Tags:
Atlas: Estados Unidos

Dicas de viagem para os Estados Unidos

Planejar uma viagem para os Estados Unidos parece ter menos mistérios que para os outros destinos dos quais já falamos neste blog. Afinal, todo mundo sabe que lá se fala inglês, que a moeda é o dólar, quais são as cidades e alguns dos pontos turísticos famosos. Diariamente, assistimos séries e filmes sobre os Estados Unidos, lemos notícias e já temos uma boa noção do que vamos encontrar por lá. Mas, deixando os estereótipos de lado – alguns verdadeiros, outros nem tanto – vamos responder às dúvidas que podem surgir ao planejar sua viagem para os EUA.

Como tirar o visto americano

Com certeza a parte que gera mais dúvidas é como tirar o visto de turista. Felizmente, ele tem validade por 10 anos e isso é bastante tempo. Em abril de 2012 o Consulado Americano mudou as regras para tirar o visto, tentando facilitar o processo. Rezamos pelo dia em que o visto será abolido de vez. Até lá, o que você tem que fazer:

1. Entrar no site do consulado e preencher o formulário DS–160. Para mais informações detalhadas e acesso ao formulário (que tem que ser preenchido em inglês) clique aqui.

2. Pagar a taxa de 160 dólares: pode pagar com cartão de crédito, pelo site ou por telefone, ou por boleto bancário.

3. Agende um atendimento (via internet ou telefone) no Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV) – tem em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Brasília e Belo Horizonte. Ali, serão coletadas informações biométricas, como fotos e impressões digitais. Depois, é preciso agendar entrevista na Seção Consular.

4. Vá ao CASV no horário marcado, levando seu passaporte, a página impressa de confirmação do DS-160 e o recibo de pagamento da taxa. Menores de 15 anos e maiores de 66 não precisam em geral passar pela fase da entrevista – tal como quem está renovando o visto.

5. Depois, se necessário, compareça a entrevista agendada no Consulado ou Embaixada levando os mesmos documentos – você será entrevistado por um cônsul que vai determinar se você poderá ter o visto (tente ficar calmo, leve documentos que comprovem que você é turista e não pretende se mudar para lá. E não minta em hipótese alguma).

6. O seu passaporte com o visto será entregue na sua casa ou você pode ir buscá-lo em algum dos lugares que lhe indicarem.

Por do sol em Nova York - Skyline

Temos um post  completo sobre o visto americano e sobre a entrevista do visto.

Vacinas

O Certificado Internacional de Vacina contra Febre Amarela NÃO é obrigatório para entrar nos EUA. Ou seja, não precisa tomar nenhuma vacina. Mas fique atento caso você for passar por outro país antes, pode ser que exista essa exigência.

Como chegar

Do Brasil, existem voo diretos para as seguintes cidades: Miami, Orlando, Atlanta, Charlotte, Dallas, Houston, Detroit, Los Angeles, Nova York e Washington. Várias companhias aéreas fazem os trechos, entre elas as brasileiras Tam e Gol e as norte-americanas Delta, American Airlines e United.

Idioma

Inglês, claro. Mas você também vai achar bastante gente que fala espanhol. Em algumas cidades, têm placas em espanhol no metrô,  mas saber um pouquinho de inglês nunca fez mal para ninguém.

É sua primeira viagem ao exterior? Confira nosso e-book com dicas exclusivas!

Fuso Horário

Quem sofre para adivinhar os horários dos programas de TV estadunidenses já sabe que lá eles têm  quatro fusos horários principais. Porém, descobri eu, na verdade são nove fusos horários. Dois valem para os territórios do Hawai e Alaska. Os outros quatro ficam dentro do mapa e são os que a gente conhece mais. Além disso, existem mais três para o territórios fora dos EUA, como Porto Rico. Então anota aí, de leste para oeste (confere no mapa para saber qual vale para o lugar que você vai). Lembrando que isso varia com os horários de verão aqui e lá:

Eastern Standard Time (EST) UTC-5 (São 2 horas mais cedo em relação ao Brasil)

Central Standard Time (CST) UTC-6 (São 3 horas mais cedo em relação ao Brasil)

Mountain Standard Time (MST) UTC-7 (São 4 horas mais cedo em relação ao Brasil)

Pacific Standard Time (PST) UTC-8 (São 5 horas mais cedo em relação ao Brasil)

Alaskan Standard Time (AKST) UTC-9 (São 6 horas mais cedo em relação ao Brasil)

Hawaii-Aleutian Standard Time (HST) UTC-10 (São 7 horas mais cedo em relação ao Brasil)

Capitólio, Washington - Estados Unidos

Telefone

O código internacional de telefone é o +1

Moeda

O importante não é saber que o Dolar (U$) é a moeda dos Estados Unidos, e sim qual é a cotação que você vai pagar: o dólar turismo. Para quem está indo para lá, é necessário ficar atento às variações loucas do câmbio.

Como se locomover nos Estados Unidos

Eles têm um excelente sistema de transporte, então você realmente consegue ir de um lado para o outro bem facilmente. De avião é bom porque é mais rápido: empresas low cost, como a Southwest, Jetblue ou Virgin Airlines são boas e cobram barato. Também dá para fazer como o Sheldon, do Big Bang Theory, e ir de trem: a paisagem é bonita e o serviço é bom, porém vai custar tão ou mais caro que um voo. Além disso, é preciso checar quais cidades possuem linhas de trem para passageiros.

Golden Gate, São Francisco

De ônibus, é possível chegar em praticamente todos os lugares e não é caro, a empresa mais comum e que praticamente domina o sistema de ônibus por lá é a GreyHound. No entanto, você pode passar por situações perigosas, como ter sua mala roubada em alguns trechos mais longos. Viajar de carro também é uma opção: o aluguel por lá é barato. Você vai precisar apenas de uma carteira de habilitação internacional e de conhecimento básico do sistema de milhas.

Veja aqui mais sobre como viajar de ônibus nos Estados Unidos.

Outras dicas de viagem para os Estados Unidos

Não deixe de ler tudo que publicamos sobre o país. Se você vai passar por Nova York, veja aqui quais são os melhores bairros para se hospedar por lá. E em caso de dúvida você já sabe: é só deixar a pergunta nos comentários. Boa viagem!

Atenção: Não é uma boa ideia viajar para os Estados Unidos sem um seguro de saúde internacional, já que os custos hospitalares lá são altíssimos. Leia aqui como achar um seguro com bom custo/benefício (e com desconto!)


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

9 comentários sobre o texto “Dicas de viagem para os Estados Unidos

  1. Oi Luiza. tudo bem ?

    Estou querendo ir morar em NY em Maio e gostaria de algumas dicas da cidade e também de bairros para morar em NY.

  2. Sou estudante de turismo termino a faculdade neste ano 2015 e gostaria de saber quero viajar para os Estados Unidos para estudar daqui uns 2 anos só que não falo inglês é muito complicado se comunicar por lá? e lugares para ficar tem para quem não fala inglês ?

    1. Oi Juciane,

      Se você quer ir estudar nos Estados Unidos, vai precisar falar inglês, não? Minha sugestão é que nos próximos dois anos você se matricule num curso aqui no Brasil e quando for para lá vai poder praticar melhor.

      Tem várias comunidades espânicas e brasileiras por lá, se você não quiser falar inglês.

        1. Oi Juciane,

          Acho que os lugares que mais tem concentração de brasileiros lá ficam em Boston, New Jersey e na Flórida. Nas cidadezinhas próximas a Nova York é inclusive muito comum você andar na rua e ver pessoas falando português. Em Orlando também toda hora você esbarra com alguém falando português. Pra mim foi uma decepção porque eu adoro inglês… rs! Nesses lugares também você encontra muitos brasileiros trabalhando, então as vezes mesmo sem falar inglês é possível se virar.
          Claro que o ideal é falar pelo menos o básico pra se virar com resto, mas acho que se você resolver se aventurar lá sem falar nada, de repente escolhendo um desse lugares fica mais fácil encontrar boas almas que te ajudam a se comunicar no aperto.
          Fica a dica.. rs
          Já estou com inveja de você que vai pra lá, eu amo os EUA!!

        2. Oi Juciane,

          Não entendi direito a sua dúvida. Não existe um lugar exato que as pessoas ficam nos Estados Unidos quando chegam. O país é enorme, como o Brasil.

          me explica melhor o que você quer saber?

          bjs

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.