Tags:
Atlas: Buenos Aires, Argentina

Como funciona o câmbio paralelo na Argentina

Atualizado em Agosto/2015 – Não importa a hora do dia: é impossível andar pela Calle Florida, no centro de Buenos Aires, sem ouvir o mantra “Câmbio, Câmbio” entoado a plenos pulmões por dezenas de doleiros. Esse é um mercado relativamente novo na Argentina, que existe desde que o governo, na tentativa de controlar a crise e evitar que muito dinheiro viaje ao exterior junto com os argentinos, passou a dificultar a compra e a venda de moeda estrangeira dentro de território nacional. Com isso, floresceu o câmbio paralelo na Argentina.

Paralelo. Palavrinha muita usada para definir coisas teoricamente ilegais, mas praticadas a torto e a direito. E também como eufemismo para outra, muito mais feia: falsificado. Esses dois fatores explicam o medo de muita gente em enfrentar o câmbio paralelo na Argentina – vou comprar dólares com algum tipo de mafioso, numa lojinha escondida dos policiais? E se eu for preso enquanto tento me dar bem no submundo de Buenos Aires? E, pior, se esses dólares forem de fato paralelos, ou seja, falsificados?

Medos legítimos, caro leitor. Eu pensei nas mesmas coisas antes de chegar em Buenos Aires. Um mês e meio depois, já usei tantas vezes o câmbio paralelo, sempre sem nenhuma dificuldade ou problema, que quase não consigo entender o porquê daquele medo inicial. O grande lance, que faz até o mais precavido dos viajantes pelo menos pensar em encarar o câmbio não oficial, é simples – existem, na Argentina, dois pesos e duas medidas. Ou mais.

Veja também: 

Por que contratar um seguro de viagem para a Argentina e como garantir um com boa cobertura (e com desconto)

Câmbio paralelo na Argentina

Câmbio paralelo x Câmbio oficial

Ainda no Brasil, comprei alguns pesos argentinos. Pouca coisa, só o básico para pagar nossos primeiros gastos de viagem, tipo o táxi do aeroporto. Paguei cerca de 1 real para cada 2.26 pesos, só um pouco diferente do valor que era cobrado pelas casas de câmbio oficiais em Buenos Aires. Uma semana depois, já na capital da Argentina, fomos até a Calle Florida para ver qual era a desse câmbio paralelo. Sem muito esforço, conseguimos achar a cotação de 1 real para cada 4 pesos (câmbio de agosto/2015).

Faça as contas. Por essa cotação, se você comprar mil reais em pesos no câmbio oficial, terá 2.260 mil pesos. No paralelo seus reais valem 4 mil pesos, uma diferença de quase 50%! E dá para achar cotações ainda mais vantajosas. Na realidade, desde que começou a briga da Argentina com os fundos abutres e a negociação da dívida do país, o dólar paralelo (e, por consequência, o real) disparou.

Quando chegamos aqui pela primeira vez, no dia 15 de julho de 2014, 1 dólar valia 11,80 pesos no câmbio alternativo. Pouco mais de um mês depois o valor já era de 13,50 pesos para cada dólar. Hoje, em agosto de 2015, o dólar já vale 14.50. Por conta dessa diferença gritante, a melhor forma de trazer dinheiro para a Argentina é em espécie (esqueça os travel cards), seja reais ou dólares.

Veja também: Onde ficar em Buenos Aires

Os macetes do câmbio paralelo na Argentina

Trocar moeda no câmbio paralelo é muito simples. Embora existam cambistas espalhados por toda Buenos Aires (e também em outras cidades do país), a meca dos doleiros é a Calle Florida, uma rua só para pedestres que corta o centro da cidade. O câmbio paralelo é feito tão às claras que, como dito no começo do texto, os cambistas passam o dia inteiro gritando em buscas de clientes, isso na frente de policiais e mesmo a poucos metros da Casa Rosada, sede do poder executivo do país. Portanto, o governo sabe que isso acontece. E nem fecha os olhos para fingir que não viu.

Casa Rosada, Argentina

Quer trocar seus dólares ou reais? Você pode ir para a Florida. Você pode conferir a melhor cotação do dia, consultado vários doleiros. O preço varia de acordo com a quantidade de dinheiro que você pretende trocar – quanto mais grana, mais barato fica o peso. Além disso, notas grandes, como de 100 dólares, valem mais do que notas pequenas (tipo uma de 10 dólares).

De forma geral, esses doleiros combinam o preço que você vai pagar. Se você topar, ele te leva até uma loja, que pode parecer uma casa de câmbio como outra qualquer ou ser outro tipo loja, como uma agência de viagens que resolveu fazer um bico de casa de câmbio. Trocas de dinheiro na rua mesmo são mais incomuns, até porque a Florida é insuportavelmente lotada de gente (e sofre com casos de furto). Mas acontecem – a Mariana, do Viaje na Viagem, trocou moeda numa barraca montada no meio da rua, mas isso foi num sábado, dia que a Florida está vazia.

De forma geral, o ideal é trocar moeda dentro de lojas, por um motivo básico: você sabe que aquela loja estará ali no dia seguinte. Depois de trocar moeda no câmbio paralelo algumas vezes – e de conversar com vários estrangeiros que já fizeram o mesmo – concluí que há mais medo de receber as tais notas falsas do que notas falsas de fato. Todo mundo sabe que casos assim acontecem, mas nunca encontrei alguém que viveu essa situação.

É como o atendente do nosso hostel disse, quando perguntamos se era seguro trocar dinheiro na Calle Florida: “De forma geral é, afinal esse é o negócio deles. E eles (os cambistas) não vão ferrar com o ganha-pão ao dar notas falsas para alguém. Por isso, o que todo mundo faz é achar um que pareça confiável, trocar alguma moeda e, não havendo problemas, depois trocar mais”.

Por isso a preferência por trocar dentro de lojas – e não no meio da rua. Dessa forma você sabe que aquele cara estará ali amanhã. Mesmo que seja impossível reclamar depois de feita a operação (afinal, não é fornecido recibo e a policia não tem nada a fazer), pelo menos o cambista que está sempre ali, com um endereço fixo, tem uma reputação para manter.

Uma alternativa é também comprar dinheiro com brasileiros que vivem na cidade de trocam real por pesos com as cotações paralelas. Eles aceitam reais em espécie ou transferências de bancos brasileiros, nesse caso com uma cotação um pouco pior. Existem centenas de páginas que oferecem esse serviço no Facebook. Assim como na troca de rua, nem todas eles são confiáveis.

Leia também: O que fazer num fim de semana em Buenos Aires

Onde trocar moeda em Buenos Aires

Nós trocamos o dinheiro na Boston Cash, uma casa de câmbio que tinha uma loja física na Calle Florida, nº 142, mas recentemente fechou as portas e opera apenas por internet, entregando o dinheiro no seu hotel. O lugar é recomendado por vários blogueiros e viajantes, justamente por parecer ser uma casa de câmbio normal, como as que existem em qualquer lugar do mundo e porque presta um serviço confiável.

Existem dezenas de outros que fazem o serviço, muitos deles com lojas físicas na Florida, o que dá um pouco mais de garantia. De qualquer forma, vale a regra básica: se a cotação parecer muito boa, desconfie de golpistas. Para acompanhar a cotação paralela do dia, clique aqui. E nunca deixe de dar uma olhada rápida nas notas. Percebeu que alguma tem cara de falsa? Não confiou? Peça outra, sem drama.

*A Argentina passa por um processo inflacionário de mais de 30% ao ano. Por esse motivo, pode ser que os valores informados aqui não sejam mais aplicados na época da sua visita.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

108 comentários sobre o texto “Como funciona o câmbio paralelo na Argentina

  1. Boa noite pessoal, acabo de chegar em Buenos Aires, centro. Trouxe do Brasil uma quantia em especie e outra no banco. Gostaria de indicação para cambio via transferencia, algum lugar que voces conheçam, onde nao aceite somente o dinheiro em especie? Desde ja agradeço;

  2. Parabéns pelo artigo, muito esclarecedor e bem escrito. Estou me planejando para ficar uma semana em Buenos Aires entre março e maio e o blog está ajudando muito.

    Fiquei com duas dúvidas:
    1. Saio do Brasil com todo o dinheiro que irei trocar/usar em Buenos Aires, em espécie?

    2. Após trocar meus reais por pesos, devo andar com dinheiro em espécie ou existe alguma alternativa mais segura(algum tipo de cartão)?

    Abraços e parabéns pelo blog novamente!

  3. Olá pessoal

    Alguém pode atualizar o câmbio paralelo em Mendoza? Dólar e Real. Estou chegando em Mendoza na quarta-feira, passando antes em Santiago e vi a cotação do câmbio lá em Santiago 1 Real = 4,54 ARS, enquanto o câmbio oficial em Mendoza vi que está 1 Real = 4,00 ARS, gostaria de ver se no paralelo está melhor que o oficial de Santiago. Agradeço a colaboração.

      1. Obrigado Rafael. Canbiei reis por pesos Argentinos em Santiago e estava muito bom, 1 Real = 4,95 ARS. Aqui em Mendoza falam em 4 ARS = 1 Real, mas não cambiei aqui ainda.

  4. Bom dia! Estarei viajando com meu esposo no dia 12 para a Argentina e surgiu algumas dúvidas ao fechar os pacotes de passeios, principalmente em El Calafate… Estou fechando com uma agência e o valor total dos passeios deu 8.180 pesos e eles solicitaram um depósito pra garantir os passeios… até aí tudo bem, mas aí que vem o problema a pessoa colocou no e-mail assim:

    Valor em pesos 8.180 e e reais 8.180! Quero crer que ela tenha se enganado… Pois como vou pagar em reais o mesmo valor em peso?

    Fiz a conversão e em reais esse valor daria aproximadamente 1.800,00 , não é?

  5. Boa noite, uma amiga e eu queremos viajar a BA, agora em julho
    gostaríamos de saber quanto gastaríamos mais ou menos com: hospedagem, alimentação e passeio, qual lugar mais seguro e se hostel sai mais em conta
    fico grata se puder nos orientar

    1. Carla, estive BA por uma semana (10/03/16 a 17/03/16), eu minha namorada. Com relação a hospedagem, ficamos no hotel Unique Park Central, localizado bem no centro em frente ao Obelísco. Fizemos um pacote com CVC, passagem, hospedagem e traslados, R$ 2.500,00 por pessoa. A alimentação gastávamos em média 800 pesos por dia, mas se atente à lugares que aceitam reais, as vezes sai mais em conta. A Argentina vive uma recessão maior que a nossa, portanto as coisas não estão muito baratas.

  6. Oi pessoal, estive em Buenos Aires no fim do ano passado e lhes garanto com total certeza que a melhor coisa a fazer é levar dólar em espécie em notas de 100 daquelas azuis ( aquela mais nova ).
    Eles valorizam bem lá o dólar ainda mais se a nota for grande e nova.
    Agora uma coisa que o texto nao falou muito é onde comprar dólar aqui no BR, meu amigo comprou no aeroporto e pagou uma taxa super alta, eu sou do ABC Paulista e troquei em uma casa de cambio de Santo Andre, pra quem for daqui segue o tel deles: 11-4083-8954 (me parece que eles tambem fazem delivery para SP) foi a melhor taxa que achei pelo menos e as notas sao novíssimas.
    Enfim espero ter ajudado nessa parte gente. Beijos e boa viagem a todos 😉

    1. Oi, Juliana. Obrigado pelo relato. 🙂

      Uma dúvida: compensou fazer as duas trocas? Comprar dólares e depois trocar por pesos? Chegou a fazer essa conta?

      Abraço.

  7. Irei para BA em Março/2016, o que vcs me aconselham, usar Reais ou comprar Peso? Ficarei hospedada no Unique Park Central, alguém conhece este hotel? É bom?

    1. Bom dia, Regiane!
      Então, estive em BA em dezembro/2015 e fiquei exatamente nesse hotel. Ele é ótimo, gostei muito. Ele faz um perfil de hotel “Antigo moderno”, entende? Não tive maiores problemas lá. Fica próximo a tudo, bem no centro da cidade e a rua é exatamente em frente ao obelisco. Se você tiver dólar, aconselho levar. Se não tiver, Leva reais mesmo e troque por pesos lá em alguma casa de câmbio confiável que você conheça. Mas se precisar fazer câmbio com urgência e comodidade, os recepcionistas do Unique fazem câmbio também, a qualquer horário. Mas as cotações do hotel são bem mais baixas comparado a outras casas de câmbio. Na minha viagem eu só usei reais para pagar o translado para o hotel/aeroporto e para o show de tango. Todo o resto da viagem paguei com pesos mesmo. Se precisar de mais recomendações é só perguntar. Bjo

        1. Ah, tive uma experiência maravilhosa no tango que eu fui. A casa de tango que fui foi a Homero Manzi (super recomendo). Lá é uma casa de tango bem tradicional, tipo tango raíz, entende? Não é uma casa de tango estilo espetáculo “broadway” como o Sr. Tango ou Esquina Carlos Gardel e por esse motivo se torna mais barato também. Se eu não me engano eu gastei R$240,00 por pessoa, mas TUDO incluso. O show, o jantar e as bebidas. O jantar vem incluso entrada, o próprio jantar e uma sobremesa. Você escolhe 1 de cada. E as bebidas são ilimitadas. Ah, e não precisa de traje especial nem nada, você vai como você quiser. Lembrando que existem casas de tango que ensinam você a dançar também e tal, com algumas aulas experimentais, seguidas do espetáculo. Mas como na época eu tinha interesse em apenas assistir, decidi pela homero manzi. Vale muito a pena, foi lindo e fui super bem atendido e satisfeito.

          1. E ah, esse dinheiro que paguei incluía translado também, de van. Do hotel para a casa de tango e vice-versa. Ou seja, a van me levou da porta do hotel pra o homero manzi e depois me trouxe de volta para o hotel no horário estabelecido.

  8. Oi pessoal, estive na Argentina em agosto. Antes de viajar li muitas coisas como “cuidado com os taxistas” “não pegue metrô é perigoso” “não troque câmbio na rua, existe nota falsa”. De fato isso não está 100% errado, mas tomando algunas precauções vc não terá problemas na viagem.
    Eu me hospedei em Recoleta, em frente ao cemitério, que conta com guia gratuito em determinados dias e horários,eles pedem apenas uma contribuição pra ajudar a manter o local.
    Utilizei poucas vezes táxi,e quando o fiz não tive problemas. Pra todos os lugares que fui,utilizei metro e ônibus, custa apenas 4 pesos (1 real na época), e não tive problema algum. Logo que cheguei peguei uma mapa da cidade de BA, é fácil se mover por lá.
    Eu levei uma daquelas bolsinhas internas,então quando saía (principalmente pra trocar câmbio), colocava o dinheiro e o documento lá dentro, o que me evitou uma baita dor de cabeça, pq tentaram abrir minha mochila na freirinha de San Telmo (as meliantes foram pegas rs).
    Falando agora do câmbio uma dica que eu dou é levar uma daquelas luzinhas ultra violeta. Quando vc utiliza na nota,devem aparecer fibras luminosas, um dos itens de segurança. Eu usei essa luz em todos os lugares que troquei câmbio (Boston, Loterica, loja de celular em frente ao Boston), e não peguei nenhuma nota falsa. Algumas lojas e restaurantes aceitam real e dólar, e pagam até um câmbio maior, então é sempre bom ter algum dinheiro reserva.
    O Duty Free da Argentina tb aceita peso, então se sobrar alguma coisa, podem usar pra fazer compras na volta.
    Pessoas mal intencionadas existem em todos os lugares, mas ficando atento, da pra aproveitar muito bem a viagem!

  9. Bom dia,

    Moro em Florianópolis. A dois anos atrás quando fui pra argentina consegui comprar o peso por 0,28 ou 3,57 em várias casas de cambio no Brasil, com exceção das mais famosas que cobram o valor oficial de 0,40.

    Estou indo de novo agora em dezembro, e novamente consigo comprar por 0,26~0,28. Este não é o mesmo preço cobrado pelo mercado paralelo da Argentina? Ou seja, não vale muito mais a pena eu já comprar no Brasil e garantir? A bostoncash hoje por exemplo está cobrando 3,56, valor igual.

    O que devo fazer afinal? Esse preço que consigo aqui é vantajoso ou não?

  10. estive em buenos aires por 6 dias com meu marido, nao tive problema nenhum com taxista srs e nem com nota falsa. graça a empresa que eu fiz o cambio que ser chama Boston cash, eu fiz o cambio e o traslado com eles, as notas deles sao carimbadas assim evita que algum taxista troque por uma falsa, quem quiser contato deles é so procura no facebook BOSTON CASH.

    1. Bom dia, Fernanda!

      Me tira só uma dúvida… Eu pretendo ir para Buenos aires daqui a duas semanas, daí vou fazer câmbio na boston cash também. Mas fiquei em dúvida quanto a esses carimbos da boston cash. As notas por serem carimbadas, não se corre o risco de elas não serem aceitas em algum estabelecimento? Já que não vai ser mais possível retirar esses carimbos…

  11. Estive em buenos aires por 6 dias, e quando cheguei anteriormente entrei em contato pelo facebook com a BOSTON CASH e contratei o serviço de traslado e cambio, ocorreu tudo certo como o combinado, nada de surpresas. adorei o atendimento da empresa e a cotação é muito boa.. melhor do que ir troca na rua e correr risco de ser roubado… antes de contratar eles pesquisei muito e realmente eles são honestos e super profissionais, quem quiser vou deixa o facebook da boston cash, eles também entrega o dinheiro por delivery direto no hotel ou no aeroporto.. bom, deixo minha dicas para os futuros viajantes..

    https://www.facebook.com/BostonCashBUENOSAIRES

    1. Luca, bom dia!

      Me tira só uma dúvida… Eu pretendo ir para Buenos aires daqui a duas semanas, daí vou fazer câmbio na boston cash também. Mas fiquei em dúvida quanto a esses carimbos da boston cash. As notas por serem carimbadas, não se corre o risco de elas não serem aceitas em algum estabelecimento? Já que não vai ser mais possível retirar esses carimbos…

  12. Olá pessoal,
    Vou fazer um resumo da minha viagem à Buenos Aires que aconteceu entre os dias 21 e 26 de Outubro.
    Antes de iniciar fiz diversas buscar, para obter informações antes de montar meu roteiro.
    Ao realizar as buscas consegui o contato de um guia chamado Mariano Bermudez, este rapaz foi peça chave na minha viagem, pois antes de viajar já fechei com ele preço de transfer, passeios e troca de moeda, o que é complicado estando lá sem nenhum contato.
    Ao chegar no aeroporto fomos abordadas por um rapaz que trabalha no aeroporto de Ezeiza muito simpático e muito à disposição que conversou comigo por alguns minutos (o que acabou se tornando um inconveniente), falando sobre a cidade e seus pontos turísticos. Ele me passou seu contato para que eu tirasse alguma dúvida caso precisasse, mas daí então não tive sossego, pois este rapaz passou os dias me mandando mensagens inconvenientes para o meu whatsapp, então, caso cruzem com um rapaz alto, loiro e de olhos azuis chamado Maximiliano Salas, no aeroporto de Ezeiza cuidado!
    Ao encontrar o motorista que o Mariano me enviou ficamos mais tranquilas e fomos para o hotel, mas antes já “cambiamos” com ele. Cuidado com notas falsas ao trocar dinheiro na rua e com alguns taxistas, isto acontece toda hora, por isso troquei dinheiro apenas com o pessoal do Mariano.
    Ao chegar no hotel não perdemos tempo e já corremos para a calle Florida, para ver como estão os preços e começar a ter contato com los hermanos. Na calle Florida provavelmente se você for pavio curto como eu, vai se aborrecer bastante pois as pessoas que trabalham com turismo beiram o desrespeito ao ver um brasileiro. Eles praticamente puxam você pelo braço para tentar fechar pacotes de passeios e trocar dinheiro, então cuidado e foco nas lojas!
    Nós fechamos um city tour com o Mariano, e como estávamos em 4 pessoas fomos em um carro mesmo, o que deixou o passeio mais tranquilo pois não precisaríamos esperar por ninguém e demoraríamos o tempo que desejássemos nos locais onde paramos, e diga-se de passagem, foi mais barato do que ir em uma van com vários outros turistas.
    Fechamos com o Mariano também um passeio ao famoso Zoo Lujan, que ao contrário do que dizem, não notei animais dopados ou algo esquisito, pelo contrário, achei os animais super espertos e fomos tratadas muito bem. Como fomos novamente em um carro, chegamos assim que o zoo abriu, o que nos poupou tempo e filas. No início da tarde já estávamos de volta para fazer outros passeios.
    Optamos também por adquirir o cartão SUBE, que é um cartão utilizado nos ônibus locais e custa pouco mais de 20 pesos, o que foi uma boa escolha, pois os ônibus da cidade funcionam muito bem.
    No geral a viagem foi tranquila, bem planejada e bem aproveitada.
    Vou passar aqui os preços que paguei nos passeios, mas é apenas para tomar como base, pois a economia lá é muito instável e os preços variam bastante de mês à mês.
    Transfer do aeroporto EZE para o hotel no centro: R$ 220
    City Tour: R$ 220
    Zoo Lujan (ingresso incluso): R$ 740
    Tudo isso dividido para 4 pessoas (1 carro)
    Segue contato do Mariano:
    +54 9 11 24485893
    marianobermudezx.wix.com/guiavipenbuenosaires
    Pode contacta-lo pelo whatsapp. Você não estará apenas contratando um taxi, mas estará garantindo suas notas de pesos verdadeiras, conversando com uma pessoa que lhe dará excelentes dicas, e andando seguro pela cidade.
    Espero ter ajudado!
    Abraço.

    1. Vou deixar o contrato do Alejandro – +5491167276510
      Ele faz translado, tem tours, ingressos para shows de tango e troca reais. É super de confiança.
      O translado do aeroporto do hotel no Centro pro aeroporto de Ezeiza foi R$ 100,00

  13. Estamos a cerca de 5 anos no mercado de cambio em Buenos Aires,
    Gostaríamos de deixa claro que nao temos mais loja física na Calle florida, no local que funcionava nossa loja agora existem outras diversas lojas de cambios que nao tem vinculo com a Boston Cash, somente temos um ponto fisico na Calle Parana, e dois escritorios que nao prestamos atendimento ao publico.
    Nossas notas sao todas carimbadas com o nosso logotipo RECUSE IMITAÇÃO.
    Nosso serviço esta focado em atendimento por delivery (OS AGENDAMENTOS PODEM SEREM FEITOS POR EMAIL/WHATSAPP OU PELA NOSSA PAGINA DO FACEBOOK) todos os dias das 7:00 da manha até as 00:00 inclusive aos domingos e feriado, levamos a moeda em seu hotel/apartamento com a maior descrição e segurança possível.

    Continuamos à disposição.

    Atenciosamente,

    SAC BOSTON CASH
    [email protected]

    https://www.facebook.com/BostonCashBUENOSAIRES

  14. Uma dúvida me surgiu: estou em Buenos Aires agora e o 1 real = 3,80 pesos no paralelo. No oficial 1 real = 2,43 pesos.
    Posso trocar meus reais por pesos no paralelo e depois trocar meus pesos por reais no oficial? O lucro nessa transação dá mais de 50%

      1. Descobri que não dá certo. Pra trocar pesos por reais no oficial, você precisa ter o comprovante que adquiriu esses pesos no câmbio oficial.

  15. Essa câmbio belgrano me roubou 3.000 reais!!! Fiz transferência com eles e a mais de 30 dias não me pagaram até hoje!!! Não indique essa cambio belgrano!!!!

    1. É verdade, Julio? Que situação! Eu indiquei porque já troquei com eles duas vezes e foi tranquilo. Por outro lado, acredito que tenham parado com as atividades de qualquer forma…

      Abraços

  16. Olá, Rafael!
    Tudo bem? Chegarei em Buenos Aires no próximo sábado, dia 26/09… será que as lojas de câmbio blue funcionam ao sábados?
    O que você recomendaria que eu fizesse?
    Estou com medo de chegar lá e ficar sem comprar peso por ser fim de semana.
    Obrigado!

  17. Meus parabéns pelo blog, Rafael!
    Tirou muitas dúvidas minhas em relação ao câmbio paralelo, além de me indicar contatos confiáveis para efetuar o câmbio. Sugiro manter sempre atualizado o seu blog, assim como está. Muitas informações valiosas.

    Abraço!

    1. Daniely, se optar pelo método de transferência bancária sim, você deposita na conta deles. Nesse caso, é mais importante ainda fazer com empresas de confiança, pois há relatos de calote. Estou usando esse método na minha estada aqui.

      1. Boa noite Natália, tive um grande imprevisto e estou indo em poucas horas para Buenos Aires com pouquíssimo dinheiro em espécie. Qual Casa você recomenda que aceita transferencia em conta no Brasil?

        Acabo de entrar na página da Belgrano e parece que eles não estão operando devido a um assalto.

          1. Na verdade no FB o pessoal da propria Belgrano me indicou um endereço na Florida 142 e correu tudo muito bem!

            Foi ótimo o post porque sem ele acho que não teria coragem de fazer esse esquema!

  18. Acho que irei fazer intercâmbio de uma semana para BA, estou muito animado e já pesquisando o lance das cotações. Provável que eu vá em Janeiro de 2016, com uma amiga, será que até lá a cotação do real é mais valorizado (comprando pelo câmbio paralelo é claro)

  19. Bom dia Rafael,
    Já estive aí em Bs As, no ano passado e fiz meu câmbio sempre pela lojas da Calle Florida. Porém, tive que levar dinheiro “vivo”, em espécie, para fazer as trocas.
    Assim, entendo que o risco de assalto é bem menor se deixasse o meu dinheiro na conta corrente e fosse fazendo o câmbio através de transferências bancárias.
    Portanto, gostaria saber como funciona o sistema de transferência de dinheiro para a conta das pessoas que fazem câmbio (se é pela internet; qual o custo dessas transferências), pois assim evitaria levar tanto dinheiro em espécie.
    Grato

    1. Oi, Kleber. Normalmente você manda o dinheiro pra conta corrente da pessoa, no Brasil. Envia o comprovante e espera ele te entregar o dinheiro.

      Por isso, é óbvio: só faça nesse esquema se conhecer a pessoa que oferece o serviço ou alguém que já tenha feito a troca com ele e recomende.

      Não costuma ter taxas, mas a cotação é um pouco pior.

      Abraço.

  20. Olá, pessoal.

    Estou em BAs e troquei real por peso a R$3,80.

    Para minha surpresa ao ler os comentários, Eu fiz cambio na Boston Cash na Florida, 142. Box 36
    Descendo as escadas, virando a direita.

    Informei ao atendente sobre a página no Facebook e ele disse não ser deles. Que uma pessoa está utilizando o nome deles.

    De fato é estranho, não tive problemas com as notas e vi que quem trocou pelo FB tbm não teve.

  21. Oi muito boa suas considerações sobre o cambio parelelo, estou indo a Buenos Aires pela segunda vez. Confesso que da primeira vez fiquei com medo dos doleiros na rua, mas agora com sua orientação isso me tranquilizou, poderia me informar uma casa de cambio onde você costuma trocar moeda? Estou voltando em dezembro, agradeço sua informação.

    1. Oi, Clea. Fico feliz de ter ajudado.

      Citamos duas casas de câmbio nos últimos parágrafos do texto, no tópico “Onde Trocar moeda em Buenos Aires. Dá uma olhada. 🙂

      Abraço

  22. Olá Rafael, boa noite!
    Estou em Buenos Aires há poucos dias, na casa de uma tia. Por incrível que pareça, ela entende menos que nós sobre o próprio dinheiro que consome. Nos deu a ideia de retirar seu dinheiro no banco e trocar pelo nosso Real, já que sempre visita sua família no Brasil. Ou seja, damos real a ela e ela nos dá peso. Sendo assim, sabes me dizer como faço pra trocar com ela? Não sei se vai entender a minha pergunta, realmente estou muito confusa com esseesses valores peso/real, mas quanto esta valendo então a moeda dela? Fica como o valor do câmbio oficial?

    1. Não sei te dizer ao certo, Isabella. Você pode tentar fazer um meio-termo, conversando com ela. 🙂

      Desculpe-me por não poder te ajudar mais.

      Abraço.

  23. bom dia Rafael,

    Me tira uma dúvida por favor, nunca fui para fora do Brasil e estou um pouco temerosa rs, gostaria de saber se você acha melhor comprar dólar aqui e trocar lá, ou a diferença do real pro dólar não compensa já que está em alta? outra dúvida, não utilizo cartão de crédito, não pretendo levar muito dinheiro por volta de 5mil (o que eu quero é apenas conhecer o zoo de Luhan rs) é melhor sacar no Brasil levar e comprar tudo? tenho medo de não conseguir sacar, ou sacar e cobrar muita taxa… na hora de pagar com debito nas lojas eu consigo pagar no real e ele recebe em real ou o banco converte?

    1. Oi, Karen.

      Não precisa comprar dólares não (você perderia duas vezes na conversão).

      Você pode levar tudo em dinheiro, em reais. Nesse caso, cuidado para não perder e nem ser roubada.

      Outra saída é levar uma parte em dinheiro e pra outra usar o cartão. Você precisa entrar em contato com o banco pra liberar essa função do cartão. Nesse caso, você paga o IOF (6%), uma taxa para sacar, mas nada para pagar no débito. E a cotação será a oficial, não a paralela, conforme explicado nesse texto.

      Veja esse aqui também:

      https://www.360meridianos.com/2014/09/como-levar-dinheiro-para-o-exterior.html

      Abraço.

  24. olá, gostei muito das informações, são realmente muito úteis.

    Vou estar na Argentina em Agosto, mas meu destino principal é El calafate e Ushuaia, porem pela vantagem do cambio, enquanto espero a conexão em buenos aires gostaria de fazer o cambio, ouvi falar que é muito mais alto.

    Alguém poderia me informar se encontro com facilidade cambio na calle florida aos domingos na parte da manha ?? ou algum cambio que vá até o aeroporto fazer a troca ?

    1. Oi, Karol. Sie que há cambios que entregam no aeroporto, mas não consigo te indicar nenhum que eu tenha confiança. Cheguei a ver alguns cambistas na Calle Florida, aos fins de semana, mas o número era bem menor.

  25. Boa noite, estou indo a Buenos Aires nesse final de semana e estou na dúvida de onde trocar a moeda. Ouvi falar do Boston Cash mas sinceramente fiquei com medo. Gostaria de saber a sua opinião sobre o serviço deles. Boa noite

    1. Oi, Ariane. Eu troquei lá algumas vezes, quando eles tinham a loja na Florida, e não tive problemas. O que eu não faria é contratar esse serviço de transfer deles.

      De qualquer forma, é uma escolha pessoal. Há muitas opções no centro de Buenos Aires.

      Abraço.

  26. Bom dia,
    Estou em BA ha alguns dias, troquei 2 veses na rua florida no cambio de 1,00 rs por 3,8 pesos.
    Volto la hoje, segunda feira, pois me disseram que o cambio e um pouco melhor durante os dias de semana, devido a incerteza quando os bancos estao fechados. O oficial no aeroporto e de 1 por 3.
    Bom dia.

    1. É impressionante a diferença para o ano passado, Georges. Há pouco mais de seis meses estava 1 real = 5 pesos no paralelo.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraço.

  27. Eu fiz o traslado e cambio com a equipe da boston cash, foi tudo tranquilo. Melhor impossível! Eles não têm
    Mais loja física . Somente pelo Facebook e você contratar o delivery que entrega no seu hotel. Nas minhas 3 viagens a Buenos aires eu sempre utilizei a boston cash!!!!

    1. Eu gosto da Boston Cash e já contratei câmbio por delivery. Mas confesso que esse esquema de traslado não me conquistou não. Prefiro o bom e velho táxi. 🙂

      Obrigado pelo relato, Brenda.

      Abraço.

  28. Boa tarde Rafael,

    vou para Buenos Aires na quinta-feira e gostaria de saber qual a melhor opção para trocar real por peso argentino. Parece que a Boston Cash não tem mais loja física né…

    Moro aqui em Campo Grande – MS, e a cotação mais barata que encontrei aqui foi 1 real = 2,43 pesos (0,41)… É melhor chegar no aeroporto (Aeroparque) para trocar né?

    Obrigado

    1. Oi, Genaro. A cotação no câmbio paralelo hoje está em torno de 1 real = 3,71 pesos. Então é melhor deixar para trocar lá sim, de preferência numa das casas de câmbio da Calle Florida.

      A Boston Cash aparentemente fechou a loja física, segundo relatos de leitores. Tem essa opção delivery, mas já apareceu gente reclamando aqui.

      1. Rafael Sette, boa noite, dia 2 de julho irei para Buenos aires, to indo pela quarta vez, e me assusta esses valores de cambio cara, por 3,70, 3,80…. enfim, pois das 3 vezes q fui ano passado, conseguia com facilidade 5,10, 5,30. cada 1 real…. enfim, a alta do dólar realmente ta atrapalhando e muito cara, acompanho aki todo dia a cotação do peso, e rezando para o dólar vir caindo a cada dia… espero que ate a minha chegada ai, daqui a menos de 3 semanas, o peso tenha chego á pelo menos 4,00…. cada 1 real.

        1. Também estou assustado com isso, Junior. No ano passado a cotação era acima de 5.

          Enfim, vamos torcer para a situação econômica se estabilizar.

          Abraço.

  29. Fala Rafael! Ótimas dicas.

    Estou quase saindo para minha viagem de Workaway. Dessa forma não vou gastar tanto com hospedagem e alimentação, mas mais com transporte. Nesse caso você acha que seria necessário um VTM, ou esses câmbios seriam suficientes? Tenho cartão para saque também, do BB.

    Também vou para o Uruguai e Chile, mas ainda não decidi qual a melhor forma de trocar meu dinheiro.

    Eu sei que é bem subjetivo, mas qual você acha a melhor forma de levar dinheiro para uma viagem como a minha: de uns 6 meses de Workaway por esses 3 países?

    1. Oi, Gabriel.

      VTM não é muito bom negócio na Argentina não – você não faz a cotação paralela e ainda pega uma cotação pior, do VTM. O negócio lá é trocar no câmbio paralelo e pagar com dinheiro vivo.

      Para os outros países pode até compensar. Eu levaria uma quantia boa em reais e usaria cartões de crédito e débito.

      Veja esse texto:

      https://www.360meridianos.com/2014/09/como-levar-dinheiro-para-o-exterior.html

      Abraço.

  30. Contratei os serviços da Boston Cash no início de maio/2015 e me arrependo profundamente. No dia da chegada ao aeroporto, o motorista não estava no local, entrei em contato pelo facebook e o responsável por gerenciar os motoristas não conseguia contato telefônico com o motorista. No fim das contas, tive que tarde da noite, eu, minha esposa e meu filho de 6 meses ter que pegar um táxi. Na volta foi a mesma novela, chega a hora marcada e nada de aparecerem no hotel para me levar de volta ao aeroporto. A mesma desculpa foi dada, não estavam conseguindo contato com o motorista. Que comunicação é essa? Pombo correio? Telégrafo? E o pior de tudo, me foi prometido o ressarcimento do meu dinheiro R$190,00 desde o dia 04/05/15 e até agora nada. A responsável Luana Lopes sequer pediu desculpas pelo atraso. Empresa totalmente sem comprometimento e responsabilidade com o cliente!
    Existe câmbio melhor e de confiança na Calle Florida!

    1. Obrigado pelo relato, Vinícius.

      Só não entendi o seguinte: você contratou o serviço de entrega de moeda deles? Foi isso?

      Troquei dinheiro com eles várias vezes, mas sempre na Calle Florida mesmo.

      Abraço.

      1. Rafael,
        Eles não possuem mais loja física na Calle Florida, só fazem câmbio em hotéis ou pontos a combinar.
        No dia que combinei o câmbio, eles chegaram no horário certo no hotel; mas para o translado me deixaram na mão. E câmbio deles também não é tão vantajoso, troquei com eles no dia 28/04/15 a R$3,70 e na Calle Florida com os “arbolitos” consegui a R$4,00 sem nenhuma nota falsa.
        Abraço

  31. Irei fazer minha primeira viagem para fora do Brasil e gostaria de sua opinião. Qual a melhor cotação de real para pesos. A cotacao atual(hoje) na boston cash é 1000 reais o peso sai a 3,70. Está bom, inferior ou ótimo? Obrigada

    1. Oi, Thayza.

      Isso varia muito. Quando eu estava na Argentina, a cotação chegou a 1 real = 5,30 pesos. A alta do dólar atrapalhou nisso.

      Enfim, a Boston Cash costuma ter boa cotação, mas quase todas as casas da Calle Florida trabalham com valores parecidos.

      Abraço.

  32. Vc falou que a Florida está vazia aos sábados. Minha dúvida é a seguinte: pretendo fazer um tour pelo centro no sábado para poder fazer a visita guiada à Casa Rosada e depois seguir pela Calle Florida para visitar as lojas. Aí é q está o pró da coisa. Essas lojas ficam abertas no sábado durante todo o dia ou somente pela manhã? Grata desde já.

    1. Algumas ficam abertas sim, Ana. Na realidade, normalmente as próprias lojas ficam abertas até umas 14h, mas depois disso quase sempre dá para achar alguém gritando “câmbio” na Avenida.

      Outra alternativa é contratar o serviço delivery da Boston Cash (ou de outra, como a Câmbio Justo).

  33. Olá! Estou indo pra Buenos Aires na semana santa e o dólar disparou esses dias com tendência de subir mais ainda nos próximos dias. Isso influi na relação real/pesos argentinos?

    1. Não necessariamente, Rodrigo. É preciso ver como está o peso em relação ao dólar e ao real também. O dólar está em alta no mundo inteiro, não só no Brasil, então o cenário é complicado.

      A última vez que eu olhei estava na casa de 1 real = 4 pesos no câmbio paralelo.

  34. Boa noite Rafael, estou indo a Buenos Aires no começo do mês que vem e gostaria de saber até que hrs a Boston Cash funciona, pois estarei chegando por volta das 17h e tudo que leio sobre o assunto só se fala da Boston Cash e além dela qual outra empresa de cambio existe próximo a Recoleta. Abraço

    1. Oi, Fábio.

      Existem várias, quase todas na Rua Florida, no centro. Ao lado da Boston Cash mesmo tem outra.

      Acho que você encontra as lojas abertas até umas 18h (dependendo do dia até bem depois disso). Uma alternativa é procurar serviços que reservam o dinheiro pelo Facebook. Alguns até entregam no seu hotel. Já troquei moeda assim e foi tranquilo.

      Esse aqui é muito usado por brasileiros:

      https://www.facebook.com/pages/Cambio-justo/376773005751719?fref=ts

  35. Companheiro, estou com um problema aqui.
    Vou chegar em Buenos Aires em um sábado as 21:00 e parto para a Patagônia as 4:00 Tenho que fazer o cambio. A cotação do delivery, esta de cortar o coração. 4.10. A pergunta é ate que horas eu consigo trocar na Florida no Sábado a noite??? Socorre ai por favor.

    1. Oi, Rodrigo.

      Acho que essa hora já está tudo fechado, infelizmente. Mas há casas de câmbio paralelo em outras partes da Argentina também.

  36. Rafael,

    Apenas uma correção: a diferença cambial é ainda maior do que a apontada. Na verdade, a diferença de 3 para 1 e 5 para 1 representa um proveito de 66,66%!

    Abraço!

    1. Oi, Guilherme.

      Olha, matemática nunca foi meu forte, mas fico feliz de saber que economizei mais ainda. hahaha

      Obrigado pelo aviso. Vou corrigir o texto.

      Abraço.

  37. Fui em junho pra Buenos Aires e troquei na Boston Cash também! Fui bastante bem recomendado a trocar lá e recomendo também. Além deles, troquei em uma banca de revistas e em uma vendedora de porta-retratos na feirinha de domingo de San Telmo (Foi a melhor cotação que achei em toda a viagem, mas ela só trocava uma quantidade pequena de dinheiro), e não tive nenhum problema.

  38. Há 3 semanas meu marido tentou trocar dinheiro nessa Boston Cash e estava fechada. Ele trocou em outro lugar sem problemas. Achei até que a Boston havia fechado, mas deve ter sido temporário o problema…

    1. Eles tem um horário de funcionamento meio bizarro. Já estive lá antes de 11h e não consegui comprar.

      O no fim de semana parece que também não abrem.

      Mas é o que você disse: não faltam opções. 🙂

      Abraço.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.