fbpx
Tags:
Atlas: Alemanha

Depois de Auschwitz: o relato de uma sobrevivente

A história de como eu li esse livro é um pouco estranha. Eu estava numa livraria, esperando uma amiga que tinha marcado de me encontrar. Não sei a razão, alguma coisa me atraiu para a sessão de biografias – um canto que geralmente não me interessa muito. Foi aí que eu achei “Depois de Auschwitz: O emocionante relato da irmã de Anne Frank que sobreviveu ao Holocausto“. Eu me perguntei: como assim? A irmã da Anne Frank também morreu em Bergen Belsen, aprendi isso na visita à Casa de Anne Frank, museu em Amsterdam.

É que o livro é a biografia de Eva Schloss (nascida Geiringer), que é meia-irmã de Anne, já que sua mãe casou-se com o pai de Anne, Otto Frank, o único da família Frank que sobreviveu aos campos de concentração. Eva perdeu metade de sua família: seu pai e seu irmão mais velho morreram no campo. A história de Eva me impressionou tanto quanto a visita à Casa de Anne e as visitas aos campos de Dachau e Sachsenhausen. Afinal, como é possível levar uma vida normal depois de ter uma experiência tão terrível como essa?

A família de Eva era austríaca. Ela nasceu em 1929 (mesmo ano que meu avô), em Viena. Quando Hitler anexou a Áustria, em 1938, sua família conseguiu fugir para a Bélgica e depois para Amsterdam. Foi lá que Eva e Anne, ambas com 11 anos, se conheceram. Elas eram colegas, mas não eram melhores amigas – tinham personalidades muito diferentes. Elas também não tiveram muito tempo para ampliar a amizade, já que em 1940 a Alemanha invadiu a Holanda, país até então neutro na Guerra. As duas famílias, Geiringer e Frank, foram viver escondidas.

dachau_campo_de_concentração

Campo de concentração de Dachau, perto de Munique

O livro narra o período em que eles usavam casas de famílias como esconderijo e relata como eles foram traídos por uma mulher que vendia judeus escondidos (a família Frank nunca soube quem os traiu). No dia do aniversário de 15 anos de Eva, em 1944, ela, sua mãe, pai e irmão foram enviados para Auschwitz-Birkenau. Mulheres e homens eram separados nos campos, vários eram enviados diretamente para as câmaras de gás. Outros tinham que sobreviver ao trabalho pesado, a doenças, sujeira, frio, falta de comida, violência física e psicológica.

Com determinação e muita sorte, Eva e Fritzi, sua mãe, sobreviveram. Essa é a parte mais forte e interessante do livro. A autora narra com vários detalhes como era a vida em Auschwitz, como conseguiu sobreviver e como foi a chegada dos soviéticos e a reconstrução da vida depois da Segunda Guerra Mundial.

O livro não termina aí. Eva conta sua história após o campo e como elas reencontraram Otto Frank. Fritzi foi parte muito importante no processo de publicação e divulgação da obra de Anne Frank, assim como na construção do museu em Amsterdam – Eva inclusive se ressente um pouco de ter vivido sob a sombra de Anne Frank. A autora conta como continuou sua vida, hoje casada e com três filhos, aos 85 anos. Ela revela que foi somente 40 anos depois do fim da guerra que teve coragem de contar para alguém o que tinha passado e como isso afetou seu relacionamento com as pessoas próximas à ela.

capa-depois-de-auschwitz

Depois de Auschwitz é um livro muito bom para quem tem curiosidade sobre o período da Segunda Guerra Mundial e o Holocausto. A autobiografia de Eva Schloss é bem escrita, honesta e rica em detalhes. Se você já visitou algum Campo de Concentração na Europa ou foi à Casa de Anne Frank em Amsterdam (e leu o diário), vai conseguir entender bem as palavras da autora e relacionar o que viu nessas visitas com o que ela relata. Para quem ainda não fez esses passeios históricos, o livro é uma boa oportunidade para entender melhor os horrores do nazismo.

Ainda não leu esse livro? Consulte o preço dele na Amazon (link afiliado)

*Imagem Destacada: Auschwitz. Foto: Gabriela Dilly

Clube Grandes Viajantes

Assine uma newsletter exclusiva e que te leva numa viagem pelo mundo.
É a Grandes Viajantes! Você receberá na sua caixa de email uma série de textos únicos sobre turismo, enviados todo mês.
São reportagens aprofundadas, contos, crônicas e outros textos sobre lugares incríveis. Aquele tipo de conteúdo que você só encontra no 360 – e que agora estará disponível apenas para nossos assinantes.
Quer viajar com a gente? Então entre pro clube!

Avalie este post

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 34 anos e atualmente moro na Inglaterra, quando não estou viajando. Já tive casa nos Estados Unidos, Índia, Portugal e Alemanha, e visitei mais de 45 países pelo mundo afora. Além de escrever, sempre invento um hobbie novo: aquarela, costura, yoga... Siga minhas viagens em @afluiza no Instagram.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

8 comentários sobre o texto “Depois de Auschwitz: o relato de uma sobrevivente

  1. Olá Luiza, adoro o 360 meridianos!!Seguindo a mesma linha de leitura tem: A Bibliotecária de Auschwitz; O Farmacêutico de Auschwitz; Os Bebês de Auschwitz….
    Visitei esse campo de concentração na Polônia e nada do que eu havia lido antes, ou visto em filmes consegue passar a energia daquele lugar…..muitas reflexões sobre o ser humano.

  2. Luiza, adoro o blog de vcs! Leio quase todos os dias! Seu post me chamou atenção, pois me interesso muito por assuntos ligados à segunda Guerra.
    Confesso que não conhecia esse livro e fiquei muito interessada, assim como também tenho cada vez mais vontade de conhecer o Leste Europeu.

    Há dois anos, fiz meu TCC da faculdade de jornalismo com três senhoras que sobreviveram ao Holocausto e hoje vivem no Brasil, e as histórias são, ao mesmo tempo, muito chocantes e interessantes, assim como você relatou sobre o livro.
    Se tiver interesse, esses são os links do vídeo:
    Parte 1 – https://www.youtube.com/watch?v=tw6KUXQ8x9s
    Parte 2 – https://www.youtube.com/watch?v=9wNyWCIK9m4

    1. Oi Lígia,

      Espero que você goste do livro, vale muito a pena se você se interessa pelo assunto.

      Adorei sua ideia de TCC, vou assistir os vídeos com certeza! Obrigada por compartilhar

  3. Ei, Luiza! Tudo bem?
    Eu adoro ler acontecimentos e relatos sobre a segunda guerra são os meus preferidos!
    Uma ideia: Vocês podiam se associar a amazon (por exemplo), e colocar um link deles do livro fisico e ebook. Assim, se alguem se interessasse em comprar, vocês ganhariam uma comissão!! E isso, da mesma forma que o submarino, o comprador nao paga nada a mais por isso!!

    Beijos!!

  4. O Blog de vcs me inspira, hj estava pensando em um livro pra ler, ah batata! já esta na mão o diário de Anne Frank. Parabéns pelo trabalho não só com viagens mas com os assuntos super interessantes =)

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.