Tags:
Atlas: Barcelos, Portugal

A lenda do Galo de Barcelos em Portugal e o que fazer na cidade

O Galo de Barcelos é um símbolo de Portugal. Todo mundo já viu por aí – ou talvez até tenha em casa – um galinho preto pintado de várias cores. Nesse post conto para vocês a história da lenda do galo de Barcelos e também o que fazer na cidade que deu origem a história toda.

barcelos-portugal-vista-pelourinho

A Lenda do Galo de Barcelos

No período medieval, os habitantes do burgo de Barcelos andavam alarmados com um crime ainda não resolvido. Até que apareceu um estrangeiro na cidade, um galego, e todo mundo passou a desconfiar do cara. As autoridades, dando ouvidos ao clamor popular, resolveram prendê-lo, apesar dele jurar a própria inocência. Era um cumpridor de promessas, ele dizia. Estava fazendo o trajeto até S. Tiago de Compostela.

Por fim, foi condenado à forca. Antes de sua derradeira hora, seu último pedido (tá, isso foi exagero meu, mas de fato ele pediu) foi falar com o juiz que o condenou. Ele foi levado até a residência do magistrado bem na hora do almoço. Então, apelou por sua inocência, ao que nenhum dos presentes deu ouvidos. Ele então apontou para um galo assado que estava na mesa e disse: “É tão certo eu estar inocente, como certo é esse galo cantar quando me enforcarem”.

Virou piada entre os participantes do banquete, que decidiram não tocar no tal galo. Levaram então o peregrino para a forca e quando ele já estava literalmente com a corda no pescoço, o galo assado levantou e cantou na mesa. O juiz saiu correndo desembestado para tentar impedir a morte do inocente e se deparou com a cena em que um nó mal feito havia salvado a vida do rapaz. O peregrino foi libertado e seguiu seu caminho para cumprir a promessa.

Anos depois, voltou a Barcelos para erguer um monumento em louvor a S. Tiago e à Virgem.

barcelos-portugal-galo-de-barcelos

Foi a partir dessa lenda que no século 20, o artesão Domingos Côto supostamente criou a figura do galinho que se popularizou. Foi durante a ditadura de Salazar, porém, que o galo de Barcelos tornou-se símbolo do país oficialmente: o governante disseminou a figura folclórica do galo português e a moda pegou.

O que fazer em Barcelos, Portugal:

Barcelos fica no norte de Portugal, na região do Minho, bem próxima à Braga e Guimarães. Costuma ser parada obrigatória para quem faz o Caminho de Santiago português.

  • Paço dos Condes de Barcelos e Igreja Matriz

barcelos-portugal-galo-de-barcelos

barcelos-portugal-galo-de-barcelos

O Paço dos Condes foi construído no século 15 e hoje funciona como museu arqueológico de Barcelos, a céu aberto e com entrada gratuita. Lá dentro, uma das obras mais importantes é o Cruzeiro do Galo. Dizem que essa cruz foi construída no local onde existia a forca de Barcelos e com elementos alusivos ao milagre do Galo. Além disso, há diversos túmulos e peças antigas.

barcelos-portugal-galo-de-barcelos

A Igreja Matriz de Barcelos fica logo em frente, um templo gótico, remodelado no século 16. Em frente também tem o pelourinho, também construído no mesmo século.

  • Ponte Medieval e Barcelinhos

barcelos-portugal-galo-de-barcelos

Essa ponte, que cruza o Rio Cavado, foi construída entre 1325 e 1330, com cinco arcos, típico da época. Do outro lado da ponte fica Barcelinhos, uma freguesia da cidade. Lá é um bom lugar para ter uma vista diferente de Barcelos e você também encontra uma praia fluvial e a Capela de Nossa Senhora da Ponte.

  • Torre da Porta Nova

barcelos-portugal-galo-de-barcelos

Essa torre é a única que restou das muralhas que circundavam a cidade no século 15. Foi muito alterada ao longo dos séculos e hoje lá dentro funciona o Centro de Artesanato, com vários galos de Barcelos feitos por artistas locais. Também é possível subir até o topo da torre para ter uma vista panorâmica da cidade. A entrada é gratuita. Abre de segunda a sexta-Feira, das 10h às 18h. Nos finais de semana e feriados: 10h às 13h e 14h30 às 17h30

  • Rua D. Antonio Barroso

barcelos-portugal-galo-de-barcelos

barcelos-portugal-galo-de-barcelos

Essa é uma rua fechada para trânsito de veículos, com comércio e restaurantes – aliás, recomendo o A Vicentina, que é bem simples, mas bonitinho e com a comida bem gostosa. Quando estive lá a rua estava toda decorada com com guarda-chuvas coloridos. É legal ir seguindo essa rua porque há vários largos e pracinhas bonitinhos também.

  • Templo de Bom Jesus da Cruz

barcelos-portugal-galo-de-barcelos

Essa igreja também está associada a um milagre em Barcelos, mas esse não tem nada a ver com animais. É que em 1504 acharam uma Cruz de terra negra no chão de onde se encontra o Campo da Feira. Foi construído em 1710 e lá dentro você encontra painéis de azulejos. O tal milagre também deu origem à Festa das Cruzes, que é realizada no dia 3 de maio.

barcelos-portugal-galo-de-barcelos

Logo em frente à igreja fica o Passeio dos Assentos, ou Jardim das Barrocas, uma parque pequeno e bem florido, que serve de entrada monumental para a igreja.

  • Museu da Olaria

Não cheguei a visitar, mas o museu, cuja a entrada é gratuita, reúne peças de cerâmica não só de Portuga, mas também de outros países lusófonos. Consulte os horários de abertura no site oficial.

  • Feira de Barcelos

barcelos-portugal-feira

Todas as quintas-feiras ocorre uma grande feira de artesanato e produtos de todos os tipos em Barcelos. É a maior feira tradicional do norte de Portugal e lá você encontra de tudo: móveis, quadros, artigos de vestuário, etc. Porém, não espere uma feira como a de San Telmo, em Buenos Aires, porque lembra mais uma grande feira comercial, sem muito charme (como as que você encontra em Brasília ou Belo Horizonte).

barcelos-portugal-feira

Minhas impressões sobre Barcelos, Portugal

Eu incluí Barcelos cheia de expectativas na minha curta viagem pelo norte português. Como expectativa é um negócio perigoso, acabei ficando um pouco frustrada com o passeio. Mas não estou aqui para dizer que você deveria cortar Barcelos do seu roteiro, mas acho necessário dar um panorama geral e realista do que encontrará por lá.

Barcelos não é feia, mas não é charmosa como Guimarães ou outras cidades menores portuguesas. Não tem muitas coisas para fazer e mesmo a história do Galo não é bem explorada assim, na minha opinião. Meu veredito é: se você está de passagem pelo Minho e tem horas livres, ou se é um peregrino do Caminho de Santiago, inclua Barcelos no roteiro. Mas não vale a pena se deslocar do seu caminho ou incluir a cidade no roteiro se tiver poucos dias para visitar o norte de Portugal.

Onde ficar em Barcelos

Se você pretende fazer o Caminho de Santiago, for fazer muitas compras na feira ou por qualquer outro motivo passar a noite em Barcelos, pode conferir as opções de hospedagem na cidade. É interessante também que nessa lista tem opções de pousadas fofíssimas que ficam fora da cidade e são uma boa para quem quer curtir um final de semana tranquilo no campo.

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países da Europa e pode ser exigido na hora da imigração. Além disso, é importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 comentários sobre o texto “A lenda do Galo de Barcelos em Portugal e o que fazer na cidade

  1. Luiza, amei os seus roteiros e, em especial, o seu comentário sobre Barcelos-Portugal, que estamos programados para dez17. Em pesquisa para conhecer os pontos interessantes, encontrei a sua que deu um show de informações úteis que redirecionaremos o tempo de visita em Barcelos, durante nossa estadia em Portugal-Porto.
    Já sabia que é diferente de Braga e Guimarães com toda sua pompa histórica, que amamos em outras oportunidades.
    Parabéns pela determinação em conhecer outros e tantas culturas, girando mundo.
    Sou do Brasil-Bahia, Dulce Carneiro.
    @_cheville
    @dulce.carneiro
    ??????

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.