Quanto custa viajar para a Argentina?

A Argentina viu uma multidão de brasileiros invadir suas cidades nas últimas décadas. Os principais culpados por isso são a grande oferta de voos que saem de diversas capitais e a disparidade entre os valores do peso e do real, o que por muito tempo acabaram tornando essa uma das viagens mais baratas para fora do país. Mas a vida, a política e a inflação aconteceram e, em pleno 2019 ainda bate aquela dúvida de quanto custa viajar para a Argentina: ainda é tão barato quanto antes? Quanto vou realmente gastar para conhecer o país dos nossos hermanos? 

A verdade é  que a economia da Argentina é uma das mais agitadas da região, com altas e baixas (baixíssimas) frequentes desde a década de 1990. Quase uma montanha-russa de emoções. Quem visitou o país mais de uma vez nos últimos 10 ou 15 anos com certeza encontrou um cenário completamente diferente em cada uma das ocasiões.

Para quem não sabe, a Argentina tem dois câmbios – o oficial e o paralelo – e isso influencia pra caramba o orçamento. A verdade é que a mamata da Argentina baratíssima durou apenas alguns anos, no início da década de 2010, e já foi-se embora há tempos. A alta inflação do país já deixou os preços lá até mais caros com os das grandes cidades brasileiras, mas ainda é possível economizar um pouco fazendo o câmbio no mercado paralelo, mesmo após as medidas da era Macri que tendiam a acabar com a prática.

Não é por ser perto de casa que dá para viajar sem seguro: saiba por que contratar um seguro de viagem para conhecer a Argentina e como garantir um com boa cobertura (e com desconto).

Vista do Palácio Barolo

Embora em 2015 as restrições para a compra de dólares na Argentina tenham sido suspensas e o mercado paralelo tenha perdido sua força nas ruas de Buenos Aires e outras cidades do país, em 2019, diante de mais um cenário de agravamento da crise, o governo acabou voltando atrás no controle do mercado de câmbio, e tudo indica que a compra de dólares por baixo dos panos vai voltar a sua força de antes.

Tá, mas porque isso é importante para você? Porque a forma como você decide comprar os pesos vai afetar diretamente o seu orçamento de viagem, já quem troca dinheiro no paralelo chega a fazer economizar até 50% do valor final. No entanto, cabe dizer que a prática, apesar de ser super difundida e tolerada pelas autoridades, é uma contravenção.

Para calcular o orçamento nesse post, nós vamos utilizar a cotação oficial do peso argentino. Se você optar pelo câmbio paralelo, sua viagem ficará mais em conta do que o apontado aqui.

Leia mais:
Como funciona o câmbio paralelo na Argentina
A Argentina e a crise que parece não ter fim

Quanto custa viajar para a Argentina: passo a passo para calcular seu orçamento

  • Passagens para Buenos Aires

Em geral, os gastos de uma viagem sempre começam a ser calculados pela passagem aérea. O valor que você vai pagar para desembarcar em Buenos Aires varia bastante dependendo da cidade do Brasil onde você está. Quem mora em São Paulo, Curitiba e no Rio de Janeiro deve desembolsar entre R$ 1000,00 e R$ 1500,00 – com sorte, dá para pegar tarifas de R$ 800,00. Em Belo Horizonte, o preço também fica por volta dos R$ 1300,00. De Recife, espere encontrar algo em torno dos R$ 1800,00.

Palácio Barolo, Buenos Aires

  • Acomodação

Esse é o segundo maior gasto na viagem, mas a boa notícia é que é possível se hospedar bem gastando pouco em Buenos Aires e em outras cidades turísticas do país. Com cerca de R$ 30 reais você paga a diária de uma cama em quarto coletivo de um bom hostel. Quem prefere mais conforto pode optar por pousadas de R$ 100 a R$ 200 para o casal. E dá também para encontrar bons hotéis, com quatro estrelas, por cerca de R$ 300 a diária no centro e na Recoleta.

No resto do país, as diárias mantém o mesmo padrão. No sul, como Bariloche e Patagônia, o valor da hospedagem sobe um pouco por se tratarem de destinos mais caros. Já no norte, nas regiões de Salta e da Quebrada do Huamahuaca, os preços são consideravelmente mais baratos.

Encontre hotéis na Argentina

  • Alimentação

O que fazer em Mendoza

Uma refeição completa em um restaurante turístico mediano sai em torno de 190 a 300 pesos (R$ 15 – 25). Claro, a cidade está cheia de lugares bem mais baratos se você busca economizar. No centro, é possível comer em self-services pagando menos de 50 pesos, mandar brasa num choripan (pão com linguiça) por 30 pesos ou viver à base de empanadas, que custam cerca de 20 pesos.

Choripan - Quanto custa viajar para a Argentina

Valores de algumas refeições e comidas na Argentina

Combo no Burguer King: 180 pesos (R$ 12)

Sorvete no Fredo – vários valores, mas em média 100 pesos (R$ 8)

Uma garrafa de 2L de água mineral – 75 pesos (R$ 5)

Vinhos – vários valores, mas dá para encontrar bons rótulos a 50 pesos (R$ 15)

Cerveja litrão – Bares: 40-60 pesos (R$ 12 – R$ 18) / Supermercado: 20 pesos (R$ 6)

Lembre-se que os restaurantes portenhos costumam cobrar o cubierto, uma taxa pela utilização das mesas. Uma gorjeta extra para o garçom também é esperada em restaurantes mais formais.

Leia também:
Quanto custa viajar para Bariloche
Como tornar a viagem para Buenos Aires mais barata

  • Transporte interno em Buenos Aires

Transporte público é barato em todas as cidades argentinas. E a boa notícia é que você quase não vai precisar deles, já que as ruas também são lugares bem agradáveis para caminhar. Mas, na hora que você quiser poupar suas pernas, espere pagar a partir de 18 pesos (R$ 1,30).

Táxis também são uma ótima opção, ainda mais se você viajar com mais uma ou duas pessoas. Eles são tão baratos que, dependendo do tamanho do seu grupo, é capaz que compense mais ir de táxi que pagar uma passagem de ônibus para todo mundo. Isso, é claro, se as distâncias não forem longas. Veja aqui como se locomover em Buenos Aires.

Como se locomover em Buenos Aires

  • Transporte entre as cidades

Muitos dos brasileiros que chegam à Argentina ficam por Buenos Aires mesmo, mas o país está cheio de lugares para explorar. Com estradas seguras e bonitas, as viagens por terra acabam sendo uma boa opção para se locomover. Os valores das passagens dos ônibus variam de acordo com a distância e o nível de conforto. Lembre-se também de pesquisar passagens de avião para saber qual compensa mais.

ônibus Tilcara - Humahuaca

Balsa entre Buenos Aires e Colonia del Sacramento, no Uruguai, ida e volta: 500 a 700 pesos pela Colonia Express (R$ 155 – 220).

De Buenos Aires para Mendoza, ônibus semi-leito: 800 pesos (R$ 250)

De Buenos Aires para Bariloche, ônibus semi-leito: 1200 pesos (R$ 375)

De Mendoza para Salta, ônibus leito: 600 pesos (R$ 190)

De Salta para Córdoba, ônibus semi-leito: 600 pesos (R$ 190)

De Córdoba para Buenos Aires, ônibus leito: 590 pesos (R$ 185)

De Tilcara para Salta, ônibus comum: 50 pesos (R$ 15)

De Tilcara para Purmammarca, ônibus comum ida e volta: 18 pesos (R$ 5,60)

Veja aqui como viajar de ônibus pela Argentina.

  • Preço das atrações e passeios

As melhores atrações de Buenos Aires são de graça. Caminhar pelas ruas, admirar a arquitetura, conhecer praças, parques e feiras são alguns exemplos de ótimas atividades na capital portenha que não vão te tirar nem um centavo.

Passeios em Buenos Aires:

Visita guiada no Teatro Colón: 1000 pesos (R$ 70)

Show de tango no Centro Cultural Borges: 750 pesos (R$ 53)

Visita guiada La Bombonera: 350 pesos (R$ 24)

Passeios no resto do país:

O preço de tours pode variar muito de agência para agência, por isso é bom pesquisar no local.

Tour de meio dia pelas vinícolas de Mendoza: a partir de R$ 66

Passeio até o Aconcágua: a partir de R$ 120

Tour para Cafayate (saindo de Salta): a partir de R$ 66

Tour para Cachi (saindo de Salta): a partir de R$ 70

Tour para Salinas Grandes e Purmamarca (saindo de Salta): a partir de R$ 125

Artesanato em Salinas Grandes - Argentina

Banco e taxas

Muitos dos estabelecimentos argentinos não aceitam cartão ou cobram uma taxa extra para pagar no débito ou crédito. Sacar dinheiro em caixas eletrônicos também acarretam uma taxa a cada operação. Por isso, a melhor forma de levar seu dinheiro para a Argentina é em reais em espécie para trocá-los por pesos já no país.

Quanto custa viajar para a Argentina (cálculo por dia de viagem)

Agora que você já tem uma noção de quanto vai gastar com cada coisa, vamos simplificar isso tudo para descobrir quanto vai custar sua viagem para a Argentina. A forma que eu mais gosto de calcular meus orçamentos é estabelecendo um gasto médio por dia de viagem, com base no custo de vida local.

Tendo em vista todos os valores listados acima, uma boa base de gasto diário na Argentina seria de 2000 pesos (R$ 150) por dia e por pessoa, incluindo hospedagem em um hotel ou pousada simples e excluindo as passagens aéreas.

Estrada Argentina

Esse valor é apenas uma estimativa feita com base em uma viagem padrão econômico. Cada pessoa tem orçamentos e necessidades diferentes, por isso não tome esse número como absoluto, apenas use-o como base para planejar o seu. Sei de gente que já foi para lá gastando bem menos que isso, outras pessoas estouraram em muito esse gasto. Por fim, lembre-se da diferença entre o câmbio paralelo e o oficial, explicada no começo do texto.

* Câmbio utilizado: R$ 1 = 14 pesos. A Argentina passa por um processo inflacionário de mais de 30% ao ano. Por esse motivo, pode ser que os valores informados aqui não sejam mais aplicados na época da sua visita.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

87 comentários sobre o texto “Quanto custa viajar para a Argentina?

  1. Oi Natália, gostei das suas dicas de como gastar na Argentina. Agora deixa te perguntar, pretendo ir em Janeiro para ficar 11 dias em Buenos Aires e Córdoba, vc acha que com dois mil reais dá pra ficar de boa?
    Obrigada

    1. Bartira, tudo depende dos seus gastos. Não gosto de responder esse tipo de pergunta porque nunca sei o estilo de viagem da pessoa, o que ela gosta de fazer, etc. Acredito que para mim daria de boa sim.

      Abraços

  2. Estamos planejando uma volta ao mundo começando pela América do Sul em abril/2018…
    Montevideo… Colônia del Sacramento… Buenos Aires… Mendoza… (…)

    Temos acompanhado e nos apaixonado pelo blog, se conseguíssemos, iria anotar tudo ou fazer um guia com todo conteúdo hahaha

    Vocês são show!

    Fábio e Amanda Heintze

        1. Olá boa noite.Eu e mais uma pessoa estamos planejando uma viajem de cinco dias para Buenos Aires. Gostaria de saber quanto vamos gastar, em média incluindo a viajem de ÕNIBUS?

  3. Olá,vou casar agora em julho/agosto e pretendo ir para argentina com meu esposo e nossa filha de 1 anos de idade, pretendemos gastar 2 mil nesse nosso passeio,Será que conseguimos ?

  4. Ola, gostei muito do post, pretendo ir para a Argentina e passar uns 15 dias em Buenos Aires, voce acha que com 2 mil reais consigo tranquilo?
    Pretendo sair de uruguaiana RS de Onibus, é 130 reais a passagem.

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.