Tags:
Atlas: Milão, Itália

Dicas para a Noite em Milão: Navigli e Colonne di San Lorenzo

Quando eu estive em Milão, em setembro, para participar do Blogville Lombardy*, fiquei hospedada junto com outros quatro blogueiros num apartamento na região de Navigli, perto da Porta Ticinese. Durante o dia, era só uma praça movimentada por carros e trams. Eu não contava que o início do entardecer transformasse aquilo ali numa experiência completamente diferente.

Tanto a região de Navigli, com as ruas do Naviglio Grande e Naviglio Pavese, quando a região vizinha, da Colonne di San Lorenzo, ficam cheias de pessoas ocupando as calçadas, bebendo, conversando e aproveitando a noite.

Veja também: Onde ficar em Milão: dicas de bairros e hotéis

noite em milao navigli por do sol

Pôr do Sol no Naviglio Grande

Há uma grande quantidade de bares e restaurantes servindo aperitivo, aquela tradição italiana do Happy Hour, que de 18h às 21h oferece um buffet de comida grátis para quem compra um drink. Sinceramente, não é necessário uma indicação de lugar. O ideal é circular mesmo.

noite em milao navigli

noite em milao navigli

noite em milao navigli

De segunda a segunda, tinha movimento. Mesmo num dia de chuva, quando eu fiquei com preguiça de sair para explorar, ouvia na janela do meu quarto um som de uma banda ao vivo, localizada numa das marquises disponíveis. O pessoal fica na rua, bebendo e conversando, até tarde. Depois, os mais animados seguem para as boates da região.

A área do Navigli e Colonne di San Lorenzo é uma mistura entre alternativo e tradicional. Dá para ver claramente que tem um monte de “tribos” misturadas, bebendo lado a lado nas sarjetas e se divertindo na noite milanesa. O legal também é que trata-se de uma zona cheia de história.

noite em milao colonne di san lorenzo

O distrito dos canais, por exemplo, tem uma história que começou lá no século 12 e durou até o século 19, período em que foram construídos para ligar Milão ao Lago Como, Lago Maggiore e o rio Ticino. Foram nesses cursos d’água feitos pelo homem, por exemplo, que foi transportado o mármore para a construção do Duomo de Milão. Além disso, o sistema de barragens foi projetado por ninguém mais ninguém menos do que Leonardo da Vinci. Aliás, no Naviglio Pavese é possível ver uma dessas barragens ainda.

Os canais caíram em desuso como meio de transporte com a chegada dos trens e carros. Hoje, é possível fazer passeios de barco por algumas rotas dos canais. Eu fiz o passeio da Navigare in Lombardia, que sai do Naviglio Grande, 4, custa 12 euros por pessoa e dura uns 40 min. Apesar de ser um passeio bonito, achei o preço meio salgado e não sei se faria novamente. Acho que só caminhar pela beira do canal pode ser mais interessante.

Já a Colonne di San Lorenzo, que fica a uns 700 metros da Porta Ticinese, é uma continuação da movimentação dos canais, mas com opções mais em conta de restaurantes e um ar um pouco mais alternativo. As tais colunas foram construídas com materiais do período romano e foram movidas para ali desde a construção de uma das igrejas mais antigas da cidade, a Basílica de San Lorenzo Maggiore. Não há dados certos sobre a data da construção, mas os achados mais antigos são do século 5, ou seja, bem no princípio do cristianismo.

noite em milao colonne di san lorenzo pessoas

Um drink nessa região de Milão custa por volta de 7 ou 8 euros. Já uma cerveja ou taça de vinho fica na casa dos 4 euros. Como já disse antes, não tenho uma indicação específica de bar. Sinceramente, nós ficávamos zanzando de bar em bar até cansar.

Mas tenho uma excelente sugestão de restaurante. É que, em geral, a comida por lá é meio cara. Foi nessa busca por um lugar mais em conta que achamos o Le Striatelle. A especialidade da casa são essa espécie de sanduíche, com dezenas de opções de recheios diferentes, feita num pão chapado. Lá também tem massa fresca. Fica na Via Vigevano, 13. Aberto até 0h.

noite em milao restaurante

Ah, outra dica é a Rinomata Gelateria, que fica lotada durante a noite e tem uns gelatos artesanais maravilhosos! Fica bem no meio do fervo, na Ripa di Porta Ticinese, 1.

noite em milao gelateria

*O Blogville Lombardy é um projeto que reúne blogueiros do mundo inteiro por um mês para conhecer a região da Lombardia, na Itália. Com isso, todos os passeios que eu fiz por lá, assim como a minha hospedagem, foram custeados por eles. 


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.