Tags:
Atlas: Buenos Aires, Argentina

Feira de San Telmo: passeio imperdível em Buenos Aires

Seria repetitivo dizer que Feira de San Telmo é um dos pontos turísticos mais tradicionais de Buenos Aires. Todos os domingos, de 10h às 17h, ela reúne o melhor do pitoresco que a cidade pode oferecer. E  não se trata apenas dos objetos vendidos – tem até feirante especializado em botões antigos. São também os personagens, como os dançarinos de tango velhinhos e as orquestras de rua que batem ponto por ali.

Mas como essa história começou? Em 1970, um grupo de pessoas interessadas em celebrar o amor dos habitantes pela sua cidade criou uma feira de antiguidades num dos bairros mais tradicionais de Buenos Aires. A feira, na praça Dorrego, em San Telmo, seria fiscalizada pelo Museu da Cidade e a proposta era só comercializar objetos com mais de 70 anos. Começou com apenas três expositores, mas o sucesso foi tanto que em três meses já eram 270. Hoje são 257, organizados milimetricamente pela praça ao lado de shows, artistas independentes e de toda a atmosfera que transforma a Feira de San Telmo em um dos melhores programas de Buenos Aires aos domingos.

Leia também: O que fazer em Buenos Aires

Vai viajar? Ter um bom seguro é essencial em qualquer viagem. Descubra por que contratar um seguro de viagem para a Argentina e como garantir um com boa cobertura (e com desconto)

Buenos Aires Tango

Vale dizer que a Feira de San Pedro Telmo é só o que fica na praça Dorrego, na Defensa Y Humberto 1. O restante das barracas, que se estendem ao longo da rua Defensa até a Plaza de Mayo, teoricamente não fazem parte da “Feira de San Telmo”. As 257 barracas que ficam na praça são praticamente dos mesmos donos desde 1970. Eles só perdem o posto se morrerem, abandonarem seu local de venda ou descumprirem o regulamento, que tem normas como “o próprio dono do estande é quem tem que vender os produtos” e ” durante a feira ele não pode ficar mais de duas horas fora”. Isso é fiscalizado pelo pessoal do Museu da Cidade. Diz o La Nácion que tem gente que espera anos e anos para conseguir um lugar.

Feira de San Telmo Buenos Aires

A Feira de San Telmo de verdade

Feira de San Telmo x Continuação Hippie da Feira de San Telmo

Talvez por essa dificuldade, aliada ao sucesso absoluto de vendas e público da feira, é que novos comerciantes foram se instalando ao longo rua Defensa e enchendo as ruas até a Plaza de Mayo. Não sabemos dizer se essas barraquinhas que se juntaram depois ao rolê também têm um nome diferente para chamar de seu, o que seria completamente inútil, já que a maioria das pessoas trata toda barraquinha instalada na região como feira de San Telmo mesmo, e elas já são tão parte do cotidiano de Buenos Aires quanto a feira original.

Buenos aires Feira de San Telmo

Buenos aires Feira de San Telmo

Buenos aires Feira de San Telmo

Mas essa continuação hippie da feira de San Telmo – definição que acredito ser mais apropriada – não tem regras. Lá se vende de tudo, desde antiguidades, como na feira original, até bijuterias, roupas, artigos de couro, objetos de decoração e imãs de geladeira. Ou seja, vale a pena também dar uma caminhada por ali, afinal pode não ser a feira original, mas é interessante. Até porque, pelo caminho também tem artistas de rua, bandas de músicas típicas e várias lojas de antiguidades de todos os tipos – e que tornam o bairro famoso por isso. Lá também ficam bares, restaurantes, café e sorveterias.

Buenos aires Feira de San Telmo

Buenos aires Feira de San Telmo

Buenos aires Feira de San Telmo

Atrações próximas à Feira de San Telmo

  • Estátua da Mafalda

Se isso não bastou para te convencer a circular, eu deixo a tarefa para o Quino. Ou melhor, para a obra dele. Na esquina da Defensa com a Chile está uma estátua em homenagem à Mafalda. Ali, sentadinha num banco de praça, a personagem do cartunista está pertinho da casa onde foi criada. E qual é a graça de ir a Buenos Aires e não tirar essa foto?

Vale lembrar que esse não é o melhor dia para tirar foto com a estátua. Durante a semana, com a Calle Defensa mais vazia, é menos provável que você tenha que esperar em uma fila muito longa. Mas como, dependendo do seu planejamento, talvez não seja possível voltar lá outro dia, fica o lembrete para você prestar atenção naquela esquina especial com a Calle Chile.

Buenos Aires Mafalda

  • Mercado de San Telmo

O Mercado de San Telmo ainda preserva o jeitão de mercado de bairro, mas vem, cada vez mais, despertando o interesse dos turistas. Ao lado de barraquinhas que vendem de antiguidades a frutas, verduras, discos de vinil e quinquilharias, cafés e restaurantes começam a pedir espaço. O Coffe Town é uma das principais paradas dali, considerado um dos melhores cafés da cidade. A estrutura de metal e a grande cúpula do centro estão ali desde a inauguração, em 1897. Fica na esquina da Defensa e Calvo.

  • Centro Cultural Torquato Tasso

Um dos principais clubes musicais de Buenos Aires, o Torquato Tasso começou como um reduto de tango, mas logo expandiu para outros ritmos. Aos domingos, durante a feira, tem apresentações de dança e música. Em geral, você só paga o que consumir e quanto quiser contribuir na hora que eles passarem o chapéu. Veja a programação no site oficial. (Calle Defensa, 1575)

Informações úteis para a visita

Dia e hora: Domingos, de 10h às 17h (chegue cedo, fica a dica)

Feira de San Telmo (a original, de antiguidades): Plaza Dorrego, Defensa Y Humberto 1

Continuação hippie da Feira de San Telmo (definição minha): Rua Defensa, da Plaza Dorrego a Plaza de Mayo.

Estátua da Mafalda: Defensa Y Chile

Veja qual a melhor região da cidade para se hospedar. Temos também uma lista com várias opções de hotéis e albergues, bairro a bairro. Veja aqui


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

12 comentários sobre o texto “Feira de San Telmo: passeio imperdível em Buenos Aires

    1. Feira de San telmo, um espetáculo ao ar livre, a originalidade das barracas, dos produtos expostos, vale a pena conhecer, ali sim, você conhece o verdadeiro “glamour” argentino. Os preços são muito bons, nota-se que não há exploração comercial mesmo diante de tantos visitantes. Valeu!

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.