Tags:
Atlas: Bhaktapur, Nepal

Bhaktapur, uma vila que parou no tempo

A terceira maior cidade do Vale do Katmandu  possui três nomes em diferentes idiomas: pode ser a cidade do arroz, “Bhadgaon”, em nepali, ou a cidade dos devotos, “Khwopa”, em newari. No entanto, é como Bhaktapur que essa pequena vila livre do tráfego de automóveis é mais conhecida.

Uma caminhada nas ruas de construções antigas da Durbar Square é suficiente para que você perceba que entrou em um local perdido no tempo. A cidade, erguida no século 12 pelo povo Newa, habitantes do Nepal desde a pré-história, foi capital do país até a segunda metade do século 15. Patrimônio Mundial da UNESCO, o local possui charmosas ruas de pedras que levam a uma infinidade de templos, praças e pátios. As ruas menores, não menos simpáticas, são adornadas com santuários, poços, feiras de artesanato e bons restaurantes.

Bhaktapur - Nepal

Praça em Bhaktapur - Nepal

A ausência de trânsito de automóveis torna a visita a Bhaktapur agradável e o número de construções históricas torna o lugar um dos mais interessantes do vale. Bhaktapur supera a quantidade de templos em Katmandu e Patan. Para entrar é preciso pagar uma taxa de NRS 1100 ($13). Se você planeja ficar mais tempo, diga isso à pessoa no guichê na entrada, ou você terá que pagar toda vez que sair e entrar no centro histórico.

A visita começa na Durbar Square, com uma vista fascinante de um palácio que exibe 55 janelas. O lugar era a casa da realeza até 1756 e é a entrada para um maravilhoso complexo de templos.  De lá, siga para a Taumadhi Square, praça que abriga a maior pagoda (casa de oração oriental) do país. Destaque também para a Dattatreya Square, casa de um magnifico templo que, diz a lenda, foi construído do tronco de uma única árvore, e para a Pottery Square, de onde é possível ver de perto o trabalho dos artesãos locais.

Pagoda em Bhaktapur - Nepal

Bhaktapur, Nepal

Por falar em artesãos, o lugar é o paraíso do artesanato. Aproveite a visita para se abastecer de presentes e ótimas peças de decoração por preços muitas vezes ridículamente baratos.

artesanato em Bhaktapur - Nepal

Artesanato em Bhaktapur, Nepal

Para terminar a visita, não deixe Bhaktapur sem antes provar o tradicional iogurte com mel, o Juju-dhau, ou “Rei dos Iogurtes” em nepali e famosíssimo na região.

yogurte típico de Bhaktapur - Nepal

Leia a resenha sobre o hotel que nos hospedamos em Katmandu

Vai viajar? O seguro de viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável nas férias. Não fique desprotegido no Nepal. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício para o país – e com cupom de desconto.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

6 comentários sobre o texto “Bhaktapur, uma vila que parou no tempo

    1. Olá Benedita, Bhaktapur é um passeio de um dia, saindo de Katmandu e retornando no fim da tarde. O cálculo básico de orçamento para o Nepal era de 30 dólares por dia quando eu fui, mas isso depende do hotel que você escolher.

      Abraços

  1. Oi Natália, saberia dizer se esse tour por Bhaktapur pode ser comprado em alguma agência de rua em Kathmandu? Ou dá para ir de táxi por conta própria? Pelo que entendi leva um dia inteiro certo? Ou é possível fazê-lo em metade de um dia?

    Obrigada!!

    1. Olá Pauline, acredito que dá sim para fazer por agência, mas não tem necessidade já que você pode ir por conta própria de táxi ou de ônibus comum (foi o que eu fiz). Acho melhor reservar um dia só pra isso, porque é meio fora de Kathmandu e grandinho.

      Abraços!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.