usar o sistema rodoviário nos próximos seis meses, o maior percentual desde 2005. Em contrapartida, a preferência pelas viagens de avião caiu. Essa tendência é notada principalmente na chamada ponte aérea, o trecho Rio – São Paulo, por exemplo. Uma pesquisa rápida ajuda a entender a razão.

viagem-de-onibus

Imagem: Shutterstock

Comparando preços: ônibus x avião

Fiz pesquisas para algumas viagens comuns no fim de ano, saindo de capitais brasileiras, tanto de ônibus quanto de avião. As pesquisas foram feitas para o período entre 27 de dezembro e 3 de janeiro, uma época concorrida.

São Paulo – Rio de Janeiro: A passagem de avião mais barata que encontrei sai a R$ 973, ida e volta e sem taxas. Já ao pesquisar por passagens de ônibus no site www.queropassagem.com.br, reparei que o preço da viagem é bem mais em conta: R$ 83,71, ou R$ 167 ida e volta. O ônibus executivo custa R$ 104 o trecho. Portanto, a viagem de ônibus ficaria cerca de R$ 800 mais barata!

Belo Horizonte – Rio de Janeiro: A passagem de avião mais barata para essas datas custa R$ 724, ida e volta e ainda sem contar as taxas de aeroporto. O ônibus convencional sai a R$ 90 (180, ida e volta) e o executivo sai a R$ 112 (224, ida e volta).

Curitiba – Florianópolis: Inacreditáveis R$ 1400, ida e volta. Isso foi o mais barato que achei. A viagem de ônibus sai a R$ 60 o trecho, no veículo convencional, ou R$ 111 o trecho, no leito. A viagem rodoviária dura menos de 5 horas. Ou seja, esse é o típico trecho em que voar realmente não compensa, já que só o tempo para ir ao aeroporto e passar pelos procedimentos de embarque já deixam a viagem de avião com quase a mesma duração que viajar de ônibus.

Dicas finais

A mais importante já ficou clara ao longo do texto – não deixe de viajar só porque as passagens de avião estão caras. Nos últimos anos o brasileiro passou a ver o transporte aéreo como uma alternativa. E isso é ótimo. Mas não podemos nos esquecer que o transporte rodoviário também é uma opção. E uma boa opção.

Portanto, sempre pesquise antes de fechar suas férias. Eu já passei o Réveillon na praia algumas vezes e sempre achei que o ônibus era, naquele momento, uma alternativa mais econômica. E a viagem noturna tornava tudo simples e rápido.

Pesquisar passagens de ônibus é fácil. Você não precisa ir até a rodoviária e nem saber qual empresa faz determinado trecho. O Quero Passagem busca opções em mais de 60 viações e pesquisa a oferta de cerca de três mil destinos rodoviários do Brasil.

Por fim, não se esqueça de comprar sua passagem com antecedência. Se os preços do transporte rodoviário mudam pouco ou nem mudam na alta temporada, planejar a viagem antes garante que as passagens não estarão esgotadas e que você conseguirá viajar no dia, horário e assento que for mais conveniente para você.

Avalie este post

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Rafael

Siga minhas viagens também no perfil @rafael7camara no Instagram - Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014, voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 comentários sobre o texto “Dicas infalíveis sobre passagens de ônibus no fim de ano

  1. Gostei do post. Eu costumo dizer que viagem aérea só é boa no “durante”, o antes e o depois são estressantes. Acho que vou regredir, viajar de ônibus em voos domésticos, claro, mas se surgir uma oportunidade de uma viagem internacional (que eu adoro), estou dentro.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.