“Vender livros é o comércio mais bonito do mundo”

Aos 13 anos, em 1948, Nuno Canavez saiu de sua aldeia, na região de Trás-dos-Montes, em Portugal. Chegou na cidade grande e nunca tinha sequer calçado um sapato. Mudou-se para o Porto para estudar e conseguiu ali seu primeiro emprego. Um sebo, chamado Livraria Acadêmica, fundada em 1912 por Joaquim Guedes da Silva, foi quem o empregou.

Nuno, para sua sorte, encontrou o grande amor da sua vida entre as lombadas antigas de livros raros. Sua função inicial era ser garoto de recados. Em 1972, comprou o negócio para si e desde então permanece ali, hoje trabalhando com o filho, na R. dos Mártires da Liberdade, 10.

livraria academica porto

Numa cidade que tem a famosa Livraria Lello, é bom conhecer outros cantinhos para amantes da literatura. Visitar a Livraria Acadêmica foi uma dessas experiências que estimulam os sentidos. Eu, recém chegada na cidade, não teria descoberto o local e seu incrível dono não fosse o convite da amiga blogueira Rita, que escreve o Porto encanta. Ela me disse: “quero dar uma olhada numa livraria que nunca entrei, mas dizem que é belíssima”. E, assim, o passeio de uma tarde ganhou páginas e capas coloridas.

livraria academica porto

Hoje, o Sr. Nuno tem 82 anos, me lembra meu avô, porque é um contador de histórias. Mal nos viu entrar e já começou a puxar assunto. Me ganhou em questão de minutos, ao elogiar Minas Gerais – um dos lugares que mais gostou de conhecer no Brasil. E, veja bem, ele não visitou pouco: viajou de Norte a Sul. Até a Amazônia conheceu. Nos contou do tempo das cartas, dos roteiros, dos portugueses que emigravam. Também esteve na Muralha da China, no Canadá e em tantos países que só suas histórias de viagem já renderiam uma tarde inteira de conversa.

livraria academica porto

livraria academica porto

Fotos antigas de Nuno na Livraria Acadêmica

“Viajava com a minha mulher. Hoje só viajo com os livros”. E quantos livros, viu? São milhares, em idiomas, temas e cores diferentes. As encadernações são preciosas. Algumas originais, outras restauradas. Afinal, essa é uma livraria centenária. A obra mais antiga ali data do século 16.

Alfarrabista. É o nome (bem mais bonito) que os portugueses dão aos sebos. A profissão e o comércio mais bonito do mundo, segundo o personagem dessa história. O Sr. Nuno mostra com orgulho algumas edições antigas que tem conservadas, guardadas numa estante. Enquanto nos contava suas histórias, percebeu também o brilho em nossos olhos, e nos ofereceu para conhecer a sala no andar de cima da livraria.

livraria academica porto

Subimos uma escadinha entulhada de exemplares, à esquerda e à direita, com cuidado para não derrubar as pilhas ao redor. E então, estantes e mais estantes de vermelho, verde, azul, dourado. Títulos em português de Portugal, português do Brasil, alemão, francês, inglês. Depois de nos contar melhor sobre as obras que ali estavam, nos deixou lá sozinhas, imagine só!

livraria academica porto

Depois nos mostrou o seu próprio livro, em edição especial: uma bibliografia de todas as obras publicada em sua terra, Trás-os-Montes. “Esse eu não vendo”, nos disse, rindo, sobre a edição especial. Seu filho nos olhou, meio rindo e meio sério, e disse: “Tudo depende de quanto queiram pagar”.

livraria academica porto

Busto de Bronze que fizeram de Nuno em 2004

livraria academica porto

Contracapa de edição especial de seu livro

Nos despedimos felizes e, enquanto ainda tirávamos fotos da fachada da loja, o Sr. Nuno nos acenou para esperar. Passados alguns minutos, voltou com um exemplar na mão: “Traço de União – Temas Portugueses e Brasileiros”, de Miguel Torga. Um importante poeta e escritor português, que também é de Trás-dos-Montes. Nos deu o livro de presente, além da incrível companhia e das histórias deliciosas. Indiscutivelmente, vender livros é o comércio mais bonito do mundo.
livraria academica porto

Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

22 comentários sobre o texto ““Vender livros é o comércio mais bonito do mundo”

  1. Ahh Luiza! Também vim estudar e morar no Porto. Torço sempre pra esbarrar com vc aqui em algum canto e faturar um autografo… e quem sabe uns minutinhos tomando um belo café! Obrigada pelos seus textos!!! Sucesso!

    1. Oi Bianca, tudo bem?

      Esse ano de 2018 eu estou semi nômade. Estou rodando por algumas cidades europeias e não estou no Porto, apesar de manter meu endereço aí.

  2. Muito inspiradoras dicas, adorei a livraria e o Jeito especial de apresentá-la. Faz parte do meu próximo roteiro conhecer Porto e a livraria de Sr Nuno. Parabéns pelo trabalho tão interessante.

  3. Mapas e livros,minha paixão adquirida desde nove anos de idade,aluno da escola primária numa aldeia na longínqua Polônia dos anos cinquenta do seculo passado.Os alunos frequentemente foram designados a ajudar na limpeza do Centro Cultural e Biblioteca Pública da aldeia.Foi lá que vi pela 1a vez o mapa da América do Sul e imenso contorno do Brasil.Desejo de viver num país tropical é resultado da leitura.Também eu sou resultado de todos os livros lidos na minha vida de setenta anos de idade,dos quais quarenta e quatro no Brasil.Claro,não podia ser diferente;tornei-me RCA (Representante Comercial Autônomo) e apresentador técnico das obras da Enciclopédia Britânica:Barsa,Êxito,Museus,Mirador Internacional e a própria Encyclopaedia Britannica.Viajava pelo Brasil vendendo,conhecendo lugares e pessoas,unindo útil ao agradável.Bons tempos aqueles.Hoje,Bíblia:Tradução do Novo Mundo é meu livro preferido de leitura e estudo.Mas,Luíza,seu artigo me fez ficar com saudade dos livros e daquele tempo.Obrigado querida.Por favor,transmite ao Alfarrabista Sr.Nuno que vende e ama alfarrábios meus cordiais saudações e para você Luíza,desejo:Que teus olhos sejam atendidos.

  4. Luiza,
    Seu blog é muito precioso pra quem ama portugal, como eu.
    Obrigada pelos artigos incríveis que escreve!
    Continue assim.
    Obrigada,

    denise

  5. E ler os livros impressos, folheá-los o maior e melhor entretenimento que conheço. Estou contigo Luiza e sou natural das Minas Gerais.
    Antonio

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.