Como ir do Brasil para Portugal: teste de Covid e documentação necessária

No dia 27 de junho, saí da casa de minha mãe, em Belo Horizonte, de madrugada. Foi uma jornada de quatro voos e mais de 24 horas para retornar a minha casa em Porto, Portugal, depois de ficar mais de três meses não previstos no Brasil, por causa da pandemia de Covid-19. Não faltaram alertas e preocupação da minha família sobre possíveis cancelamentos do voo e medo de me barrarem na entrada, por ser brasileira.

Neste texto explico como foi voar de volta do Brasil para Europa, quais procedimentos têm sido adotados, como foi a imigração e como vão funcionar as novas regras de entrada em Portugal, incluindo a exigência de teste para Covid-19, a partir de julho.

Leia também:
Como foi voar da Europa para o Brasil durante a pandemia
• Chegada em Lisboa, conexão e imigração: o que fazer
• Imigração em Portugal e por que você não deveria vir sem o visto adequado
• Estudar em Portugal: candidatura, visto, custos e moradia
• Morar em Portugal: visto, documentação e dicas

Qual a frequência de voos do Brasil para Portugal em 2020?

No Despacho 6756-C/2020, de 1° de julho de 2020, o governo português afirma que serão admitidos apenas passageiros vindos de São Paulo e Rio de Janeiro. Essa regra é até 15 de julho, podendo ou não ser renovada.

Atualmente, a TAP possui 3 voos semanais partindo e chegando em Guarulhos, e um voo semanal do Rio de Janeiro (GIG). Já a Azul e a Latam fazem o trajeto até Lisboa com uma frequência de 2 voos semanais.

A partir de Agosto, a previsão é que a frequência seja aumentada, assim como retomadas as saídas de Belo Horizonte, Recife e Fortaleza.

aeroporto em tempos de covid

Movimento no Aeroporto de Guarulhos no final de junho 2020

Entrada de Brasileiros em Portugal em tempos de Covid-19: quem pode ir?

Apesar das regras da União Europeia publicadas em 1° de julho proibirem a entrada de quem vem do Brasil, uma exceção do Governo Português diz que, pelo menos até o dia 15/07, poderão entrar no país os cidadãos europeus e os residentes legais (como já vinha sendo permitido). Ainda, o Despacho n.º 6756-C/2020 informa que poderão entrar brasileiros: “por motivos profissionais, de estudo, de reunião familiar, por razões de saúde ou por razões humanitárias”.

No meu voo, que partiu do Galeão, conferiram meu visto de residência duas vezes: no check-in e antes de embarcar. E depois, na chegada, na hora da imigração. A TAP, por telefone, informou que permite embarcar apenas passageiros com visto de longa estadia, residência ou nacionalidade portuguesa ou europeia.

Há ainda uma nova regra: todos os passageiros dos voos vindos do Brasil, afirma o Governo Português, “têm de apresentar, no momento da partida, comprovativo de teste ao Covid-19, com resultado negativo, realizado nas últimas 72 horas antes do embarque, sob pena de lhes ser recusada a entrada em território nacional.”

Qual é o teste para coronavírus exigido para entrar em Portugal?

Existem três variedades de testes para Covid-19: o teste Molecular (PCR), o teste Sorológico Laboratorial (IgM/IgG) e o teste Rápido de Farmácia (Ag). Segundo a TAP, o teste exigido para entrada ou trânsito em Portugal é o molecular RT-PCR.

A empresa aérea informa que vai verificar se o resultado do exame tenha saído nas últimas 72 horas antes do embarque. Isso pode ser um problema, pois o resultado desses testes, no Brasil, pode demorar até 10 dias. Ou seja, é necessário planejamento e antecedência.

O governo de Portugal afirma que aqueles que não apresentarem o teste serão “encaminhados pelas autoridades de segurança competentes para a realização do referido teste a expensas próprias.”

Segundo a TAP, os testes realizados no aeroporto, sob custo do passageiro, serão efetuados e disponibilizados pela ANA S.A. E os passageiros devem “aguardar o resultado dos testes confinados nos seus destinos de residência, disponibilizando os dados de contacto, seguindo as regras da Direção-Geral da Saúde”.

A empresa sugere que passageiros que tenham viagem até 15 de julho e não consigam cumprir esses requisitos podem alterar a viagem para a semana seguinte, “com isenção do pagamento da taxa de alteração, sendo no entanto cobrada a diferença tarifária, caso seja aplicável, e de acordo com a disponibilidade dos voos”. Já as viagens a partir de 16 de julho seguem as regras tarifárias do bilhete.

Como é a experiência de viajar para Portugal durante a pandemia?

Com poucos horários de voos dentro do Brasil, quem não mora no Rio de Janeiro ou em São Paulo terá pelo menos uma conexão para viajar para fora do Brasil. No meu caso, como o Galeão está operando menos de 10 voos diários, tive que sair de Belo Horizonte às 6h, descer em Guarulhos e pegar outro voo para o Galeão. Fiquei lá algumas horas e então finalmente pude embarcar para Portugal.

As companhias aéreas e aeroportos têm mantido os espaços aparentemente mais limpos e tentado implementar procedimentos para evitar aglomerações.

Sim, o uso de máscaras é obrigatório. Mas apesar dos avisos insistentes de que o embarque seria por grupos de assentos, as pessoas seguem fazendo fila antes de entrar no avião e não costumam manter distância umas das outras. Além disso, todos os voos que embarquei estavam completamente lotados.

aviao de mascara procedimentos seguranca teste covid

Máscara é obrigatória dentro do avião e dos aeroportos

Nos voos nacionais, da Gol, não houve serviço de bordo: entregaram, na hora da saída, um snack. Na hora do desembarque, mais confusão. Os comissários anunciavam claramente que o desembarque seria por fileira e era para permanecer sentado até a sua vez. Mas quem disse que as pessoas respeitavam? Nem o avião tinha aberto as portas e já tinha gente levantando e pegando as malas.

No voo internacional foi a mesma coisa, com a diferença que o serviço de bordo funcionou normalmente no jantar e café da manhã, momento em que todo mundo tirou as máscaras para comer. E, ainda, os banheiros dos aviões foram, de longe, os mais sujos que vi em muito tempo. Talvez dada a lotação do voo.

Distribuíram material impresso informativo sobre os sintomas da Covid-19 e o número para ligar no caso de suspeita da doença. Mas, na chegada, não mediram a temperatura de ninguém. Para quem chega agora, a partir de julho, será necessário preencher um formulário especial da Direção Geral da Saúde (DGS) de Portugal.

Na fila da imigração, houve bastante cuidado com o distanciamento social. Marcações no chão e filas intercaladas. Com bem menos voos chegando, o processo de imigração em Lisboa para estrangeiros foi bem mais rápido do que o normal. Em cerca de meia hora tínhamos sido atendidos (em geral, a espera pode passar de uma hora).

aglomeracao no embarque para voo 2020

Aglomeração na hora do embarque no Galeão

O funcionário do SEF apenas conferiu os documentos de visto e carimbou. Eu estava com meu namorado, que tem cidadania italiana.

E a entrada de brasileiros no restante da Europa?

Brasileiros que queiram entrar nos demais países da União Europeia precisam ter visto (residência, trabalho ou estudo) ou cidadania europeia. Alguns países, como o Reino Unido, exigem 14 dias de isolamento social após a chegada no país.

O site Reopen-Europa é o canal oficial da União Europeia e informa todas as regras sanitárias e restrições de viagem atualizadas. Entretanto, acredito que o melhor site para verificar as regras de entrada em todos os países do mundo é o IATA Travel Center (em inglês).

Entrada de estrangeiros no Brasil: quais as regras?

Para quem quer saber sobre o caminho contrário, a Portaria 340, da Presidência da República do Brasil, publicada no dia 30 de Junho, define que nos próximos 30 dias está proibida a entrada de qualquer estrangeiro por todas as vias (aéreas, terrestres ou aquáticas).

Brasileiros, residentes legalizados, passageiros em trânsito e funcionários do governo e de organismos internacionais, e estrangeiros que tenham familiares próximos brasileiros estão excluídos da proibição.

Ou seja, brasileiros que residam em Portugal, podem sim, na teoria, visitar o Brasil e depois retornar a Portugal. Precisam, porém, estar atentos às novas regras e exigências que surgem com frequência. Assim como a possibilidade de cancelamento de voos e fechamento de aeroportos.

Há ainda regras específicas para estrangeiros que queiram entrar no Brasil com visto de curta duração, para realizar atividades artísticas, desportivas ou de negócios. Ou aqueles que possuam visto temporário para pesquisa, estudo, trabalho, investimento, reunião familiar e atividades artísticas ou desportivas.

As pessoas que se enquadram nesse último grupo só poderão entrar no país pelos aeroportos de Guarulhos, Galeão, Viracopos e Brasília. Deverão ainda, antes do embarque, “apresentar à empresa transportadora declaração médica emitida por autoridade sanitária ou médico local que ateste não estar infectado pelo coronavírus SARS-CoV-2”.


Compartilhe!







Quer nosso kit de Planejamento de Viagens?
Contém um Ebook, tabelas de orçamento,
roteiro e check-list (DE GRAÇA!)




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

5 comentários sobre o texto “Como ir do Brasil para Portugal: teste de Covid e documentação necessária

  1. Olá para mim não ficou muito claro a exigência do teste PCR, como você mesmo disse pode ser um problema porque o teste no Brasil demora alguns dias pra ficar pronto e a companhia pede que seja feito 72h antes. Então a coleta deve ser feita 72h antes do embarque e ja se ter o resultado ou pode ser feito a coleta antes desse periodo mas que o resultado fique pronto 72h antes?
    Também gostaria de saber sobre o teste feito no aeroporto, ele fica pronto na hora? E pode embarcar mesmo assim?
    Obrigada

    1. Oi Ana,

      Realmente não está muito claro para ninguém. O Serviço Nacional de Saúde português dá uma informação diferente da TAP (que me disse resultado). Ele falam que a realização do teste precisa ser em 72 horas.

      Sobre o teste no aeroporto, não temos mais informações além do que está no post: ou seja, que você pode chegar e fazer lá, e que os custos serão seus

      1. Olá Luiza, mas você teve que fazer o teste PCR e apresentar no momento do embarque ou check-in? Estou com essa dúvida em relação as 72h, porque na minha cidade o resultado sai no mínimo em 5 dias úteis após a coleta, e não consigo resposta da Tap por e-mail nem telefone. Você saberia me dizer algo sobre isso?
        Agradeço muito

        1. Oi Everton,

          Eu embarquei antes de julho, então não tive que apresentar teste. Mas o governo está requerindo que seja 72h em relação a data que é feito o teste.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.