fbpx

A louca explicação para as moedas da Inglaterra

Sou péssima em matemática e isso não é segredo para ninguém. Mas essa minha característica “de humanas” não me atrapalha mais tanto no dia a dia, pelo menos não desde o advento das calculadoras de celular. A hora da verdade, para mim, é quando alguém me dá o troco num país estrangeiro. Esse, em geral, é o momento em que eu “sorrio e aceno” – e vou embora fingindo que conferi tudo direitinho, quando eu não faço ideia de como somar a grana rapidamente.

Porém, como já moro na Europa há três anos e as moedas do euro são mais ou menos parecidas com as do real, os momentos vergonha pós-troco já diminuíram bastante. Pelo menos até eu vir para o Reino Unido e relembrar, amargamente, a total loucura que são os os pennies e pences daqui.

É que as moedas de libra valem muito dinheiro e por isso quase sempre é preciso pagar ou receber dinheiro utilizando-as, antes que minha carteira fique mais pesada que barras de ouro. O que ocorre, então, é uma sequência de desventuras em série:

1. A pessoa me fala um preço aleatório, tipo 3,87 pounds.

2. Eu penso, “putz, tenho que gastar aquelas moedas”

moedas reino unido

3. Começo a contar as moedas

4. Fico confusa com as moedas, visto que a de 2 pence é maior do que a de 20. Nenhuma lógica.

5. As pessoas na fila ficam irritadas e pensam “Bloody Idiot”, com sotaque britânico.

6. Eu desisto e dou uma nota de £5, aumentando, assim, a quantidade de moedas que tenho.

Eu só consigo gastar os trocados quando estou sentada, somo tudo e passo a vergonha de pagar a conta inteira em vinténs. Se eu morasse aqui, certamente faria como o meu namorado, que já criou um cofrinho das moedinhas de 1 penny e 2 pence.

cofrinho de pence e penny

Foi por isso que, depois de tantos momentos constrangedores, eu fui pesquisar sobre por que diabos a Dona Elizabeth II, cuja face estampa todos os tostões de sua terra, tem essa lógica completamente insana para lidar com o dinheiro de metal. Porque, na minha cabeça, a única explicação possível era que a nobreza não conta sua riqueza em moedinhas e provavelmente nem sabe que isso é um problema para reles mortais.

A explicação versão Harry Potter

Sabe no Harry Potter, quando o Hagrid vai explicar para o Harry como funciona o dinheiro de bruxo? O gigante diz que tem as moedas de ouro, que são os galeões; as de prata, que são os sicles; e as de bronze, que são os nuques. Assim, há 17 Sicles em um Galeão, 29 Nuques em um Sicle, e 493 Nuques em um Galeão.

Toda essa explicação potteriana é para contar uma curiosidade bem real. Até 15 de fevereiro de 1971, os britânicos tinham a mesma lógica para somar seu dinheiro. Era assim: uma libra valia 20 xelins. Cada xelim valia 12 pences. Ou seja, uma libra valia 240 pence. Como a libra também é o nome de uma unidade de medidas, esses tais 240 pence, se colocados numa balança, teriam o peso de uma libra de prata.

rainha da inglaterra moedas pound

A rainha nas moedas do maior ao menor valor

Desde então, o Reino Unido adotou o sistema decimal. Com isso, 100 pence = 1 libra. O xelim foi substituído pela moeda de 5 pence, que é a menor moeda entre todas as outras e inicialmente tinha o mesmo peso e tamanho do xelim. Por favor, se você é um leitor mais velho e visitou o Reino Unido antes da adoção do sistema decimal, me conta nos comentários como foi essa experiência.

A explicação versão Quebra-Cabeças

Enquanto eu pesquisava para entender os níqueis ingleses, descobri que você pode brincar de quebra-cabeças com as moedinhas. Assim: pegue as moedas de £ 0,01, 0,02, 0,05, 0,10, 0,20 e 0,50. Vire os tostões do lado que não é a rainha. Cada uma tem um desenho aleatório diferente, mas se você juntar os desenhos… Kabum! Faz-se um brasão.

brasao real nas moedas reino unido

Esse é o Brasão Real. Essa ideia do quebra-cabeças é recente e só vale para moedas feitas a partir de 2008. As moedas antigas de £1,00 tem o brasão desenhando, como um guia para o quebra cabeças, mas elas já não são fabricadas. Atualmente, a moeda de um pound é mais gordinha, tem 12 lados e é mais segura.

A explicação versão mão-inglesa

Chamo a explicação para o tamanho das moedas de libra esterlina de explicação mão-inglesa porque ela tem a mesma lógica que dirigir do lado direito do carro, ou seja, nenhuma.

É que as moedas britânicas são divididas em grupos de dois. São duas moedas douradas, a de £2 e a de £1; duas moedas em formato heptagonal, a de £0,50 e a de £0,20, que são prateadas; duas redondas, £0,10 e £0,05. E, por fim, duas moedas de cobre de £0,02 e £0,01. As moedas de maior valor nessas duplas são maiores e as moedas de menor valor são menores. Assim, ó:

explicacao moedas de libra esterlina

Cri, cri, cri. Esse é o som de quem está batendo palmas para a incrível lógica inventada por alguém que certamente nunca carregou uma bolsinha de moedas e tentou pagar uma conta. Como explicar que a moeda de 10 é maior do que a de 20? Que a 0,02 é maior que quase todas as outras? Ou que é de 0,05 é a menor? As únicas opções facilmente reconhecíveis são as elizabetinhas milionárias, de 2 e 1 pounds. Inclusive, a moeda de 2 é tão grande, dourada e rica que é claro que eu não tinha nenhuma para fazer as fotos para esse post.

Clube Grandes Viajantes

Assine uma newsletter exclusiva e que te leva numa viagem pelo mundo.
É a Grandes Viajantes! Você receberá na sua caixa de email uma série de textos únicos sobre turismo, enviados todo mês.
São reportagens aprofundadas, contos, crônicas e outros textos sobre lugares incríveis. Aquele tipo de conteúdo que você só encontra no 360 – e que agora estará disponível apenas para nossos assinantes.
Quer viajar com a gente? Então entre pro clube!

Avalie este post

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 34 anos e atualmente moro na Inglaterra, quando não estou viajando. Já tive casa nos Estados Unidos, Índia, Portugal e Alemanha, e visitei mais de 45 países pelo mundo afora. Além de escrever, sempre invento um hobbie novo: aquarela, costura, yoga... Siga minhas viagens em @afluiza no Instagram.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

24 comentários sobre o texto “A louca explicação para as moedas da Inglaterra

  1. Cai aqui de paraquedas, adorei saber sobre essas peculiaridades das moedas britânicas. Não imaginava! Só discordo de uma coisa, quando cita a falta de lógica da mão britânica, muito pelo contrário, tem toda uma lógica sim, e era pra ser adotada por todo o mundo,, mas aí veio Napoleão Bonaparte no auto do seu egoísmo ( e francês que era do contra tudo inventado pelos ingleses ) e decretou o uso em seus domínios o que viria a ser a “mão no trânsito” que a grande parte do planeta acabou herdando.

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.