Quem tem medo de viajar?

Quem tem medo de viajar?

Todo mundo tem medo. Muitas vezes, pequenos e grandes medos diários, que passam frequentemente pelas nossas cabeças, sejam eles notados ou não. Você pode ter medo de ser demitido, de ser assaltado ou daquela coceirinha ser na realidade um câncer. Você pode temer que algo ruim aconteça com alguém que você ama ou sentir medo de fracassar na vida.

E tudo isso é normal, faz parte da vida e ajudou a humanidade a chegar até aqui. Se você não tivesse medo, o que seria responsável por aquele instinto salvador de vidas na hora certa, tipo quando um carro desgovernado se aproxima de um ponto de ônibus lotado? No entanto, se ter um pouco de medo é fundamental para a sobrevivência, ter muito medo, daquele tipo paralisante, pode ser limitador e, veja só, até mesmo perigoso.

hodofobia, medo de viajar

Quem garante isso é o professor alemão e especialista em risco Gerd Gigerenzer. Em uma matéria para o The Guardian, ele analisou a mudança de comportamento de norte-americanos nos 12 meses após o 11 de setembro. E constatou: o medo matou milhares de americanos, um numero tão expressivo quanto o de mortos por conta do ataque terrorista em si. Em 2001, as empresas aéreas americanas registraram uma queda de 20% no fluxo de passageiros após os ataques. Gente que, com medo de voar, optou por viajar de carro.

Segundo ele, a consequência foi que cerca de 1500 americanos acabaram morrendo em acidentes de carro somente por causa dessa mudança de comportamento. Ou seja, gente que poderia estar viva até hoje se não tivesse temido viajar de avião.

O medo de viajar

Muita gente tem medo de avião. O texto que escrevemos sobre o assunto, há quase três anos, atrai perguntas de leitores preocupados com o próximo voo. E se não é todo mundo que tem fobia de viajar, muitos passageiros, até mesmo os mais experientes, têm alguma tensão durante o processo de deixar o solo.

Voo da Gol para Santiago

Eu poderia citar dados do mesmo pesquisador alemão ou de outras fontes para mostrar que sim, viajar de avião é muito seguro, ainda mais se comparado com  fazer uma longa viagem de carro. Mas o ponto deste texto é outro: a ideia aqui é falar de quem tem medo de viajar. Não importa se é de avião, de carro ou de barco. Não importa se essa pessoa sequer tem medo do meio de transporte escolhido, mas da ideia de viajar em si, de deixar sua casa, seus amigos e familiares, sair da rotina e passar alguns dias explorando o novo.

Eu tenho até um caso na família. A mulher do meu pai (oi, Rosinha 🙂 ) morre de medo de cair na estrada. A ponto de não encarar nem viagem para Guarapari ou Ouro Preto, cidade histórica que fica a pouco mais de uma hora de Belo Horizonte. Foi Ouro Preto, inclusive, que causou esse medo, após uma viagem traumática realizada anos atrás. “Cheguei lá, fiquei algumas horas e dei um jeito de voltar imediatamente”, ela costuma contar, para logo depois dizer: “Você, hein, Rafa, vive voando. Corajoso.”

Também já tivemos leitores do blog que comentaram coisas parecidas – gente que tem pavor de fazer as malas e viajar, mas por um motivo ou outro precisa fazer isso ou pretende superar o medo. Essas pessoas existem, não são tão poucas assim e esse medo, quando exagerado, tem até nome: hodofobia.

Ansiedade

Segundo a pesquisadora norte-americana Eileen Bailey, a hodofobia tem sintomas físicos. Quando precisam viajar, as pessoas que sofrem desse distúrbio de ansiedade podem apresentar suor excessivo, problemas estomacais, diarreia, dor de cabeça, dificuldade de respirar e ataques de pânico.

Ela explica: “O medo que você sente pode te deixar confuso ou assustado quando tiver que entrar nas filas dos aeroportos, descobrir qual trem você precisa pegar ou estiver despachando as malas. Você pode ter dificuldades para fazer o check in no hotel ou para ler um mapa. Você pode ficar preocupado com a possibilidade de se perder num lugar que não conhece ou com de perder o controle durante a viagem. Como muitas fobias, a hodofobia pode ter sintomas diferentes em pessoas diferentes”.

E ela completa o raciocínio: “Muitas das pessoas que sofrem com a hodofobia passaram por algum evento traumático durante uma viagem, provavelmente enquanto elas ainda eram jovens”.

Sala de Aeroporto

Mas então, qual a solução? Se ter medo nunca é errado ou culpa de alguém, afinal cada pessoa tem seus próprios medos, superar o problema também não é impossível. A especialista dá algumas dicas, mas lembra que procurar ajuda profissional é sempre a melhor saída.

Planeje-se  – Se planejamento já é a chave para qualquer viagem, pessoas que têm medo de viajar devem ser mais cuidadosas. Saber exatamente como será sua viagem – e perceber que as coisas estão no seu comando – pode ajudar a controlar o medo.

Viaje devagar –  Não faça roteiros apertados e não transforme a viagem numa maratona. Dê tempo ao tempo, inclusive para você relaxar. Isso também pode ajudar caso as coisas não saiam como esperado, tipo quando um voo atrasa.

Durma bem – A falta de sono aumenta a ansiedade e o nervosismo.

Beba bastante líquido – Segundo a pesquisadora, a desidratação também aumenta os níveis de ansiedade.

Coma bem e nos horários corretos – Um viajante com fome é um viajante mais nervoso, tenha ele hodofobia ou não.

Evite bebidas alcoólicas e drogas –  Não caia na tentação de beber algo para se acalmar. Isso pode piorar a situação e aumentar a ansiedade.

Viaje com alguém que você confia – Se você tem um medo irracional de viajar, evite (a princípio) ir sozinho. E procure como companhia alguém que você confia e ama.

Mas e os medos menores?

Muita gente não tem medo de viajar. Já está até acostumada a cair na estrada, mas teme viajar de uma forma diferente, fazer algo que nunca fez. Pode ser o medo de viajar sozinho ou de ir para lugares diferentes.

Por exemplo, toda vez que falamos de viagens por longos períodos – e para lugares exóticos, seja lá o que esse adjetivo quer dizer – sempre aparece alguém para perguntar: Mas e a segurança? Não é perigoso?

Veja também: O que significa ser exótico?

elefantes

Viver é um risco, como já contamos num texto sobre esse assunto. É impossível evitar completamente os riscos, mas dá para controlar a ansiedade e encarar novas aventuras. Na maioria das vezes, quem tem esses receios não sofre de uma fobia ou um medo paralisante, mas tem apenas aquele tipo de medo que teima em deixar que a gente saia da nossa zona de conforto.

Brasileiros, que começaram a viajar mais nos últimos anos, já não sentem tanto medo de se aventurar pelos Estados Unidos e pela Europa. Já não tememos tanto os problemas de comunicação e as dificuldades que possam surgir em viagens por parte do mundo, mas muitos de nós ainda morrem de medo ao pensar em viagens por lugares como Camboja, Laos, Vietnã, Haiti, Índia, Indonésia, Irã e quase toda a África.

medo de viajar

É isso. Se eu der mais um passo, será o mais distante de casa que já estive.

Nesses casos, o problema parece ser falta de informação. É que muitas vezes nos prendemos às histórias únicas que chegam sobre esses lugares, geralmente discursos de pobreza, violência e instabilidade política. Mas tá aqui uma coisa que aprendemos logo que começamos a viajar (e que viajantes de países onde cair na estrada é comum há décadas já sabem): no geral, o mundo é um lugar seguro. Com um pouco de informação e tomando os cuidados necessários, os riscos que corremos, no Brasil, na Europa, na África ou na Ásia, são semelhantes.

*Imagens: 360meridianos e Pixabay (em Creative Commons)

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

29 comentários em Quem tem medo de viajar?

  1. Legal Rafa! Bom saber que além de claustrofobia, agorafobia e tantas outras fobias eu também tenho hodofobia, afinal justamente por causa da claustrofobia eu detestaria ficar preso em um tipo de fobia só hahaha.

    Em 2007, aos 17 anos, estive em um acidente de carro fatal e de lá para cá nunca mais viajei tranquilo.

    Em 2009 tive minha primeira crise de pânico moderna enquanto viajava, era uma viagem que eu não queria ter feito e isso ajudou, fui parar no posto de saúde achando que estava enfartando.

    Em 2010, quando subi num avião para atravessar o Brasil e fazer minha viagem mais longa, a cada turbulência eu agarrava a poltrona para evitar ser arremessado em caso de colisão (maldita sequela do acidente de trânsito!).

    Em 2013, minha síndrome do pânico começou dentro do trem e de lá para cá nunca mais entrei num trem (ou fiz qualquer outra coisa) sem pensar em morrer, hoje é mais cansativo (e por isso eu evito) ficar 40 minutos em um trem do que foi passar 6 horas em um avião.

    É interessante procurar ajuda para voltar a se locomover numa boa, mas nunca se deve esquecer que talvez a maior e mais importante viagem seja dentro de si – o autoconhecimento – e que se forçar a conhecer lugares simplesmente porque os outros estão conhecendo pode acabar sendo prejudicial para quem é muito ansioso e impressionável.

    “Eu tô sentado dentro de um cartão postal, olhando aqui de perto tudo é tão normal.”
    – Apanhador Só

    • Seu comentário me fez pensar em bastante coisa. Muito obrigado por compartilhar essa história conosco!

      Inclusive, se quiser escrever sobre o assunto, as portas do 360 estão abertas ok?

      Abraço.

  2. Olá, nos últimos 10 anos minhas viagens sempre foram motivo de alegria. Uma vez sofri um acidente na estrada mas não me afetou; até o dia em que o ônibus em que estava bateu em um cegonheiro… Ninguém se machucou, porém o susto foi grande. Há dois meses, viajei com meu esposo, e o carro ficou quebrando varias vezes… tudo o que eu precisava era relaxar, mas foi terrivel. Agora tenho minha filha de 3 meses, e preciso pegar a estrada de volta, estou adiando o máximo, não sei o que fazer. É horrível essa sensação de que tudo vai dar errado de novo.

    • Oi, Fran. Que história complicada! Mas tente focar na maioria das viagens, em que problemas assim não ocorreram.

      E boa viagem! 🙂

      Abraço.

  3. Tenho pavor só de pensar em ficar em um ônibus todo fechado. Por mas que tenha o ar condicionado ligado. Gostaria de saber se tem algo que eu possa fazer para me sentir tranquila sem parecer estar ficando sem Ar.

    • Bom, você pode viajar em ônibus convencionais, em que a janela se abre, Renata. Mas o mais importante é lembrar que tem ar circulando ali, mesmo com as janelas fechadas. É igual andar num carro com ar-condicionado.

  4. Gente, eu vim buscar ajuda no Google porque eu tenho muito medo de estrada, não sou caótica no final acabo indo ao destino mas fico dias sem dormir antes de ir imaginando só coisas trágicas, chega ser doloroso porque minha mente cria coisas que eu nunca presenciei. E quando chego no destino nem aproveito com medo dá volta. 🙁

    • Que triste, Nicolle. 🙁

      Conversa com outras pessoas que passam pelo mesmo. Quem sabe isso não ajuda. Se não, já pensou em procurar ajuda?

      Abraço.

  5. Oi gente so de ler meu panico ja aumentou…. eu tenho q viajar amanha o meu problema todo e durante a vuagem depois q chego ao destino beleza mas durante a viagem e terrivel indepebdente se for de carro onibus ou aviao o panico logo vem… puor q fico imaginando acidente e mortes é horrivel dai se minha filha reclama da irma mais nova do tipo ai mae bao aguento mais ela.. eu ja fico imaginando q Deus castiga falar assim e tipo se ta reclamabdo entao vo tirar ela da vida de vcs save tipo essas coisas é horrivel …..sempre evito viajar mas as vezes tenho q ir amamnha no caso vou fazer uma viagem de 23 horas de onibus com duas cruancas to no mais alto nivel de estress nao sei o q fazer pra me acalmar

    • Imagino como vc deve estar, leve bastante música p ouvir e livro p ler e caderno p escrever. Procure versículos na bíblia p te acalmar , faça bastante respiração, e auto massagem p desestressar.

  6. Olá, meu nome é Thais e faz uns oito anos q não viajo. Antes adorava viajar e não tinha problema nenhum. Depois comecei a ficar ansiosa nas estradas e qto mais longe era a viagem, mais ansiosa eu ficava. Não tenho problema com a estrada em si, o problema é sentir q estou me afastando do lugar onde me sinto segura. Não tenho medo do meio de transporte, mas sim de ficar perdida e longe da minha casa e cidade. Me identifiquei muito com vc Ariane, principalmente qdo falou da lua de mel. Passei por isso. Meu marido queria ter feito uma viagem internacional e o máximo q consegui fui ir pra Parati. Mesmo assim ficamos só três dias e pra mim foi um parto. Nunca tinha visto pessoas com o mesmo problema q o meu. Tb nunca tinha lido nada na internet sobre isso. Foi muito bom ler as dicas. Obgda

  7. Olá estou já tem na 5 anos sem viajar, sofri um acidente de carro, que me causou síndrome do pânico, após isso fiz uma viagem de carro para o sul de Minas que foi traumático, pois não tinha o controle da viagem em minhas mãos rsrs até a janela do carro era controlada pelo motorista e isso só aflorou o meu medo, já recusei várias viagens por medo e essa semana ganhei uma pra pertinho próximo a Ouro Preto e estou aqui aflita. Li suas dicas e vou tentar por em pratica!!!!

  8. Olá tive síndrome do panico e uma das coisas q não consigo ainda é viajar e ir para lugares longes tipo centro de sp por exemplo. Isso me deixa muito ansiosa, quando vou dirigindo sinto q estou no controle e se for um lugar mais perto sinto me segura e uma viagem por exemplo é muito difícil a um ano atrás tentei ir p campos do Jordão queria muito ir e chegando lá fiquei encantada e realiza mas quando cheguei no hotel e vi a paisagem do alto entrei em pânico e vim embora, meu noivo pagou por 3 dias e ficamos 30min. Para mim foi muito frustrante. Tenho muita vontade de viajar, mas tenho medo de passar e ter q vir embora correndo. Vou me casar e não sei se vou viajar p lua de mel. Isso me deixa irritada comigo mesma. Tive muitas viagens que não deu certo na infância deve ser por isso. Bom obrigado por compartilhar esse tema, seu blog foi o único q achei. Vc tbm teve algum medo de viajar?

    • Oi, Ariane. Complicada sua história, mas obrigado por contar pra gente. 🙂

      Já considerou conversar sobre isso numa terapia? Pode te ajudar a superar o problema e descobrir as razões.

      Abraço.

    • Oi Ariane,

      Olha, desculpa falar isso assim num comentário, mas você precisa buscar tratamento para essa ansiedade. Terapia ajuda muito! E se necessário, um psiquiatra também. Digo isso porque minha mãe já sofreu com sindrome do pânico e hoje, graças ao tratamento, não passa mais por nenhum tipo de problema. Tratar esse tipo de problema as vezes é visto como tabu, como gente doida, ou que não quer tomar remédio. Mas é melhor se tratar do que não conseguir viver plenamente as coisas que quer.

      Um grande abraço.

      • Exatamente isso..precisamos de terapia com tratamento também com medicamentos.
        As vezes passamos a pensar que estamos enlouquecendo… é muito..muito complicado
        Mais sem tratamento com psicólogo e psiquiatra é impossível resolver.
        Mais tenho fé que vou me livrar disso.

  9. Só de ler já tive sintomas de ansiedade, que estranho o poder do psicológico!!! Eu viajo de avião (mas fico ansiosa a viagem inteira, vejo o avião caindo todo o tempo e não consigo relaxar, dormir ou desligar, fico muito ansiosa, mas não tenho problemas em ir), a mesma coisa de onibus, mas nesse caso eu até consigo dormir e dar uma relaxada leve, agora viajar de carro particular isso com ninguem. Eu percebo que o sentimento de não ter controle sobre o motorista, não ter uma forma de pedir pra ele ir mais devagar ou ter um responsável caso ocorra um acidente é o que inconscientemente me aflige. Caso ocorra um acidente há toda uma empresa responsável, que pode dar socorro. agora no caso de um motorista amigo ou família eu tive muitos casos de pedir pra ir mais devagar e a pessoa não dar ouvidos, ou cochilar e até alguns acidentes leves, percebo que o fato de não controlar isso é que faz com que eu fique com medo, até distancias curtas do trabalho pra casa eu prefiro pegar ônibus a ir de carro, moto então nem precisa dizer que morro de medo so de ver uma! Infelizmente esse medo me limita, mas felizmente não me tira o sono, a menos que eu tenha uma viagem a fazer.

  10. Tenho muito medo de viajar…Isso aconteceu após uma última viagem traumática que eu tive, totalmente desagradável e eu acabei ficando doente em decorrência da ansiedade. Depois disso simplismente não consigo viajar de forma alguma, penso que vai acontecer tudo de novo e que eu irei ficar doente novamente. Gostaria muito de conseguir superar esse trauma. É horrível!.

  11. Olá, a alguns anos atrás eu sofro acidente de carro com o meu pai, nada grave, só bateu a traseira, e eu só sofri um arranhão no joelho, todos saíram ilesos, mas desde então eu tenho muito medo de viajar e até mentalizo coisas ruins, pensando que toda a vez que eu viajar eu vou bater o carro e etc, como lidar com isso? Afinal, no meu acidente nem foi nada grave pra eu ter tanto medo assim

    • Oi, Jeniffer. Tenta seguir as dicas que estão no texto. 🙂

      Se não bastar, uma saída é procurar ajuda profissional, numa terapia.

      Apenas não desista de viajar.

      Abraço.

  12. O final do texto me fez lembrar de uma situação ocorrida em viagem. O recepcionista estava explicando ao pessoal sobre procedimentos de segurança, o que não fazer no centro da cidade: evitar andar com câmera pendurada no pescoço, relógios caros, itens à mostra…
    Quando ele foi me explicar perguntou primeiro de onde eu era
    – Brasil
    – Ah! Então você já sabe do que eu estou falando…
    – O.o

    Enfim, nosso país (infelizmente) já nos prepara para quase todos os perigos existentes numa viagem, não há muito o que temer, amigos! =D

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: