fbpx
Tags:
Atlas: Bangkok, Tailândia

Onde ficar em Bangkok: 5 melhores bairros e hotéis

Por ser uma cidade tão interessantemente caótica, escolher onde ficar em Bangkok pode ser uma desafio. Entre os diversos bairros dessa metrópole asiática, há um infinidade de questões a se considerar: a proximidade das atrações, que ajuda a evitar longos deslocamentos, a oferta de transporte, o preço dos alojamentos…

Para ajudar nessa missão, preparamos esse guia de onde ficar em Bangkok, dividido por cinco bairros que costumam estar entre os favoritos dos turistas. Antes de escolher seu hotel, descubra qual deles se encaixa mais no seu perfil.

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países e importante em qualquer viagem. Na Tailândia, onde as coisas são bem diferentes em relação ao Brasil, ele é indispensável. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.

Seguro Viagem: Ásia
GTA 75 EUROMAX GTA 75 EUROMAX Assistência médica USD 75.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 28/dia*
AC 60 MUNDO (Exceto EUA) AC 60 MUNDO (Exceto EUA) Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 20/dia*
AC 35 MUNDO (Exceto EUA) AC 35 MUNDO (Exceto EUA) Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 16/dia*

Onde ficar em Bangkok: melhores bairros

Veja também:
O que fazer em Bangkok: guia de atrações
Onde comer em Bangkok: dicas de restaurantes
Como se locomover em Bangkok

As melhores regiões onde ficar em Bangkok:

  • Khao San Road
  • Chinatown
  • Riverside
  • Sukhumvit
  • Silom Road

Descubra agora os prós e contras de cada um dos melhores bairros onde ficar em Bangkok.

Hospedagem na Khao San Road

Ela é polêmica, mas não dá para falar de Bangkok e deixar essa rua de fora. A Khao San Road é o reduto mochileiro da cidade. Não se engane, ali você vai encontrar milhares de viajantes e quase nenhum tailandês, exceto os que estão trabalhando lá, claro. Além da rua em si, a região ao redor tem a mesma aura e muvuca mochileira.

Nessa região você vai encontrar prostitutas, uma grande concentração de shows eróticos, bares de todos os tipos e até alguns restaurantes bonitinhos. Quer provar churrasquinhos de insetos? Na Khao San Road você vai achar aos montes. Assim como camelôs que vendem de tudo, de camisetas com estampas legais até diplomas de Harvard.

Não é mochileiro? Não se preocupe. Na rua que tem de tudo tem também hotéis legais para quem quer agito, mas foge da falta de conforto e privacidade.

Por toda essa confusão, há quem torça o nariz para a região da Khao San Road. Nós ficamos por lá e gostamos bastante. Caso você tenha interesse em dormir, apenas evite hotéis e albergues que fiquem na rua mesmo. Existem várias opções a poucos minutos de caminhada da Khao San e onde o barulho não é tão intenso.

Alguns hotéis recomendados na Khao San Road e região: 

  • Rambuttri Village Plaza (Hotel 2 estrelas) – Fica na zona histórica, próxima à Kha San e do rio. Duas piscinas, wi-fi gratuito e ar-condionado. Café da manhã incluso.
  • CHERN Hostel (Hostel) – Opção para viajantes econômicos: um hostel muito bom e que tem também quartos privativos.
  • Baan Chart (Hotel 4 estrelas) – Fica a poucos metros da Khao San Road, rua de bares e baladas de Bangkok. Alguns dos turistas que ficaram lá reclamaram do barulho, mas parece ser uma boa localização para quem quer festa.
  • Suneta Hostel Khaosan (Hostel) – Opção para mochileiros e viajantes com orçamento apertado, com quartos privativos ou coletivos. É uma opção para grupos de amigos e para quem viaja sozinho.
  • Baan Noppawong – Muito bem avaliado por casais com filhos, o que mostra ser uma boa opção para esse público. Fica perto de algumas atrações turísticas e do agito, mas num lugar um pouco mais calmo.
  • Penpark Place (Pousada familiar) – Opção um pouco mais barata, mas muito bem avaliado por famílias em geral.

Veja aqui várias opções de hotéis e albergues na Khao San Road

Onde ficar na Chinatown de Bangkok

Chinatowns tem sempre a fama de serem meio caóticas. Com a de Bangkok não é diferente, mas é justamente isso que atrai por ali. Localizada não muito longe da parte histórica da cidade, o lugar é perfeito para quem procura hospedagem com bom custo-benefício e quer a oportunidade de provar a autêntica gastronomia da cidade da forma como os moradores locais o fazem: nas ruas!

Onde ficar em Bangkok - Chinatown

É que a Chinatown é também a meca da street food tailandesa – e de outros países do Sudeste Asiático. Isso quer dizer que você terá refeições deliciosas e bem baratas a poucos passos do seu hotel, na rua Yaowarat. Além de, é claro, opções de transporte público, táxis, lojas e templos, tudo do lado.

Além da comida de Rua, a Chinatown é também conhecida pela vida noturna. Ali estão diversos bares famosos da cidade e também diversos secret bars, os bares secretos que são uma verdadeira febre das metrópoles mundiais. Hoje em dia, a região atrai não apenas mochileiros. O processo de gentrificação já começou a levar alguns hotéis mais luxuosos para a área.

Alguns hotéis recomendados na Chinatown: 

  • Shangai Mansion Bangkok (Hotel 4 estrelas) – Fica dentro de um edifício restaurado de 1892. Conta com restaurante e bar de jazz e os quartos têm decoração com tema chinês.
  • 103 – Bed and Brews (Pousada charmosa) – Decoração bonita em estilo tailandês. Alguns quartos têm uma pequena sala de estar.
  • Luk Hostel (Hostel) – Um dos hostels mais bem avaliados da cidade, tem quartos privados e coletivos, restaurante, lounge e café da manhã incluído.

Hospedagem no Riverside de Bangkok

Bangkok não está na Europa, mas também tem seu rio. E até que o Chao Phraya tem um baita de um charme. Quer você queria, quer não, vai acabar passando por lá, afinal alguns dos templos mais famosos de Bangkok ficam de frente para o rio.

Um exemplo é o budista Wat Arun, esse aí da foto. Além disso, o Chao Phraya é uma espécie de avenida da cidade, com milhares de passageiros transportados por barcos e ferrys todos os dias.

Onde ficar em Bangkok: Riverside

Como o próprio nome diz, Riverside é a região ao redor do rio Chao Phraya. A grande vantagem de ficar nessa parte de Bangkok é estar perto de muitos dos pontos turísticos. Além da beleza do rio, claro. A desvantagem é sentida no bolso: o Riverside não costuma ser muito atrativo para mochileiros.

A notícia boa é que se sua viagem não for muito mão de vaca, então preço provavelmente não será problema para você, afinal o custo de vida lá é bem mais barato do que no Brasil. Ficar no Riverside é também uma boa escolha para quem procura sossego e por isso não anima de enfrentar uma hospedagem na Khao San Road.

Hotéis recomendados em Riverside: 

Veja aqui várias opções de hotéis em Riverside

Onde ficar em Bangkok: Sukhumvit Road

Se você pesquisar em fóruns de turismo vai descobrir que essa é uma das regiões preferidas pelos viajantes que passam por Bangkok. Assim como a opção anterior, ali você vai achar hotéis um pouco mais caros, mas nada que assuste o não-mochileiro.

Se a Khao San Road é uma rua relativamente pequena, a Sukhumvit é uma das maiores rodovias do país, com quase 400 quilômetros. Dentro de Bangkok a rodovia vira avenida. É nessa avenida que fica o centro comercial da cidade, com uma grande quantidade de shoppings. Essa é a melhor região para ficar em Bangkok para compras.

Sukhumvit Road, onde ficar em Bangkok Silom, onde ficar em Bangkok

Onde ficar em Bangkok: Silom e Sukhumvit Road tem boas opções de transporte público (Fotos: Gcom, Wikimedia Commons e Aimaimyi, Wikimedia Commons)

Se as compras estão por perto, as atrações turísticas não. Mas aí entra a outra vantagem da Sukhumvit, que é atendida pelo metrô da cidade. Como essa é a região central de Bangkok, ali você também vai encontrar muitos bares e restaurantes, além de serviços de todos os tipos. Também é lá que fica a maioria dos hotéis de capital da Tailândia.

Alguns hotéis recomendados na Sukhumvit Road: 

  • Mercure Bangkok Sukhumvit (Hotel 4 estrelas) – Muito bem avaliado por viajantes jovens e grupos de amigos.
  • The Landmark Bangkok (Hotel 5 estrelas) –  Preferido por famílias e viajantes mais velhos. Fica em frente ao Skytrain.

Veja aqui várias opções de hospedagem em Sukhumvit 

Hospedagem em Silom Road

O Silom fecha a lista das regiões que mais costumam receber turistas em Bangkok. Ali você vai encontrar prédios altos e modernos, cenário não muito diferente de algumas das metrópoles mais famosas do mundo. É nessa parte da cidade que estão sediadas companhias multinacionais, grandes empresas e alguns bancos tailandeses.

Se a Sukhumvit Road é o centro de compras de Bangkok, a Silom Road é o centro financeiro e uma das partes mais cosmopolitas da cidade. Por ali você vai também vai encontrar bares, restaurantes e várias opções para a vida noturna. Até mesmo por ser mais cosmopolita, essa é a região mais gay friendly da cidade, com boates voltadas para esse público.

Embora não esteja próxima às atrações históricas, a Silom também é atendida pelo metrô de Bangkok, o que torna o deslocamento bastante fácil. Talvez atração turística mais famosa mais famosa dali seja o Wat Khaek, um templo hindu.

Hotéis recomendados na Silom Road:

  • Centre Point Silom (Hotel 4 estrelas) – O hotel tem piscina, sauna, centro de fitness e restaurante local. Os quartos são espaçosos e todos são equipados com cozinhas. Está próximo à estação de BTS.
  • The Cube Hostel (Hotel Cápsula) – Imitando uma febre na Ásia, esse hotel cápsula oferece dormitórios minimalistas, em forma de cubo, para quem quiser uma experiência diferente e econômica.
  • Silom Space Hostel (Hostel) – Hostel estiloso e moderno com opções de quartos privativos e compartilhados.

Veja aqui várias opções de hospedagem em Silom

Outras regiões onde ficar em Bangkok

A Grande Bangkok tem quase 15 milhões de habitantes, uma das maiores populações do planeta. Ou seja, existem muitas outras regiões que atenderiam bem a quem procura hospedagem por lá. Nossa intenção com essa lista foi apenas facilitar a sua vida, listando quatro regiões tradicionalmente mais procuradas por turistas.

Outras regiões de Bangkok onde pode valer a pena ficar:

  • Thonburi – Fica do lado do rio oposto ao Riverside e Khao San Road. É um bairro mais residencial e tranquilo, onde está o Wat Arun.
  • Chom Tong – Bairro vizinho a Thonburi, fica um pouco mais distante das atrações. Só escolha se você não se importar de pegar alguns táxis.
  • Wattana – Bairro do centro comercial de Bangkok cruzado pela Sukhumvit Road.

Quer mais opções? É fácil! Clicando aqui você acha centenas de hotéis e albergues nas mais diversas partes da cidade. Basta procurar com cuidado e escolher o seu!

Dicas de hostels em Bangkok

Embora tenha se modernizado cada vez mais, a capital da Tailândia não deixa de um grande ponto de encontro entre mochileiros de todo o mundo e por isso é muito fácil encontrar diversos hostels em Bangkok que fazem o estilo descolado e jovem. Além dos já citados nesse post, abaixo estão mais alguns que valem a pena conferir

Hotéis em Bangkok com piscina infinita e panorâmica

O calor da Ásia não dá trégua e por isso ficar em um lugar com piscina, ainda mais se for infinita ou panorâmica tem lá suas vantagens. Alguns dos hotéis citados acima já têm piscina, mas aqui estão mais algumas opções:

Ao fazer sua reserva a partir dos links listados aqui, o blog ganha uma pequena comissão. Então é uma forma de ajudar o 360meridianos, mas você não paga nada a mais por isso. Para mais detalhes, veja as políticas do blog.


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Rafael

Siga minhas viagens também no perfil @rafael7camara no Instagram - Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014, voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

18 comentários sobre o texto “Onde ficar em Bangkok: 5 melhores bairros e hotéis

  1. Adorei o blog . Estou indo para Bangkok e li com atenção tudo . Vou imprimir alguma coisa pra me orientar . Me ajudou muito . Já tinha reservado no Ramada. Da próxima reservo através do blog de vocês .
    Penso em pegar um transfer que o aeroporto oferece . O que acha ?

    1. Oi, Solange. A gente foi de táxi mesmo, não sei opinar sobre esse transfer. 🙂

      Fico feliz que tenha gostado do blog – e obrigado pelo comentário, viu?

  2. Olá Natália, tô querendo ir pra tailandia passar 15 dias. Queria começar em Bangkok passar uns 3 dias só pra conhecer os pontos turísticos, como faço? Vou me aventurando pra achar os lugares ou acha melhor com uma agência? Pois depois gostaria de passar os restos dos dias indo apenas para as ilhas, nessas ilhas tem lugar para se hospedar ? Ou eu teria que ir para purket me alojar? Acha que 3000 reais é suficiente para esses 15 dias? (Contando tudo, exceto passagem, claro) obrigada.

    1. Ei Louise, depende do seu estilo de viagem, eu prefiro viajar por conta própria mas às vezes contrato agências para passeios específicos. Nas ilhas têm lugares para hospedar sim. Acredito que 3000 reais é suficiente.

      Abraços!

  3. Olá. Eu fiquei no Lub D no bairro de Silom e recomendo. É um hostel moderno e bacana, com quartos duplos. Como fica perto do skytrain, o acesso às principais atrações é fácil.
    Abs
    Alex

    1. Alex, estou planejando uma viagem pela tailandia e indonésia. Cara, poderiamos conversar para me dar uma dicas ? principalmente sobre bangkok ?

      Abs
      Rodrigo

  4. Bom dia Luiza, Natalia e Rafael, primeiramente gostaria de parabeniza-los pelo blog, encontrei este site recentemente procurando informacoes sobre a Tailandia, meu proximo destino.

    Acredito ja ter lido tudo! kkk, me ajudou muito, agradeco a voces por essas informacoes, ja deixei tudo anotado aqui rs… Estou indo para Tailandia dia 17 de Novembro, e ficarei la por 2 semanas…

    Assim como voces, larguei o Tabuleiro de War tambem( gostei da frase da Natalia, costumo dizer algo parecido haha ) Atualmente moro na Irlanda e estou com 14 Paises visitados no portifolio =D aos 24 anos, bem longe de voces ainda, mas vou chegar lah =D

    Galera, comentarios a parte, gostaria mesmo eh de tirar uma duvida, estou pensando em reservar um hotel em Bangkok, apenas para os primeiros dias, e depois viajar para os lugares mais turisticos citados aqui e procurar hoteis no dia… Voces acham que eh possivel encontrar vagas? mesmo agora em Novembro que pelo que li eh um bom mes para se viajar.

    Muito obrigado a todos, e sucesso no caminho de voces! =D

    1. Oi, Rafael, beleza?

      Possível é sim. Mas como é uma época mais turística, as opções mais baratas podem já estar lotadas.

      Vai te dar um pouco mais de trabalho também. Mas nós já viajamos assim, quando estávamos na Índia. Funciona, basta ter paciência para procurar o lugar.

  5. rafael, irei para tailândia em abril e bangkok será a última parada, 5 dias, lá pelos dias 10 a 15 de maio. estamos um pouco na dúvida de onde ficar por conta das manifestações. vc saberia dizer qual a região que estaria mais afastada dos conflitos que vêm ocorrendo? obrigada!

    1. Oi, Gisele. Bom, pelo que eu li os protestos se espalham por várias áreas da cidade, inclusive locais com grande movimentação de turistas. Por isso, a embaixada brasileira recomenda cautela. (http://bangkok.itamaraty.gov.br/pt-br/News.xml)

      Ao mesmo tempo, vale dizer que a cidade não parou de funcionar e há áreas seguras, as pessoas continuam vivendo o dia a dia. Eu mesmo conheço alguns brasileiros que estão lá, nesse momento. A questão é tomar cuidado.

      Duas questões importantes: escolha um lugar que seja atendido pelo metrô. O trânsito de Bangkok lembra o de São Paulo. Agora, imagine a confusão que fica se há um protesto atrapalhando o trânsito, mesmo que num ponto muito distante da cidade. Por isso, eu evitaria a região da Khao San Road nesse momento.

      Além disso, veja esse mapa dos protestos em Bangkok, criado por um blogueiro que mora lá:

      http://www.richardbarrow.com/2013/11/map-of-protest-sites-in-bangkok-in-november-2013/

      https://maps.google.com/maps/ms?msid=210550963008557722983.0004ea041241da07d86cb&msa=0&ll=13.759894,100.532455&spn=0.146226,0.222988&source=embed&dg=feature

      Qualquer coisa volte a perguntar!

      Abraço.

  6. Rafael então a zona que recomendarias ficar seria em khao san road? Queria ficar numa zona que me permitisse conhecer os principais pontos da cidade a pé. Na agência de viagens onde comprei os bilhetes de avião, informaram-me que silom seria uma boa zona…e depois apaixonei-me pela ideia de ficar uma noite no lebua… ;(

    Aquilo que também pretendia com a escolha, era ficar numa zona movimantada à noite para dar uma voltinha, mas num hotel bom (sem barulhos).

    Algum espectáculo que recomendes ver em banguecoque?

    Sabes dizer-me se nas companhias nokair e airasia o check in é feito online?

    Obrigada

  7. Boa Tarde Rafael

    Obrigada pelas dicas.

    sim os transfers são do aeroporto para o hotel, mas acho que deve mesmo ser bastante caro, e vou optar por todos os transfer marcar localmente.

    O lebua e furama são praticamente ao lado um do outro, a minha grande dúvida, neste momento é se a zona de silom é uma boa base para me deslocar para os monumentos e também para conhecer a animação nocturna!

    Para voos internos, as companhias mais baratas são a Nokair e airasia certo? para voos de banguecoque/chiang mai, chiang mai/phuket e phuket/banguecoque. Não sei se nestas compnahias é usual os preços baixarem à medida que se aproxima a data ou subirem?!? Neste momento estão bem puxados!

    Obrigada

    1. Oi, Verónica.

      Sim, essas duas companhias são bem baratas. Eu voei com a Air Asia e só tive boas experiências. Como sua viagem é em abril, acho que os preços tendem a baixar. Dá uma olhada frequente e fique de olho em promoções. Um bom site para fazer isso é o http://www.kayak.com

      Sobre as regiões de Bangkok, no Silom você não estará pertinho das atrações, vai ter que pegar táxi ou transporte público para se deslocar. Por outro lado, há bares e restaurante por lá.

      Abraço.

  8. Bom dia!!!

    Em princípio vou hoje marcar a minha viagem para a Tailândia!!!! gostava de vos pedir ajuda em alguns aspectos:

    1) Em primeiro lugar que acham desta distribuição:

    Chegada a banguecoque 19 abril até dia 23 abril ( 5 noites)
    voo 24 abril para chiag mai.
    Estadia em Chiang mai até 26 abril (2 noites)
    voo 26 abril para phuket
    Estadia Phuket até 27 Abril (1 noite)
    Phi Phi 27 de abril a 30 abril (4 noites)
    01 a 02 acamnapar em maya bay
    02 a 03 dormida em phi phi/transfer para phuket/voo phuket- baguecoque/ voo banguecoque-porto.

    2) Primeira dúvida: A Agência de viagens arranja transfer ida e volta para 2 pessoas banguecoque 52euros e phuket 38 euros, acham que devo marcar?

    3) Que hotel/zona recomenda em banguecoque? queria ficar uma noite no Hotel lebua e as outras no furana silom, acho que a zona é silom, acham boa ideia para visitar os principais pontos turísticos e para me deslocar para o aeroporto?

    4) De phuket para as PHI PHI´devo marcar o transfer antes ou localmente? estou a pensar ficar num hotel perto do porto para me despachar logo no primeiro da manhã!! eh eh saiam todas da frente!!!

    5) Que acham do hotel phi phi the beach resort?

    oBRIGADA

    1. Oi, Verónica.

      Achei seu roteiro muito bom, com tempo suficiente para todas as paradas.

      Esse transfer que você falou, é do aeroporto para o hotel? Se for, certamente está muito caro. Fica mais barato pegar um táxi. Enfim, só reserve esse serviço se dinheiro não for um problema e você preferir não ter trabalho procurando um táxi.

      De forma geral, eu evitaria de mudar de hotel. Dá trabalho e envolve perda de tempo no check-in / check-out. Já a região vai de acordo com o seu perfil. Todas as listadas nesse texto são interessantes, a questão é você pensar qual delas te atrai mais.

      Eu marcaria o transfer para Phi Phi localmente mesmo, na hora que você chegar lá. Pode sair mais barato, além de você não precisar de seguir com um horário rígido.

      Sobre o phi phi the beach resort, não estivemos lá. Mas é um hotel bem avaliado tanto pelo Booking quanto pelo Tripadvisor. Dá uma olhada no que os leitores desses dois sites dizem. Ó:

      http://www.tripadvisor.com.br/Hotel_Review-g303908-d638178-Reviews-Phi_Phi_The_Beach_Resort-Ko_Phi_Phi_Don_Krabi_Province.html

      http://www.booking.com/hotel/th/phi-phi-the-beach-resort.pt-br.html?aid=367502

      Abraço!

      Qualquer coisa volte a perguntar

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.