Tags:
Atlas: Brasil, São Paulo

O que fazer durante uma longa conexão em Guarulhos

Maior aeroporto da América do Sul e principal porta de entrada e saída do Brasil. Esse é o Aeroporto de Guarulhos, oficialmente chamado de Governador André Franco Montoro, nome quase nunca usado, e vez por outra nomeado pelo apelido: Cumbica. Por ali circulam quase 40 milhões de passageiros anualmente – e muitas dessas pessoas ficam algumas horas, entre um voo e outro. Neste texto, o objetivo é dar dicas do que fazer durante uma conexão em Guarulhos.

Guarulhos: entendendo o aeroporto

O Aeroporto de Guarulhos tem três terminais de passageiros e um de carga. Para facilitar a vida das pessoas, cada terminal tem uma cor padrão: o terminal 1 é azul, o 2 é laranja, o 3 é magenta e o de cargas é verde.

A numeração dos portões de embarque segue o número do terminal, o que significa que o portão 101 está no terminal 1, o 204 tem que estar no 2 e o 302 certamente está no terceiro terminal. Além disso, o aeroporto também está dividido em check-ins e pelas próprias companhias aéreas.

  • O Check-in A fica no Terminal 1, onde operam as empresas Azul e Passaredo.
  • Os Check-ins B, C, D e E ficam no Terminal 2. Ali operam Aerolíneas Argentinas, Aeroméxico, Air Europa, Austral Líneas Aéreas, Avianca, Boliviana de Aviación, Copa Airlines, Cubana de Aviación, Delta Air Lines, Ethiopian Airlines, Gol, Latam (só para voos nacionais), Oceanair, Royal Air Maroc, TAAG e Taca.
  • Os Check-in F, G e H estão no Terminal 3. É ali que operam Air Canada, Air China, Air France, Alitalia, American Airlines, British Airways, Emirates, Etihad Airways, Iberia, KLM, Korean Air, Latam (voos internacionais), Lufthansa, Qatar Airways, Singapore Airlines, South African Airways, Swissair, TAP, Turkish Airlines e United Airlines.

O aeroporto de Guarulhos está a 30 km do centro da capital paulista. No final deste texto há informações de como chegar e sair do aeroporto, mas lembre-se que o trânsito pode ser caótico nos horários de pico.

Wi-FI no Aeroporto de Guarulhos

Há internet wi-fi de graça por duas horas, serviço fornecido pela Boingo Wireless​. Depois desse período é necessário comprar um pacote ou logar com outra conta e dispositivo.

Aeroporto de Guarulhos

Por Alf Ribeiro, shutterstock

Conexão em Guarulhos: até 4 horas livres

Com menos de quatro horas livres não compensa deixar o aeroporto. E note que esse raciocínio é feito em horas realmente disponíveis, afinal é preciso respeitar os prazos e estar no aeroporto bem antes do próximo voo, seja internacional ou doméstico.

Para quem tem conexões de até quatro horas, o ideal é aproveitar a estrutura do próprio aeroporto.

  • Mirantes

Há alguns mirantes para observação dos aviões. Os dois principais estão entre as asas B e C e A e B. Há também um mirante para fotógrafos e cinegrafistas que fica no piso sete do edifício-garagem, a apenas 800 metros da pista.

  • Restaurantes e bares

São dezenas de restaurantes, bares, cafés, sorveteiras e lanchonetes. No site oficial você encontra uma lista com todas as opções, separadas por terminal, localização e horário de funcionamento.

  • Serviços

Há serviços diversos, incluindo bancos, uma agência dos correios, casas de câmbio, farmácias, livrarias, lojas de eletrônicos, presentes e lembrancinhas e até uma barbearia e um salão de beleza. Os preços não vão ser dos mais amigáveis, mas são formas de aproveitar o tempo.

  • Salas VIP

Há nove salas VIP dentro do aeroporto. Tem salas de empresas aéreas, como Gol, LATAM e American Airlines, de cartões de crédito e até de alianças aéreas, como a Star Alliance. Para ver quem pode acessar as salas, o que é oferecido e a localização de cada uma delas consulte o site oficial. Mas em muitas delas é possível entrar pagando uma taxa. Isso pode compensar em algumas situações, já que as salas, além de comida e internet, costumam ter banheiros com chuveiro e mesas de trabalho.

  • Coworking

Inaugurado no final de 2018, o espaço da Urban Cowork foca em quase 30 mil pessoas que usam diariamente o aeroporto, entre um voo e outro, para trabalhar. O local tem capacidade para até 80 pessoas e diárias a partir de R$ 50. Há vários planos mensais e também pacotes para quem precisa das salas de reuniões e de outros espaços.

  • Centro Ecumênico

O Centro Ecumênico fica entre os terminais dois e três, na área de check-in. A entrada é liberada para passageiros e o local funciona de 7h às 24h.

Conexão em Guarulhos: de 4 a 6 horas livres

Com um pouco mais de tempo livre já compensa sair do aeroporto, embora a capital paulista ainda seja um destino distante. Com até seis horas disponíveis, alguns programas possíveis são:

  • Restaurante Mocotó

Meu programa favorito quando estou passando por Guarulhos é comer. E bem. O Mocotó é um restaurante na Vila Medeiros, Zona Norte de São Paulo, que ganhou status de atração turística: a comida, sertaneja, nordestina, é assinada pelo chef Rodrigo Oliveira, que é premiadíssimo – o Mocotó já apareceu em algumas daquelas listinhas de melhores lugares para comer. No mundo.

O preço das refeições não é baratinho, mas é justíssimo pelo que oferece. Na minha última passagem por lá, dadinhos de tapioca de entrada, muita comilança nos pratos principais, dois drinks e sobremesa custaram R$ 110 por pessoa. A fila na porta, principalmente nos finais de semana, costuma ser grande. Como o restaurante já fica afastado do centro de São Paulo e no meio do caminho para Guarulhos, passar por lá durante uma conexão é uma boa alternativa. Um Uber/99/Cabify entre o aeroporto e o restaurante vai custar de R$ 30 a R$ 40.

Fica na Avenida Nossa Sra do Loreto, 1100, em Vila Medeiros. Funciona de segunda a sexta, das 12h às 23h, sábado de 11h30 até 23h e domingos e feriados de 11h30 até 17h. Cardápio (com preços) disponível no site oficial.

drink de rapadura do mocotó restaurante

Drink com cachaça, suco de limão taiti, siciliano e rapadura, por R$24,90

  • Tour pela cidade de Guarulhos

Cidade industrial, Guarulhos tem quase um milhão e quatrocentos mil habitantes. Se resolver gastar seu tempo na cidade, a Matriz Catedral Nossa Senhora da Conceição é um dos marcos históricos e o ponto turístico número 1. E há alguns museus pequenos, como o Museu Natural de Ciência e o Museu de História Municipal de Guarulhos – e até um zoológico.

Mas a maioria dos visitantes vai mesmo é para os shoppings. O Shopping Internacional Guarulhos é o mais procurado e está a menos de 20 minutos de carro do aeroporto, seguido de perto pelo Parque Shopping Maia – espere gastar em torno de R$ 30 nas corridas de aplicativo para a cidade. A lista de atrações é aquela de sempre (e que tem de tudo um pouco): lojas, restaurantes, cinemas, etc.

  • Parques

E dois parques também merecem destaque: o Parque Ecológico do Tietê fica na Zona Leste de São Paulo e tem 14 milhões de metros quadrados – é só onze vezes maior do que o Ibirapuera. Ali há lagos, áreas para brincadeiras e práticas esportivas, muitos animais e centros culturais e restaurantes. O endereço é Rua Guirá Acangatara, 70. É um programa interessante para quem está com crianças. Abre todos os dias, de 8h às 17h. Nesse link você acha um relato de como é a visita.

Já o Parque Estadual da Cantareira fica em Guarulhos é uma reserva de Mata Atlântica cheia de trilhas e com uma vista linda para São Paulo. Fica na Rua do Horto, 1799, e há taxa de entrada de R$ 13. Ligue para lá antes de ir (11 2203-0115), pois o local chegou a exigir comprovante de vacina contra febre amarela na entrada, por conta dos surtos recentes da doença. Aqui você encontra um relato de como é a visita.

  • Itaquerão

Torcedores do Corinthians, pelo menos os não paulistanos, e amantes do futebol podem se interessar em visitar o Itaquerão. O estádio que foi palco da abertura da Copa do Mundo de 2014 fica a 20 quilômetros do aeroporto. Os dias e horários de visitas variam ao longo do ano e o calendário deve ser consultado aqui. A entrada custa R$ 40 e a visita guiada dura 1h05. Uma corrida de aplicativos entre o aeroporto e o estádio custa entre R$ 40 e R$ 50.

Conexão em Guarulhos: de 7 a 10 horas livres

Com sete horas já dá pra brincar de conhecer São Paulo. Mas, não se esqueça, ir e voltar de Guarulhos leva tempo e sempre há o risco de engarrafamentos – pense nisso principalmente caso você tenha que fazer o percurso em horários de pico.

Caso resolva sair do aeroporto, eu começaria o passeio pela Avenida Paulista, o coração econômico do Brasil – e que está repleta de museus e centros culturais, como o MASP, o Instituto Moreira Salles, o SESC e o prédio da FIESP, entre outros.

o que fazer na avenida paulista sesc

Crédito: Thiago Leite – Shutterstock

Da Paulista siga para o Centro Velho e aproveite para conhecer a Catedral da Sé, o Mosteiro de São Bento, o Pateo do Collegio e alguns dos mirantes da capital – ver São Paulo do alto é possivelmente o melhor programa da cidade! Para isso, o Edifício Itália e o Farol Santander são duas boas opções. Chegando ali você estará pertinho também do Mercadão e da 25 de Março, a rua das compras.

Também dá para passar pelo Liberdade, o bairro oriental, e pelo Parque do Ibirapuera. Se estiver chovendo, procure um dos muitos museus – o Museu do Futebol funciona no Pacaembu e vale a visita, enquanto a Pinacoteca e o Museu da Arte Sacra são duas boas opções no centro. Os textos abaixo ajudam na montagem de um roteiro de poucas horas pela cidade.

Veja também: Roteiro de um dia de turismo no centro de São Paulo
O que fazer na Avenida Paulista, o corredor cultural de São Paulo
Onde ir em São Paulo – os lugares secretos da capital paulista
17 museus em São Paulo, gratuitos ou não, que valem a visita

Hotéis próximos ao Aeroporto de Guarulhos

Não faltam hotéis dentro e nos arredores do Aeroporto de Guarulhos:

  • Fast Sleep – Fica no Desembarque Doméstico do Terminal 2. Os quartos são pequenos, mas cumprem o papel, e os banheiros são compartilhados. Diárias por a partir de R$ 250.
  • TRYP – Fica dentro da área de trânsito internacional, no Terminal 3. Ou seja, para se hospedar ali você precisa estar esperando um voo internacional e já dentro da área de embarque e com as malas despachadas. É uma boa escolha apenas para quem quer descansar durante uma conexão longa e não pretende sair do aeroporto. As diárias ficam na casa dos R$ 300.
  • Vitoria Hostel – Opção econômica, a apenas um quilômetro do aeroporto e também perto da nova estação de trem. Camas em dormitórios por menos de R$ 40. Oferecem transfer.
  • Pullman SP Guarulhos Airport – A alternativa de luxo e para executivos. Fica a três quilômetros do aeroporto e há serviço de transfer gratuito. Tem quartos grandes, piscina, spa e restaurantes. Diárias no quarto duplo custam a partir de R$ 700.
  • São Paulo Airport Marriott Hotel – Outra opção cinco estrelas e na mesma faixa de preço. Fica a três quilômetros dos terminais e também oferece transfer.

Veja mais opções de hotéis, apartamentos e pousadas perto do Aeroporto

Conexão em Guarulhos: vai dormir em São Paulo?

Se seu voo não for muito cedo na manhã seguinte e você tiver quase que um dia inteiro para passear, aí pode valer a pena pegar um hotel em São Paulo mesmo, para poder aproveitar a capital paulista com calma.

  • Hostal Paulista – A poucos metros da Avenida Paulista, uma boa opção econômica e mochileira.
  • Okupe Jardins – Outra opção bem localizada e no mesmo estilo.
  • Renaissance – Fica na Alameda Santos, a um quarteirão da Paulista. Opção para quer mais conforto.
  • Comfort Suítes Oscar Freire – Hotel com bom custo/benefício entre os bares de Pinheiros e a Paulista.

Veja também: Onde ficar em São Paulo – 7 hotéis nos melhores bairros
5 bares em São Paulo com chopp artesanal em dobro na Happy Hour

Guarda-volumes no Aeroporto de Guarulhos

Há guarda-volumes nos terminais 2 e 3. A empresa que oferece o serviço é a Malex. As diárias custam entre R$ 30 e R$ 40 por volume, dependendo do tamanho da mala, e são contadas até a meia-noite. O serviço funciona 24h. O telefone é 11 2445 7667.

conexão em Guarulhos: o que fazer

Foto: Por Filipe Frazao – Shutterstock

Como chegar em São Paulo a partir do Aeroporto de Guarulhos

Uber/99/Cabify

Para quem tem tempo limitado, a forma mais prática de chegar em São Paulo é de Uber/99/Cabify. Uma corrida de Guarulhos até a Avenida Paulista vai custar entre R$ 60 e R$ 70. A pegadinha é que o ponto de encontro com os motoristas é no andar de embarque – após desembarcar, você precisa subir um andar. Placas indicam os locais de parada permitidos para os motoristas. A viagem até a Paulista dura em torno de 50 minutos, mas isso depende, claro, do trânsito. Você pode gastar até 2h nos horários de pico.

Ônibus

Se preferir ir de transporte público, há duas formas: dá para ir de ônibus (R$ 6,05) até a estação Tatuapé do metrô, e de lá pegar um trem (mais R$ 4). A linha é a 257 e os ônibus partem a cada 15 minutos, da pista externa do aeroporto.

E há também ônibus executivos que levam para endereços estratégicos, seja a rodoviária, o aeroporto de Congonhas ou shoppings e praças de São Paulo – mas esse serviço pode ser mais caro. Detalhes no site oficial do aeroporto.

Trem

Em 2018 foi inaugurada, após sucessivos atrasos, a linha de trem que liga o Aeroporto de Guarulhos ao centro da capital paulista. Em teoria esse passou a ser o jeito mais fácil e econômico de fazer o trajeto, mas o serviço ainda não está em pleno funcionamento. São três serviços diferentes, o que também causa certa confusão:

  • O Airport Express leva até a Estação Luz do Metrô e custa R$ 8. O trajeto é percorrido em 35 minutos. Seria nosso sonho de primeiro mundo, não fosse, claro, o problema: é que, por enquanto, os horários de saída são limitados: 9h, 11h, 13h, 15h e 21h, no sentido Aeroporto-Luz; e 12h, 14h, 16h e 22h no sentido contrário. Funciona de segunda a sexta.
  • O Connect liga o aeroporto à estação Estação Brás do metrô em 35 minutos e lá se mistura com o sistema normal de transporte. As saídas também são limitadas: às 6h20, 7h, 7h40, 18h, 18h40 e 19h20, e isso apenas em dias úteis. Aos sábados são apenas três saídas diárias e aos domingos o serviço não funciona.
  • O Pinga-Pinga, como foi carinhosamente chamado desde sua inauguração, é o serviço com horários mais amplos. É a Linha 13 – Jade da CPTM, que liga a Estação Engenheiro Goulart e o Aeroporto. Funciona de 4h até a meia-noite e tem saídas a cada 20 minutos, nas horas de pico, ou a cada meia hora, nos outros períodos do dia. A viagem até a Estação Engenheiro Goulart dura apenas 15 minutos, mas a partir dali você entra no sistema normal do metrô – e pode ter que fazer várias baldeações, dependendo do seu destino. Desse ponto até a Paulista, por exemplo, são mais quatro baldeações.

A estação de trem não fica exatamente dentro do aeroporto, mas nos arredores – é preciso pegar o ônibus gratuito que circula entre os terminais para chegar lá. Enquanto o serviço não for totalmente implementado (e as mudanças forem constantes), vale passar no balcão de informações e verificar o horário de saída do próximo trem.

Como chegar em Guarulhos a partir do aeroporto

A linha S172 liga o Shopping Internacional e o Aeroporto de Guarulhos. Os ônibus partem a cada 16 minutos (segunda a sábado) ou 25 minutos (aos domingos). O ponto é na calçada central do Desembarque Leste, no Terminal 2. A passagem custa R$ 4,50 e a viagem dura 1h20. Mas o mais prático é mesmo ir de carro, já que as corridas de aplicativos levam menos de 20 minutos e custam em torno de R$ 30. A distância entre o centro de Guarulhos e o aeroporto é de apenas 10 km.

Vai viajar para o exterior?

Não se esqueça que o seguro de viagem é obrigatório para a imigração em dezenas de países, inclusive na Europa, e indispensável em qualquer viagem. Saiba como garantir a melhor cobertura e custo/benefício.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.