Um segredo chamado Espírito Santo

O pôr do sol, o mar e o horizonte tomado por dunas. Essa é uma das memórias mais incríveis que tenho de viagens pelo Brasil. E, ao contrário do que muitos pensariam ao ler a descrição, não é de uma praia famosa do nordeste. Essa viagem foi para Itaúnas, vila no norte do Espírito Santo.

Uma vila que foi tomada pelas dunas. Nos anos 70, a areia invadiu a cidade, forçando os moradores a mudar a vida toda um pouco para lá. O resultado foi um lugar mágico, que mistura praia e forró como poucos cantos deste país. Mas o Espírito Santo é bem mais que Itaúnas.

Veja também: Onde ficar em Vitória, no Espírito Santo

Dunas de Itaúnas Espírito Santo

Itaúnas

Cercado por alguns dos estados mais ricos do país, o Espírito Santo ainda é um mistério para o viajante brasileiro. E isso é uma pena. Maior que o Rio de Janeiro, dono de belezas indescritíveis, cidades interessantes e culinária rica, o ES merece estar na sua lista de desejos de viajante. Eu já viajei dezenas de vezes para lá e até morei no litoral capixaba por alguns meses, em 2013. É por isso que o 360 faz questão de sempre colocar uma opção de roteiro capixaba quando falamos de viagens pelo Brasil. Sempre.

No entanto, nossa atitude gera surpresa, principalmente por conta do povo capixaba. Já perdi a conta de quantos comentários recebi sobre o assunto, todos mais ou menos assim: “Adorei ver o meu Espírito Santo citado no texto. Isso é raro”.

Conceição da Barra Espirito santo

Conceição da Barra

Tenho uma notícia para você, caro leitor capixaba: o Espírito Santo não merece apenas ser citado num texto de viagens. Merece vários textos apenas para ele. Um guia completo – eu diria que um calhamaço, não estivéssemos numa era de conteúdo digital.

Como não falar de um estado que junta praia e montanha na mesma viagem? Ou de um estado que recebeu tantos imigrantes que sua cultura ficou marcada de forma definitiva e única?

Por que diabos um estado que tem gastronomia e história para viajante nenhum reclamar, que tem o melhor restaurante de pescados do Brasil, o maior  santuário de reprodução de andorinhas do Atlântico Sul, vários pontos de mergulho, uma rota romântica linda e pouco conhecida, um dos maiores manguezais da América Latina e o Pico da Bandeira e o Parque Nacional do Caparaó, por que, repito, por que esse estado não recebe a atenção turística merecida?

Pancas, no espírito Santo

Pancas, uma parte do Espírito Santo que ainda não conheço (Foto: KarlaFPaiva, Wikimedia Commons) 

E essa não é nem a pior parte. Ao contrário do resto do Brasil, mineiros e cariocas conhecem bem os destinos capixabas. E embora muitos deles adorem passar as férias lá, há um certo preconceito contra o Espírito Santo, principalmente por parte dos viajantes com mais dinheiro.

Foi isso que notei quando contei para os colegas da empresa onde eu trabalhava, há alguns anos, que passaria meu Réveillon em solo capixaba. “Por que não na Bahia?”, perguntaram eles. A Bahia é outro estado fantástico, claro, mas por que não no Espírito Santo?

Parque Nacional do Caparaó

Parque Nacional do Caparaó (Foto: Alexhubner, Wikimedia Commons)

O preconceito é tanto que eu costumo causar estranheza ao declarar que avalio a qualidade de uma praia, não importa a região do mundo em que ela esteja, pelas praias capixabas, onde passei todas as férias da minha infância. E que já cheguei em destino turístico do sudeste asiático, praias desejadas por milhões, apenas para olhar para o mar e dizer: “praia por praia o Espírito Santo é melhor”.

Claro, visitar outro país não se resume a pensar em faixas de areia e aquela viagem para o sudeste asiático também foi ótima. Mas algumas das praias que eu vi lá, e que atraem inúmeros turistas por ano, seriam praias normais no Brasil. Seriam praias normais no Espírito Santo.

Se um dia você resolver se aventurar por terras capixabas, meu conselho: desça em Vitória, aprecie a fantástica vista do Convento da Penha, beba uma cerveja no Triângulo das Bermudas, siga para Vila Velha e depois aproveite para conhecer Manguinhos e a Igreja dos Reis Magos (que lembra muito Trancoso, na Bahia), em Nova Almeida.

E corra para Guarapari. Não fecha a cara. Sim, eu disse Guarapari, que, como outras cidades brasileiras, sofreu com o turismo desorganizado e inconsciente. Guarapari tem praias lotadas no verão e muvuca para até eu botar defeito. Mas também tem restaurantes, mergulho, vida noturna, natureza, construções históricas e praias de pescadores onde a vida passa devagar mesmo durante a muvuca do verão.

Setiba, Guarapari

Setiba, Guarapari (Foto: Shutterstock)

E falta falar das cidades dos imigrantes, como Venda Nova ou Santa Teresa, falta falar da Pedra Azul, de Domingos Martins, de Aracruz e do Rio Piraquê-Açu. Falta falar de Conceição da Barra, de São Mateus e de Guriri. Do turismo religioso, seguindo os passos de Anchieta, do ecoturismo e do agroturismo. Falta falar de um monte de lugares que eu não conheço, porque mesmo com dezenas de viagens eu não consegui esgotar o Espírito Santo.

Ainda bem. Assim sobram motivos para voltar.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

106 comentários sobre o texto “Um segredo chamado Espírito Santo

  1. Conheci esse site recentemente e por curiosidade escrevi “Brasil” em busca e o que me deixou mais surpresa foi encontrar post relacionado o ES. Infelizmente o nosso estado é bem pouco valorizado e reconhecido e ter encontrado ele aqui foi gratificante.

  2. Procure: Rio Claro e Hidrolândia em Iúna.. Pedra Roxa em Ibitirama… Patrimônio da Penha em Divino de São Lourenço.. a região do Caparaó é linda demais…

  3. aaa e Parabéns pelo seu bolg, é muito legal ver nosso estado sendo destaque e sendo lembrado, só fico indignado q poucas vezes lembram do norte, tudo bem q vc falou de Itaunas e Pancas, mais a maioria nem cita nada do norte, parabéns pela iniciativa, e na próxima postagem que vc fizer lembra um pouco mais da nossa região faz uma visita aqui na minha cidade, sei que o espirito santo é lindo pois ja fui em varias cidades e cada uma tem seu diferencial q a destaca, mais faz algo diferente de todos os outros da um destaque aqui pra nossa região e minha cidade tenho certeza que vc vai gostar…

    1. Qual a sua cidade, Neimar? Do norte conheço ainda São Mateus, Guriri e Conceição da Barra. 🙂 Acho lindo também, mas tenho que conhecer mais.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraço.

  4. INTERESSANTE QUE JA VI VÍDEOS DOCUMENTÁRIOS E OUTROS, FALANDO DAS BELEZAS DO ESPIRITO SANTO, MAIS SEMPRE SE FALA MAIS DAS CIDADES DO SUL DAS MONTANHAS E DA GRANDE VITÓRIA, POUCAS OU RARAS VEZES SE FALA DO NORTE DO ESTADO, ONDE SE ENCONTRA MUITAS CIDADES LINDAS, DE MONTANHAS E PRAIAS MUITO AGRADÁVEL E LINDAS, REGIÕES DE BELAS PAISAGENS, A MINHA CIDADE MESMO, VILA PAVÃO É UMA CIDADE COM UMA PAISAGEM ENCANTADORA, ONDE PODEM SE EMBELEZAR COM O CAMPO DE CASAS ANTIGAS E COLONIAIS COM UMA CULINÁRIA TÍPICA, DE CÓRREGOS RIOS E MUITAS CACHOEIRAS E UMA GRANDE QUANTIDADE DE PEDRAS ENORMES COM MUITAS CAVERNAS INEXPLORADAS ATÉ HOJE, IGREJAS LINDAS COMO A IGREJONA, MUITAS COISAS PARA SER EXPLORADAS COM TURISMO, SEM FALAR DA NOSSA CULTURA, MAIS MESMO COM TUDO ISSO, NÃO VEJO NENHUM DOCUMENTÁRIO FALANDO DE VILA PAVÃO E OU DE OUTRAS CIDADES DO NORTE DO ESPIRITO SANTO, É UMA VERGONHA É COMO SE O ESPIRITO SANTO FOSSE SÓ DE COLATINA PRA BAIXO, COMO SE O NORTE NÃO EXISTISSE OU NÃO FIZESSE PARTE DO ESPIRITO SANTO…

      1. ja que vc gosta de aventura e paisagem, montanhas vila Pavão é uma boa Pedida, se vc quiser pode entrar em contato comigo, eu lhe mando umas fotos de algumas coisas daqui, entre outras da nossa cultura que é riquíssima, culinária e outros, me procure no face, e vamos manter contato…

  5. Realmente tem muita coisa bonita, da praia a montanha passando pelo agroturismo. A região de Pedra azul é muito bonita, em Venda Nova tem um ótimo polo de agroturismo com produtos de altíssima qualidade como: Socol, cerveja artesanal, antepastos etc … coisa difícil de encontrar em outros lugares, la tb tem uma fazendo de arvorismo muito legal. O parque do Caparaó é um show a parte, e no enterno tem a tecnotruta, o patrimonio da penha etc …

    pelo tamanho do estado a quantidade de pontos turísticos é enorme. Eu sou mineiro moro aqui no ES e gosto muito daqui. Quando cheguei li uma charge na gazeta que me chamou a atenção. A Charge dizia que falta ao capixaba gostar tanto do ES quanto os mineiros gostam ….

  6. Ótimo post! Tiro férias em julho/agosto e pretendo ir para o ES e seu texto me ajudará bastante.
    Pretendo fazer um roteiro de uns 10 ou 15 dias pelo ES e não tenho carro, portanto vai ser um rolé de busão mesmo. Acha viável? É tranquilo?
    Minha intenção é ir de trem de BH até Colatina, passar por Pancas e depois partir pra Vitória, Vila Velha e Guarapari, não necessariamente nessa ordem.
    Vamo ver no que dá essa trip. Hehe.

    Abraços!

    1. Se for para pancas a empresa de onibus é a águia branca e lá tem um sítio o cantinho do céu os donos São Dona Joana e um de seus filhos o Fábio ele recebe a galera que quer conhecer suas montanhas lá ele disponibiliza área de camping o face é Cantinho do céu. Indo para Guarapari tem a praia D’ulé pouco antes do pedágio é o reduto do surf vale uma visita na Cabana Aroeira onde tem boa comida um astral ótimo e uma boa música pouco mais a frente tem o parque Paulo César Vinha que simplesmente lindo a entrada é gratuita , em Vila Velha que é onde moro a 7anos além do convento tem o Morro do Moreno que é um lugar onde se pratica vários esporte como Para Pente, Mountain bike, escalada e etc além de ter uma vista incrível lá de cima.O Estado é lindo e não sou suspeita em falar pois sou mineira. Meu face é Patricia Boechat Martins Serra qualquer coisa pode me chamar lá que tento te ajudar.

  7. Testo sensacional Rafa. Tenho orgulho de ser do ES. Conheço muita coisa por aqui mais ainda há muitos segredos escondidos em cada cidade capixaba. Grande Abraço

  8. Alguém falou do por do sol de Colatina, o segundo mais bonito do mundo. Apesar de Colatina não ser uma cidade turística, mas vale a pena passa por aqui para ver o por do sol, temos outras coisas legais, é claro.

  9. Sou suspeito de dizer algo por ser capixaba… Se eu fosse citar desde Pedro Canário até Presidente Kennedy são inúmeras belezas… Sou natural de Aracruz, cresci em Ibiracu lar do maior mosteiro da América Latina, irei citar alguns para motivar a quem ler ter a curiosidade: quer frio? Vamos tomar um vinho em Santa Tereza ou em Domingos Martins e passear no parque do China com suas lagoas e chalés ou tomar banho nas cachoeiras em Santa Tereza, na Matilde com seu rapel nas quedas d’agua em Santa Leopoldina, ou subir mais um pouco e ir pra Festa da Polenta ou a do Vinho em Venda Nova e assistir ao tombo da maior panela de Polenta do mundo, ou andar mais um pouco e ir para oo tão famoso Festival de Alegre. Quer praia? Temos quase 500 km de praia desde a de Barra Nova na Divisa com Bahia até a foz do rio Itabapoama em Presidente Kennedy, com direito a 64 lagoas em Linhares sendo a Juparanã a maior do Brasil em água doce, ou surfar pelos inúmeros points pelo estado, sem esquecer do Xangão em Aracruz, Solemar em Jacaraipe, Barra do Jucu em Vila Velha e da vila de Regência que eh um dos picos mais famosos do Brasil em Linhares na foz do Rio Doce. Quer aventura? Tem de sobra. Rapel na cachoeira da já citada Matilde. Pedra Azul, Pancas, Ibiraçu, Afonso Cláudio, Alegre, o Pico da Bandeira na Divisa com minas todos esses lugares para voar de parapente ou para vôo livre. Quer bar? Tem inúmeros e sem sair de Vitória, Triângulo na Praiá do cantos, rua da Lama em Jardim da Penha, o festival gastronômico em Manguinhos, ou dar um passeio e parar nos K1 em Camburi para dançar um forró, e dpois subir assistir um show no Ilha com uma vista incrível da Baia de Vitória, subir o Convento da Penha acompanhando a romaria pela 3° ponte, ou curtir o carnaval no sambão do povo que tb recebe agora ES folia um dos maiores carnavais fora de epoca do Brasil, ou ir pras praia curtir os blocos de rua e os trios na Barra do Jucu em Vila Velha, curtir os trios na Barra do Sahy, Pontal do Ipiranga, Conceição da Barra, Ou o charme da Ilha de Guriri e emendar pegando um bug e subir as dunas de Itaúnas para curtir o Festival Internacional de Forró, festival da concertina em Rio Quartel, comer o tão famoso pastel com caldo de cana em Ibiraçu, dançar um pagode no Aloir ou no Mar & Terra em Santo Antônio, ouvir um lual, um reggae em Manguinhos ou na Barra ao som da tão capixaba casaca… Se eu fosse ficar falando aqui seria o dia inteiro, mas fica o incentivo, pra quem eh capixaba pare de viajar para outros lugares e valorize sua terra… Pq nosso estado não perde em nada para os outros. Orgulho de ser capixaba…

  10. Beleza de Estado, realmente é maravilhoso, posso ainda sugerir o Encontro de Folias de Reis no pequeno Município de Muqui no Sul do Estado e já no Município vizinho de Mimoso do Sul, o Maravilhoso Sítio Histórico de São Pedro do Itabapoana onde ocorre o Maior Encontro de Viola e Sofona do País; além, no mesmo município, das belezas naturais das Regiões dos Pontões e da Palmeiras onde tem uma Comunidade Rural sendo considerada uma das mais organizadas do Brasil e reconhecida pela ONU e … neste Estado Maravilhoso.

  11. Ótimo texto sobre meu lindo ES, Rafael. Aproveite para conhecer o município de Ibiraçu, onde se localiza o Mosteiro Zen Budista Morro da Vargem e a rota do Caminho da Sabedoria. Vale a pena. Abç! 🙂

  12. Fiquei extremamente surpreso com tantos elogios proferidos aos nosso Estado, o qual vive escondido atrás da selva de pedra plantadas nos Estados vizinhos. É gratificante ver reconhecimentos e elogios. O Espírito Santo é um lugar rico em natureza, gastronomia, cultura e, principalmente, acolhimento e hospitalidade. Nós que vivemos aqui precisamos tomar como forma de reflexão posts como esse e aprender a valorizar o paraíso em que moramos. Estou muito feliz em ver a sua Satisfação e curiosidade em prosseguir a exploração do nosso Estado e, te afirmo, não vai se arrepender rsrs.. Abraços!

  13. Gente, pura verdade! Nas minhas férias deste ano eu fui conhecer esse estado tão discreto (e que pessoas do estado de SP pensaram que era nordeste…) e achei maravilhoso. Fui para cidade de Vila Velha e amei! Mas azul, pessoas bacanas, bons restaurantes, Convento da Penha com vista incrível, e pontos turísticos que infelizmente não consegui conhecer como o Morro do Moreno. Quero muito voltar para o o estado para conhecer mais das delícias do ES! Aconselho sim as pessoas a irem e largar um pouco do óbvio de Bahia, RJ, SP…

    *PS: Ótimo texto aliás!

  14. Caramba! Nem acredito que até minha cidade linda foi citada! Sou de venda nova, cidade de montanhas, pacata, fria e deliciosa! Cheia de cultura e com povo acolhedor! Muito feliz de sermos citados no 360 meridianos! Rafael, sinte-se convidado e retornar e me ofereço para mostrar mais pra VC sobre esse parte do Es. 😀

  15. Ótimo seu texto Rafael. De fato, o ES é muito mal divulgado não só no Brasil mas pra muitos capixabas também. Temos muitos sítios históricos como os de Anchieta, Viana, Muqui… Quando estiver por aqui, além de tomar uma cerveja…ou um café…no Triângulo, dê uma passadinha na Rua da Lama em Jardim da Penha(as noites de Quinta e Sexta-feira são as melhores), na Região das Ruas 7 e Gama Rosa a noite, na Cidade Alta(todas no Centro de Vitória), nas orlas das Praias da Costa, Itapuã e Itaparica e Vila Velha… Tem muitos bares que são pouco conhecidos pela maioria, mas que são verdadeiros tesouros. Enfim, venha logo pra cá, blz. Abs!

  16. Muito bom ler um texto falando super bem do ES. Esta terra e linda, tem opções de lazer diversas, como andar de escuna ao redor da Ilha de Vitória, conhecer o manguezal que fica em Cariacica. Pegar a rota Imperial que inclui Cariacica. Você terá surpresas agradáveis ou ir para Domingos Martins. Será bem vindo.

  17. Cara, achei fantástico seu texto!! Parabéns, pra quem não mora aqui, descreveu muito bem o Espírito Santo!! Concordo com você, quando diz que o turismo no ES é muitíssimo pouco explorado!! Eu julgo como causa disso falta de profissionalismo e vontade do governo capixaba! Temos pousadas fantásticas, lugares maravilhosos, mas pouquíssimo conhecidos!! Pra se fazer um comparativo, fiquei bem decepcionado quando conheci a praia de Porto Seguro, que apesar de bonita e agradável, não tinha nada de especial, se comparada às praias do ES, mas que é ainda hoje, muito mais cotada que as praias do meu adotado (sou mineiro) Espírito Santo. Moro no ES há mais de 30 anos e conheço um pouquinho daqui e do nosso Brasilzão também e posso afirmar com toda certeza do mundo: Quem ainda não conhece o ES está perdendo de apreciar um dos lugares mais encantadores do Brasil!!

    1. Infelizmente o turismo não é bem pensado no Brasil, Gustavo. E o ES tem um potencial gigante.

      Aos poucos o brasileiro vai descobrir isso.

      Abraço.

  18. Adorei ler seu texto. Sou capixaba até is ossos, e posso dizer que conheço relativamente bem nosso Estafo. É lindo realmente. De uma riqueza e diversidade cultural incrível. Mas os serviços… Deixam muito a desejar. Nas praias, em sua grande maioria o atendimento é ruim, e isso é péssimo. Falta investimento, planejamento, como vc ja disse, e falta incutir na cabeça do capixaba que turismo é riqueza.
    Moro fora do país e também faço comparaçoes. Nosso ES tem muitas beleza.
    Obrigada pelo texto.

  19. Faltou um pequeno detalhe, qualquer ponto turístico do ES pode ser acessado em no máximo 4h de automovel desde a capital Vitória. Pode curtir o verão tropical no litoral pela manhã e em uma ou duas horas de viagem estar em uma região de montanha curtindo o friozinho característico.

  20. Achei lindo esse texto! Eu conheço a maioria dos lugares citados e sou muito grata a Isso! Tem dois anos que moro em BH, acho a cidade muito legal e bonita, mas sinto falta de muitas coisas do ES. Esse texto me deu mais saudade ainda… Agora eu tenho uma pequena frustração quanto a maioria dos mineiros, que enxergam o ES de forma tão preconceituosa. Alguns fazem chacota com quem vai lá e falam que quando tiverem dinheiro vão parar de ir para Guarapari e tudo mais. É péssimo ter que ouvir coisas sem noção alguma de pessoas que não tem conhecimento sobre o ES nenhum. Aposto que nuncaaaa buscaram no Google o que tem no estado.

    1. Acho isso uma pena também, Juliana.

      Mas não são todos os mineiros. Muitos adoram. Os que vão adoram. Mas tem um grupo bem preconceituoso mesmo.

      Sou mineiro e adoro o ES.

      Abraço.

  21. <3
    Me deu tanta saudade de casa agora. Tipo aquele momento que você está em um lugar incrível, bem bem (bem) longe e a saudade de casa bate e tudo o que você queria era piscar os olhos e estar lá com a família. No meu caso, pronta pra dar uma pedalada de Jacaraípe pra Manguinhos, voltar pra casa e comer uma comidinha da mãe, moqueca capixaba, lógico. Do peixe comprado na peixaria aquela manhã.

    Obrigada Rafael. Não pude piscar os olhos e estar em casa… mas através de suas palavras, de certa forma, consegui chegar lá. 🙂

  22. Rafael,

    Faltou falar de Muqui, onde estão 60% dos 200 imóveis do ciclo do café, tombados no ES; das fazendas históricas que recebem os hóspedes no esquema “cama e café; dos encontros de “folias de reis”; dos “bois pintadinhos”; e do “festival de sanfona de São Pedro do Itabapuana, em Mimoso do Sul.

    Então, sugiro uma descida para o sul do estado.

  23. Adorei o texto! Parabéns!
    A cada linha que eu lia era uma sorriso novo. Não sei porque o ES é tão pouco falado turisticamente, aqui é um lugar tão bonito e bacana.
    Nunca vi um texto sobre o ES assim, é muito bom ouvir falar bem da minha terra que tanto amo.
    Visite Afonso Cláudio, é um lugarzinho nas montanhas super aconchegante e bonito. Tem a Pedra dos três Pontões e da Lajinha, ambas com uma vista e um por do sol indescritíveis. Tem muitas cachoeiras também assim como Alfredo Chaves. Sou de Afonso Cláudio, moro em Vitória atualmente, mas não trocaria lá por nenhum outro lugar no mundo rs
    Parabéns de novo pelo texto, é bom saber que temos admiradores por esse mundão a fora!

  24. Simplesmente espetacular este texto. Fiquei encantada com tal admiração. É uma pena q nem mesmo nós capixabas valorizamos de forma merecida este estado de fé, de graça e riquezas escondidas…Parabéns Rafa, outro convite: Qdo subir as montanhas, venha conhecer Sta Maria de Jetibá e tomar um belo café pomerano.

  25. Rafael Sette, nasci e sou criado no Espírito Santo e a cada viagem que faço no interior do estado me surpreendo. A beleza de Matilde (Afonso Claudio) e suas cachoeiras, O clima de Domingos Martins e toda a Região Serrana são lindíssimos. As caminhadas como Os Passos de Anchieta, O Caminho do Imigrante e a de Marataízes bem que deveriam estar em guias de aventuras. Sem falar no rapel no Morro do Moreno, nas Pedras do Dois Olhos, em Pancas e em tantos outros lugares de Vitória e no interior, como na própria Cachoeira de Matilde, são agradabilíssimos.

    1. Muito obrigado por listar tantas opções que eu não conhecia, Edvander. Gostei muito do que já descobri sobre Pancas. Quem sabe não é a próxima viagem?

      Abraço.

      1. Rafael, as montanhas de Pancas são sem igual. Essa cidade é muito indicada para quem gosta de esportes de aventuras como o trekking, montanhismo e rapel. Os Passos de Anchieta são 100 km de caminhada, dura 4 dias, vai de Vitória-ES a Anchieta-ES, conheci gente do Rio, São Paulo, Paraná e etc. Vale a pena fazer.

  26. Gostei muito da reportagem. Realmente quando me refiro ao ES, o faço pelo pré-nome de Glorioso Estado, ficando assim: Glorioso Estado do Espírito Santo. Mas, somos cientes de nosso Estado, com nossos poucos mais de 4,3 milhões de habitantes (sim, somos dos mais despovoados do Brasil em números absolutos!!!), que caberiam tranquilamente nas demais megalópoles do Pais e desfrutamos de nossas belezas e facilidades. Ainda há lugares “segredos” no ES, como a praia que frequento. Todos são bem-vindos ao Glorioso Estado do Espírito Santo.

  27. Excelentes dicas e um texto delicioso de ler. O ES é mesmo lindo! E Itaúnas… Sem palavras! Na próxima visita, aproveite para tomar uma cerveja no Centro Histórico de Vitória, o berço dos capixabas. O samba e o congo, a arte, as intervenções culturais, todas as raças e cores, tudo junto. O Centro tem uma energia maravilhosa e tenho certeza que você vai se apaixonar por esse nosso cantinho também.

        1. Infelizmente, não conheço nenhum texto sobre essa cidade. E olha que tem matéria para isso. E o material está nas lembranças de vários homens e mulheres que estiram ali. Muitas são as histórias que Fabinho, dono do sitio cantinho do céu (que serve de base para quem pratica esportes radicais) e guia local, além de outros.

    1. Olha, estou convencido a fazer de Pancas minha próxima viagem. As fotos são lindas, o pouco conteúdo que existe na internet é inspirador e todo mundo que esteve lá fala bem.

      Abraço, Alexandre.

      1. Ótimo. Fico feliz de te influenciar na escolha. É minha cidade natal. Muito linda. Da uma olhada no site amopancas.com, e no face Amo Pancas. Abs.

      2. Olá Rafael, não esqueça de incluir Pedra Azul e Aragauaia no seu próximo roteiro. Pedra Azul é fantástico, é nossa montanha mais charmosa. Araguaia tem ótimas cachoeiras.
        E se quiser passar em Venda Nova para experimentar um socol e outras muitas guloseimas, estou a disposição.

  28. Legal vc falar daqui, mas vc fez uma pergunta q tem uma resposta obvia.
    “por que esse estado não recebe a atenção turística merecida?”
    Porque o povo capixaba não quer. Não gosta de gente de fora, temos um péssimo atendimento ao público, ainda mais ao saber que são pessoas de fora.
    Para se ter ideia, encontrei este artigo através de um comentário de um capixaba falando pra não divulgar, que prefere que fiquem desconhecidos e não venham ninguém.
    Fora isso, realmente, o estado é lindo, com muitas atrações porém, a péssima hospitalidade torna a viagem de qualquer um péssima. Com isso não voltam mais e ainda fazem propaganda negativa.

    1. Liebnitz, infelizmente existe muitos capixabas que não valorizam suas origens,e é uma pena, de verdade! O capixaba que fala isso é porque não conhece as riquezas das demais regiões do estado, como citado no post.

    2. Oi, Liebnitz. Certamente você conhece o estado melhor que eu, mas posso te dar meu testemunho de turista: sempre fui bem recebido aí.

      É lógico que tem gente que é menos hospitaleira, mas acho que isso tem em qualquer lugar. 🙂

      Há um problema, no entanto, causado pelo turismo não planejado e pouco sustentável. É o caso de Guarapari no verão. Fica tão cheio que alguns moradores tomam birra de turistas. E o turismo acaba não deixando tanto dinheiro quanto deveria na cidade. Fora que a cidade fica vazia nas outras épocas do ano.

      Enfim, é um problema de planejamento turístico, mas que não é exclusivo do Espírito Santo – isso existe no Brasil todo, infelizmente. Quem sabe nossos governos não começam a perceber que o turismo merece uma atenção melhor, né? Sonhar não custa. 🙂

      Abraço e obrigado pelo comentário.

  29. É um prazer enorme ler coisas legais do nosso estado , ver que a Serra sendo lembrado por sua vila gastronómica ( manguinhos), e a riqueza da igreja dos reis magos .
    Temos outros cantinhos aqui no município que valem a pena conhecer ,coloque na sua busca ; ruínas da igreja dos queimados ,que foi a maior enssureiçao da época da escravidão no ES .
    O morro mestre Álvaro , uma das maiores elevações montanhosas da costa brasileira com 833 mts de altura , e que guarda uma das poucas areas de mata atlântica de altitude do estado .
    Em jacaraipe tem a vila das artes onde se encontra a casa de pedra do artista plástico neuso ,a lagoa do juara onde se serve a melhor moqueca de tilapia da grande vitória .
    A norte de manguinhos tem a praia mole que pertence a praia de carapebus ..
    Igreja matriz da serra sede e igreja de são José de carapina. ..
    Gratidao Man

    1. Eu adorei conhecer Manguinhos e a Igreja dos Reis Magos, Patrick. E pode deixar que voltando dou um jeito de conhecer um pouco mais dessa região.

      Abraço e obrigado pelo comentário.

  30. Adorei o post, Rafa!

    De fato, nós aqui de São Paulo quase não lembramos do Espírito Santo na hora de eleger um destino nacional, mas já tem um tempo que eu tenho vontade de me debandar p/ lá nas férias! Agora tenho ainda mais motivos!

    Valeu pelo post!

    1. Pois é, o pessoal de São Paulo não lembra mesmo do ES. E olha que não está longe. E as passagens para Vitória não costumam ser caras.

      Abraço, Bárbara.

  31. Ah! O que dizer da nossa terrinha. E você, Rafael, contou muito bem os nossos segredos. Aliás, há muitos segredos a serem desvendados ainda rs. Não conhecia o blog e já me apaixonei, principalmente lendo um texto que apresenta tão bem a minha terra. Ainda quero desvendar muitos outros cantos do Espírito Santo, mas me sinto feliz em já ter passado por Itaúnas, curtido um forró com os nativos e observado, nas dunas, as estrelas. Já curti muitos carnavais em Conceição da Barra, literalmente, amor de verão. Coisa boa, viu! Espero que o mundo conheça, por meios dos textos aqui publicados, o meu Estado, a minha raiz, a minha culinária e a verdadeira moqueca, é óbvio. Parabéns!

  32. Gostei ainda mais, porque as minhas melhores memórias do ES estão fortemente atreladas aos tempos que passamos juntos lá, Rafa! Sdds memes, brigas às 23h56 do dia 31 de dezembro, “essa não é a meaipe que eu conheço” e tantas outras coisas haha.

    =)

  33. Não preciso nem dizer o quanto gostei desse post, né Rafael? 😉
    Que orgulho ver o ES por aqui mais uma vez e de uma forma tão carinhosa. Tomara que isso ajude a despertar o interesse das pessoas a vir pra cá.
    E sabe o que me deixa mais mordido? Saber que muitos capixabas não conhecem o seu próprio Estado. O que eu tenho de amigos que nunca foram a Itaúnas… Caparaó, então, eu nem considero…
    Obrigado por ajudar a desvendar esse segredo! E obrigado também por linkar o Rotas!

    1. Você sabe o tanto que eu gosto do ES, Tiago. E estou precisando voltar: minha última passagem por aí foi em janeiro de 2014. Vou me programar. hehe

      Compartilhar o Rotas, o melhor guia online do ES, é quase obrigação. 🙂

      Me fala uma coisa: você conhece Pancas, onde ficam essas montanhas mostradas numa das fotos? Descobri esse lugar escrevendo o texto. Não achei muitas informações na internet, mas fiquei curioso.

      Abraço.

      1. Rafael,

        Faltou falar de Muqui, onde estão 60% dos 200 imóveis do ciclo do café, tombados no ES; das fazendas históricas que recebem os hóspedes no esquema “cama e café; dos encontros de “folias de reis”; dos “bois pintadinhos”; e do “festival de sanfona de São Pedro do Itabapuana, em Mimoso do Sul.

  34. Gostei demais!
    Vou ler mais sobre ES, e é fácil chegar,né!
    Eu começo pelo texto e por ultimo vejo quem é o autor …e eu sabia que era você desde o primeiro parágrafo.

    🙂

      1. Nada disso acabo de conhecer seu blog e percebo quão grande é sua admiração amei seu texto fico muito feliz em ver pessoas de fora falando tão bem assim do meu estado , muitas pessoas daqui mesmo mal o conhecem (eu por exemplo) estou conhecendo melhor essa maravilha agora aos 21 anos nunca sai de vitória mais a primeira viagem que eu fizer com certeza será por aqui mesmo tem tantas coisas lindas que eu nem podia imaginar… fiquei impressionada quando descobri mesmo pela Internet!

  35. Cara, que felicidade ver um texto assim sobre meu Estado. Acho que tal “distanciamento” talvez seja por estarmos sufocados entre vários estados de tirar o fôlego também: sua linda e saudosa Minas, o Rio e seus predicados e Bahia com seus vários sinônimos. Mas aqui no ES, tem alguma coisa diferente que não sabemos explicar, mas tanto eu quanto você podemos sentir 🙂

    1. Tinha me esquecido que você é do ES, Julio. Concordo com você, seu estado tem algo diferente sim. 🙂

      Sempre me senti bem por aí.

      Abraço.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.