Tour pela Teufelsberg, Berlim: a montanha do diabo

Teufelsberg é o nome dado um conjunto de antigas torres do período da Guerra Fria nos arredores de Berlim. Instalada no topo de um dos pontos mais altos da cidade, quando se está no local é difícil imaginar que a colina é feita de destroços. Mas essa é a verdade: aquele morro verdinho nada mais é que um monte de lixo.

Nesse post, contamos como um pouco da história desse lugar, como é possível visitá-lo e outras curiosidades de Teufelsberg.

A história de Teufelsberg

A história da Teufelsberg, alemão para Montanha do Diabo, é muito mais interessante que uma simples ruína dos anos 1960, período no qual Berlim estava dividida ao meio. Para começar, a tal montanha não é uma formação natural: foi construída pelo homem, mais especificamente por montanhas de lixos e detritos da cidade destruída pós Segunda Guerra Mundial.

Durante  o regime nazista, o lugar abrigava a Faculdade de Tecnologia Militar, porém o prédio foi desocupado no pós-guerra e 25 milhões de metros cúbicos de destroços que, dizem, vieram dos bombardeios a 400.000 casas de Berlim, foram jogados ali. Assim nasceu um dos pontos mais altos da cidade, uma colina artificial que se ergue a 114.7 metros acima do nível do mar.

Leia também: Blub Berlin: Explorando um spa abandonado

Eles não se deram conta na época, mas a Teufelsberg é maior do que o pico natural mais alto da cidade. O nome da colina vem de um lago que também fica na região, chamado Lago do Diabo.

A Teufelsberg e a Guerra Fria

A princípio, a colina servia como uma área para praticar salto de esqui. Mas lá pelo início dos anos 1960, a agência nacional de segurança dos Estados Unidos (NSA) já tinha se dado conta da importância estratégica do local, que ficava no setor Britânico de Berlim.

Em 1961, eles iniciaram as operações de escuta do alto da Montanha do Diabo. Com o tempo, uma grande estrutura de espionagem foi construída no topo: torres estranhas, com domos parecidos com uma bola de futebol gigante. A estação de escuta funcionou até a queda do muro, no final dos anos 80, quando os americanos removeram todo o equipamento, mas deixaram para trás as construções.

Hoje o local pertence a um investidor privado que o adquiriu com a ideia de transformá-lo em um retiro de yoga, mas o projeto nunca foi para frente. De lá para cá, já foram pensados diversos projetos para o local: construção de apartamentos, um hotel de luxo ou museu, mas nada disso deu certo. A Teufelsberg continua num limbo entre dívidas milionárias e especulação imobiliária.

No momento, a Teufelsberg se transformou em uma galeria de arte. Grafites de diversos artistas colorem as paredes dentro e fora do prédio. Os atuais donos permitem que um grupo explore a área turisticamente desde 2013.

As instalações de espionagem permanecem de pé. É possível subir um edifício em ruínas até a cobertura e, dali, acessar as torres acústicas que formavam o complexo. Essa é a parte mais divertida da visita. As enormes cúpulas amplificam as vozes e proporcionam uma experiência divertida com os sons. Não conte a ninguém, mas eu passei uns bons minutos ali brincando de ser ofidioglota (entendedores entenderão).

Da cobertura, a vista das regiões de Grunewald, Berlim e Havel impressiona. Talvez isso tenha contribuído para tornar Teufelsberg um dos lugares mais populares entre os berlineses que buscam um respiro da cidade a poucos minutos do centro.

No inverno, o lugar é perfeito para uma guerra de bolas de neve ou para deslizar em um trenó. No verão, ver o por do sol enquanto faz um piquenique com amigos é uma das atividades favoritas, mas também dá para voar de paragliding, andar de bicicleta ou fazer uma caminhada na extensa área verde que cerca o complexo.

Para mais passeios em Berlim, tradicionais ou alternativos, leia nosso guia completo de viagem para Berlim.

Como visitar a Teufelsberg

Embora seja permitido visitar a torre, os proprietários pedem que os interessados se inscrevam em um dos tours realizados diariamente, em horários determinados. Os contatos são: Facebook e Site (ambos em alemão). É recomendável enviar um email para confirmar o tour antes de ir e verificar se existem horários alternativos. A entrada custa 7 euros.

O endereço é Teufelsseechaussee 10, 14193 Berlin. Pegue o S-Bahn, S9 ou S75 e desça em Heerstraße, ou ainda o S1 até Grunewald. Dali, é uma caminhada de uns 20 ou 30 minutos até a entrada pela estrada Drangonfly.  Leve com você sanduíches e bebidas.

Avalie este post
Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 34 anos e atualmente moro na Inglaterra, quando não estou viajando. Já tive casa nos Estados Unidos, Índia, Portugal e Alemanha, e visitei mais de 45 países pelo mundo afora. Além de escrever, sempre invento um hobbie novo: aquarela, costura, yoga... Siga minhas viagens em @afluiza no Instagram.

Ver Comentários

  • Oi Luiza!
    Nāo consegui responder no outro comentário, por isso mandei aqui rs
    Muuuuito obrigado pela tua ajuda!!!
    Vou seguir como você falou: mandar um email antes!!
    Irei em Abril para lá...
    E parabéns pelo artigo e site!
    Beijos

  • Luiza, ótima matéria!
    No fim do post, você disse que é necessário se registrar por email antes de ir. Você tem esse endereço de email?!
    Vi também que houveram mudanças na administração do local. Você teria mais infos?

    Parabéns novamente pelo texto. Abs

      • Oi Luiza, boa noite!!
        Então, ao entrar no link, aparece a seguinte mensagem:
        "Dear Visitors and Friends of Teufelsberg,
        since the 1st of september 2015 we are not responsible for the Field Station Berlin anymore."

        Por isso, questionei sobre a "administração" do local, já que por esse site, eles não são mais os responsáveis.

        Estou procurando mais infos.. mas até agora nada :(

        Abraços

        • Ahh, entendi o problema agora Bruno.

          Vou entrar em contato com uma fonte que tenho no Visit Berlin e ver se ela tem alguma informação mais atualizada.

          Obrigada por me avisar!

          abraço

          • Oi Luiza!
            Eu que agradeço pelas infos e atençāo.
            Se vc conseguir descobrir algo, será ótimo pois gostaria miito de visitar esse local!!
            Obrigado novamente e abs

          • Oi Bruno,

            Atualizei o post com as informações que o pessoal do visit berlin passou. O site ainda está em construção, mas você acha as informações no facebook.

            Ele me garantiu que tem tours diários às 12h, mas que é preciso mandar um email para confirmar sua presença, ok?

            bjs

  • A Alemanha está cheia de locais assim, Muito mistério e conspiração fazem parte dessa conturbada história.
    Excelente registo.

Compartilhar
Publicado por
Luiza Antunes

Posts Recentes

Onde ficar em Budapeste: melhores bairros

Escolher o melhor bairro onde ficar em Budapeste não é tarefa complicada: a maior parte das…

2 dias atrás

7 documentos para viajar para o México e passar pela imigração

Este texto é um guia com os documentos necessários para viajar para o México e…

1 semana atrás

O que fazer em Zadar, Croácia: roteiro de 1 a 3 dias

Nesse post, você descobre o que fazer em Zadar em 1, 2 ou 3 dias…

2 semanas atrás

O que fazer em Budapeste: roteiro e pontos turísticos

Budapeste é considerada por muita gente a cidade mais bonita da Europa, e muito disso…

2 semanas atrás

O que fazer em Bruxelas, Bélgica: roteiro de 1, 2 ou 3 dias

Neste texto, você encontra um roteiro completo sobre o que fazer em Bruxelas em 1, …

3 semanas atrás

Gerês, Portugal: O Que Fazer, Como Chegar e Outras Dicas

Neste texto você descobre o que fazer no Gerês, Portugal: como chegar, quando ir, quantos…

3 semanas atrás