Tudo sobre a Alhambra: agendamento, compra de ingressos e visita ao complexo

Se você só ouviu falar de um monumento da região da Andaluzia, é bem provável que seja a Alhambra, em Granada. Quando eu estava na Espanha, pelo menos, deu para notar o grande prediletismo dos locais com relação a esse incrível complexo de fortalezas e palácios construído no século 13, durante a ocupação moura na região. “Você precisa conhecer Granada” e “Não dá para deixar a Espanha sem ver a Alhambra” eram algumas das frases recorrentes quando eu mencionava meus planos de viagem pelo país. A opinião dos meus colegas era bem parecida a de inúmeros guias de viagem que colocam o complexo como uma das atrações obrigatórias em qualquer peregrinação por solo espanhol.

Para visitar a Alhambra, no entanto, você precisa se programar. Não é só chegar lá na hora e tentar entrar. Há um limite no número de visitantes diários e os ingressos são vendidos antecipadamente, com dia e hora marcados para a visita. Por isso, a primeira providência na hora de planejar sua viagem para Granada é reservar suas entradas pela internet, ou você corre sérios riscos de ficar de fora da grande atração local. Palavra de quem quase perdeu a viagem.

Vista desde a Alhambra

Como comprar as entradas para a Alhambra pela internet

Diversos sites e agências vendem ingressos para a Alhambra, muitos montam pacotes que incluem guias e outras atrações na cidade, alguns que até mesmo se confundem com sites oficiais e cobram mais caro pelos passeio. O canal de vendas para quem deseja fazer a visita de forma independente, pagando o preço de bilheteria (15,40 euros), é o Ticketmaster. O ingresso geral inclui audioguia.

Lá no fim da página, há um calendário para escolher o dia da visita entre as datas disponíveis (em azul). Feito isso, é só clicar em “Iniciar Compra” para prosseguir. O próximo passo é informar quantas entradas você precisa e o horário da visita ao Palácio Nazaríes, uma das partes mais interessantes do complexo. Pode ser que, no momento da sua compra, alguns horários já estejam esgotados e você tenha que se adequar.

Ingressos Alhambra

As visitas à Alhambra são feitas em dois turnos diários: o da manhã (das 8h às 14h) e o da tarde (das 14h às 18h30, entre 15 de outubro e 31 de março / ou das 14h às 20h, entre 1° de abril e 14 de outubro). No dia da visita, você deve se apresentar na entrada da Alhambra dentro de um desses turnos e estar lá no Palácio Nazaríes minutos antes do horário agendado no momento da compra. Lembrando que o tempo recomendado para ver tudo com calma é de aproximadamente três horas.

Observe que, no exemplo, eu marquei o horário da visita para o Palácio Nazaríes às 15h30, portanto eu teria que visitar o complexo na parte da tarde, a partir das 14 horas, e às 15h30 ir para a entrada do Palácio. Aqui, é importante que você saiba que há um roteiro pré-definido para visitar a Alhambra, seguindo um mapa que é entregue na entrada e a numeração do audioguia, e o Palácio fica mais para o final do trajeto. Por isso, para você não precisar ir e voltar um monte e não correr o risco de se atrasar, não agende a visita muito próxima da hora que você pretende chegar. Planeje-se para ter entre 1h30 e 2h de tempo livre em Alhambra antes de ter que ir para o Nazaríes.

Em seguida, há a possibilidade de inserir algum tipo de desconto que você tenha direito, como o de estudante, crianças ou aposentados.

Ingressos Alhambra

Depois, é só inserir seus dados pessoais e do cartão de crédito e finalizar a compra.

Ingressos Alhambra

Confirmada a compra, você receberá um e-mail com os dados do seu ingresso, que devem ser utilizados para a retirada do mesmo nas máquinas de auto-atendimento disponíveis na entrada. Você precisará levar o cartão de crédito usado na compra, pois é através dele que a máquina reconhece sua reserva. Em alta temporada, pode haver filas nas máquinas. Chegue mais cedo!

Como comprar a entrada para a Alhambra pessoalmente

Arriscado deixar para comprar as entradas quando chegar na cidade, mas se por um acaso você foi à Granada no susto ou não se planejou direito, não custa tentar a sorte. O ponto de vendas físico é apenas a bilheteria da Alhambra e Generalife, no pavilhão de acesso, próxima aos estacionamentos. Ali só estão disponíveis entradas para o mesmo dia e só pode pagar em dinheiro ou cartão de crédito.

Visitando a Alhambra com o Granada Card

Minha viagem à Andaluzia foi no meu melhor estilo “vou com o fluxo”. Isso quer dizer que eu não sabia nem a hora que eu tava com fome o dia que eu ia chegar à Granada, quanto mais quando eu ia visitar a Alhambra. Só fui me preocupar com isso uns dois dias antes, em plena semana de Ano-Novo, e é claro que já não havia nem um único horário disponível para a vista.

O que eu fiz? Em primeiro lugar eu estendi minha viagem em uns dois dias. Em segundo, comprei um Granada Card. Esse cartão turístico dá direito a entrada em várias atrações da cidade, entre elas a Alhambra, e custa 37 euros. A maior vantagem é que ele tem horários exclusivos para os usuários do Granada Card. Então, se você comeu mosca, pode ser que ainda encontre uma vaguinha para a visita desse modo. O bom é que dá para saber isso antes de fechar a compra do cartão. O processo está bem explicadinho nesse post linkado acima.

Como é a visita à Alhambra e Generalife

A Alhambra é uma cidade murada que agrega palácios, jardins e uma vila (Generalife) construída nas cercanias e que era utilizada pelos nasridas muçulmanos como lugar de descanso. Já na entrada, você receberá um mapa e um audioguía, que já fornecem um roteiro lógico para visitar o complexo. Eu recomendo seguir esse trajeto, pois assim você garante que não vai se esquecer de visitar nenhuma parte.

Jardins dos Palácios da Alhambra

Jardins dos palácios da Alahmbra

Jardins próximos à entrada da Alhambra

Apesar de ter sido construída pelos mouros, a Alhambra, assim como outras obras da época do Al-Andaluz, foi cristianizada mais tarde. Esse processo é visível no complexo, tanto na igreja localizada próxima ao Palácio Nazaríes quanto no Palácio de Carlos V, erguido pelo Imperador Carlos V, do Sacro Império Romano-Germânico, em 1527.

Alhambra - Generalife

Alhambra - janela mourisca

Alhambra, Palácio Nazaries

Além dos palácios e jardins, a Alhambra conta com muita infraestrutura turística. Há lojinhas de souvenirs e lanches, restaurantes, vendedores ambulantes e até mesmo um hotel cinco estrelas construído dentro do complexo, para quem quer ter a experiência de se hospedar ali dentro.

Alhambra jardins

Detalhes internos dos palácios de Alhambra

Janelas dos palácios de Alhambra

Lembre-se de correr para a entrada do Palácio Nazaríes na hora agendada. Se você fez o agendamento da forma como eu escrevi lá em cima, umas duas horas depois da hora que você pretende entrar no complexo, você já deve estar bem próximo dele no momento da visita.

Planejando uma viagem para Granada

Vista da Serra Nevada desde Alhambra

Vista da Serra Nevada a partir da Alhambra

Hospedagem:  Eu fiquei em dois hotéis econômicos na região. O primeiro foi uma pensão familiar bem no centro de Granada, localizada em uma autêntica rua árabe, chamada Pensión Zacatín. O segundo foi o Oh! My Hostel, um lugar descolado e moderninho, também muito bem localizado, a apenas 800 metros da catedral. Mas Granada tem muitas outras opções para oferecer. Para saber as melhores regiões para se hospedar, leia nosso post Onde ficar em Granada.

Roteiros: Vai visitar outras cidades próximas à Granada? A gente te ajuda a planejar seu roteiro de viagem pela Andaluzia.

E não se esqueça que a contratação de um seguro de viagem é obrigatória na Europa. Clique aqui pegar o código de desconto exclusivo para leitores do 360meridianos.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

6 comentários sobre o texto “Tudo sobre a Alhambra: agendamento, compra de ingressos e visita ao complexo

  1. Prezados, boa noite! Não encontrei ingressos para a Allambra, mesmo pesquisando com mais de um mês de antecedência. Dessa forma, acabei comprando o caríssimo Granada Card, mesmo programando estar na cidade por apenas 1 dia inteiro. Estava na esperança de poder ao menos usar o transporte coletivo incluído no Granada Card para me deslocar da Estación Autobuses (onde chegarei vindo de Córdoba) para meu hotel. Ocorre que pelo que entendi é necessário retirar a “tarjeta de transporte” em algum dos caixas que ficariam em apenas 6 endereços, todos muito distantes da estação de ônibus. Ou seja, terei que pagar o transporte para me deslocar até um desses locais para retirar o cartão de transporte?!? Não quero acreditar que sim… Agradeço quem tiver maiores informações!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.