Tags:
Atlas: Berlim, Alemanha

Bike tour em Berlim

“Quem reclama das ciclovias em São Paulo certamente nunca tentou andar de bicicleta em Berlim”, foi uma das primeiras coisas que pensei enquanto circulava pela cidade, num tour guiado de bicicleta, em março. Segundo a Wikipedia, há mais de 500 mil pessoas pedalando por dia ali, o que representa 13% do tráfego da cidade: são 710 bicicletas por cada mil residentes.

Apesar dos carros respeitarem muito mais os ciclistas que os brasileiros, a estrutura de ciclovias não é tão organizada assim: por vezes divide espaço com pedestres, na calçada, por vezes com carros. E muitas vezes é inexistente. O que gera uma experiência mais ou menos caótica. Porém, como disse antes, os carros respeitam os ciclistas, o que torna, seja o passeio de bike, seja o trajeto feito para o trabalho pedalando, bem mais seguro. Assim, se você quiser conhecer a Berlim que os habitantes vivem de verdade, vai ter que pedalar.

Bike Tour em Berlim

O passeio que eu fiz foi com a empresa Berlin on Bike, que leva grupos de no máximo 15 pessoas (no caso, eram 15 blogueiros), num tour guiado por diferentes partes da cidade. Nosso guia era local e falava inglês. Ele nos mostrou partes da Berlim oriental e ocidental, enquanto também contava histórias de como era a vida dele enquanto o Muro existia.

bike tour berlin on bike

Foi interessante ver essa Berlim alternativa, em bairros como Prenzlauer Berg, Friedrichshain, Kreuzberg e Neukölln, com os olhos de quem vive ali. Eu aprendi coisas como o fato de existirem hoje parques que foram construídos em cima de montanhas de lixo. Ou que alguns prédios na cidade não têm quinas, porque essas partes das construções foram bombardeadas para que os soldados soviéticos pudessem invadi-las.

Também descobri que o Blu, um famoso grafiteiro italiano, pintou de preto um dos seus trabalhos mais famosos na cidade (e no mundo), por conta do processo de especulação imobiliária, que expulsou a antiga comunidade de ciganos que morava no local do grafiti.

Blu grafitti antes

A versão anterior do muro. Crédito: Frank M. Rafik – CC BY-SA 2.0

Bike tour blu coberto

Como está hoje o muro em Kreuzberg. Crédito: Dario-Jacopo Lagana’ – CC BY-NC-ND 2.0

O tour dura três horas e meia. Mesmo com uma parada para um café, no final, eu, sedentária que sou, já estava cansada. É ideal vestir roupas confortáveis e que cortem o vento frio que pode fazer – e inclusive usar luvas ou roupas que protejam do sol forte, se você estiver viajando no verão. No final, o guia também dá dicas de bares e restaurantes típicos na cidade.

bike tour berlim

A Berlin on Bike oferece diferentes tipos de tour de bicicleta, com guias locais que falam inglês. É necessário reservar com antecedência.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

7 comentários sobre o texto “Bike tour em Berlim

  1. Olá! Estou pretendendo fazer um mochilão para Europa em dezembro e as dicas do blog estão sendo importantíssimas. Com certeza vou dar um giro de bike na Alemanha. Abraços!!

  2. Olá, Luiza. Td bem?

    Estou tentando adquirir o ticket do Bike Tour Leste-Oeste a não consigo concluir a compra. O que acontece?

    Obrigada.

  3. Eu também pedalei em Berlin e também notei as dificuldades das variações hehehe haja campainha pra alertar os pedestres andando nas ciclovias das calçadas.
    Mas pelo menos foi uma experiência bemmm melhor do que Dublin. Fiz por conta mesmo, fui da região da Alexanderplatz até a East Side Gallery, depois ao Tempelhof – o parque que fica no aeroporto desativado – e voltei pelo centrinho no Checkpoint Charlie e depois para o parque Tiergarten.

  4. Eu e meus irmãos e namorada, estamos planejando fazer uma viagem para Europa. Devo sair do brasil dia 31/10 e voltar dia 17. são 18 dias , sendo 2 dias mortos de chegada e saída.

    fizemos um roteiro que ficou assim:

    Berlim 3 dias;
    Amsterdã 2,
    Bruxelas 2
    Paris 4
    Barcelona 3
    Madrid 2

    vocês acham que dá conhecer as cidades com esse tempo?

    Calculei nos trechos entre as cidades 160 euros de trem, essa base de calculo esta correta?

    Quanto devo gastar com alimentação ? Não sei como calcular? 30 euros por dia dá, com cafe no hostel esse dinheiro cobre um almoço e um lanche a noite? ( por pessoa)

    Sera que 15 euros entre transporte público e entrada em museus e parques vai dar?

    Preciso de dicas de Hostel para essas cidades?

    Desde já agradeço.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.