Onde ficar em Hamburgo, na Alemanha: melhores bairros e dicas de hotéis

Onde ficar em Hamburgo, na Alemanha: melhores bairros e dicas de hotéis

Hamburgo é a segunda maior cidade da Alemanha, mas não é muito parecida com a capital, Berlim. A bela Hamburgo fica à beira do mar, foi construída entre dois rios e tem uma grande importância portuária. É famosa por sua relação com as artes, seja música ou teatro, além de uma vida noturna curiosa, graças aos Beatles e aos marinheiros. Neste post, vou ajudar você a desvendar onde ficar em Hamburgo.

Basicamente, Hamburgo divide-se entre o porto, o distrito com mais milionários por metro quadrado da Alemanha, e outro distrito onde os marinheiros iam se divertir à noite – e que hoje parece mais uma rua de Phuket, na Tailândia, do que uma cidade alemã. Foi ali que os Beatles tocaram e ganharam fama internacional. Entender melhor essa história, conhecer Hamburgo e apreciar suas belezas e inúmeras atrações leva tempo. Fica aqui um guia de quais os melhores bairros para se hospedar e dicas de hotéis e hostels por lá.

Minha sugestão é que você passe três dias na cidade. Se não for possível, em dois dias dá para o essencial. Tenha em mente também que a cidade é bem servida de transporte público, então, se você estiver perto de uma estação de metrô, vai ficar fácil se deslocar, mesmo que seu hotel não seja no centro.

Altstadt: a parte antiga do Centro de Hamburgo

Em Alstadt você encontra as principais atrações turísticas da cidade, como o Rathaus – prédio histórico da prefeitura -, as igrejas antigas, o Museu das Miniaturas, vários canais e a estação central de trem. Isso sem contar as lojas, restaurantes, bares, etc.

Não é à toa, então, que essa é a região mais cara da cidade. Difícil encontrar algo remotamente econômico por ali. Mas se você estiver em busca de um hotel mais confortável e/ou luxuoso, e uma localização que te permita fazer quase tudo a pé, opções não vão faltar.

onde ficar em hamburgo alemanha dicas

Por exemplo, duas alternativas de apartamentos estilo boutique são o Eric Vökel Boutique Apartments – Hamburg Suites e o Adina Apartment Hotel Hamburg Speicherstadt. Outra opção é o Sir Nikolai Hotel, que tem nota 9,1

Veja todas as opções de acomodação no centro de Hamburgo

Centro de Hamburgo – Parte Nova, ou Neustadt

O Neustadt é delimitado pelo Lago Alster ao norte e o Rio Elba ao sul. É uma região de contrastes, visto que mistura uma área residencial dos milionários mais ao norte, o distrito dos teatros, um distrito português e a parte do Porto, que hoje conta também com a construção impressionante da Elbphilharmony, o curioso prédio da filarmônica.

Perto do lago Alster, uma das opções de melhor custo/benefício é o Hotel Baseler Hof. Já para quem quer ficar mais perto do Porto, tem o 3 estrelas Hotel Stella Maris, bom para viajantes que buscam economia e conforto. Ou o THE MADISON Hotel Hamburg, que tem nota 9,6 e é considerado soberbo.

onde ficar em hamburgo pontes

Veja todas as opções de hospedagem por ali

St. Pauli

St. Pauli é também conhecido como o Red Light District de Hamburgo, que atrai hordas de homens (e também algumas mulheres), em busca de suas famosas boates, bares e stripclubs. A avenida principal, chamada Reeperbahn, lembra uma rua em Phuket, na Tailândia. Foi nessa região que os Beatles tocaram e ficaram famosos, nos anos 1960. Ali, historicamente, era o local onde os marinheiros iam se divertir à noite, quando os bairros atracavam. Por lá, também fica um famoso mercado de peixes onde há uma tradição de ir tomar café da manhã, no domingo.

Há mais opções em conta na região de St. Pauli, como o hostel Jugendherberge Hamburg Auf dem Stintfang. Se você quiser ficar perto do burburinho, mas fora das loucuras da Reeperbahn, pode tentar o econômico e moderno Heimat St. Pauli. Ou o quatro estrelas East

Veja todas as opções de hospedagem em St. Pauli

Altona

Altona, no passado, não era parte da Alemanha e sim da Dinamarca. O bairro, que é vizinho de St. Pauli, tem, historicamente, uma população diversificada de imigrantes. Uma das grandes estações de trem da cidade também fica ali, o que facilita bastante a locomoção – em menos de 10 minutos você chega ao centro. Com preços mais em conta, foi onde eu resolvi ficar nessa minha primeira visita a Hamburgo.

Eu escolhi o MEININGER Hotel Hamburg City Center, uma rede que já conhecia desde a minha estadia em Viena. Eles têm quartos privativos e dormitórios. Como fiquei uma noite só, optei pelo dormitório feminino, com banheiro. O quarto, como eu esperava, era moderno e bem cuidado. O wifi é gratuito e bom em todo o hostel.

Veja todas as opções de hotéis e hostels em Altona

Onde ficar em Hamburgo: ideias para diferentes perfis de viajantes

onde ficar em hamburgo porto

Apesar das atrações se concentrarem no centro, Hamburgo é uma cidade enorme e com excelente transporte público. Ou seja, dá para explorar outras áreas e conseguir opções que se adequem ao seu perfil. Algumas sugestões:

Para viajantes econômicos, sozinhos, segue uma lista das acomodações mais baratas da cidade, com boa pontuação e wifi-gratuito.

Para casais que buscam conforto, mas também querem economizar, veja as melhores opções de custo/benefício de onde ficar em Hamburgo, também com boa pontuação e wifi.

Para quem viaja com amigos ou família, ideias de acomodações bem localizadas, confortáveis e com preço justo para dividir o espaço.

Sou jornalista, tenho 29 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite “morar no aeroporto”. Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: