Tags:
Atlas: Bangkok, Tailândia

O Grande Palácio de Bangkok, na Tailândia

Uma das principais atrações turísticas de Bangkok, na Tailândia, o Grande Palácio de Bangkok tem relação não só com a família real, mas com a história do país.

Para quem não sabe, Bangkok nem sempre foi a capital da Tailândia, que aliás nem sempre se chamou Tailândia. Ali, desde o século 13, costumava ser o Reino do Sião, cuja a capital era Ayutthaya. Mas depois de uma invasão do exército da Birmânia, que destruiu praticamente tudo que encontrou pela frente, a sede do Reino precisou se mudar, e foi, em 1782, que Bangkok se tornou a principal cidade dali.

Leia também: 
O que fazer em Bangkok
Onde ficar em Bangkok
Guia de Templos de Bangkok

Viagem para a Tailândia

A História do Grande Palácio de Bangkok

Ao mesmo tempo que a nova dinastia no poder tentava reunificar o Sião e fundava Bangkok, os monarcas começaram a construção do Grande Palácio. Erguido numa área de quase 220 mil metros quadrados e cercado por 1900 metros de muros, tudo isso de frente para o rio Chao Phraya, o lugar é um enorme complexo de prédios, galerias, pavilhões, jardins e pátios.

Ao longo de 200 anos, os reis que habitavam o palácio faziam adições e reconstruções, em estilos diferentes. Em 1932, o Sião passou por uma revolução não-sangrenta que garantiu uma constituição para a população e manteve a monarquia, mas decretou o fim do poder absolutista dos governantes. Em 1939, o nome Sião foi substituído por Tailândia – uma referência ao povo Tai, que sempre habitou a região.Grande Palácio Real foi residência oficial dos governantes até 1946, quando o atual rei, Bhumibol Adulyadej (Rama IX), assumiu o poder e decidiu se mudar para o Palácio Chitralada. Ainda assim, apesar do grande movimento turístico, várias partes do complexo são fechadas para o público por serem usadas pelo governo, como escritórios e  locais para cerimônias reais.

Palácio Real de Bangkok

Visita ao Grande Palácio Real de Bangkok

O Palácio Real abre todos os dias, de 8h30 às 15h30.

Endereço: Th Na Phra Lan, próximo à ferry Tha Chang. Fica a apenas meia hora de caminhada do Wat Pho, o templo do Buda Reclinado. Por isso, é uma boa ideia casar as duas visitas.

Preço: 400 Baths (cerca de R$ 29)

Para entrar no Grande Palácio Real (site oficial) você precisa estar vestido adequadamente, o que significa não estar com as pernas ou ombros descobertos. Se você se esquecer ou cair lá por engano, não se preocupe, lojinhas na rua vendem saias e camisetas para os desavisados.

Fique atento aos preços, pois alguns espertinhos tentam se aproveitar dos turistas. Uma saia ou calça sai a 100 baht, ou R$10, evite pagar muito mais que isso.

Você terá acesso a algumas salas, pátios e jardins. A maior parte dos palácios, você só pode ver de fora. Ainda assim é interessante, porque são construções muito suntuosas, repletas de detalhes.

Templos do Palácio Real de Bangkok

Vale a pena conferir o Phra Maha Monthienm, grupo de prédios onde ficava a residência do rei, a Phra Thinang Amarin Winitchai, onde fica a sala do trono, e o Phra Thinang Chakri Maha Prasat, uma espécie de salão real que foi construído por um arquiteto inglês e mistura os estilos europeu e tailandês.

Dois museus ficam dentro do complexo: O primeiro é o Museum of the Emerald Buddha Temple, com dois andares, que guarda artefatos dos anos de construção e ocupação do Grande Palácio, assim como esculturas e outros objetos artísticos.

O outro é o Pavilion of Regalia, Royal Decorations and Coins, que exibe parte do tesouro nacional e também  uma coleção de moedas antigas.

Dá para visitar o Palácio Real por conta própria, mas se você quiser aprender mais sobre a história do local, um tour guiado pode ser a melhor opção. Muitos deles costumam colocar vários templos e pontos turísticos de Bangkok no mesmo pacote. Aqui há uma lista com dezenas de passeios recomendáveis. Veja também a seleção abaixo:

 

Wat Phra Kaew, o templo do Buda Esmeralda

Um dos lugares que mais chama atenção, uma vez lá dentro, é o Templo do Buda de Esmeralda, ou Wat Phra Kaew, uma capela real, toda decorada em dourado, um estilo semelhante ao antigo templo que foi destruído em Ayutthaya e que hoje é considerado o templo mais sagrado da Tailândia.

Construído em 1784, junto com o Palácio, para ser o local de orações particular do Rei, é única capela tailandesa na qual não residem monges.

O destaque é para uma pequena estátua do Buda feita em jade, que data do século 14. Com 66 centímetros de altura, a estátua é, na verdade, esculpida em jade – e não em esmeralda, como diz o nome -, e retrata Buda meditando em posição de lótus. Segundo a lenda, a imagem foi encontrada no reino de Lanna, em 1434, quando um raio atingiu um templo em Chiang Rai. Ainda hoje, a estátua é considerada a protetora do Reino da Tailândia.

Palácio Real de Bangkok

A área do templo também compreende três pagodas budistas, uma delas grande e dourada, em espiral, a Golden Pagoda. A capela do Buda Esmeralda só fica aberta ao público em dias determinados e em hipótese alguma são permitidas fotos lá dentro.

Golpes nas proximidades do Palácio Real

Fique esperto com pessoas que te garantem que o palácio está fechado para uma ocasião especial. Em geral, eles sempre tˆme outro passeio para te oferecer em troca. Essas pessoas se comunicam muito bem e podem, inclusive, estar com um crachá falso. Não acredite nelas! O Grande Palácio Real fica aberto todos os dias.

Desconfie também de quem dizer que esse é um dia especial budista ou o único dia do ano em que alguma outra atração muito legal está aberta. Eles só fazem isso para te arrastar em um tour interminável no qual você, provavelmente, vai visitar um monte de lojas pouco interessantes. É tudo golpe.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

9 comentários sobre o texto “O Grande Palácio de Bangkok, na Tailândia

  1. Estou aqui neste momento, tudo muito bonito e organizado, comemoração do ano novo chinês, não tivemos nenhum problema com informações, mas procuramos sempre sair do hotel informados

  2. Viajamos a Tailândia em outubro de 2016. Infelizmente não conseguimos visitar o palácio real porque o rei havia morrido dois dias antes da nossa chegada. Em compensação participamos de um momento histórico nas ruas junto com a população nas homenagens prestadas ao rei.

  3. Visitamos a Tailândia em outubro de 2016. Infelizmente não conseguimos visitar o palácio porque o rei havia morrido e não permitiam a entrada de turistas. Quem for não deixe de ir a ko Phi Phi, é deslumbrante.

  4. Estou na Tailândia, a uma semana em Bangkok, visitei ontem o Grande Palácio e se não tivesse com meu filho que vem sempre aqui teria caído no golpe de outro ponto turístico. Estou no hotel Chatrium e ao tomar um táxi aqui na porta ele fez tudo para nos mudar de atração turística e enumerou vários problemas para visitar o grande palácio, até que nos convenceu a ir de barco e nos deixou num píer onde o atendente pediu 1600 ba, Meu filho agradeceu e um pouco na frente pegamos um barco de turismo pelo rio Chao praya que cobrou 40 Ba

  5. Saudações, pessoal!

    li em um outro post de vcs que o “Buda Esmeralda só pode ser visto em dias determinados”. Quais dias seriam esses? Estou fazendo meu roteiro e não quero deixar de vê-lo!
    Abraço e obrigado pelas informações!

    1. Oi Fernando,

      Olha, a gente está checando essa informação para corrigir o outro post.

      No site oficial de turismo da Tailândia eles informam atualmente que fica aberto diariamente, de 8h30 as 15h30, exceto em dias de cerimônias reais oficiais.

  6. Adorei o Grande Palácio, com certeza vou visita-lo quando for para a Tailândia em Março do ano que vem. A propósito, pretendo passar 2 semanas lá, será que consigo conhecer os principais pontos turísticos de lá?

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.