Como tirar o visto para a Índia

Agora pessoas que vão para Índia como turistas podem tirar o visto pela internet, sem ter que passar por toda a burocracia explicada neste post. O novo visto eletrônico tem validade de 60 dias e custa 50 dólares. Para mais informações confira nosso post com o passo a passo de como tirar visto de turismo eletrônico para Índia. Se você pretende ficar mais de um mês na Índia, continue lendo este post mesmo.

Abaixo você encontra um guia e tira-dúvidas sobre os diferentes tipos de visto para Índia, sempre atualizando com novas informações. Se restarem perguntas depois disso, por favor, deixem nos comentários que a gente tenta responder. Os valores e informações devem ser checados com cuidado com os consulados, porque eles podem ser alterados a qualquer momento (*se você checou nos sites oficiais e viu alguma mudança, por favor me avise nos comentários que eu corrijo no post, obrigada!).

ATENÇÃO: Essas são só as regras gerais, se você tem alguma dúvida específica, o ideal é entrar em contato diretamente com o Consulado ([email protected] ou 11-3279-3780) ou Embaixada ([email protected]  ou 61-3248-4006).

Informações gerais

O Consulado Geral da Índia em São Paulo é o ponto para solicitar o visto das pessoas dos seguintes estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. O Consulado em SP não aceita visitas presenciais (exceto em casos de emergência e com uma taxa extra de R$150,00) o pedido de visto deve ser feito somente pelos correios, enviando os documentos via Sedex.

O pessoal dos demais estados precisa solicitar o visto na Embaixada da Índia em Brasília, pessoalmente ou pelos correios.

Em Minas Gerais também há um consulado indiano em Belo Horizonte. Então os mineiros podem tirar o visto por lá. Porém, vale a pena checar os valores, porque eles cobram uma taxa de serviço consular que encarece o pedido de visto.

O pagamento da taxa do visto varia em cada consulado. Em São Paulo, o pagamento da taxa do visto, SEDEX ou submissão pessoal, deve ser feito por depósito na conta deles no banco Santander (AG: 4793 C/C: 130003802) diretamente no caixa – não pode ser no caixa eletrônico ou internet banking. A taxa de R$10,00, referente ao ICWF deve ser depositada em outra conta (AG: 4793 C/C: 130025929). Você pode esperar se a sua aplicação para o visto foi aprovada pelo consulado antes de fazer o pagamento das taxas ao Banco.

Via Embaixada, se você pedir pelo correio, é preciso pagar a taxa com Cheque Administrativo um cheque emitido por qualquer banco (há um taxa envolvida, claro) e preenchido pelo próprio branco, nominal à quem se paga, incluindo o CNPJ (enfim, o pessoal do banco vai saber o que é quando você pedir).

IMPORTANTE: A embaixada exige a emissão de três cheques administrativos se você enviar pelo correio. Um exclusivamente para a taxa do visto, um para a taxa do SEDEX (caso você peça pelo correio_ e outro para a taxa do ICWF. “O cheque administrativo é emitido pelo banco mediante fornecimento do CNPJ da Embaixada da Índia (04.386.483/0001-65)”. O pagamento em dinheiro só pode ser feito por quem for pessoalmente à Embaixada, em Brasília. A quantia trazida deve ser exata. O valor relativo à taxa ICWF deve ser trazido separadamente.

Além das taxas consulares, o solicitante também tem que pagar essa tal taxa chamada ICWF – Indian Community Welfare Fund – no valor de R$10,00. Essa taxa deve ser em dinheiro trocado, se você for pessoalmente e enviada em cheque administrativo separado, se for pelo correio. No caso do depósito, também é necessário fazer o depósito separado da ICWF e enviar os dois recibos.

O seu visto pode vir com Multiple (multiplas) ou Single (única) entradas. Se você tem alguma intenção de sair da Índia (para ir ao Nepal ou Malásia, por exemplo) e depois voltar, não se esqueça de solicitar MULTIPLE ENTRIES.

TEMPO PARA O VISTO FICAR PRONTO: Segundo a embaixada, as solicitações de vistos, em geral, são processadas e o visto concedido em até dois dias úteis após a solicitação. No caso de pedidos feitos pelo correio, podem levar até uma semana. Tenha em mente que existem diversas variáveis que podem fazer seu visto demorar mais tempo para chegar, então peça com o máximo de antecedência possível. E ATENÇÃO: documentação incompleta gera atrasos.

Envio pelo correio e Biometria

É possível solicitar os vistos pelo correio, enviando a documentação via Sedex. Os endereços desses consulados podem ser checados aqui. Você precisa pagar uma taxa extra de R$60,00 para enviar pelo correio.

BIOMETRIA: houve uma mudança recente e é necessário ir pessoalmente ao Consulado em São Paulo ou a Embaixada em Brasília para coleta dos dados biométricos. Só estão excluídos dessas exigências pessoas que já submeteram seus dados anteriormente. Com isso, ao invés de receber o passaporte de volta via SEDEX, ele será retirado no dia da coleta dos dados, desde que não haja algum problema no seu processo.

Para quem mora numa cidade distante ou vai enviar os documentos pelo correio, você precisa ir ao consulado no 5º dia após enviar seus documentos. Para isso, é preciso escrever a mão no final da primeira página do formulário: “ I WILL COME TO CONSULATE IN SAO PAULO FOR BIOMETRICS AND COLLECTION ON …………DATE”.

IMPORTANTE: Quem pede o visto pelo correio e não vai até lá para biometria, precisa enviar, junto com a documentação, uma carta autorizando a postagem dos seus documentos pelo consulado, em retorno. Eles fazem isso para garantir a segurança do seu passaporte. Por favor, siga as instruções do consulado para preparar seu envelope e carta.

Visto de Turista

Para quem é: Para pessoas que desejam fazer turismo na Índia. Ou seja, quem for fazer qualquer atividade que não seja turística, como trabalhar (mesmo voluntário), estudar ou fazer negócios NÃO deve tirar esse tipo de visto.

Agora, quem quer tirar o visto de turista, pode fazê-lo eletronicamente, com bem menos burocracia. Confira as informações no nosso post Passo a Passo para tirar o visto de Turista Eletrônico para Índia. Mas esse visto só é valido para 30 dias. Se você quer ficar mais tempo ou pretende visitar alguma das áreas de proteção especial, siga as instruções abaixo:

Quanto tempo vale: 1 ano ou 5 anos. Porém, você só pode ficar na Índia 90 dias. Depois dessa data precisa sair do país e depois volta.

Quanto custa: Para um ano o custo é de R$ 315,00 (+ 10 ICWF). Para 5 anos, R$630(+ 10 ICWF) – é preciso escrever uma justificativa plausível explicando porque vai precisar de um visto longo).

Quem quer para Protected Area Permit(PAP) ou Restricted Area Permit (RAP) precisa preencher um formulário extra (PAP e RAP) e pagar uma taxa extra de R$108,00. Se você precisar tirar um visto de emergência, diretamente no consulado, precisa pagar uma taxa extra de R$150,00.

Documentação:

1. Preencher o formulário no site: https://indianvisaonline.gov.in/visa/
2. Imprimir e assinar o formulário.
3. Dois (duas) fotos 5cm x 5cm (a MESMA foto que tenha sido incluída no formulário online. É obrigatório o upload online da foto)
4. Passaporte válido por no mínimo seis meses;
5. Certificado internacional de vacina contra febre amarela (é preciso ir numa agência da Anvisa com o cartão de vacinação atualizado)
6. Cheque administrativo com o valor do visto ou depósito em conta (no caso do consulado de SP).

Visto de negócios ou Business Visa

Para quem é: Pessoas que vão fazer negócios de qualquer tipo, como transações comerciais, vendas, feiras de negócios, etc.

Quanto tempo vale: De um ano ou 5 anos. Vistos para um período mais longo são analisados caso a caso pela embaixada.

Quanto custa: Para um ano, R$ 380.00+R$10,00. Para cinco anos o custo é de R$785.00 e ICWF (R$10,00)

Documentação:

1. Preencher o formulário no site: https://indianvisaonline.gov.in/visa/
2. Imprimir e assinar o formulário.
3. Dois (duas) fotos 5cm x 5cm (a MESMA foto que tenha sido incluída no formulário online. É obrigatório o upload online da foto)
4. Passaporte válido por no mínimo seis meses;
5. Certificado internacional de vacina contra febre amarela (é preciso ir numa agência da Anvisa com o cartão de vacinação atualizado)
6. Cheque administrativo com o valor do visto ou depósito em conta (no caso do consulado de SP). Se desejar enviar a documentação via SEDEX, incluir taxa de R$60,00 para reenvio do passaporte no mesmo cheque. Enviar no envelope a documentação citada acima. Não se esqueça da taxa de R$10,00, do ICWF em depósito ou cheque separado.
7. Carta da empresa brasileira falando do seu vínculo aqui (no caso da AIESEC, uma carta do Comitê Local da organização – o CL – comprovando seu vínculo aqui);
8. Carta convite da empresa indiana de interesse;

Visto Entrada (ou Entry Visa)

Para quem é: É um tipo de visto que engloba todos os outros casos que não são especificamente trabalho, negócios, turismo, estudante, etc. Esse é o visto para quem vai fazer intercâmbio em ONGs ou Empresas na Índia via AIESEC.

Quanto tempo vale: Depende do tempo do seu contrado

Quanto custa:  Para 6 meses, R$255,00, um ano custa R$ 380.00, 5 anos custa R$630,00 +  ICWF (10 reais)

Documentação:

1. Preencher o formulário no site: https://indianvisaonline.gov.in/visa/
2. Imprimir e assinar o formulário.
3. Dois (duas) fotos 5cm x 5cm (a MESMA foto que tenha sido incluída no formulário online. É obrigatório o upload online da foto)
4. Passaporte válido por no mínimo seis meses;
5. Certificado internacional de vacina contra febre amarela (é preciso ir numa agência da Anvisa com o cartão de vacinação atualizado)
6. Cheque administrativo com o valor do visto ou depósito em conta (no caso do consulado de SP). Se desejar enviar a documentação via SEDEX, incluir taxa de R$60,00 para reenvio do passaporte no mesmo cheque. Enviar no envelope a documentação citada acima. Não se esqueça da taxa de R$10,00, do ICWF.
7. Documento que explique o propósito da visita. No caso da AIESEC, o Contrato do Intercâmbio, por exemplo.

Vistos de Estudantes

Para quem é: Para estudantes estrangeiros que querem ir estudar na Índia numa instituição de ensino reconhecida.

Quanto tempo vale: Tempo de duração do curso, ou 5 anos – o que durar menos.

Quanto custa: R$255,00 (mais as taxas do ICWF)

Documentação:
1. Preencher o formulário no site: https://indianvisaonline.gov.in/visa/
2. Imprimir e assinar o formulário.
3. Dois (duas) fotos 5cm x 5cm (a MESMA foto que tenha sido incluída no formulário online. É obrigatório o upload online da foto)
4. Passaporte válido por no mínimo seis meses;
5. Certificado internacional de vacina contra febre amarela (é preciso ir numa agência da Anvisa com o cartão de vacinação atualizado)
6. Cheque administrativo com o valor do visto ou depósito em conta (no caso do consulado de SP). Se desejar enviar a documentação via SEDEX, incluir taxa de R$60,00 para reenvio do passaporte no mesmo cheque. Enviar no envelope a documentação citada acima. Não se esqueça da taxa de R$10,00, do ICWF.
5. Carta de admissão da instituição/escola com estrutura de taxas; Nada consta junto ao Ministério da Saúde indiano para os cursos de Medicina ou para Médicos.
6. Extrato bancário atual do aplicante ou patrocinador;
7. Detalhes sobre o curso, como estrutura e duração.
8. No caso de menores, autorização dos responsáveis legais.

Demais vistos para a Índia

Outros tipos de visto podem ser solicitados. São eles: Visto de Trabalho, Visto de Conferência e Visto de Trânsito. Mais informações sobre documentação e taxas desses vistos na página da Embaixada da Índia e na página do Consulado de SP. Jornalistas, independente do motivo da viagem, devem pedir o visto de Jornalista (J).

Para quem for fazer só o Triângulo Dourado (Nova Délhi, Jaipur e Agra), uma boa dica é ver também a lista que fizemos com alguns hotéis nessas três cidades.  ai se aventurar por outros lugares da Índia e ainda não tem hospedagem? Reserve pelo Booking.com, clicando aqui.  Assim nós ganhamos uma pequena comissão. Você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso.

Seguro

Vai viajar? O seguro de viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável nas férias. Não fique desprotegido na Índia. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício para o país – e com cupom de desconto.


Compartilhe!







Quer nosso kit de Planejamento de Viagens?
Contém um Ebook, tabelas de orçamento,
roteiro e check-list (DE GRAÇA!)




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

527 comentários sobre o texto “Como tirar o visto para a Índia

  1. Não estão trabalhando mas com o banco Santander. Agora é Banco Rendimento.
    Conta 1
    Conta para a taxa referente ao visto:

    Tourist: 390,00
    Business/Employment(6m)/Film: 470.00
    Student/Conference/Intern/Journalist :315.00
    Consulado Geral da India /CNPJ:04.698.048/0001-76
    Banco Rendimento (633) Agency 0001
    Bank Account number:589334000-4

    Conta 2
    Conta para referente a ICWF
    O valor a ser pago é: 10,00
    Consulado Geral da India /CNPJ:04.698.048/0001-76
    Banco Rendimento (633)
    Agência: 0001
    Bank Account number; 589335800-0

    Mas uma coisa.. Visto de turista, estão pedindo passagem de ida e volta e extrato bancário!

  2. Olá Luiza!
    Pretendo ir á Índia dentro de dois meses. Sou casada com um indiano. É pretendo ficar lá até conseguir o visto para ele olhar comigo, na embaixada brasileira. Como este será um processo demorado por ter casado com ele por procuração, não sei quanto tempo terei que ficar lá… pode ser que a embaixada brasileira conseda o visto a ele no primeiro mês, bem como pode ser que solicite um maior tempo de permanência a título de comprovar veracidade do relacionamento, então este tempo pode ser 2 meses, 3 meses, 4 meses…6 meses. Minha dúvida é: Que tipo de visto solicitar uma vez que não tenho certeza do tempo de permanência no país.

    1. Oi Daniele,

      Acredito que o visto de Turista de um ano seria o suficiente para você. O visto de 5 anos você precisará apresentar uma justificativa que eles considerem válida para tamanha estadia.

  3. Olá.
    Obrigada pelas informações!!
    Irei para a Índia para fazer um curso de yoga (1 mês), retiro (Ashram) e trabalho voluntário. Qual o visto que devo aplicar ?

    1. Oi Natalia,

      O visto entry me parece uma boa. Tb tem o visto de yoga, mas você tem que ver se o seu curso cumpre os requisitos para esse visto

  4. Oi, Luiza! Muito obrigada por esse post, muito útil!
    Eu pretendo ir pra Índia ano que vem pra ficar 4 meses fazendo trabalho voluntário em um ashram de yoga ( esse é o período que o local determina, então não consigo mudar), e depois quero viajar pela Índia, Nepal, e quem sabe, Tailândia.
    Qual visto você acha que seria melhor? Pois quero poder ter mais flexibilidade e segurança na hora de entrar e sair.
    Você sabe se é obrigatório ter a passagem de ida e volta pela Índia? Ou a imigração pode encanar caso eu tenha a ida para Índia e volta de outro país? Eu queria comprar apenas a de ida e depois me decidir quando e por onde voltar, mas não sei se isso rola.
    Muito obrigadaaa!!!

    1. Oi Camila,

      O Entry Visa é a melhor opção para você, acredito eu.

      Sobre a passagem, é sim necessário ter uma passagem de saída da Índia, não precisa necessariamente ser de volta para o Brasil, pode ser indo para outro país. Mas não é permitido entrar com a passagem só de ida;

  5. Pretendo fazer trabalho voluntário na Índia como dentista,como faço pra ter validade meu diploma lá? Pretendo ficar mais de 6 meses,qual visto pedir? Moro no Paraná em Curitiba, tenho que ir até São Paulo na embaixada pessoalmente pra pedir visto?

    1. Oi Josuel,

      Nesse caso específico sugiro que você consulte por email o consulado em São Paulo. Eu não sei como funciona essa questão de profissões específicas.

  6. Oi Luíza!

    Parabéns pelo blog, muito esclarecedor!
    Tenho três dúvidas:
    1) existe um prazo de validade para o visto que é diferente do tempo de permanência? Se for emitir o visto de turismo – 1 ano agora e sair de viagem daqui a 4 meses, só posso ficar lá por mais 8 meses ou posso ficar 1 ano a partir de quando entrar lá?
    2) se for com múltipla entrada, cada vez que entrar de novo na índia, o tempo de permanência começa a contar do zero?
    3) estou pensando em ir fazer trabalho voluntário, mas sem estar vinculada a nenhuma NGO, é uma empresa de lá que oferece a oportunidade de fazer trabalho voluntário. Qual modalidade de visto é a mais indicada, para ficar de 6 meses a 1 ano? Entre as opções de visto de trabalho não encontrei trabalho não remunerado e, por outro lado, vi em algum lugar que não poderia ser visto de turista. Alguma sugestão?
    Muito obrigada!

    1. Oi Ana Paula,

      Vamos as respostas:

      1. O visto vale a partir da emissão. Se você tirar agora, e só viajar daqui a 4 meses, perde esses 4 meses de visto.

      2. Multipla entrada quer dizer que dentro do período do visto você pode entrar e sair do país quantas vezes quiser. O tempo de visto não muda por conta disso.

      3. Acredito que no seu caso, o Entry Visa é o que melhor se adequa.

      1. Obrigada Luiza!

        Será que consigo aplicar para esse visto de entrada, ou mesmo o de turista (6 meses) a partir de outro país?

        Ainda, como funciona com a coleta da biometria? Vi em algum lugar que teria que indicar nos documentos a data que iria a SP, em torno de 5 dias após enviar os docs, para coletarem a biometria e já retirar o passaporte com o visto. Mas daí não entendi porque mandar o envelope de retorno, a autorização e o valor do sedex…

        1. Pela internet você consegue aplicar de qualquer país. O visto de turista mais longo, você teria que verificar no consulado da Índia no país que estiver. Pode ser que alguma regra ou outra varie.

          Sobre a biometria, é uma novidade para mim também. Vou pesquisar e atualizar o post sobre como funciona.

  7. Olá Luiza, estou indo pra Índia para um programa pela aiesec para ensinar engenharia robótica para adolescentes, porém o contrato que eu farei é por uma empresa de lá e o salário mínimo requerido para o intern visa é muito superior ao meu salário lá, este é o primeiro problema, o segundo é que no site eles pedem certificados de graduação, porém ainda não sou graduado. Tenho essas duas dúvidas, você pode me dar alguma dica?

  8. Olá Luíza,

    Primeiro queria parabenizar o blog de vocês, realmente é muuuito bom! Estou tirando várias dúvidas por aqui, mas ainda restam algumas.

    Estou indo pra Índia ficar 2 meses como voluntária, me orientaram tirar o visto como turista e nas minhas pesquisas não vi mencionarem sobre nenhuma entrevista que precise ser realizada para conseguir o visto. Sou de SP e pelo que entendi, a documentação + passaporte + cheques administrativos devem ser (obrigatoriamente) enviados pelo correio e aguardar eles me enviarem de volta.

    Nesse caso, é realmente seguro mandar tudo pelo correio? E não preciso ir até o consulado para uma entrevista (coisa que normalmente vistos para outros países acaba sendo obrigatório)?

    Obrigada 😀

    1. Não tem entrevista mesmo, a não ser que eles solicitem por algum motivo especial.

      Além disso, realmente é preciso mandar pelo Correio. Em todos os anos que tenho esse post escrito nunca ouvi um caso de alguém que teve problema de segurança com os documentos. Até porque você precisa mandar uma carta de próprio punho autorizando o envio.

  9. Olá, Luíza!

    Primeiro gostaria de agradecer e parabenizar o blog pelo belo trabalho que vocês fazem. É muito importante, para a comunidade viajante, dispor de um tão rico material de informações. Sem o trabalho de sites como esse seria imensamente mais difícil, aos viajantes independentes, o planejamento da suas viagens. Tenho uma dúvida específica em relação ao visto para a Índia. Pretendo fazer um mochilão longo, rodando um pouco pela Europa primeiro, e apenas depois seguir para a Ásia, e gostaria de terminar minha viagem justamente na Índia. Como faço, nesse caso, para pedir o visto? Será que o visto retirado aqui no Brasil, antes do início da viagem, teria validade para ser usado quando eu chegasse à Índia (não sei quanto tempo transcorreria até lá, porque não quero ter uma previsão a respeito da duração da viagem, mas, ao menos hipoteticamente, digamos que seria algo em torno de um ano..)? Em caso negativo, será que seria possível então tirar o visto de fora do Brasil mesmo, desde um país qualquer da Ásia ou da Europa, procurando o consulado da Índia? Agradeço muito pela sua atenção, e mais uma vez parabéns. Um abraço, Diogo.

  10. Olá, Luíza!

    Obrigado por disponibilizar seu tempo nos passando tanta informação super util!

    Pra te ajudar a atualizar, o valor do sedex ao enviar os documentos subiu de 50 pra 60 reais.

    Só uma dúvida, a carta autorizando devolução ao Consulado de Sao Paulo precisa ser mesmo autenticada em cartório?

    Muito grato pelas informações e ansioso por visitar a Índia.

    1. Olá Lucas,

      Obrigada pela informação! Vou corrigir no post

      Sobre a autenticação, acabo de conferir no site e eles retiraram essa necessidade das informações, então acho que não precisa tb

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.