Roteiro em Madrid: 2, 3 e 5 dias na capital da Espanha

Organizar um roteiro em Madrid é uma delícia. A capital da Espanha é muitas vezes negligenciada nas viagens para a Europa, mas não há quem inclua Madrid no roteiro e se arrependa. Com vida e arquitetura apaixonantes, em Madrid todas as ruas parecem levar a uma plaza ou parque. Os espaços são um convite a serem utilizados, seja para tomar um sorvete na Plaza Izabel II ou para fazer a siesta no Parque del Buen Retiro. E, quando escurece, tomar uma cerveja e ganhar tapas em todos os bares das charmosas (e boêmias) ruas com ar medieval. Madrid é  – em todos os sentidos – uma cidade para ser vivida. Veja aqui uma sugestão de roteiro em Madrid para dois, três ou cinco dias.

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países da Europa e pode ser exigido na hora da imigração. Além disso, é importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.

Roteiro em Madrid: Plaza Mayor

Roteiro em Madrid: Plaza Mayor

Roteiro em Madrid: o que fazer em dois dias

  • Puerta del Sol
  • Plaza Mayor
  • Gran Via
  • Plaza de las Cibeles e Mirante CentroCentro
  • Paseo del Prado
  • Museus: Prado, Reina Sofia e Thyssen-Bornemisza
  • Parque del Retiro
  • Palácio Real

Dia 1

Comece o trajeto pela Puerta del Sol. Esse é o ponto zero de Madrid e hoje é o epicentro da vida madrilenha, local de passagem e ponto de encontro de centenas de pessoas todos os dias. Não deixe de fotografar a estátua do urso com as patas apoiadas em um arbusto. A imagem está no escudo de armas da cidade e é um dos símbolos de Madrid. Dali, caminhe para a  Plaza Mayor, uma praça histórica, que já foi usada como palco de eventos importantes como touradas, execuções públicas, os famosos autos de fé da Santa Inquisição e até mesmo jogos de futebol. Presentes em diversas cidades espanholas, essas praças contam muito da história e da cultura do país. Hoje, a de Madrid é repleta de bares com mesas ao ar livre que são um convite a se sentar e tomar um tinto de verano acompanhado de tapas, como um bom espanhol.

Depois, é hora de percorrer a Gran Via, uma das principais avenidas da cidade. Os prédios ali são um prato cheio para quem ama arquitetura, belos e grandiosos, e o local também é uma importante via comercial que concentra lojas, bares e restaurantes, além de uma região repleta de teatros que é conhecida como Broadway Madrileña. Aproveite para comprar a entrada para algum espetáculo para assistir no fim do dia.

No fim da avenida, entre na Calle Acalá e caminhe até a Praça das Cibeles, uma bela fonte considera um dos monumentos mais bonitos da cidade. De frente para ela fica o Centro Cultural CentroCentro, que oferece, no último andar, um mirante gratuito do qual é possível ter boas vistas da cidade.

Roteiro em Madrid: Vista do Mirante CentroCentro

Roteiro em Madrid: Vista do mirante do CentroCentro

Leia também: Três lugares para ver Madrid do alto

De lá, siga pelo Paseo del Prado, um belo boulevard que também tem algumas construções importantes, como a Fuente Apolo, a Fuente Neptuno e os três museus mais importantes da cidade: O Museu del Prado (onde está o quadro As Meninas, de Velazqués, além de quadros de Goya e outros grandes nomes), o Reina Sofia (focado em arte do século 20, com destaque para o quadro Guernica, de Picasso) e o Thyssen-Bornemisza (que abriga uma coleção numerosa de oito séculos de arte europeia). Como o tempo é curto, é preciso fazer escolhas. Você pode decidir entrar em um dos museus ou seguir para o Parque del Retiro, que também está ali do lado, e é um dos principais espaços verdes da cidade, com direito a lago, palácio de cristal e jardim botânico.

No fim do dia, nossa sugestão é você curtir um pouco o lado boêmio de Madrid, tomando uma cerveja e comendo tapas em algum dos bares do centro. A Cevecería La Sureña, com várias unidades na cidade, tem preços muito bons tanto para as porções quanto para as bebidas.

Que saber mais? Leia nosso post com todas as dicas sobre O que fazer em Madrid

 Dia 2

Reserve a manhã do segundo dia para conhecer o Palácio Real de Madrid por dentro. Antiga residência da Família Real Espanhola e sem dúvidas meu lugar preferido na cidade. Na Casa das Armas é possível ver espadas, armaduras e outros equipamentos de guerra da era medieval. E os outros aposentos dão uma ideia de como era a vida da realeza nos séculos passados. O Palácio abre todos os dias das 10h às 18h no inverno e até as 20h no verão. A entrada custa 10 euros e pode ser comprada na hora, mas, para quem preferir, está à venda pela internet aqui.

Roteiro em Madrid: Palácio RealPalácio Real de Madrid

Bem em frente ao Palácio fica a Catedral de Almudena (site oficial)um templo católico do século 19. Para entrar, é preciso pagar uma taxa de manutenção de 1 euro, mas por 6 você tem acesso ao museu da igreja e a subir na cúpula, que te dá uma boa vista do palácio e da cidade em geral. Abre todos os dias, das 9h às 20h.

Vista da Catedral de Madrid

Também próximo ao palácio fica o Templo Debod. Para quem gosta de história antiga, o melhor monumento da cidade. Construído pelos egípcios no século 4 a.c., foi dado de presente à Espanha em 1961, em agradecimento à ajuda no salvamento dos templos de Abu Simbel. A capela principal é dedicada à Deusa Isis, mas infelizmente estava fechada quando chegamos.

Roteiro em Madrid: Templo Debod

Saindo dali, caminhe ao lado do rio Manzanares até o Parque Madrid-Rio, que foi construído sobre uma antiga rodovia que antes ocultava o curso d’água. Hoje, em vez de uma via engarrafada, o lugar foi transformado em um tranquilo parque a beira de um rio limpo e que corre a céu aberto, um cenário perfeito para um piquenique.

Roteiro em Madrid: o que fazer em três dias

No terceiro dia, aproveite para conhecer um ou dois dos museus que você deixou de fora nos passeios anteriores. Quem não gosta tanto assim de ver quadros, pode visitar o Santiago Bernabéu (site oficial), o estádio do Real Madrid. O passeio sai a 19 euros para adultos e 13 para crianças e ocorre todos os dias, exceto no natal e em 1o de Janeiro. Só fique atento se não vai ter nenhuma partida no dia da sua visita. Nesse caso, os tours encerram cinco horas antes do jogo.

Outro passeio interessante nesse terceiro dia é o Teleférico de Madrid (6 euros ida e volta / site oficial), que sai do Paseo del Pintor Rosales até a Casa de Campo. Além da vista privilegiada da cidade, o local ainda conta com bar que serve como mirante. E se você está em Madrid durante um final de semana, não deixe de visita a El Rastro (Calle de la Ribera de Curtidores, 28005), a maior feira aberta da Espanha.

Roteiro em Madrid: o que fazer em cinco dias

Com cinco dias, dá para usar o tempo para conhecer os arredores de Madrid. Toledo e Ávila são as duas principais escolhas, e dá para conhecer cada uma delas em um dia.

Toledo é uma cidade romana de 192 a.C, que fica às margens do rio Tejo – sim, o mesmo de Lisboa. Considerada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, esse é o principal bate-volta nos roteiros em Madrid. E isso se deve ao fato de ser tão facilmente acessível desde a capital espanhola: fica a apenas meia hora em AVE (trem rápido) dali. Para chegar lá, basta pegar o trem na Atocha e descer na estação Toledo, que fica do lado de fora da cidade murada. Dali saem os ônibus em direção à cidade medieval. Não se esqueça de comprar a passagem de volta antes de sair da estação.

Já Ávila está entre as cidades medievais mais bem preservadas do país, mas fica um pouco mais distante: os trens que saem da estação Chamartín tardam 1h30 até o destino. Mas essa é uma boa opção para deixar para o seu último dia na cidade, se sua intenção for continuar a explorar a Espanha, Ávila fica bem no meio do caminho para Salamanca.

Onde ficar em Madrid: dicas de hospedagem

A Espanha ainda é um dos países mais baratos da Europa para viajar e Madrid não desaponta quando se trata de preço e oferta de hospedagem. Para ficar perto de tudo, o Centro Histórico é sempre uma boa pedida. Por ali, há opções para todos os bolsos, de albergues da juventude a hostales, que na Espanha estão mais para pousadinhas familiares com conforto e bons preços. Além, é claro, de opções para quem quer esbanjar um pouco mais. Nessa linha, recomendamos o Hostal Oliver, simples, mas limpinho e honesto. E, quando o assunto é localização, não dispense de cara os bairros adjacentes, como Huertas e Atocha. Se você quer saber mais sobre os bairros da cidade, deixe de ler nosso guia de Onde ficar em Madrid.

Encontre hotéis em Madrid


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei de casa a Cidade do Cabo, Chandigarh, Buenos Aires e Barcelona, mas acabo sempre voltando pra minha querida BH. Gosto de literatura, cervejas, música e artigos de papelaria, mas minha grande paixão é contar histórias. Por isso, desde 2011 viajo o mundo e escrevo sobre o que vi. Também estou no blog sobre escrita criativa Oxford Comma e compartilho minhas impressões de mundo também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

3 comentários sobre o texto “Roteiro em Madrid: 2, 3 e 5 dias na capital da Espanha

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.