Em Portugal, morre-se de frio dentro de casa no inverno

Lá fora, as temperaturas do inverno português estão por volta de 14 graus. Mas dentro de casa, no Porto, sinto meus dedos enregelados enquanto digito. Mesmo com uma meia térmica e tênis, meu pé dá sinais de ficar dormente. O céu azul e as temperaturas bem acima da média europeia para o inverno escondem uma verdade dura sobre Portugal: você provavelmente vai sentir muito mais frio aqui do que nas temperaturas negativas do norte do continente. É que, por aqui, dentro de casa costuma ser mais frio do que fora.

Leia também: Como enfrentar o frio durante uma viagem
Saiba que neva em Portugal?

Não exagero. Em 2014, logo que me mudei para Coimbra, morei com meninas da República Tcheca e da Bélgica. Se eu abrir meu app de clima no celular, hoje faz 1º em Praga (com sensação térmica de -2º) e em Bruxelas 6º (mas sente-se 4º). Contudo, Anna e Naomi, enroladas em cobertores e com xícaras de chá nas mãos, foram categóricas em dizer que sentiam muito mais frio em Portugal do que em seus países de origem.

Serra-da-Estrela-Portugal-torre
No topo da Serra da Estrela, que mais parece minha casa no inverno

Minha moradia seguinte foi um apartamento que dividi com uma brasileira. Ficava no segundo andar e era bem amplo. Fazia tanto frio no inverno que às vezes a gente tinha que abrir a janela para ver se o ar de fora esquentava a casa. Em algumas noites, nos atrevíamos a ligar o aquecedor por uma hora. Fechávamos tudo e alternávamos o aparelho entre os quartos, só para quebrar o gelo.

Todas essas anedotas têm fundamento. Um artigo do jornal português Público confirma que “Portugal é um dos países europeus onde se passa mais frio dentro de casa”. A estatística do Eurostat é de que a média de casas mal-aquecidas na União Europeia – incluindo a vizinha, Espanha – fica em torno de 8%. Já em Portugal, as casas frias chegam a 22%. Outro dado bem mais triste eu descobri com um engenheiro, na fila da imigração portuguesa: Portugal é um dos países onde mais se morre de frio na Europa. Um estudo da Universidade de Dublin, por exemplo, diz que o excesso de mortalidade invernal europeia fica por volta dos 15%. Em Portugal chega a 28%.

O inverno em Portugal

Na prática, o frio em Portugal começa no final de novembro e segue forte até março. É menos tempo que na Alemanha ou na Inglaterra, que desde outubro já estão congelantes. Mas as casas portuguesas têm ineficiência energética: não são bem isoladas termicamente, as construções por vezes são de má qualidade e não têm sistema de aquecimento. Não sou eu quem está afirmando isso, é o deputado português José Soeiro.

Quanto mais ineficiência térmica, mais energia é gasta para aquecer, e o custo da eletricidade e do gás é altíssimo em Portugal: segundo a Eurostat, o sexto país mais caro da União Europeia. Ou seja, mesmo tendo um salário mínimo de 600 euros, os portugueses pagam 0,2246 euros pelo quilowatt-hora. E soma-se a isso um imposto de 23% – e muitas vezes paga-se mais em taxas que no consumo em si.

O resultado é que “70% das famílias pobres não conseguem manter níveis de conforto razoáveis durante o inverno.” Isso sem contar as escolas, universidades, hospitais e escritórios que têm dificuldade em manter empregados, estudantes e pacientes aquecidos. Na casa de uma amiga, é preciso ligar e apagar o aquecedor a gás todas as vezes que se vai tomar banho, para evitar contas-monstro. Quando eu morei em Berlim, o mesmíssimo aquecedor era automático e estava sempre com a chama acesa. Certa vez, outra colega contou o pesadelo que teve: dormiu e esqueceu o aquecedor ligado. Acordou com o susto de imaginar um cobrador batendo à porta. E com uma conta astronômica para pagar.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

5 comentários sobre o texto “Em Portugal, morre-se de frio dentro de casa no inverno

  1. Nunca estive em Portugal, no inverno.
    Fiquei meio chocada com essa realidade porque gosto muito do país e não imaginei que as pessoas daí passassem por esse tipo de desconforto.
    Imagino, então, que as doenças típicas do inverno devem ter alta ocorrência e consequências cruéis.

  2. Bom dia, vc me assustou, porque esta coisas não se encontram nas avaliações de hotéis, etc…. Estamos indo no final de março e ficamos até abril/2019 para Portugal. Vamos viajar por diversas cidades. Li que as temperaturas à noite ficam em torno de 10ºC. Mas dentro do apto então deve ser bem menor. Como só temos duas mãos, levar duas malas só de agasalho estava achando exagero, mas diante desta noticias. Que Fazer?

    1. Oi Regina,

      Os hotéis tem aquecimento. Mas se ficar na dúvida, basta ler os comentários de hóspedes anteriores, no Booking sempre tem. Já no caso de alugar apartamento, é bom ficar atento sim.

      E no mais, por mais que seja frio, não precisa entuchar a mala com todos os casacos do mundo! Traga um bom casaco quente e peças que possam fazer camadas. Eu tenho um post que ensina como viajar no frio com uma mala de mão. Dá uma olhada: https://www.360meridianos.com/dica/mala-de-inverno-para-viagem-low-cost

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.