Tags:
Atlas: Bogotá, Colômbia

Tejo, o explosivo esporte nacional da Colombia

Se, ao passear por um parque em um domingo ensolarado de Bogotá, você se deparar com um grupo de jovens eufóricos acompanhados de cerveja e pólvora, não se preocupe: esse não será mais um caso de delinquência juvenil. Álcool, alvos e explosivos têm tudo para ser uma mistura desastrosa, mas na Colômbia são apenas os principais elementos do Tejo, esporte nacional do país desde o ano 2000.

A receita é curiosa e poderia ser definida como uma bocha com fogos de artifício ou, quem sabe, uma versão hard core do curling no qual o elemento dificultador não é o gelo, mas sim o risco de desmembramento ampliado pela perda das habilidades motoras e espaciais provocada pelo consumo de bebidas alcoólicas. Mas os defensores do Tejo garantem: é um esporte para toda a família. Afinal, a atividade em si é inofensiva, o que pode causar dano são os explosivos.

Originário da região de Tumerqué (outro nome pelo qual o esporte é conhecido), no departamento de Bocaya, o Tejo é praticado há séculos pelos indígenas colombianos. As regras são simples: é preciso lançar um disco metálico através de uma pista de 18 a 20 metros, com o objetivo de cravá-lo no centro de um disco colocado em uma superfície de argila localizada na outra extremidade da pista.

No passado, o esporte era utilizado como uma disputa pacífica entre guerreiros de diferentes tribos, algumas vezes pelo direito de casar-se com uma mulher do grupo rival. Acredita-se que os indígenas utilizavam um disco de ouro de 700 gramas, mas com a chegada dos espanhóis e sua ânsia por levar todo o ouro para o outro lado do Atlântico, os discos foram substituídos por qualquer outro metal, mantendo-se o peso.

Estátua em homenagem ao Tejo, esporte nacional da Colômbia

Em Turmequé, berço do Tejo, há um estátua em homenagem ao esporte. Foto: JuanGris (Lucía Estévez) [CC BY-SA 3.0], Wikimedia Commons

Foram também os espanhóis, dizem, que introduziram o elemento explosivo no jogo: no Tejo moderno, a superfície de argila está repleta de pavios de pólvora presos ao alvo e ganha mais pontos quem explode o maior número deles com o impacto do disco. Quem consegue cravar o disco dentro do círculo e explodir um ou mais pavios soma nove pontos para a equipe. Fica com seis pontos quem acerta o alvo, mas não causa nenhuma explosão, e três se você estoura um pavio, mas acerta o disco fora do círculo. Caso nenhuma das equipes acerte, leva um ponto quem chegou mais perto do objetivo naquela rodada. Uma disputa de Tejo pode ter um mínimo de um jogador para cada lado a até times compostos de seis pessoas. É comum que o time perdedor pague as cervejas consumidas na partida.

Leia também: 
Pok-ta-Pok, o esporte que era febre entre maias e astecas
Cuju, o jogo chinês que deu origem ao futebol

Tejo: esporte nacional da Colômbia

O círculo de metal colocado na superfície de argila serve como alvo para os jogadores de Tejo. Foto: Shutterstock, por Juanillo1970

Ao contrário do que aconteceu com grande parte dos esportes e atividades recreativas pré-hispânicas, o Tejo está vivo e é parte do cotidiano de diversos colombianos, em especial os que moram em áreas rurais – as pistas de Tejo são comuns em praças e parques de muitos povoados espalhados pela região andina do país.

O Tejo conta com o reconhecimento do Comitê Olímpico Colombiano, é considerado um esporte competitivo e tem até mesmo uma federação própria que regulamenta as disputas. Há ligas infantis que treinam os pequenos com menos pólvora e, claro, sem álcool envolvido.

Tejo, esporte nacional da Colômbia Tejo, esporte nacional da colombia

Fotos: reprodução, Lonely Planet

Em Salento, uma pequena cidade nos arredores de Bogotá, o Tejo é uma atração turística. A popular quadra dedicada ao esporte está sempre cheia nos fins de semana e é recomendada por vários hostels e guias de viagem pela região. Mas mesmo na capital existem diversos clubes de Tejo.

O mais famoso deles é o Club de Tejo de la 76. Embora receba muitos turistas que querem provar o esporte em um ambiente controlado, o lugar ainda mantém a aparência despretenciosa das canchas de tejo tradicionais. Os donos ajudam gentilmente os recém-chegados a se iniciarem na arte dos explosivos: “Tem que jogar meio que de baixo pra cima e dar uma torcida no punho para acertar melhor”, explicou o jovem encarregado a um grande grupo de gringos que chegou para experimentar o esporte. Todos tentaram repetir o movimento, mas as explosões só se ouviam quando ele atirava o disco. Por ali não havia sorte de principiante – o Tejo é para profissionais.

Serviço: onde jogar Tejo em Bogotá

O Club de Tejo de la 76  fica na Carrera 24, no. 76-56  (veja a localização exata no Google Maps). É uma pequena quadra de Tejo não muito longe da Zona Rosa, frequentado por amantes do esporte, mas também é amigável para mulheres (o que, a gente sabe, muitos ambientes dominados por homens bêbados podem não ser). O acesso às pistas é grátis, paga-se apenas pelo consumo. É preciso pelo menos duas pessoas para jogar, mas quanto mais gente, mais legal fica.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei de casa a Cidade do Cabo, Chandigarh, Buenos Aires e Barcelona, mas acabo sempre voltando pra minha querida BH. Gosto de literatura, cervejas, música e artigos de papelaria, mas minha grande paixão é contar histórias. Por isso, desde 2011 viajo o mundo e escrevo sobre o que vi. Também estou no blog sobre escrita criativa Oxford Comma e compartilho minhas impressões de mundo também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.