Madrid com pouco dinheiro

Confessa: você já pensou em como viajar para algum lugar gastando pouco. Afinal, nem todo mundo tem a sorte de encarar dinheiro (no caso, a falta dele) como solução e não um problema. Nós somos fãs dessa estratégia e já cansamos de defender aqui no blog que é possível sim viajar sem estourar o orçamento. E sem perder completamente a dignidade, afinal nem todo mundo anima de passar o mês mais importante do ano – o das férias – se equilibrando no alto de um beliche de albergue. Pensando nisso, resolvemos mostrar como é possível conhecer Madrid gastando pouco.

Só que esse negócio de viajar com pouco dinheiro tem um problema: a definição de pouco. Na maioria das vezes, o que outros viajantes consideram pouco é uma fortuna para mim. O hotel baratinho para um pode ser mais caro que todo o meu orçamento do dia (já aconteceu).

Por isso, é essencial definir de quão pouco estamos falando. Madrid foi a primeira parada de nosso mochilão pela Europa. Nos quatro dias que ficamos lá, gastamos cerca de 40 euros por dia, contando hospedagem, alimentação e todos os programas. Agora vou te mostrar como é possível fazer o mesmo.

Planeje sua viagem: Saiba onde  ficar em MadridMadrid com pouco dinheiro

Hospedagem barata em Madrid

Já disse aqui que Madrid é minha cidade favorita na Europa. Os motivos são vários, mas é claro que os preços da capital espanhola – bem mais interessantes que os de Barcelona, por exemplo – estão entre eles. Isso inclui a hospedagem. Vai para Madrid e não sabe onde ficar? Procure um hostal perto da Puerta del Sol, que fica perto de todas as atrações turísticas da cidade.

Atrações turísticas de Madrid

Nessa região nós já testamos dois: o Hostal Oliver e o La Jerezana. O quarto simples para duas pessoas e com banheiro privativo sai por menos de 30 euros nessas duas opções, com pequenas variações dependendo da época do ano. Ou seja, para quem viaja acompanhado, a diária custa menos de 15 euros por pessoa.

Vale dizer que os hostals da Espanha não costumam oferecer café da manhã. No caso do La Jerezana, há ainda uma cozinha enorme e completamente equipada, o que pode deixar a estadia ainda mais econômica. Os dois hostels têm outros tipos de quartos, incluindo opções para mais gente ou com banheiro compartilhado, o que deixa o preço final ainda mais em conta.

Em Madrid, só tem sentido ficar num quarto coletivo de albergue se você estiver viajando sozinho e precisar muito de economizar. Se este for o seu caso, veja aqui várias opções de albergues na mesma região, muitos deles com diárias a menos de 10 euros.

Locomoção em Madrid

Ficar perto da Puerta del Sol tem uma incrível vantagem: você estará perto de tudo, sendo praticamente desnecessário usar transporte público. Poucos minutos de caminhada vão te separar da Plaza Mayor, Templo Debod, Palácio Real, Museu do Prado e Catedral Almudena, só para citar algumas das atrações turísticas da cidade.

Para quem está disposto a gastar a sola do sapato, o metrô só vai ser necessário para o deslocamento até o aeroporto ou para conferir alguma atração que fique fora do centro, tipo o Santiago Bernabeu, estádio do Real Madrid.  O metrô  para ou do aeroporto custa 4,50 euros. O ticket normal é vendido por 1,50.

Vitrines com comidas Madrid

Comendo (e bebendo) barato em Madrid

Ninguém viaja ao exterior para passar fome ou comer mal. Nesse sentido, Madrid é o paraíso do turista esfomeado. Não faltam opções de refeições completas por menos de 10 euros. Um dos meus favoritos é um restaurante que fica colado na Puerta del Sol, o Cocotito (Rua Cadiz, 7). Lá a refeição completa custa 9,90 euros durante a semana e 11,90 no fim de semana.  Inclui primeiro e segundo prato, pão, sobremesa e uma bebida. Da última vez que estive lá comi um macarrão (que estava ótimo), uma carne com queijo brie e batata, uma cerveja e um cheesecake de sobremesa.

Restaurante Cocotito - Madrid com pouco dinheiro

E você não precisa se prender a esse restaurante, já que existem várias opções mais ou menos com o mesmo preço. Basta procurar com atenção na hora que a fome começar a apertar. Os restaurantes costumam colocar uma placa indicando o menu do dia e o preço do lado de fora do estabelecimento. E lembre-se que quem come dentro do restaurante, e não nas mesas que ficam do lado de fora, paga um pouco menos.

gastando pouco em Madrid

Vai começar o dia? Com cerca de dois euros é possível comprar uma “porção” de churros (sem recheio de chocolate) e um café. Nós encontramos essa opção numa Churreria que fica na Puerta del Sol mesmo, esquina com a Calle Espoz y Mina, número 1. E a 50 metros dali, na esquina contrária, é possível fazer um lanche ótimo, gastando muito pouco. Pizzas em fatias custam entre 1 e 3 euros, dependendo do sabor. A pizzaria fica na Calle Carretas, número 3.

Que tal tomar uma jarra de cerveja por menos de um euro? Na região da Puerta del Sol dá! Basta seguir as placas. Você vai encontrar várias opções, incluindo algumas por inacreditáveis 0,60 euros, mas só para quem bebe na barra, o balcão.

Outra opção muito interessante é a rede 100 Montaditos, que vende comidinhas e cerveja por pouco mais de um euro cada. Existem várias lojas na região central de Madrid. Nos domingos e quartas-feiras boa parte do cardápio desses estabelecimentos é vendida por apenas um euro.

E não podemos nos esquecer da Cervecaría La Sureña, que descobrimos durante nossa primeira passagem pela cidade, em 2011. Lá uma cerveja mais uma comidinha (estilo mini sanduíche) sai por dois euros. Porções saem por 2,50, sendo que na quinta-feira você compra uma e leva duas.

La Sureña - Vida Noturna em Madrid

Atrações turísticas de Madrid: como gastar pouco

Madrid tem várias atrações turísticas gratuitas. É assim com a Plaza Mayor, uma praça linda que já presenciou de tudo, seja execuções públicas ou jogos de futebol. Também é de graça testemunhar um pôr do sol no Templo Debod, uma construção do Egito Antigo que fica no meio de Madrid. Os Parques del Buen Retiro e o Madrid Rio também são opções 0800 para quem gosta de curtir a cidade e ver como os madrileños levam a vida, relaxando nos espaços públicos.

Parque Buen Retiro - Madrid

Também não deixe de conhecer a Plaza de Cibeles, um cartão-postal muito tradicional da cidade e que costuma servir de cenário para as comemorações da torcida do Real Madrid, a cada nova conquista da equipe.

Uma dica: O CentroCentro, prédio que fica na praça, tem um mirante que custa apenas dois euros, além de várias exposições. O mirante funciona de 10h30 às 13h30 e entre 16h e 19h, exceto segundas-feiras.

Praça das Cibeles, Madrid

Em Madrid, você só vai gastar dinheiro em algumas atrações turísticas. Esse é o caso do Palácio Real, que foi moradia de reis, rainhas e princesas durante alguns séculos. Na realidade, essa construção ainda é a residência oficial do monarca espanhol, apesar do Rei só passar por lá em ocasiões especiais. A entrada custa 11 euros (detalhes aqui).

Curte museus? Então Madrid é um lugar especial para você. E o melhor – dá para economizar até na hora de entrar no Prado, no Reina Sofia ou no Thyssen-Bornemisza. Os museus de Madrid tem entrada gratuita durante horários e dias selecionados. Só vale dizer que a fila costuma ser enorme nesses dias, então prepare sua paciência.

museu do prado, madrid

O Reina Sofia é de graça de segunda a sábado, entre 19h e 21h, e também aos domingos, entre 15h e 17h. Atenção: o Reina Sofia não abre às terças-feiras! Já o Prado é gratuito de segunda a sábado, entre 18h e 20h, e também domingos e feriados, entre 17h e 19h. O horário 0800 do Thyssen-Bornemisza é entre 12h e 16h, somente segunda-feira.

Se você não quiser enfrentar as filas e fizer questão de visitar os três museus uma opção é comprar o cartão Paseo del Arte, que garante uma entrada em cada um dos museus. O ticket é válido por um ano e custa 21,60 euros, um desconto de 20% em relação ao preço que você pagaria se comprasse cada entrada de forma separada. Mais informações aqui.

Outras dicas

Quem é bom de matemática já percebeu: Madrid é mesmo muito barata. Para exemplificar, veja um dia normal nosso por lá. Hospedagem (pagamos em torno de 13 euros por pessoa num Hostal simples) + almoço completo (9,90) + uma atração turística (vamos colocar 7 euros, já que varia dependendo da atração) + jantar (duas fatias de pizza por 5 euros) = a 34,9.

Para a noite, percorra os vários bares da cidade, peça uma cerveja e experimente vários tipos de tapas, pequenas porções que são servidas de graça a cada primeira bebida que você pede. Acrescente 4,50 se você usar o metrô para sair ou chegar ao aeroporto no dia em questão.

Petiscos em Madris - Mercado

Assim como em toda grande cidade européia, em Madrid existem walking tours de graça que levam em todos os pontos turísticos mais importantes da cidade. Sempre que possível nós testamos essa alternativa, já que é uma forma diferente de conhecer a cidade.

Você pode achar mais informações sobre isso na internet ou simplesmente procurar saber na hora que chegar na cidade, já que todos os hotéis e hostals costumam ter informações sobre os tours disponíveis. Não se esqueça de dar uma gorjeta para o guia, afinal esse é o trabalho dele.

Tenha em mente que esse orçamento é apenas um exemplo, baseado no tanto que nós gastamos na última vez que estivemos por lá. É possível gastar mais e até mesmo menos.  E não deixe de conferir outros blogs que já falaram sobre esse assunto. O Matraqueando tem um post sobre  Madrid barata que certamente vale ser lido e relido. Já o Turomaquia tem dicas interessantes, em especial sobre os museus de Madrid. Vale conferir.

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países da Europa e pode ser exigido na hora da imigração. Além disso, é importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Rafael

Siga minhas viagens também no perfil @rafael7camara no Instagram - Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014, voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

19 comentários sobre o texto “Madrid com pouco dinheiro

  1. Bom Dia,

    Poderia me ajudar a programar uma viagem para o ano que vem?! Vai eu e 3 amigos…

    Desde já agradeço…

    1. ola alysson tambem irei a Madrid , estarei indo entre final de janeiro e voltando dia 9 de fevereiro,eu estava pensado em ficar 9 dias em madrid, abraços boa viage…

  2. Bethânia é viável e muito interessante,Tem no aeroporto onibus express por 5 euros e te deixa no Centro, praça de Cibeles.Me parece mais atrativo viajar de onibus

  3. Olá! Gostei mt das dicas! Mas gostaria de saber sobre esse Hostal oliver e o la jerezana. Se eu for com uma ou duas amigas ficaremos com certeza no mesmo quarto ou corremos o risco de nós separarem ou colocarem junto com outras pessoas? Obrigada!

    1. Oi, Paola. Basta vocês reservaram um quarto triplo para vocês três.

      Assim vocês não terão mais ninguém no quarto.

  4. Oi Rafael!

    Adorei o post, se bem que (ainda) não concordo com o facto de Madrid ser uma das melhores cidades europeias (mas gostos são gostos! 😀 )
    Da próxima vez que vier a Madrid experimente os bares “Mareas Vivas” (metro Santo Domingo), Indalo Tapas (metro Gran Via) e o meu favorito: Entre Cáceres y Badajoz (Metro Manuel Becerra)!
    Deixo um link para um artigo no meu blog que fala sobre estes bares e sobre tapas em geral, se estiver interessado em ler 🙂
    http://desbravandomadrid.wordpress.com/2014/08/26/tapas-2-a-saga-continua/

    Abraço,
    Susana

    1. Oi, Susana.

      É, cada um tem um gosto mesmo. Madri é minha cidade favorita no mundo, acredita? 🙂

      No mesmo nível que Madri, pra mim só Berlim e Cape Town (mas com vantagem pra Madri).

      Abraço!

  5. Parabéns pelo post!!Já estive em Madrid por 2 vezes,e realmente é um paraíso para aqueles que querem fazer uma viagem inesquecível gastando pouco.

  6. Tem um ótimo hostel pertinho de Plaza Mayor, na Calle de Huertas, chamado La Posada de Huertas, barato, limpo e muito seguro.
    Dá uma checada depois.
    Abraços de outro viajante.

  7. Post em boa hora, vou anotar as dicas!
    Rafael, vou ter uma conexão em Madrid de 9h, não queria ficar esse tempo todo no aeroporto, será que rola um passeio rapidinho pelo centro? Pelo que vi é fácil ir do/para o aeroporto. Daí eu dou uma volta pelo centro, como alguma coisa e volto pro aeroporto 2 ou 3 horas antes do vôo. Queria saber de alguém que conhece a cidade se isso é viável ou eu não vou ter tempo de ver nada e só gastar grana com o metrô…

    1. Acho que rola sim, Bethânia.

      Pegue o metrô para o centro. Custa 4,50 euros e você tem que descer na estação vodafone sol. É preciso fazer duas baldeações e o percurso dura cerca de 40 minutos.

      A Puerta del Sol é o centro de Madrid. Todas as atrações ficam lá perto, além de restaurantes legais.

      Abraço!

Comentários estão fechados.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.