Tags:
Atlas: Máncora, Peru

Máncora, o refúgio do surf no Peru

Pouca gente pensa em praia, verão e surf quando planeja uma viagem para o Peru. São tantas ruínas ancestrais a serem exploradas e vilas andinas a serem descobertas que o fato de que o país tem um litoral enorme no Pacífico quase foge da nossa vista. Mas o mar está ali, gigante e azul, pra mostrar pra gente que o país tem sim uma tradição praieira, guerreira e solteira (quero mais o quê?). E Máncora, no norte do país, quase no Equador, é uma velha conhecida dos turistas peruanos, chilenos e equatorianos em busca de muita sombra, onda e água fresca.

Vista de Máncora, no Peru

Foto: Shutterstock, por Peter Bocklandt

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável em qualquer viagem. Não fique desprotegido no Peru. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício com nosso código de desconto.

Embora seja um destino bastante procurado, Máncora não perdeu a atmosfera simples e seus moradores continuam levando a vida tranquila de uma vila de pescadores. No verão, essa tranquilidade divide espaço com as festas cheias de estrangeiros que duram a noite toda.

Para ser bem sincera, a cidade passa longe de ser um paraíso tropical, mas é um ótimo lugar para quem quer descansar e curtir umas férias sem complicação, especialmente se você já está no Peru. A principal atividade é frequentar a praia do centro durante o dia e dar uma volta na feirinha de artesanato depois. A maior parte dos restaurantes fica na avenida principal, paralela à praia, que também é uma parte da rodovia Panamericana.

As praias de Máncora

Las Pocitas, Órganos Vichayito são três praias mais ao sul da cidade que costumam ficar mais vazias e são mais bonitas que a praia central. Em determinadas épocas do ano, é possível avistar baleias e golfinhos na região. Outra grande atração da cidade é o Farol. Localizado no alto de um morro, pode ser visto de qualquer parte de Máncora. Lá de cima, você tem uma boa vista da região.

Para chegar a essas atrações, você pode caminhar ou contratar um dos vários tuk-tuks (por ali conhecidos como mototáxis) que circulam dia e noite por Máncora. Os valores são bem baixos, entre US$2 e US$5 pelo percurso. Se preferir, peça na recepção do hotel para indicar um motorista de confiança. Quem vai à procura das melhores ondas, vai precisar alugar um carro para chegar às praias mais distantes. Veja aqui como conseguir o melhor custo-benefício.

Um pouquinho mais distante está a Poza de Barro, uma fonte de águas termais que, acredita-se, tem propriedades medicinais. Dá para comprar a viagem com agências locais por cerca de 40 soles, incluindo uma garrafa de vinho. Mas você também pode fazer por conta própria contratando um mototáxi e já combinando a volta com ele.

Praia de Máncora, no Peru

Praia no centro de Máncora. Foto: Shutterstock, por Fotos593

Máncora para surfistas, aspirantes e amantes da aventura

As ondas gigantes visitam a região entre dezembro e janeiro. Mas cuidado, nessa época só se joga quem conhece do esporte. Algumas lojas locais se recusam até mesmo a alugar equipamento pois o risco de dano é grande. No resto do ano, as ondas ainda persistem, mas são mais tranquilas para iniciantes.

Há diversas escolas de surf e outros esportes aquáticos em Máncora. A Spondylus (Av. Piura 216) emite certificados PADI. Já a Kite Club Máncora e Wildk Kitesurf (Av. Piura 261) ofertam cursos de kite surfing. 

Diversos escritórios locais oferecem passeios em alto mar para mergulho de observação de tartarugas marinhas na região de El Ñuro, uma vila próxima. Mas atenção: não compre se oferecerem interação com o animal.

Onde ficar em Máncora, Peru: dicas de hospedagem

Máncora tem uma infinidade de hospedagens bem ao estilo pé na areia: chalés com varandinhas preguiçosas com redes, um piscina para aquele mergulho depois da praia, espreguiçadeiras, decoração hippie chique. O bom é que os preços são bem convidativos e dá para alugar um chalé por a partir de US$30 pelo casal, como é o caso do Blue Hostel e do Loki del Mar. Fique esperto na alta temporada (verão), quando a procura tende a aumentar bastante e fica mais difícil conseguir lugares com bom custo-benefício.

Encontre boas opções de hotéis em Máncora

Como chegar em Máncora, no Peru

Eu fui de Cuenca, no Equador, a Máncora em um ônibus direto. A linha é bem comum, já que é um destino muito visado no Equador, e para também em Guayaquil. Paguei 18 dólares pelo trecho em Março de 2018. Quem vem de Lima também consegue encarar a viagem via terra nos ônibus da empresa Civa ou Cruz del Sur, entre diversas outras. Há também vans privadas que fazem o transporte entre Máncora e as cidade vizinhas.

Leia também: O que fazer em Cuenca, Equador

Se você pretende chegar pelos céus, é preciso voar para o aeroporto de Piura, a cidade “grande” da região. A Latam e a Peruvian Airlines fazem o trajeto saindo das principais cidades do país. De lá, pegue um ônibus local para Máncora. Uma alternativa é voar para Tumbes, outro aeroporto próximo.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei de casa a Cidade do Cabo, Chandigarh, Buenos Aires e Barcelona, mas acabo sempre voltando pra minha querida BH. Gosto de literatura, cervejas, música e artigos de papelaria, mas minha grande paixão é contar histórias. Por isso, desde 2011 viajo o mundo e escrevo sobre o que vi. Também estou no blog sobre escrita criativa Oxford Comma e compartilho minhas impressões de mundo também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.