Mariana, MG: o que fazer, onde ficar, onde comer e quando ir

Mariana é a irmã menor, porém mais velha, de Ouro Preto. Localizada a apenas 11 km da famosa cidade histórica vizinha, a pequena é uma ótima opção de passeio bate-volta para quem vai ficar mais que um final de semana na região.

Fundada há mais de 300 anos, Mariana foi eleita a primeira capital de Minas no século 17. O centro histórico, embora menorzinho e bem menos conservado, lembra muito o de Ouro Preto. Mas Mariana tem mais cara de interior mineiro, mais tranquila e bucólica, sem as hordas de turistas que lotam as ladeiras vizinhas.

Veja também: 7 roteiros pelas cidades históricas mineiras
O que fazer em Ouro Preto: pontos turísticos e roteiro

Mariana, MG

Se você vai visitar a cidade a partir de Ouro Preto, você pode fazer a viagem com o Trem da Vale e transformar o trajeto em uma atração. Quem está desmotorizado também pode pegar um dos ônibus intermunicipais que ligam as duas cidades. Eles passam a cada meia hora e param em um ponto de ônibus ao lado da Escola de Minas, próxima à Praça Tiradentes.

A principal atração de Mariana é, sem dúvidas, o concerto na Catedral da Sé. E a grande estrela do show é um órgão alemão construído em 1701, com 1.039 tubos, sete metros de altura e cinco de largura. A apresentação ocorre apenas às sextas pela manhã, o que dificulta um pouco a vida, mas é a favorita absoluta entre os turistas. Mesmo que você não possa assistir ao concerto, vale a pena visitar a Catedral, que é toda trabalhada no ouro e nos cristais.

Catedral da Sé de Mariana

A Catedral fica em frente a uma pracinha simpática, cheia de restaurantes e lojas de artesanato ao redor. Outro programa interessante é se embrenhar pelas ruas adjacentes para descobrir os casarões e paisagens da cidade. Depois, siga em direção à Igreja São Francisco de Assis, que fica bem ao lado de outra igreja, a Nossa Senhora do Carmo.

Em 1999, ela foi destruída em um incêndio, justo quando estavam terminando sua restauração. A pintura que decorava o forro da nave e dois altares foram completamente perdidos na ocasião. Em frente às duas igrejas fica a Casa de Câmara e Cadeia, onde atualmente funciona a câmara dos vereadores da cidade. A construção, do século 18, ainda preserva as estruturas do período em que funcionou como cárcere.

O que fazer em Mariana

As igrejas “irmãs” de Mariana

E como nas cidades históricas mineiras as igrejas são as atrações mais comuns, não deixe de visitar outra, a Basílica de São Pedro dos Clérigos. No alto de um morro que parte da praça em frente às Igrejas São Francisco de Assis e Nossa Senhora do Carmo, a Basílica permite visitas à sua torre, que proporcionam uma vista privilegiada da cidade. Quem não quiser pagar pode ter um gostinho do que é ver Mariana do alto a partir da praça e do mirante em frente.

Mariana, Minas Gerais

Basílica de São Pedro dos Clérigos

Se você tiver mais que um dia, não deixe de passar pela Mina da Passagem, uma das maiores minas de ouro do mundo aberta à visitação. O lugar te dá uma ideia do que foi a exploração do metal que financiou as igrejas e obras de arte que visitamos hoje. Sem dúvidas um dos melhores programas da cidade.

Quantos dias ficar e quando ir

Quase todo mundo vai no esquema bate-volta a partir de Ouro Preto, mas passar uma noite por ali não é má ideia. Se fizer isso, aproveite para gastar pelo menos dois dias inteiros na cidade. Não há época ruim para conhecer Mariana, mas, como toda cidade histórica mineira, os feriados religiosos costumam ser interessantes por ali.

Dicas de restaurantes em Mariana, MG

A estrutura turística passa longe do nível da de Ouro Preto, mas Mariana tem bons restaurantes. Localizado na Praça Gomes Freire, o Rancho da Praça tem uma das melhores opções de buffets de comida mineira. Para quem procura algo mais elaborado, para as noites, o Bistrô também fica no centro e é um dos mais bem avaliados da cidade. Já o Sinhá Olímpia fica fora do centro, na estrada entre Mariana e Ouro Preto.

Mina da Passagem, Mariana

Mina da Passagem, Mariana

Onde ficar em Mariana

Quem busca economizar ou procura um ambiente mais tranquilo e com clima de cidade de interior pode escolher ficar em Mariana em vez de Ouro Preto. As hospedagens ali são mais econômicas que na cidade vizinha. Algumas opções de hotéis e pousadas no centro histórico de Mariana:

Veja mais  hotéis e hosteis em Marina

Devo ir de carro?

Só por Mariana, não. O centro histórico é pequeno e dá para fazer tudo a pé. O carro também é desnecessário para Ouro Preto, mas começa a ficar interessante para viagens maiores, que envolvam várias cidades históricas da região, como o distrito de Lavras Novas, ou que sigam para outros lugares, como Tiradentes, Congonhas e São João Del-Rei.

Se resolver alugar um carro, leia nosso texto para garantir o melhor custo/benefício.

Mariana, Minas Gerais


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 comentários sobre o texto “Mariana, MG: o que fazer, onde ficar, onde comer e quando ir

  1. Ah, mesmo se tiver 1 dia só em Mariana, dá pra fazer tudo isso! Eu cheguei cedo para o concerto, visitei as igrejas e o centrinho da cidade, almocei por lá e depois na volta para Ouro Preto, visitei a mina! Estava hospedada em Ouro Preto e de carro, então com certeza facilitou, me programei para visitar Mariana bem no dia do concerto,

    1. Ei Fernanda, sim, estar de carro ajuda. Quem vai com o trem da vale pode ficar apertado de visitar a Mina no mesmo dia, por causa dos horários de ida e volta. 🙂

      Abraços!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.