fbpx

Onde encontrar hospedagem grátis em troca de trabalho

A internet tornou possível o desenvolvimento de diversas plataformas bacanas, como os financiamentos via crowdfunding, os sites de troca de coisas usadas e até um que você se conecta com o seu vizinho paga pegar coisas emprestadas. No ramo das viagens, a iniciativa mais conhecida é o Couchsurfing, que permite que você se hospede de graça na casa de um desconhecido. No entanto, nem sempre é fácil encontrar um sofá na mesma bat-hora e bat-local que você quer.

mochila, mochileiros

A hospedagem é, depois das passagens aéreas, o item que mais pesa no bolso dos viajantes. Por isso, economizar o valor da diária é o desejo de diversos mochileiros, de gente sem grana, de quem viaja por longos períodos ou, quem sabe, de quem está apenas em busca de uma experiência diferente. Nós listamos abaixo cinco plataformas que vão te oferecer um teto durante a sua viagem em troca de algumas horas de dedicação e boa vontade.

Vale a pena lembrar

Esse tipo de acordo entre viajantes e anfitriões tem algumas questões polêmicas envolvidas. A primeira crítica é que os donos dos hotéis conseguem mão de obra sem pagar por ela, a  troco apenas de uma cama e algumas refeições. Além da exploração do trabalho do viajante, que muitas vezes acaba preso a uma rotina rígida com horários desproporcionais ao “pagamento” oferecido, esse tipo de prática também afeta negativamente a economia local, uma vez que o empregador deixa de contratar alguém para exercer aquela função.

É claro que nem tudo é assim tão preto no branco e nem todas as práticas nesse sentido são predatórias. Há lugares que estão realmente interessados no intercâmbio e na experiência. Mas vale o alerta: desconfie de lugares em que todo o staff é composto exclusivamente de voluntários – o recomendável é que sejam apenas algumas vagas – e converse bem sobre as suas obrigações e as condições oferecidas antes de fechar o acordo. E não relute em denunciar a empresa na plataforma caso você se sinta explorado.

WWOOF

Se você curte uma atmosfera bucólica, o WWOOF pode ser uma opção bem interessante. A sigla significa World Wide Opportunities on Organic Farms, ou, em bom português, Oportunidades Globais em Fazendas Orgânicas. O trato é o seguinte: você consegue cama e comida em troca de ajudar os anfitriões em atividades como semear, compostagem, jardinagem, plantar, cortar plantas, tirar leite, alimentar animais, construir cercas, fazer tijolos de barro e até fazer vinhos, queijos ou pães.

WWORF - Fazendas Organicas

Para participar, basta entrar no site oficial e escolher o país que você quer visitar. Você vai ser redirecionado para o site de ofertas daquele destino. Depois, é só pesquisar as regiões e fazendas que mais te interessam. Os acordos de trabalho variam, mas costumam ficar entre 4 e 6 horas de dedicação por dia em troca de cama e comida. Já o tempo de permanência deve ser negociado direto com o anfitrião.

Eu tenho muita vontade de me hospedar em uma fazenda dessas por um tempo, já que eu acho que seria uma oportunidade incrível de fazer algo totalmente nada a ver com a minha rotina. Quem sabe na próxima viagem para a Europa?

Morangos - colheita - WWORF

House Sitting

A proposta aqui é cuidar da casa e dos animais domésticos enquanto os donos viajam. É fundamental gostar dos bichinhos, já que você terá que fazer algumas tarefas básicas aqui, como dar comida, carinho, passear e limpar a sujeira. É preciso também uma grande dose de responsabilidade, já que você vai morar na casa de alguém de forma provisória. No mais, é aproveitar o conforto de um lar temporário e explorar o destino escolhido. Há diversas plataformas de house sitting disponíveis hoje. As mais famosas são a Nomador e a Trusted House Sitters.

Worldpackers

Mas tem gente que não é fã da vida do campo. Eu entendo, a natureza pode ser bem hostil e os bichos podem não ir muito com a sua cara. Para essas pessoas, há uma opção parecida, mas bem mais urbana. No Worldpackers, você troca a sua hospedagem pelo trabalho em hostels ao redor do mundo.

Hostel placa

Funciona mais ou menos do mesmo jeito: você se inscreve na plataforma e procura oportunidades nos países de sua preferência. Há um seleção prévia de acordo com suas habilidades e experiências. Você pode ser escolhido para trabalhar na recepção, atacar de DJ, guiar um pub crawl, ajudar na limpeza, cuidar das redes sociais do hostel e até mesmo dar aulas de artes e línguas.

Mas atenção: O Worldpackers é gratuito, mas você pode optar por um plano pago para “furar-fila” e conseguir oportunidades mais rápido. Se você quiser o gratuito mesmo, aconselho começar a busca com antecedência.

Workaway

Ao contrário das duas plataformas anteriores, o Workaway não é especializado em um tipo de trabalho específico. Ele funciona como um banco de dados que reúne pessoas e organizações em busca de voluntários para as mais variadas tarefas.

As oportunidades são diversas e podem partir de pessoas ou empresas. Você pode trabalhar como babá ou mesmo encontrar oportunidades em fazendas e hostels. Em geral, você vai trabalhar 5 horas por dia, 5 dias por semana e, além da cama, vai ganhar também algumas refeições. Para ter acesso às vagas, é preciso pagar uma taxa de adesão, que vale por um ano (23 euros para quem viaja solo e 30 euros para casais ou grupos de amigos).

Helpx

O Helpx vai mais no estilo do Workaway: reúne vagas de tudo quanto é tipo de voluntariado. Na verdade, as vagas disponíveis no Helpx são, muitas vezes, as mesmas do Workaway, por isso não faz sentido pagar pelas duas assinaturas. A vantagem é que o preço do Helpx é mais vantajoso: 20 euros para dois anos de assinatura. O acordo padrão de trabalho é de quatro horas por dia.

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países e importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Natália Becattini

Jornalista, escritora e mochileira. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Já chamei muito lugar de casa, mas é pra BH que eu sempre volto. Além do 360, mantenho uma newsletter inconstante, a Vírgulas Rebeldes, na qual publico crônicas e contos . Siga também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

115 comentários sobre o texto “Onde encontrar hospedagem grátis em troca de trabalho

  1. Bom dia , eu gostaria de saber como posso trocar hospedagem por trabalho aqui no Brasil , moro em São Paulo, tenho 45 anos , me chamo Kelly estou desempregada , vou ter que entregar minha casa e sou sozinha .
    Talvez de caseira , qualquer coisa

    1. Olá Kelly, que tristeza sua situação! Ninguém deveria trabalhar em troco de hospedagem para sobreviver! É como se estivéssemos retornando à escravidão. Infelizmente não consigo te ajudar nesse sentido, pois as situações listadas são de curto prazo e para turistas. Espero que você encontre um emprego devidamente remunerado, com todos os seus direitos garantidos. 🙁

      Abraços e muito boa sorte!

  2. Olá Natália muito boas suas sugestões…quero tb aproveitar as oportunidades oferecidas, tenho cidadania Italiana. Quero alguma coisa na Itália, minha formação acadêmica é em Direito, onde posso pesquisar comunidades de brasileiros na Italia?, isto facilitaria para mim ou vc acha melhor inscriçãos.nos.sites para posterior confirmação?, grato.

    1. Jair, você pode buscar no Facebook, sem há grupos de brasileiros vivendo em determinado país. A cidadania facilita para você ficar mais tempo na Europa que um turista comum, não sei se facilita encontrar vagas nesses sites.

      Abraços

      1. Oi Natália . Estou fazendo aula de inglês, e meu sonho é poder fazer um intercâmbio para apprender mais a língua inglesa, gostaria de ficar por um pouco tempo, máximo uns 3 a 4 meses . Você acha que eu consigo algum lugar para me hospedar apenas em troca dr serviços prestados . Gosto de fazendas , e etc . Apenas para ficar mais perto da língua e voltar para o brasil fluente em inglês . Obrigada .

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.