Tags:
Atlas: Inglaterra, Londres, Reino Unido

Visita à London Eye, em Londres: como comprar o ingresso online

Dentre as várias atrações que eu sempre sonhei em conhecer em Londres, uma das que mais me chamou a atenção é a London Eye, aquela roda-gigante enorme que fica em frente ao Rio Tâmisa e permite ter vistas de 360º da cidade.

O que muita gente não sabe é que a London Eye tem uma história parecida com a da Torre Eiffel, em Paris. Como assim? Bom, lá no início dos anos 90, um casal de arquitetos ingleses teve a ideia de construir uma roda-gigante enorme em Londres, algo muito maior que qualquer roda-gigante então existente na Europa. Eles passaram um bom tempo procurando financiadores para o projeto, até que, já perto dos anos 2000 e da virada do milênio, conseguiram o apoio da British Airways. O problema passou a ser onde fazer a tal roda-gigante.

O local escolhido foi a beira do Rio Tâmisa, ali pertinho do Parlamento, de onde se tem excelentes vistas da cidade. O problema? O acordo feito com os donos do espaço foi para que a roda-gigante fosse desmontada depois de cinco anos, tal como a Torre Eiffel deveria ter sido desmontada após 20 anos.

London Eye

O processo de construção foi no próprio lugar, com as peças chegando de barco, pelo rio. Claro, foi muito trabalho e muitas desventuras, até a inauguração, em 31 de dezembro de 1999. Mas veio mais um problema: na véspera da inauguração, as cabines falharam no teste de segurança. Resultado, a London Eye foi oficialmente inaugurada na virada do milênio, sem ninguém lá dentro para apreciar a vista. Na verdade, as cabines só foram liberadas para o público em fevereiro do ano 2000.

Mas e os planos para desmontá-la em 2005? Além das pessoas se darem conta do excelente visual que a London Eye promove ao sul das margens do Rio Tâmisa, ela também virou a atração paga mais popular do Reino Unido. E ninguém é burro de desmontar um cartão-postal rentável desses, né? Nos últimos anos, a roda-gigante londrina já mudou de patrocinador algumas vezes. Atualmente, a Coca Cola é quem banca a parada.

Londres London Eye

Leia também: O que fazer em Londres

Onde ficar em Londres

Dicas práticas para visitar a London Eye

Horário de abertura

A atração abre todos os dias, com exceção das datas de manutenção, que são determinadas previamente. A roda-gigante funciona dia e noite, mas os horários exatos variam a cada mês. Por isso, é recomendável verificar o quadro de horários anual. Para chegar na London Eye, que fica no endereço “Riverside Building, County Hall, Westminster Bridge Road”, as estações de metrô mais próximas são Waterloo, Westminster, Charing Cross e Embankment.

Descendo lá, é só procurar pela fila, que pode ser um pouco assustadora. Quando visitamos o local, em outubro de 2011, o Rafa e a Naty viram o tempo que perderiam na espera, ponderaram o preço da entrada e decidiram que queriam fazer outra coisa. Eu, resiliente com minhas vontades, enfrentei a fila para comprar o ingresso da London Eye e mais a fila para entrar de fato na atração. Só aí, gastei mais ou menos 1h30 até que pudesse entrar na cabine e observar o esplendor de Londres por 30 minutos. É possível evitar essa fila e economizar um pouco se você comprar o ingresso pela internet

Rio Tâmisa, em Londres

Quanto custa e como comprar o ingresso da London Eye

O ingresso comum, que pode ser comprado na hora ou pela internet, garante 30 minutos de passeio e mais uma entrada no cinema 4D. Se você comprar pela internet, tem 15% de desconto e deve escolher um horário para a entrada. Custa  £24.30 online e £27 na bilheteria. Crianças e adolescentes até 15 anos tem desconto.

O bilhete fast-track, que fura a fila da entrada na roda-gigante, custa £33.30 online e £37.00 na bilheteria.

Dicas de hospedagem em Londres

Há também categorias de ingresso especiais, com experiências de degustação de champanhe ou chocolate durante o passeio e outros mimos. Você pode conferir as experiências VIP no site oficial. 


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

5 comentários sobre o texto “Visita à London Eye, em Londres: como comprar o ingresso online

  1. Olá Luiza, ótimas dicas, estou amando o blog!
    Entrei no site indicado para compra antecipada do ingresso. Porém tenho algumas dúvidas no processo de compra.
    A compra é feita somente por cartão de crédito, ou é possível comprar no débito?
    Com essa roda gigante rs no câmbio me dá um medo de comprar no crédito!!rsrs

  2. Eu não descansei enquanto não subi nessa roda gigante! Fui de noite então a fila era basicamente inexistente! Alguns me diziam que não vale a pena por não ser possível ver nada além das luzes – outros disseram que valia a pena ir a noite PELAS luzes. No fim achei que valeu mesmo, a lua estava cheia, foi bem bonito!

  3. Muito legal a historia!
    Outra dica pra não pegar fila é ir no final do dia, na primavera e no verão ainda esta escurecendo antes deles encerrarem as vendas e não tem mais ninguém! A vista é maravilhosa com por do sol no inicio da volta e a cidade iluminada no fim ♡

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.