Copa do Mundo 2018: viagem para Rússia

A gente comentou no Twitter e depois no último post sobre a Copa do Mundo do Brasil: nosso objetivo em 2018 é um só – conferir de perto a Copa do Mundo da Rússia. E, depois disso, quem sabe frequentar todas as outras que rolarem. Ou seja, não nos convidem para viajar a cada 4 anos em junho/julho.

Quando divulgamos no mundo da internet esse desejo, um monte de gente declarou o mesmo propósito. Então, num último post sobre Copa, pelo menos o último em 2014, vamos contar tudo o que você precisa saber (e que já foi divulgado) para organizar sua viagem para a Copa do Mundo 2018, na Rússia. Quem sabe até lá não rola uma caravana 360meridianos?

Quais são as cidades-sede da Copa do Mundo 2018?

A Rússia é o maior país do mundo, mas decidiu concentrar as 11 cidades-sede da Copa do Mundo 2018 na parte mais ocidental do território. Bom para os turistas, afinal isso facilita a locomoção. E também é para nossa alegria que algumas dessas cidades tem pontos turísticos incríveis. Quer saber um pouco mais sobre elas? Veja abaixo.

Moscou: A capital do país é rica em símbolos culturais declarados como Patrimônio Mundial da Humanidade, entre eles o Kremlin (sede do governo), a Praça Vermelha (famosa por conta da Revolução Socialista) e a Catedral de Santo Basílio (que fica na Praça Vermelha e tem aqueles domos coloridos famosos no mundo inteiro). Além disso, a cidade tem vários museus, é sede do Teatro Bolshoi e durante a Copa do Mundo terá dois estádios de futebol.

São Petersburgo: São Petersburgo foi a capital da Rússia no período dos Czares, antes da Revolução. É considerada por muitos a cidade mais bonita do país e também a mais cosmopolita. Uma das principais atrações da cidade é o Museu Estatal Hermitage / Palácio de Inverno. Além disso, já contamos aqui que São Petersburgo tem uma vida noturna muito animada.

canal são petesburgo

Canal Griboyedov, São Petersburgo. Foto: Gabriela Dilly

Volgogrado: O nome Voldogrado talvez não te remeta a nada, mas saiba que essa é uma famosa cidade russa, antigamente chamada de Stalingrado (há um referendo agendado para 2015 para que o nome volte a ser esse, inclusive). Foi ali que, em 1942, ocorreu a Batalha de Stalingrado, na Segunda Guerra Mundial, onde o exército russo venceu os nazistas, depois de um rigoroso inverno.

Kaliningrado: Nessa cidade fica um dos mais importantes portos russos, com saída para o Mar Báltico. Ali você encontra belezas naturais, em especial a reserva de Kurshskaya Spit, que é Patrimônio Mundial da Humanidade.

Nizhny Novgorod: Essa cidade fica às margens de dois importantes rios russos: o Volga e o Oka. É uma cidade rica, famosa por ser um centro comercial. Entre 1932 e o final da União Soviética foi conhecida como Gorky e durante a Guerra Fria não podia ser visitada por turistas, pois ali aconteciam pesquisas nucleares secretas.

Sochi: Provavelmente poucos turistas estrangeiros tinham ouvido falar de Sochi antes das Olimpíadas de Inverno, que rolaram em 2014. Mas entre os russos a cidade é bem popular, muito disso por ser um balneário agradável no Mar Negro.

Sochi_Russia

Sochi, Russia. Foto: Ganoshenko Roman/CC BY-SA 3.0

Saransk: A cidade é pouco turística, mas tem bastante infraestrutura. Eles têm investido muito em esportes por lá – principalmente o futebol, claro.

Ecaterimburgo: Essa é a quarta maior cidade russa e fica na região dos Montes Urais. Foi lá que os últimos membros da dinastia Romanov, incluindo a famosa princesa Anastácia, foram executados, durante a Guerra Civil Russa. O local da morte da família real, que se chamava Casa Ipatiev,  foi demolido em 1977. Hoje o terreno abriga a Igreja do Sangue.

Samara: A cidade é muito interessante para quem curte história do século 20. Lá você pode visitar um enorme abrigo subterrâneo construído por Stalin, que abrigou funcionários dos departamentos governamentais e diplomáticos, gente que tinha escapado de Moscou durante a Segunda Guerra. Samara também é famosa por conta da corrida espacial. Lá fica exposto o foguete Soyuz, usado por Iuri Gagarin no primeiro voo humano para o espaço.

Rostov do Don: A cidade às margens do Rio Don é lar do povo cossaco. É uma cidade de ares jovens e culinária interessante, baseada em peixes de água doce. A principal atração turística fica a 27 quilômetros de distância: a cidade histórica de Starocherkasskaya, antiga capital dos Cossacos.

Cazã: Essa é uma das cidades mais antigas da Rússia, tendo sido fundada em 1005. É a capital da República do Tartaristão e um importante centro cultural (tem cerca de 30 das maiores universidades russas) e comercial para o país. O principal ponto turístico é o Complexo Arquitetônico e Histórico do Kremlin.

Cazã Rússia Copa do Mundo 2018

Catedral de Cazã, São Petersburgo. Foto: Ivan Smelov/ CC BY-SA 3.0

Qual o clima na Rússia na época da Copa do Mundo?

Todo mundo tem medo do inverno russo, que já foi decisivo, inclusive, na vitória de pelo menos duas guerras – contra Napoleão e contra Hitler. Mas, felizmente, a Copa do Mundo acontece no verão russo, entre junho e julho. Claro, devido à extensão territorial do país, as temperaturas variam bastante. Por exemplo, em São Petesburgo, mais ao norte, a média nessa época é de 20 graus. Em Moscou, a média é 25, com picos de 30. Em Sochi, a média também é 25 graus, mas com picos de até 40.

Qual o custo médio de uma viagem independente para lá?

Se você comprar um pacote turístico para a Copa, isso provavelmente vai custar uns 8 mil dólares, no mínimo. Mas vocês sabem que a gente é a favor da economia, né? E pacotes turísticos não permitem muito isso. Mesmo levando em conta que época de Copa do Mundo é mais cara do que o usual, vamos às contas, baseadas no nosso guia sobre mochilão pela Europa.

A moeda russa é o Rublo, que atualmente tem a seguinte conversão: 1 dólar = 34 rublos.

Os preços que encontramos no completo index do site Price of Travel aponta os custos de 41 dólares por dia para São Petersburgo, com hospedagem em hostel, e 68 dólares se você ficar num hotel 3 estrelas. Os valores incluem, além da hospedagem, alimentação, transporte, atrações turísticas e entretenimento. Já Moscou é mais cara: são 61 dólares para hostel e 139 dólares para hotel 3 estrelas.

são petersburgo russia

Museu Hermitage em São Petersburgo. Foto: Gabriela Dilly

Essas cidades, as mais turísticas da Rússia, atualmente não têm muita estrutura: são poucos hotéis ou hostels bons de verdade, e esses são caros. Restaurantes com menu em inglês têm o preço triplicado. Imagino que até a Copa a estrutura melhore bem, tal como no Brasil, mas dificilmente os preços vão cair. A melhor ideia para quem quer hospedagem boa e barata é buscar opções como Bed and Breakfast, AirBnb e Couchsurfing (que é de graça).

Enfim, as cidades menores provavelmente vão ser mais baratas que Moscou. Mas como é Copa do Mundo, vale pensar a média mais cara para todos os dias. Então, se você for um viajante econômico que vai passar os 30 dias de Copa, planeje o valor maior como média, no caso, 61 dólares, o que daria um total de 1830 dólares. E 4170 dólares para um viajante comum, sem luxos. A esse valor é necessário ainda somar o preço da passagem aérea, as passagens internas e, óbvio, os ingressos dos jogos da Copa – dá uma olhadinha na tabela de preços oficial:

ingressos copa russia 2018

A compra dos ingressos irá abrir em 2017, depois da Copa das Confederações (Fonte)

Como chegar e quanto custa uma passagem

Atualmente não há voos diretos entre Brasil e Rússia. Há duas opções: comprar um voo com escalas ou comprar um voo direto para alguma capital europeia de de lá ir para a Rússia de low cost. Qual é a opção mais barata: isso vai depender das promoções de passagens e pesquisas mais perto da data.

O ideal é que você comece a monitorar os preços de passagens cerca de um ano antes, no caso, em junho de 2017. Por exemplo, se rolar uma promoção incrível de voos para Frankfurt, pode ser que valha a pena descer lá e depois ir para a Rússia. Mas vale lembrar que low costs têm várias taxas e limites de bagagem chatinhos. Então, dependendo do preço da passagem, vale mais a pena só pegar o voo com escala mesmo.

Praça Vermelha Moscou Russia

Praça Vermelha, Moscou. Foto: Anne-Laure PERETTI/ Wikimedia Commons

Ah, também dá para chegar na Rússia de trem, partindo de destinos do Leste Europeu, além de Berlim, Paris e Londres.

Pelas minhas pesquisas, o preço de uma passagem para Moscou saindo do Brasil varia entre 2500 a 3 mil reais. Claro, daqui a 4 anos muita coisa pode mudar. Se seguir as tendências atuais, provavelmente a passagem vai ser mais barata. Oremos.

Preciso de visto?

Não. Brasileiros não precisam de visto de turista se forem ficar no máximo 90 dias. Além disso, o governo russo vai liberar pessoas da qualquer nacionalidade da necessidade de visto, desde que elas tenham ingressos para os jogos e passaporte válido.

Como se locomover entre as cidades?

Há várias formas de se locomover entre as cidades russas. O trem é, sem dúvida, o método mais seguro e confortável. O país possui um sistema férreo moderno e extenso, com direito a linhas de alta velocidade e opções que vão da luxuosa à ordinária. Os preços de uma viagem entre Moscou e São Petersburgo variam entre 30 a 90 dólares, dependendo da classe e da época que você comprar. Para saber mais sobre os trens russos, leia o Guia da Viagem de Trem na Rússia (em inglês) do seat61.

Kaliningrado Russia

Kaliningrado. Foto: Domínio Público

Ônibus e aviões também estão bem distribuídos pelo território, mas as estradas não são muito boas e as cias aéreas não são exatamente confiáveis. Os ônibus são sempre mais baratos, mas pode ser difícil comprar com antecedência, já que na maioria das cidades é difícil encontrar um serviço que opere com tabela de horários certinha, além de ter pontos de parada indefinido.

Já o sistema de aviação doméstico da Rússia é conhecido por ser pouco confiável, mas, sinceramente, como nunca fui lá, não sei dizer se é igual, melhor ou pior que o Brasil. Eles têm muitos problemas com atrasos e serviços muito ruins. Por fim, para as cidades que são cortadas pelo mesmo rio, dá para ir de barco.

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países da Europa e pode ser exigido na hora da imigração. Além disso, é importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.

*Imagem Destacada: Yves Picq/Wikimedia Commons


Compartilhe!







Quer nosso kit de Planejamento de Viagens?
Contém um Ebook, tabelas de orçamento,
roteiro e check-list (DE GRAÇA!)




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

120 comentários sobre o texto “Copa do Mundo 2018: viagem para Rússia

  1. Oi Luiza estou pretendendo chutar o balde colocar a mochila nas costas e fazer uma tour pela europa começo de 2017 ou 2018 na copa da russia. não vou levar muito dinheiro pela sua experiência achas que seria uma boa ideia levar uma barraca de camping para acampar etc…como vou só quero ter o mínimo de custo, por isso gostaria de opinião. obrigada

  2. Boa tarde, Copa se aproximando, e estou super interessado em conhecer a Rússia neste período. Gostaria de receber algumas dicas, como ir com um custo mais baixo, grupo que está em formação para ir, etc. Gostaria de realizar este sonho. Sou, Divaldo Pinheiro e resido em Natal-RN.

  3. Olá, galera! Meu nome é Valeria. Sou russa e adminisrto uma escola de Russo no Rio de Janeiro. Oferecemos aulas preparatórias para Copa do Mundo de 2018 presenciais e em grupos. Qualquer dúvida aqui é o meu contato: (21) 96920-2535

  4. Olá pessoal !!

    Se tiver algum grupo se organizando me add, também estou me programando para ir na copa do mundo da Russia, sou de Balneário Camboriú – SC
    (47) 9-9191-3355

    Marcelo Zanardi

  5. Meu telefone é 11982255440 se tiver grupo me add caso não tenha em alguns dias vou pegar o tel do pessoal q postou aki ou postar e vou add em algum grupo para trocarmos informações e quem sabe viajarmos juntos p russia

  6. Estou planejando ir para copa, porem Moro em Belém, e é meio complicado saída daqui para Europa , principalmente tratando de pacotes de viagens, se alguém puder me ajudar cm dicas econômicas, agradeço.
    Wpp 091 983955233

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.