Tags:
Atlas: Istambul, Turquia

O lado asiático de Istambul e o melhor lugar para ver o pôr do sol

Não há como negar: são os palácios e as riquezas arquitetônicas construídas durante séculos de história que levam os turistas a Istambul. É por isso que nas ruas de Sultanahmet, o distrito histórico, o turco dá lugar a uma diversidade de idiomas e nacionalidades que se escondem atrás das câmeras fotográficas que disparam aqui e ali. A Mesquita Azul, a Hagia Sofia, o Palácio Topkapi, a cisterna da Basílica, todas as principais estrelas da cidade estão por ali, no lado europeu. Isso talvez explique porque tão poucos turistas se aventuram pelo lado asiático de Istambul.

Longe dos cliques e do burburinho, é no lado asiático que a vida comum de Istambul acontece. A região acabou se transformando em um refúgio para os moradores que querem escapar tanto da movimentação intensa quanto dos preços inflacionados pelos dólares e euros do distrito turístico. Por isso, o lugar é perfeito para quem gosta de escapar dessas regiões repletas de top 10 e conhecer o lado mais cotidiano dos destinos que visita.

Leia também: Tour pelo Golden Horn, passeio alternativo em Istambul

Lado Asiático de Istambul

Embora eclipsadas pelas grandes atrações europeias, o lado asiático de Istambul também tem suas pérolas escondidas para aqueles que se aventuram por ali. Para chegar até lá, você pode pegar uma ferry no porto de Eminonu e desembarcar em Kadikoy. Ali explore os mercados e lojas da região, muitos dos artigos e souvenirs vendidos nos arredores de Sultanahmet e no Grand Bazar podem ser encontrados em Kadikoy por um preço muito mais em conta.

Pertinho do terminal de ferries, o Kadikoy Market oferece dezenas de opções para quem quer conhecer um pouco mais da gastronomia turca, como um mercado de peixes, lojas especializadas em ervas, chás e cafés, confeitarias e restaurantes para a hora da fome.

Já bairro vizinho, Moda, é conhecido como o distrito dos ateliers. Ali você vai encontrar diversas lojas de arte, teatros, cafés, lojas de música, bares descolados, livrarias e boas vistas panorâmicas do Mar de Mármara. O lugar é frequentado por estudantes, colecionadores e a galerinha cool da cidade. À noite, as regiões de Kadikoy e Moda também oferecem opções de bares e restaurantes badalados para quem quer interagir com quem mora ali.

Istambul: Lado Asiático

Entre as relíquias histórias do lado asiático de Istambul, duas se destacam: a mesquita Mihrimah Sultan, perto do terminal de ferry Üsküdare, e o palácio Beylerbeyi, localizado ao norte da Ponte de Bósforo, no bairro de mesmo nome. Também dá pra chegar lá pegando um ônibus do terminal Üsküdar.

Onde ver o pôr do sol no lado asiático de Istambul: O promenade de Kadikoy

Dá para pensar em passar um dia explorando esse lado cidade, com metade do tempo reservado às ruas de Kadikoy e Moda e o restante para as atrações de Üsküdar. Ao fim, antes de voltar para o lado europeu, pare um pouquinho para uma caminhada ao pôr do sol.

Por do sol em Istambul, Turquia

Saindo da estação de ferry em Kadikoy, à direita você encontra um grande promenade que se estende por quilômetros à beira do mar. Foi ali que o pessoal do Serviço de Atendimento ao Turista me garantiu que estava o melhor pôr do sol da cidade. O lugar é muito frequentado por turcos em suas caminhadas diárias, artistas e grupos de jovens reunidos para jogar conversa fora. Leve um lanchinho, cervejas ou vinhos e relaxe ao ver o sol descer no horizonte.

Você pode checar os horários exatos do pôr do sol em Istambul aqui.

Por do Sol em Istambul - Lado Asiático

Por do sol no Promenade de Istambul

A viagem foi um convite da organização do World Tourism Forum 2016, realizado em Istambul. 


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei de casa a Cidade do Cabo, Chandigarh, Buenos Aires e Barcelona, mas acabo sempre voltando pra minha querida BH. Gosto de literatura, cervejas, música e artigos de papelaria, mas minha grande paixão é contar histórias. Por isso, desde 2011 viajo o mundo e escrevo sobre o que vi. Também estou no blog sobre escrita criativa Oxford Comma e compartilho minhas impressões de mundo também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

5 comentários sobre o texto “O lado asiático de Istambul e o melhor lugar para ver o pôr do sol

  1. Amando tudo sobre Istambul. Chego na Turquia dia 8 de abril mas Istambul somente dia 19. Serão só 3 dias para conhecer os pontos principais. Tomara que eu consiga. Estou indo sozinha. Suas fotos estão fantásticas.

    1. Estou planejando 3 dias em Istambul e não tinha sequer cogitado o lado asiático, estou lendo o livro do Pamuk , Istambul e ele cita alguns bairros. Você acha viável fazer primeiro dia: Mesquita azul, Aya Sophia, Cisterna e Palácio Topkapi? e no dia 2: Mes. Suletmaniye, Bazar de especiarias e ida para Beyoglu e Torre de Galata é Palácio de Dolmabhace. Dia 3, com Cruzeiro de Bósforo e ida para lado asiático…Nem conheço a cidade e já quero ver tudo!! Ótimas informações! Obrigado!

      1. Olá Cristiano! Dependendo das filas, o primeiro dia pode ficar corrido porque são as atrações mais visadas. Acredito que em teoria seja viável sim, mas isso é sempre difícil de dizer pois depende muito do ritmo da pessoa, se a cidade está cheia ou não… Enfim, minha dica é, vá com esse planejamento e faça ajustes no momento!

        Abraços!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.