Tags:
Atlas: Bodrum, Turquia

Bodrum: um guia de viagem completo para o paraíso na Turquia

Bodrum é um cantinho especial na Turquia. A cidade banhada pelo Mar Egeu é famosa pelas águas cristalinas que rivalizam com as praias gregas, as casinhas pintadas de branco, a comida turca deliciosa e também por sua importância na história antiga. Este post é um guia de viagem completo para quem quer visitar Bodrum. Conto o que fazer, como chegar, onde comer, quais passeios, quanto custa e muito mais.

Guia de Viagem para Bodrum:

bodrum turquia mar verde bandeira

Clique nos links acima para chegar na parte do post que te interessa

A história de Bodrum, na Turquia: a antiga Halicarnasso

Bodrum, séculos e séculos atrás, era Halicarnassus, uma cidade da Grécia antiga. Foi ali que nasceu Herodoto, grego considerado o “pai da história”, e onde governou o rei Mausolus, para quem sua esposa (e irmã), Artemisia II de Caria, construiu o mausoléu de Halicarnasso, uma das 7 Maravilhas do Mundo antigo.

A cidade esteve, ao longo dos séculos, sob domínio dos gregos, persas, romanos, cavaleiros cruzados e, finalmente, os otomanos. Alexandre, o Grande, participou de um cerco para capturar a cidade, em 334 a.C. Uma de suas governantes mais famosas foi Artemisia I, que lutou batalhas decisivas a favor do persa Xerxes contra a Grécia, em 480 a.C.

historia de bodrum halicarnasso

O mausoléu, cujo nome deriva de Mausolus, enorme e ricamente decorado, foi destruído num terremoto. Em 1402, quando os cavaleiros cruzados chegaram na cidade, usaram parte das ruínas para construir o Petronium, ou Castelo de São Pedro, hoje o Castelo de Bodrum. Em 1522, o império Otomano dominou a cidade e assim ela permanece, até hoje, turca.

Fontes: Brittanica, Bodrum.org

 

Quantos dias ficar em Bodrum

Isso depende muito do que você pretende. O mínimo para conhecer as atrações históricas e aproveitar a cidade e suas praias são 3 dias. Mas dá para ficar mais caso você queira uma experiência mais relaxada ou pretenda fazer mais passeios pelos arredores. Eu fiquei 5 dias.

baia de bodrum na turquia

Quanto custa viajar para Bodrum

A lira turca está bastante desvalorizada. No momento que estou escrevendo este post, €1 = 7TL e R$1 = 1,50 TL.

A minha viagem foi estilo econômica/confortável. Ficando num quarto privativo de um hostel descolado com piscina, comendo todos os dias em restaurante, fazendo o passeio de barco e circulando pela península, gastei cerca de 45 euros por dia.

É possível gastar menos ficando num dormitório e preparando sua própria comida. Ou, obviamente, gastar mais, ficando num hotel ou resort e fazendo mais passeios.

Onde ficar em Bodrum

Bodrum é o nome de uma cidade e também de toda uma península na Turquia. Isso pode confundir um pouco quem está em busca de hospedagem. O ideal é ficar na cidade de Bodrum mesmo, na região próxima à praia, chamada Kumbahce.

Veja aqui todas as opções de hospedagem no centro da cidade

Se você não encontrar nada por ali, a baía ao lado, Gumbet, também tem algumas boas opções de acomodação.

castelo de bodrum por do sol

Agora, caso você esteja com a intenção de ficar num resort, então pode valer a pena explorar as outras vilas da península. Veja aqui todas as opções de acomodação na Península.

Onde eu fiquei em Bodrum e dicas de hotéis

Eu fiquei no Eskici Hostel. O lugar tem decoração moderninha, piscina, um bar no terraço e o café da manhã é uma delicia. O quarto privativo também tem banheiro privativo e ar-condicionado. Porém, é um hostel de festa. Tem barulho e movimento o tempo inteiro. É ótimo para quem quer fazer amigos e ter gente para sair, não tão bom para quem quer sossego.

Outras ideias legais para quem quer hospedagem econômica, mas com boa qualidade, de até 50 euros a diária, são o Costa Bodrum City, o Duru Butik Otel, o Asmin Hotel Bodrum e o Agan Pension.

Já para quem prefere mais conforto, procure pelo White and Blue Bodrum, pelo Eskiceshme Bodrum Marina, pelo Ena Boutique Hotel ou o Artunc Hotel Bodrum.  Opções 4 estrelas: Manastir Hotel & SuitesMarina Vista Hotel,

Por fim, quem quer aproveitar o valor baixo da lira turca para se hospedar com luxo pode buscar um resort ou hotel 5 estrelas, como o Mandarin Oriental BodrumThe Marmara BodrumSamara Hotel Bodrum All Inclusive e o Caresse a Luxury Collection Resort & Spa.

Como chegar em Bodrum

De barco

Para quem está na Grécia, a forma mais fácil de chegar em Bodrum é de ferry, partindo de Kos ou Rhodes. Durante o verão, há barcos diários que fazem o trajeto. As ferrys expressas fazem em 20 minutos e as comuns em uma hora.

Porém, tenha em mente que normalmente essas viagens entre Grécia e Turquia são para bate-voltas. Tive um pouco de dificuldade para conseguir comprar o trajeto para ir num dia e voltar cinco dias depois. A minha dica é: pesquise entre várias agências e também pergunte para os barcos diretamente no porto. Eu paguei 36 euros, ida e volta, incluindo o imposto do porto, saindo de Kos. Os trajetos de bate-volta custavam em torno de 25 euros.

De avião

Bodrum tem um aeroporto, o Bodrum-Milas, que fica a 35 km do centro. Além disso, os aeroportos de Dalaman e Izmir não ficam longe da península: são cerca de três horas de distância. Muitos dos voos que chegam ali são de Istambul, mas cidades europeias como Berlim e Amsterdam também tem voos para Bodrum durante o verão.

Do aeroporto para o centro há ônibus que custam 17 liras turcas, que tem o horário casado com as chegadas e partidas dos voos. Além disso, existe a opção de pegar um táxi ou uber.

De ônibus

Várias empresas de ônibus ligam Bodrum a outros destinos da Turquia, como Istambul (13 horas de viagem), Ankara (10 horas de viagem), Izmir (3 horas de viagem) ou Antalya (7 horas). Para regiões mais distantes, como a Capadócia, não existem ônibus diretos e será preciso trocar para um micro-ônibus.

A rodoviária de Bodrum fica bem próxima ao centro e de lá é possível caminhar para a região dos hotéis e praia.

Como se locomover em Bodrum

Apesar de ser uma cidade relativamente grande, a região da praia, a marina e os pontos turísticos e históricos são bem próximos – é possível fazer tudo caminhando. Para visitar as demais praias da península de Bodrum é possível pegar excelentes micro-ônibus, chamados dolmuş. A viagem custa entre 6 a 10TL, partindo da rodoviária de Bodrum. Outra forma de se deslocar são os passeios de barco, como explico no tópico a seguir.

O que fazer em Bodrum, na Turquia

Atrações históricas e turísticas

  • Castelo de St. Peter (Bodrum Kalesi): construído em 1402 pelos cavaleiros cruzados, é um dos pontos turísticos mais importantes da cidade. Hoje, lá dentro, além das ruínas, funciona o Museu de Arqueologia Submersa, que tem diversas peças obtidas com escavações na costa turca, incluindo um navio naufragado. Abre de terça a domingo, de 9h às 16h30. Custa 25 tL – Infelizmente, no momento o museu e o castelo estão passando por um processo de restauração e fechados para o público.

castelo de bodrum

  • Bodrum Amphitheatre: o anfiteatro é uma estrutura atribuída ao Rei Mausolos, mas que foi finalizado no período de dominação romana. É a parte da antiga cidade de Halicarnassus que está mais bem preservada. No mês de agosto, são feitos shows de música popular turca no anfiteatro e a estrutura moderna atrapalha a visita. Porém, também é uma chance de ver música ao vivo.

anfiteatro de bodrum

  • Mausoleum de Halicarnassus: local onde ficava uma das 7 Maravilhas do Mundo Antigo. Hoje, dá para visitar as ruínas e um pequeno museu que mostra a história do mausoléu. Parte das ruínas foram utilizadas na construção do Castelo e outra parte está no British Museum, em Londres. Abre de terça a domingo, das 10h as 17h. Custa 8TL.

mausoleu de halicarnasso em bodrum

  • Portão de Myndos: Um dos antigos portões da cidade, do tempo do Rei Mausolus. Esse portão foi cenário de uma das batalhas durante o cerco de Alexandre, O Grande.

 

  • Bodrum Bazar: o mercado de Bodrum fica próximo à rodoviária: numa estrutura coberta funciona um mercado de tecidos na terça-feira e um mercado de comida na sexta-feira. Além disso, ao longo da semana barraquinhas de frutas e restaurantes ficam abertos (veja abaixo uma dica de restaurante por lá).

 

  • Palmarina: A marina de Bodrum foi renovada recentemente, com palmeiras e um pier cheio de restaurantes e lojas. É um bom lugar para passear durante o dia e à noite.

 

  • Moinhos de vento: Os antigos moinhos, pintados de branco, eram usados do século 18 até os anos de 1970. Há sete deles no topo do monte entre Bodrum e Gumbet.

calcadao praia de bodrum turquia

  • Centrinho de Bodrum: O centro de Bodrum é daqueles típicos centros antigos turcos, ruas estreitas, muitas lojas vendendo produtos de todos os tipos: tradicionais, autênticos e falsificações. A regra ali é andar sem rumo, tanto pela avenida que segue à beira-mar, quanto pelas ruelas que a cortam. À noite, os bares e restaurantes se enchem de pessoas e música alta.

ruas do centro de bodrum

Passeios e tours

O tour clássico em Bodrum, para quem quer conhecer as praias mais bonitas, é o passeio de barco de um dia, que sai umas 10h e volta às 17h, passando por 3 a 5 baías.

bodrum turquia mar egeu bodrum turquia mar egeu 1

Mas vale a pena escolher bem o tipo de experiencia que você quer ter. Muitos barcos fazem os trajetos iguais, o que deixa cada parada lotada de gente. Dicas: escolha um barco que não leve muitas pessoas. No máximo 50. Há barcos menores, com até 20 pessoas, que são mais caros, mas também permitem uma experiência mais agradável.

A outra questão a se considerar são as comodidades. Eu e meu namorado, por exemplo, decidimos por um barco no esquema “all-inclusive”, ou seja, tinha cerveja e vinho liberados, além do almoço – custou €20, pela agência.

Recomendo dar uma olhada online, mas também conversar diretamente na orla de onde saem os barcos. Algumas das agências e empresas que operam em Bodrum são: Ozzlife Boat, My Way Boat Trip, Bayside and Tora, Bodrum Tour (a agência em que comprei o meu passeio).

bodrum turquia mar azul

Outra opção, para quem não tiver restrições de orçamentos, é alugar um gulet, que são barcos tradicionais de madeira. É possível só fazer o passeio de um dia ou ficar de 3 a 7 dias navegando com a equipe profissional. Custa a partir de 1000 TL.

Outros tours são oferecidos pelas agências de Bodrum, como visitar as ruínas e templos da cidade antiga de Ephesus ou o conjunto espetacular de piscinas termais de Pamukkale, por a partir de 30 euros. Também é possível fazer bate-volta, de barco, para a ilha de Kós, na Grécia.

Também há passeios de mergulho, jipe, cavalo e outras atividades de aventura. Basta consultar as agências locais e lembrar de negociar o preço se contratar mais de um passeio.

Quais praias visitar na península de Bodrum

Para quem quer ver um mar de cor azul-elétrico e praias realmente bonitas, é necessário fazer os passeios de barco. Eu infelizmente só descobri isso no último dia, se não teria feito mais de um passeio.

praia bodrum ao entardecer

A praia de Bodrum mesmo e a vizinha, Gumbet, são aterradas. Em agosto, o mês mais lotado, mal dá para ver a pequena faixa de areia e a água não fica cristalina. À noite, a areia é tomada pelas mesas e cadeiras dos restaurantes da orla. O mesmo acontece na vila de Gumusluk. É um excelente local para curtir um restaurante à beira-mar, mas meia-boca para quem está em busca de belas praias.

praia de gumuslek peninsula de bodrum

Me indicaram a Kamel Beach e a Yalıkavak, que têm faixas de areia maiores. Mas fique atento: é necessário competir com o espaço com resorts e beach clubs que exigem consumação para utilizar a estrutura.

Para chegar às outras praias da península, dá para pegar um dolmuş, uber ou circular de carro alugado.

Onde comer e beber em Bodrum: dicas de restaurantes

Nada me surpreendeu tanto quanto a deliciosa comida turca. Além de ter preços bastante justos, os temperos e variedades de sabores são impressionantes. Comi em tantos lugares bons – e baratos! – que não poderia deixar de compartilhar com vocês.

Hanende Mey: tem um menu bem enxuto de comida fresca. Comi peixe assado na churrasqueira, com uma salada deliciosa.

Piknik Ev Yemeklery: fica fora da região mais turística. É um restaurante frequentado por moradores locais, vende diversos tipos de kebab e carne de cordeiro. Tão maravilhoso que voltamos na noite seguinte. experimentamos as Koftes (almôndegas) com queijo gratinado, o Adana kebab (fotos abaixo).

onde comer em bodrum gratinado

Kircicegi: é uma rede de comida turca. Fica na região da marina, tem preços muito bons e os garçons nem falam inglês. O Manisa kebab, servido com molho de tomate e iogurte, é imperdível (foto da esquerda).

Kofteci Nazmi Usta: esse restaurante familiar fica ao lado do mercado turco e também só é frequentado por gente dali. O menu tem basicamente três opções de carnes, além de saladas e dois tipos de doce. Pedimos o kofte (almôndega) e o çopsis (espetinho), acompanhados de pão, pimenta e salada. Extremamente barato e delicioso (foto da direita)

onde comer em bodrum kebabonde comer em bodrum kofte

Mesut: onde comemos aquele kebab tradicional, donner, que fica girando no espeto. Esse restaurante/lanchonete fica na beira da praia, recebe muitas famílias turcas. Os garçons não falam inglês, mas se esforçam para atender bem.

Yunuslar Karadeniz: uma cafeteria muito fofa, também fora das ruas turísticas. Vale a pena provar as diferentes versões da Batlava ali. Esse é um doce turco tradicional, com massa folheada, creme e pistache.

onde comer em bodrum duram onde comer em bodrum doces

Vida noturna

A vida noturna em Bodrum é muito animada, com diversos bares abertos dia e noite, boas promoções de happy hour na beira da praia – do tipo beba uma e ganhe a outra – e algumas boates de música eletrônica – incluindo uma com festa dentro de um barco.

bodrum vida noturna

O pessoal do nosso hostel indicou a boate Eva Klein, que fica depois da marina. Eu não curto eletrônico, então não fui, mas elogiaram bastante. Dentre os bares, meu favorito foi o Kule Rock City Bar. Fica na rua principal do centro, tem uma decoração bem legal, toca rock e servem pipoca junto com o seu drink.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.