Lagoa das Furnas, vulcões e cozidos dos Açores, Portugal

Você sabia que em Portugal existem 26 vulcões considerados ativos? Sim, e eu visitei alguns deles! Basicamente, todos os vulcões de Portugal ficam no arquipélago dos Açores – então não precisa se preocupar com isso numa visita ao continente. No caso da Ilha de São Miguel, são cinco vulcões considerados ativos, mas todos adormecidos. A última erupção do Vulcão das Furnas, por exemplo, foi em 1630.

Dá para saber que o vulcão está adormecido por conta das lagoas que se formaram em suas crateras, graças ao acúmulo de água da chuva. Essas lagoas, chamadas de caldeiras, são formadas quando, após a erupção, a parte superior do cone do vulcão colapsa. Eu já contei para vocês, inclusive, que são três grandes lagoas na Ilha de São Miguel (das Furnas, Sete Cidades – 2 em 1 – e a do Fogo), mas é na Lagoa das Furnas que vou focar, porque é onde a atividade vulcânica é mais visível e presente.

Eu que fiz o gif! É da Caldeira da Lagoa de Furnas

Porque sim, apesar do vulcão ali não ter nenhuma erupção há séculos, não quer dizer que ele não gere movimento, de gases e água, principalmente. A formação vulcânica tem uma forma elíptica de 8km por 5,6 km de diâmetro, incluindo a Lagoa das Furnas, com diversos pequenos vulcões ao redor, campos fumarólicos, que ficam na cidade das Furnas, e várias fontes de águas termais e minerais.

Claro que além da explicação geológica, também há uma lenda para a formação da região: dizem que há muitos anos ali havia uma próspera aldeia e que certa vez um jovem saiu para apanhar água e notou algo estranho no sabor. Passou o dia reparando em sinais nada bons e avisando o pessoal da aldeia, mas ninguém lhe deu ouvidos, somente seu avó.

Até que ele e o avó foram a aldeia vizinha por alguns dias e quando voltaram se depararam com a lagoa formada no lugar onde um dia esteve a aldeia. Segundo a lenda, os aldeões seguem vivendo embaixo da lagoa e as borbulhas de gás que vemos são na verdade as pessoas cozinhando lá no fundo.

lama vulcânica lagoa de furnas açores

lagoa de furnas açores caldeira e fonte

Não sei se tem pessoas cozinhando lá no fundo, mas definitivamente tem gente comendo comida que é cozinhada com o calor do vulcão. Como eu contei nesse post sobre a gastronomia açoreana, um dos pratos mais típicos de lá é um cozido à portuguesa (leia-se um monte de carnes diferentes e legumes feitos num panelão) que passa umas 6 horas enterrado na zona de atividade geotérmica e depois é servido nos restaurantes na Vila de Furnas.

lagoa de furnas açores cozido

cozido dos açores na caldeira de furnas

É necessário reservar com antecedência. Eu experimentei o tal cozido no restaurante Tony’s. Eu não achei ruim, nem com gosto forte de enxofre, mas é meio diferente o sabor. Não sou muito fã de cozido à portuguesa, para ser sincera, mas acho que vale a pena provar (o prato individual custou 11 euros).

cozido de furnas açores gastronomia

Além disso, a pequenina Vila de Furnas, que tem menos de 1500 habitantes, também é um lugar para se ver fumarolas vulcânicas, na zona da Chã de Caldeiras. Essa é uma região com várias crateras pequenas de águas fumegantes a quase 100 graus e também várias nascentes de água mineral mais fria, que dá para beber. Aqui tem uma lista completa das fontes.

lagoa de furnas açores igreja

lagoa de furnas açores fumarolas

lagoa de furnas açores caldeira grande

lagoa de furnas açores caldeira do diabo

Nos arredores da Vila da Lagoa você encontra parques e jardins públicos bem bonitos, tanto para fazer uma caminhada como um piquenique. Há dois lugares especiais que você pode mergulhar em piscinas térmicas naturais: o Parque Terra Nostra e o Poço da Dona Beija. Eu vou contar mais sobre essa experiência em outro post.

Leia também: Onde se hospedar nos Açores

lagoa de furnas açores agua vermelha

E, claro, o passeio também incluí ver a tal Lagoa de Furnas e seus arredores borbulhantes. A vista é especial do Miradouro do Pico do Ferro, que fica a 570 metros de altitude e permite ver toda a Caldeira das Furnas. É importante saber que se o tempo estiver nublado, lá de cima não vai dar para ver nada. Prefira ir num dia de céu azul.

lagoa de furnas açores luiza vista

lagoa de furnas açores caldeira

No entorno da Lagoa (se estiver de carro precisa pagar o estacionamento) fica a “Caldeira da Lagoa de Furnas”, cuja atividade vulcânica é impressionante, com lamas borbulhantes e fumaças de enxofre, contrastando com o cenário das montanhas e do lago. É muito bonito. Por ali há uma área para piqueniques e um pequeno restaurante.

lagoa de furnas açores vulcão

lagoa de furnas açores luiza

lagoa de furnas açores bosque

Também vale dizer que a estrada no entorno da Lagoa das Furnas é especialmente bonita. Vale a pena, se sobrar tempo, dar uma volta e ir até a Ermida de Nossa Senhora das Vitórias, uma igreja neogótica (isso é raro em Portugal) de 1886, que fica bem na margem da lagoa.

lagoa de furnas açores estrada

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países da Europa e pode ser exigido na hora da imigração. Além disso, é importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.