A Festa das Latas, ou Latada, em Coimbra

A Bia Coelho é nossa leitora mais apaixonada por Coimbra, tanto que ela acabou voltando para morar na cidade depois de ter se formado aqui uns anos atrás. Dá uma olhada no texto dela sobre uma das festas acadêmicas mais tradicionais e animadas da cidade. Você também pode ler outros textos dela no blog Fazendo Escala.

Que eu sou a maior entusiasta de Coimbra e da tradição acadêmica não é novidade nenhuma, certo? Por isso falei com a Luíza semana passada: Posso mandar um post sobre a Latada pro seu blog? Ainda bem que ela é sempre receptiva aos meus pedidos. ☺ Por isso, com muito prazer, venho compartilhar mais um pouco dessa Coimbra mágica dos estudantes. Dessa vez numa festa que tem um quê de carnaval fora de época.

De onde vem essa Festa das Latas?

A Latada é parte da tradição acadêmica em Coimbra. Todos os anos há dois grandes eventos na Universidade: a Queima das Fitas e a Latada. A primeira é a festa dos finalistas e a última é a festa dos calouros, que ocorre sempre no início do ano letivo, em setembro, e é o momento de recepção dos novos estudantes na cidade. A Festa das Latas sempre tem um “tema”, só festivo ou de protesto. Este ano marcou a crise educacional em Portugal.

festa-das-latas-em-coimbra-latada-1

Um calouro de Letras perdido – Latada 2009

Desde o século 19, os calouros que chegam na Universidade são celebrados com essa festa e desfilam num cortejo a pé pela cidade, com latas vazias amarradas nos tornozelos, pra chegar chegando e com muito barulho (hoje em dia muitos não usam mais as latas, ou usam amarradas na cintura). Eles são vestidos com fantasias montadas pelos doutores (veteranos em “brasileiro”. Na hierarquia da UC veterano é outra coisa), que podem ser só uma brincadeira ou trazer algum simbolismo de protesto político/acadêmico.

A UC tem uma história de engajamento político e de defesa da Academia muito forte, e isso, felizmente, se reflete nas festas acadêmicas. Também levam um penico da cor de sua faculdade, que será utilizado para serem batizados nas águas do rio Mondego no fim do cortejo.

festa-das-latas-em-coimbra-latada

festa-das-latas-em-coimbra-latada

festa-das-latas-em-coimbra-latada

Como assim da cor da faculdade?

Existem atualmente oito faculdades na UC, cada uma representada por uma cor: Direito (vermelha), Medicina (amarela), Psicologia e Ciências da Educação (laranja), Letras (azul escuro), Ciências e Tecnologia (azul claro), Ciências do Desporto e Educação Física (marrom), Farmácia (roxa) e Economia (branca e vermelha).

Isso não quer dizer que na Universidade só existem oito cursos, pois cada faculdade tem vários, sempre de acordo com a especialidade global de cada uma. Essas cores são simbólicas em todas as ocasiões que envolvem os estudantes, sendo presentes até nos cartazes das festas acadêmicas. Portanto, os calouros já entram na UC se apropriando da tradição, e se vestem sempre com cores alusivas à faculdade que pertencem durante o cortejo.

festa-das-latas-em-coimbra-latada

Calouros de Direito sendo praxados (levando trote) durante o cortejo – Latada 2009

festa-das-latas-em-coimbra-latada

Cortejo – Latada 2009

Esse cortejo é o ponto alto da Latada, a apresentação dos calouros. Diferentemente da Queima, no cortejo da Latada não há distribuição de bebidas e comidas gratuitamente, então os estudantes costumam levar seu próprio farnel em carrinhos de supermercados pelas ruas, trazendo uma movimentação bem interessante. De uns anos pra cá, começou uma campanha linda de recolhimento dos carrinhos, que antes eram atirados ao rio Mondego no final do dia. Palmas para essa iniciativa.

O cortejo da Latada culmina no batismo dos calouros, um ritual de iniciação na UC e na cidade. Ele é batizado com as águas do Mondego – agora sim pertence a Coimbra. Normalmente o doutor que apadrinha o calouro o leva até às margens do rio, pega um pouco de água com o penico e joga na cabeça do afilhado. Mas muitos se atiram no rio e eu já ia pro cortejo preparada pra dar um mergulho todo ano, geralmente nem trajava nesse dia. Era a parte mais legal, apesar do friooooo que se seguia, porque já era noite.

festa-das-latas-em-coimbra-latada

festa-das-latas-em-coimbra-latada

É só isso? Desfile fantasiado, banho de rio e acabou?

Claaaro que não. Nenhuma festa acadêmica em Coimbra é “só” alguma coisa. Aqui a gente leva a sério esse negócio de festejar. Vem ver.

A abertura da Latada é sempre com a Serenata, realizada pelo Grupo de Fados da Universidade de Coimbra. No dia seguinte começam as noites no parque. Atualmente são cinco dias de festa no Parque da Canção, um local reservado para esses grandes eventos. Também faz parte da festa o Sarau Acadêmico, onde as tunas e os grupos estudantis se apresentam. Nós, leitores do 360, já sabemos o que são tunas, porque aqui se compartilha sempre a melhor parte da cultura de cada cantinho desse mundo lindo.

festa-das-latas-em-coimbra-latada

As noites no parque são divertidíssimas, com shows, tendas de música, várias barracas de lanches (muito além da Tachadinha e do Psicológico), e, lógico, as tunas, que não se apresentam apenas no sarau. Acredito que as tunas deveriam ser o destaque do cartaz toda noite, mas perdem um pouco de espaço para os grandes artistas que atraem mais público (sim, é um evento estudantil, mas também comercial).

festa-das-latas-em-coimbra-latada-tenda

Toda noite algum grupo da UC se apresenta no palco principal, mantendo a tradição de ser um evento de e para estudantes. Outros eventos relacionados também acontecem, como ações desportivas, culturais, concursos etc. Geralmente concorrendo a ingressos para o parque.

É uma comemoração alegre, descontraída e que só não para a cidade mais do que a Queima das Fitas. Coimbra respira sua vida acadêmica intensamente. A cidade vive dos estudantes, que mantém sempre presentes as mais belas tradições da mais antiga universidade do país,  num fervilhar cultural incrível e fascinante que não me canso nunca de lembrar e compartilhar.

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países da Europa e pode ser exigido na hora da imigração. Além disso, é importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 comentários sobre o texto “A Festa das Latas, ou Latada, em Coimbra

  1. Coimbra tem um encanto que nos prende para o resto da vida. Já conheci muitos paises e muitas cidades mas nada se compara a essa magia. A cidade que nos ensina o verdadeiro significado de saudade. Obrigada pelo post Bia adorei. É sempre bom ouvir falar de Coimbra.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.